casasdeapostasbrasil.com

Os 45 anos da invasão corintiana no Maracanã

Com informações do Corinthians
Foto: Arquivo Placar

Cerca de 70 mil corintianos invadiram o Maracanã

No dia 5 de dezembro de 1976, um jogo entrou para a história do futebol tendo a Fiel como personagem principal. Na tarde daquele domingo, cerca de 70 mil alvinegros rumaram ao Rio de Janeiro e dividiram as arquibancadas do Maracanã nas semifinais do Campeonato Brasileiro, contra o Fluminense, no episódio que ficou conhecido como “Invasão Corinthiana”.

Nos dias anteriores à partida, os presidentes dos times buscavam promover a decisão e deram declarações polêmicas. Francisco Horta, que comandava o time carioca na época, chegou a duvidar da grande presença alvinegra no jogo. "Que os vivos saiam de casa e os mortos saiam das tumbas para torcer pelo Corinthians no Maracanã porque o Fluminense vai ganhar a partida”, afirmou.

Mesmo com a confirmação da transmissão ao vivo para São Paulo, o Bando de Loucos atravessou mais de 400 km e quebrou o recorde de volume de tráfego segundo o Departamento Nacional de Estradas de Rodagem, que foi obrigado a implantar a “Operação Corinthians”.

Desde a manhã do dia 05 de dezembro de 1976, a Fiel já pintava o Rio de Janeiro de preto e branco. Quando os portões foram abertos, às 13h, a torcida alvinegra logo dominou boa parte da arquibancada e cadeiras do Maracanã.

Naquela ocasião, já se passavam mais de 22 anos desde a última vez em que o Corinthians levantou uma taça. A proximidade de acabar com o jejum de títulos fez a Fiel comparecer em peso no estádio carioca, em uma época muito diferente da atual, em que não era tão fácil ir de São Paulo ao Rio de Janeiro.

Em jogo único para saber quem avançaria à final, os mandantes abriram o placar com Carlos Alberto Pintinho. A igualdade veio aos 30 minutos do primeiro tempo. Vaguinho cobrou escanteio, Geraldão cabeceou sem direção, mas Ruço apareceu para emendar uma meia bicicleta e fazer um golaço.


A segunda etapa foi praticamente sem futebol. A tempestade que caiu sobre o Rio de Janeiro deixou o gramado sem condições de a bola rolar. Mesmo assim, o árbitro Saul Mendes prosseguiu com o duelo até o fim, deixando a decisão para os pênaltis.

Na marca da cal, foi a vez de o goleiro Tobias brilhar. Neca, Ruço, Moisés e Zé Maria fizeram para o Timão. Rodrigues Neto e Carlos Alberto Torres pararam no arqueiro alvinegro, e o Corinthians classificou-se para a decisão.

Paduano conquista séries C e B2 do Rio de Janeiro em menos de dois meses

Foto: divulgação Paduano

Jogadores do Paduano comemoram a conquista deste domingo

O título não está errado! O Paduano, neste domingo, dia 5, ao vencer o o CEAC/Araruama, no Estádio de Moça Bonita, em Bangu, no Rio de Janeiro, conquistou o Campeonato Carioca da Série B2 de 2021. A curiosidade é que a equipe, a menos de dois meses, tinha ganhando a Série C estadual, batendo o Búzios na final.

O Paduano entrou com grande vantagem em Moça Bonita neste domingo, já que no outro final de semana, já tinha vencido o CEAC Araruama, no Estádio Lourival Gomes, em Saquarema, pelo placar de 3 a 1. Com isto, a equipe poderia até perder que ficaria com a taça.

Os gols saíram no segundo tempo. O Paduano soube controlar os nervos e venceu com categoria e colocou sua superioridade em campo na etapa final, abrindo 2 a 0. O Araruama, que lutou intensamente, ainda conseguiu marcar no final da partida, mas era tarde demais para tirar a diferença no marcador.

Apesar da derrota, o CEAC/Araruama também garantiu o acesso para a Série B1 de 2022, pois os dois finalistas subiam de divisão, ao contrário de outras divisões do futebol do Rio de Janeiro, já que em alguns certames só o campeão subiu.


O mais impressionante é que em menos de dois meses, é o segundo título de série do Rio de Janeiro que o Paduano conquista. Em, com uma vitória nos pênaltis sobre o Búzios, após um 0 a 0 no tempo normal, a equipe sagrou-se campeã da Série C. Um feito que só o futebol carioca pode oferecer.

Sierra e sua passagem decepcionante pelo São Paulo

Por Fabio Rocha
Foto: arquivo

Sierra chegou com muita pompa no São Paulo, mas não foi bem

O ex-jogador e agora treinador José Luis Sierra, completa hoje 53 anos, Sierra nasceu em Santiago, no Chile, no dia 5 de dezembro de 1968. O ex-meia tinha uma ótima habilidade, e teve boas passagens por vários clubes da América e chegou a jogar até na Espanha. No meio dos anos 90, ele defendeu o São Paulo, mas não foi tão bem no Tricolor.

No dia 3 de agosto de 1994, Sierra veio até o Morumbi jogar contra o tricolor pelas quartas de finais da Libertadores pelo Unión Espanõla do Chile. O jogo do meia chamou a atenção dos dirigentes e da torcida do São Paulo, em um jogo de muitos gols o jogador se destacou pelo lado do time chileno, marcando um belo gol de falta e participando de mais dois gols de sua equipe. A partida terminou em 4 a 3 para o clube brasileiro, mas Sierro saiu com uma moral elevada com os brasileiros.

No mesmo ano, o tricolor fez uma proposta de US$ 1,2 milhões para contratar o atleta, e conseguiu. O São Paulo estava em um processo de reformulação no ano, após a saída de seus grandes jogadores como Raí e Leonardo. Sierra chegou para atuar com a camisa 10 e com um status de craque.

Logo em sua apresentação, o meia chegou de helicóptero no Morumbi para ser recepcionado, uma grande cena para os torcedores que esperavam a chegada de um craque, que iria manter o São Paulo no topo do futebol brasileiro. O tricolor viveu na década de 90, um dos seus melhores momentos, o clube ganhou tudo neste período e Sierra chegou para continuar essa linda trajetória.

Com todas as expectativas criadas no meia, terminou tudo em frustração e decepção, pois o atleta não mostrou em campo seu grande futebol e sua altíssima habilidade, que já havia mostrado por outros clubes. Sierro mesmo com sua qualidade, não conseguiu se adaptar ao estilo do futebol brasileiro e nem ao do time de Telê Santana.


Sierra chegou no final de 1994 e ficou um pouco mais de um ano no clube, e voltou ao futebol chileno para atuar pelo Colo-Colo. Com uma temporada no clube paulista, o jogador atuou 43 vezes e marcou apenas 3 gols, a reformulação que passava pelos pés do meia acabou não dando muito certo.

O ex-jogador, hoje trabalha como técnico. Após o encerramento da sua carreira em 2009 pelo Unión Española, Sierra se arriscou novamente no futebol para dirigir também o Unión, e ficou cinco temporadas treinando a equipe. Hoje o treinador está dirigindo o Al-Ittihad, clube Saudita.

Começou neste final de semana no Uruguai a Divisional D

Foto: divulgação AUF

O Passo de la Arena venceu o Cinco Esquinas por 1 a 0 no sábado

Começou neste final de semana a Divisional D Uruguaia, o quarto escalão do futebol do país. A competição conta com a participação de oito equipes, que foram a campo entre sábado e domingo. A divisão não era realizada desde 1978.

Pela Série A, na tarde de sábado, dia 3, no Estádio Olímpico, o Passo de la Arena encarou o Cinco Esquinas e venceu pelo placar de 1 a 0. Já na tarde de domingo, dia 4, o Deutscher encarou o Keguay, no mesmo local, e venceu por 1 a 0.

Já pela Série B (lembrando que séries, no caso, são grupos), no sábado a tarde, o Hacele un Gol a la Vida encarou o Cooper, no Parque Ancap, e foi goleado por sonoros 6 a 0. Já no domingo de manhã, no mesmo local, Union de San Jose e Rincon de Carrasco empataram em 2 a 2.

Na segunda rodada, pela Série A, o Paso de la Arena encara o Keguay, enquanto o Cinco Esquinas mede forças com o Deutscher. Já pela Série B, o Hace un Gol a la Vida enfrenta o Union de San Jose e o Cooper tem pela frente Rincon de Carrasco. Os jogos serão no próximo final de semana, mas a Associación Uruguaya de Fútbol (AUF) ainda vai confirmar locais e horários.

A competição - A Divisional D Uruguaia é uma competição amadora, mas que faz parte da pirâmide do futebol uruguaio. Ela não era disputada desde 1978 e foi retomada por conta da volta de alguns times do interior na 1ª Divison Amateur, também amadora e terceiro escalão do país. Os times são Salto FC, Paysandu FC e Deportivo Colonia.


A competição deste ano está sendo realizada “a título experimental”, visto que este retorno do campeonato não concederá promoções. A liga é formada unicamente por clubes metropolitanos: times da cidade de Montevidéu e de outros lugares com uma distância máxima de 40 quilômetros entre eles.

Definidos os confrontos das semifinais do Paulistão Sub-20 2021

Por Lucas Paes
Arte: O Curioso do Futebol 

Jogos das semifinais do sub-20

O domingo foi dia de decisão no Paulistão Sub-20 de 2021. Aconteceram os jogos de volta das quartas de final da competição, que obviamente definiram os classificados e os confrontos das semifinais do campeonato. O destaque dentro de campo ficou por conta do Audax, que segurou o Corinthians e deixou o Timão pelo caminho, pintando mais uma zebra na competição. O time de Osasco enfrentará o Mirassol, enquanto na outra semifinal jogarão Ferroviária e Palmeiras.

Pela manhã, jogando no Parque São Jorge, o Corinthians precisava vencer o Audax para se classificar. Os gols aconteceram todos no finalzinho do primeiro tempo, com Carlos abrindo o placar para o time de Osasco e Luis Gustavo empatando logo depois. Com o empate por 1 a 1, o Audax garantiu a vaga nas semis, já que havia vencido a ida por 1 a 0. Ele é o quarto melhor das semifinais com 43 pontos ganhos. 

Em Mirassol, o Desportivo Brasil precisaria bater o Mirassol por pelo menos dois gols de diferença para levar a decisão aos pênaltis. Marcelo abriu o placar para o time de Porto Feliz, mas o placar ficou nisso e o resultado classificou o Leão da Alta Paulista para as semifinais da competição. O Desportivo Brasil fica pelo caminho. O Mirassol lidera a classificação geral com 49 pontos.

No CT do Palmeiras, em São Paulo, a bola rolou para o jogo da volta entre o Verdão e o Santos. Precisando de uma vitória simples para a classificação, os palmeirenses pularam na frente com Kauan. Apesar da pressão santista, o Verdão segurou o resultado e se classificou a semifinal. O Verdão é o segundo na classificação geral com 48 pontos.

Na Fonte Luminosa, a Ferroviária, que já havia vencido o Guarani por 3 a 0 em Campinas, jogou na Arena da Fonte Luminosa e fez sua parte e venceu a volta por 2 a 0, acumulando 5 a 0 no agregado. Logo no início, Dreifke abriu o placar de cabeça e Diogo Bezerra fez no segundo tempo mais um. A Ferrinha tem a terceira melhor campanha com seus ótimos 47 pontos.


As semifinais, como já destacado, serão entre Palmeiras e Ferroviária, com decisão na casa do Verdão e Mirassol e Audax, com decisão na casa do Mirassol. As datas e horários dos jogos das semifinais ainda serão oficialmente definidos pela Federação Paulista de Futebol, a FPF, nesta segunda-feira, dia 6. Os jogos do Paulistão sub-20 são transmitidos no Elevensports e no Youtube do Paulistão.  

Palmeiras bate o Santos e se classifica para as semifinais do Paulistão Sub-20

Por Ricardo Pilotto
Foto: reprodução Eleven Sports

Comemoração no primeiro gol do Palmeiras

Palmeiras e Santos fizeram a partida de volta do confronto das quartas-de-final do Campeonato Paulista Sub-20 2021, neste domingo, dia 5. O jogo, que aconteceu no Centro de Treinamento do Palmeiras II em Guarulhos, terminou com a vitória dos mandantes por 1 a 0 com gol de Kauan nos últimos instantes do primeiro tempo. O triunfo colocou o Verdão nas semifinais da competição.

Na fase anterior, o Verdão enfrentou o São Caetano e conseguiu eliminar o Azulão com uma vitória por 4 a 0 jogando no estádio Anacleto Campanella e com empate em 1 a 1 jogando no seu CT em Guarulhos. Em contrapartida, o Peixe tirou a Ponte Preta com uma vitória por 2 a 1 no Centro de Treinamento Rei Pelé e outro triunfo diante da Macaca pelo placar de 3 a 1 no estádio Moisés Lucarelli, na cidade de Campinas.

No jogo de ida desta etapa, o Alvinegro Praiano recebeu o clube Alviverde no seu CT e o clássico terminou empatado em 1 a 1, na última quarta-feira, dia 2. Os gols da partida foram anotados por Rwan pelo lado da equipe santista no primeiro tempo e Endrick igualou o marcador já na reta final do confronto. Por conta deste resultado, as duas equipes entraram em campo precisando da vitória para se classificar diretamente, já que um novo empate levaria a decisão para os pênaltis.


Ambas os lados começaram o jogo tentando se impor e demonstrando muita disposição para jogar de maneira bastante ofensiva, mas não conseguiram chegar de maneira efetiva. Com o passar do tempo, o Palmeiras foi tendo mais o controle da partida e até arriscou algumas finalizações de fora da área. Porém, teve sérias dificuldades de acertar o alvo. 

Entrando na reta final do primeiro tempo, cada um dos times tiveram ao menos uma chance clara de gol. Aos 32', Rwan fez uma grande jogada individual vencendo a marcação, mas acabou finalizando cruzado e sem direção. Na marca dos 38', Endrick recebeu boa bola ajeitada da direita e tentou encobrir o goleiro Breno, mas mandou por cima. Nos acréscimos, Kauan aproveitou sobra dentro da área após grande confusão e só teve o trabalho de colocar os mandantes na frente do marcador aos 44'. Pouco tempo depois, o primeiro tempo foi encerrado com vitória parcial do Verdão por 1 a 0 em Guarulhos.

Logo no começo da segunda etapa, a partida foi retomada com muita emoção. O Santos começou partindo para cima do clube alviverde e teve uma grande chance de empatar o jogo aos 2' com Victor Cruz em um cabeceio que assustou o goleiro Mateus. Já nos 8', Endrick respondeu pelos mandantes com um contra golpe em velocidade e saiu cara a cara com o arquiero Breno, mas na hora de chutar, pegou muito mal e isolou a bola, desperdiçando uma grande chance de matar o confronto. Com 18', foi a vez de Rwan chegar pelo lado alvinegro e chutar de fora da área para assustar o guarda redes alviverde.


Na sequência, o Peixe partiu para o tudo ou nada e criou Victor Michell e Lucas Henrique tiveram duas oportunidades aos 25' e 27', mas ambas pararam em Mateus. Já nos instantes derradeiros, o Palmeiras passou a fechar mais ainda os espaços para o clube alvinegro e passou a especular através de contra golpes. Aos 44', Pedro Lima teve a bola para matar o jogo após grande jogada pela esquerda, mas chutou em cima de Breno. Nos minutos finais, o Alvinegro Praiano tentou de tudo e se esforçou o máximo no período de acréscimos, mas não conseguiu fazer nada e o jogo foi encerrado com o placar de 1 a 0 a favor do Verdão.

Com a vitória, o Palmeiras garantiu a sua classificação para as semifinais da competição. O clube da capital paulista terá de esperar o encerramento da fase para conhecer o seu próximo adversário. Já o Santos volta às suas atenções para a peparação para a Copa São Paulo de Juniores, em janeiro.

Ex-Botafogo, São Paulo e Vasco, Sidão acerta com o Concórdia para disputa do Catarinense

Com informações do GE.com
Foto: Matheus Lima / Cidade Clube

Sidão defendeu o Figueirense em 2020 e ficou sem clube em 2021

Sidão, de 38 anos, já definiu em qual clube irá atuar na próxima temporada. Depois de vestir a camisa do Figueirense, o experiente goleiro vai seguir em Santa Catarina e disputar o Campeonato Catarinense 2022 pelo Concórdia. O atleta tem um pré-contrato assinado com o Galo e deve ser anunciado em breve.

O goleiro defendeu grandes clubes do futebol brasileiro na carreira, como Botafogo, São Paulo e Vasco da Gama. Em janeiro de 2020, o Goiás emprestou Sidão ao Figueirense. A passagem chegou ao fim após 29 partidas no clube da capital catarinense.

De acordo com a diretoria alvinegra, o atleta e o Esmeraldino tinham contrato até 30 de novembro e, como não chegaram a um acordo para a permanência em Florianópolis, o empréstimo foi encerrado. Com isto, ele foi devolvido ao Goiás.

Em 2021, o atleta ficou sem contrato com algum clube e não atuou. A diretoria do clube informou que só irá anunciar o atleta após a apresentação e confirmação do nome do jogador no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasleira de Futebol (CBF).


Estreia do Concórdia - A Federação Catarinense de Futebol (FCF) já divulgou a tabela de jogos do estadual 2022. O Concórdia vai enfrentar o Brusque na primeira rodada. A partida será em 23 de janeiro, um domingo, às 16 horas, no Estádio Domingos Machado de Lima, em Concórdia.

WO na final? Forte Rio Bananal se atrasa e Aster é declarado campeão Capixaba Sub-20

Com informações do GE.com
Foto: João Brito

Jogadores do Aster levantando a taça de campeão

O Aster é o campeão do Campeonato Capixaba Sub-20 2021. Na tarde deste sábado, dia 5, o time da Capital esperou por 30 minutos, após o horário previsto para o início da final, mas o Forte Rio Bananal não chegou ao estádio Engenheiro Araripe. Com isso a arbitragem deu a partida como encerrada e declarou o Aster como vencedor, por WO.

Com o título inédito, o time da Capital vai disputar pela primeira vez a Copa do Brasil Sub-20, em 2022. Além do torneio, no ano que vem o Aster também vai jogar a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Apesar do vice, o Forte também vai jogar a Copa SP.

Alegando atraso, em decorrência de trânsito na BR-101 Norte, a delegação do time de Rio Bananal chegou ao Engenheiro Araripe apenas após o tempo de espera da arbitragem. Os jovens do Forte receberam as medalhas pelo vice-campeonato e foram aplaudidos pelos adversários do Aster.


A campanha do título - Terceiro lugar na Chave Norte, o Aster pegou o Vitória, nas quartas de final. Classificado com um empate e uma vitória sobre o Alvianil, o Time da Capital eliminou o Porto Vitória, nas semifinais, com mais um empate e uma vitória.

A campanha do Aster no Capixaba Sub-20 foi de 5 vitórias (uma por WO na final), 4 empates e apenas duas derrotas. O time fez 21 gols e sofreu 17.

Atacante Pipico é o primeiro reforço do Madureira para o Cariocão 2022

Com informações do Madureira EC
Foto: divulgação Madureira EC

O experiente atacante foi anunciado neste sábado

Pipico ''chegoooool'' e é o primeiro reforço do Madureira para o Campeonato Carioca de 2022. O atacante de 36 anos reforça o Tricolor Suburbano e será uma das referências no elenco comandado pelo técnico Alfredo Sampaio no Estadual. O vínculo do atleta com o MEC vai até o fim do Cariocão 2022.

Desejo antigo da diretoria, o atleta atuou pelo Santa Cruz-PE nas últimas quatro temporadas e marcou 46 gols em 107 jogos vestindo a camisa do Tricolor de Pernambuco. No Rio de Janeiro, Pipico defendeu o Vasco, Volta Redonda, Macaé e Bangu. Motivado em vestir a camisa do Madura, o atacante chega para qualificar ainda mais o setor ofensivo do MEC.

"Estou muito feliz em finalmente vestir a camisa do Madureira. É um sonho antigo do clube e meu também. Quero agradecer primeiramente a Deus pela oportunidade, ao presidente Elias Duba e ao técnico Alfredo Sampaio, que junto de sua comissão confiaram no meu trabalho. Vamos trabalhar forte para que 2022 seja um ano abençoado, com o Madureira conquistando os objetivos dentro do Campeonato Carioca. A torcida pode esperar muita determinação, garra e vontade. Vou honrar a camisa do Madureira com todas as minhas forças", disse.

Com Pipico no grupo, o Madureira se reapresentou na última quarta-feira, 01, em Conselheiro Galvão e inicia os trabalhos de campo na segunda-feira, 6, no CT Saferj, em Guaratiba, onde fará parte da pré-temporada. A estreia do Tricolor Suburbano no Cariocão 2022 será contra o Resende, no Estádio de Conselheiro Galvão, no dia 26 ou 27 de janeiro.


Ficha técnica

Nome: Wesley Henrique Lima Silva e Silva
Data de nascimento: 07/03/1985 (36 anos)
Posição: Atacante

São Paulo vence o Corinthians fora de casa e garante o título do Paulistão Sub-17 Feminino

Por Emerson Gomes
Foto: Rodrigo Corsi / FPF

São Paulo conquistou o título mesmo atuando na casa do Corinthians

O São Paulo garantiu o título do Campeonato Paulista Sub-17 Feminino ao vencer o Corinthians por 2 a 0, em partida realizada na manhã neste domingo, dia 5, na Neo Química Arena, em São Paulo. Os gols foram marcados por Gica e Ana Julia para a equipe do Tricolor.

O Timão chegou a grande final após vencer o Brothers nas quartas e passar pela equipe da Ferroviária por 3 a 2 em Araraquara na semifinal. Já o Tricolor passou pelo Red Bull Bragantino nas quartas e se garantiu na decisão vencendo o Santos nos pênaltis, após empate por 2 a 2 no tempo normal, fora de casa.

A equipe corintiana começou dominando a posse de bola, e marcando em linha alta, dificultando bastante as ações do Tricolor, porém na primeira chegada de perigo as são-paulinas abriram o marcador aos 12’ em belo gol de Isa, que mostrou frieza na frente da goleira e marcou de cavadinha, 1 a 0 São Paulo.

Após o gol as visitantes quase ampliaram aos 18’ após saída da goleira Nanda, Isa e depois Gica não converteram as chances. As ações se equilibraram novamente, e aos 33’ Nenê teve a melhor chance do Timão em grande chute de fora da área defendido pela goleira Luana. Mesmo com certa pressão das mandantes, o resultado se manteve ao intervalo, 1 a 0 para o São Paulo.

A segunda etapa começou como a primeira, Timão marcando em cima, pressionando a saída de bola e Tricolor tentando descidas em contra-ataque para ampliar a vantagem. A primeira chance das corintianas foi aos 15’ com Laysla. Na resposta, as são-paulinas conseguiram seu objetivo, em descida de Duda Rodrigues pela direita, cruzamento na cabeça de Ana Júlia para ampliar o placar, 2 a 0 São Paulo.

Após o gol as mandantes não desistiram, contando com o apoio da torcida a pressão seguiu, já as visitantes seguiam descendo em velocidade, principalmente com Duda Rodrigues pela direita. Laysla era a mais ativa das mandantes, e aos 36’ levou perigo. A equipe corintiana lutou até o fim, mas não conseguiram êxito, festa das são-paulinas ao fim de jogo, 2 a 0 e festa Tricolor na Neo Química Arena.


A vitória garantiu ao São Paulo o quarto título de Campeonatos Paulista Sub-17 em sua história, dois meses após a conquista do Brasileiro sub-18 em cima do próprio Corinthians, que mesmo com o vice-campeonato saiu aplaudido por sua torcida. Ambas equipes agora concentram-se nos torneios da temporada 2022.
Proxima  → Inicio

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações