quinta-feira, 10 de agosto de 2017

As camisas de Javier Zanetti

Por Lucas Paes


Neste 10 de agosto de 2017, Javier Zanetti completa 44 anos. Jogador de técnica refinada e de grande classe, o argentino é um dos maiores (se não o maior) ídolo da história da Internazionale de Milão. Mas se engana quem pensa que o Capitano só jogou na Inter, já que o atleta começou a carreira na sua terra natal.

TALLERES


Iniciou sua trajetória no Talleres, da cidade de Remedios de Escalada (e não no mais famoso, de Córdoba), equipe que na época frequentava a segunda divisão argentina, após ser rejeitado pelo Independiente de Avellaneda. Jogou apenas um ano nos Tallarines, sendo adquirido pelo Banfield em 1993. Fez 33 jogos e um gol pelos alvirrubros.


BANFIELD


Estreou pelo Banfield contra o River Plate e demorou apenas 17 dias para marcar seu primeiro gol pelo clube, em empate contra o Newells. Suas espetaculares atuações levaram River e Boca a fazerem de tudo para contarem com seu futebol, porém ele permaneceu outra temporada em El Taladro. Foram 66 jogos e 4 gols pelo Banfield. Saiu da equipe direto para a Inter, sendo a primeira aquisição de Massimo Moratti e o resto é história.


INTERNAZIONALE


E bota história nisso. Se em 1995 alguém falasse que aquele lateral vindo de terras portenhas se tornaria ídolo e capitão da Inter esta pessoa seria taxada de lunática. Pois Zanetti foi tudo isso. Em Milão, ganhou praticamente tudo que se pode imaginar. Se tornou capitão em 1999, sucedendo o lendário Giuseppe Bergomi. É também o jogador com mais partidas pela Inter, vestindo a camisa nerazzurra por 858 vezes e marcando 21 gols.

Em Appiano Gentile, além de tudo o que conquistou, mostrou uma polivalência tremenda, passando a atuar como meio campista após a chegada de Maicon. Com um preparo físico invejável, esteve bem até o dia de sua aposentadoria, tendo inclusive um marcante lance em um derby em 2012, onde correu o campo todo até ter seu cruzamento desviado por Yepes.


Aposentou-se ao fim da temporada 2013/2014. Conquistou cinco vezes a Serie A italiana, quatro vezes a Coppa Itália, quatro vezes a Supercopa italiana, uma vez a Liga dos Campeões e uma vez o Mundial de clubes da FIFA, além do título da Copa da UEFA de 1998, o único onde ele não era o capitão. O número 4 foi aposentado pela Internazionale em sua homenagem. Foi o capitão de um dos periodos mais gloriosos da história interista.


SELEÇÃO ARGENTINA


Convocado para a seleção principal desde 1994, Zanetti jogou 155 vezes pela Albiceleste, contando as atuações pelo profissional (143) e pelo sub-23 (12) e marcou 5 gols. É o jogador que mais vezes vestiu a camisa da seleção, recorde que pode ser ultrapassado tanto por Mascherano (possível) quanto por Messi (provável).

Entre os poucos gols que fez, esteve um de grande importância, quando empatou o jogo contra a Inglaterra pela Copa do Mundo de 1998, num duelo com uma rivalidade que vai muito além do futebol. Apesar da longevidade com a seleção, tem apenas uma medalha de ouro nos jogos Pan-Americanos de 1995, pois acabou participando de um período onde o time principal da Argentina vive uma enorme seca de conquistas.


Após encerrar a carreira, passou a trabalhar como dirigente na própria Internazionale, onde hoje ocupa o cargo de vice-presidente. Sua braçadeira foi herdada primeiro por Ranocchia e depois por Icardi, numa sucessão bastante questionada pelos torcedores devido ao caráter questionavel do centro-avante argentino.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações