casasdeapostasbrasil.com

Taylon comemora título na Arábia Saudita e já projeta a próxima temporada

Foto: divulgação Al Akhoud

Taylon com a bola do jogo e o troféu

O Al Akhdoud, que disputa a Divisão 2 da Arábia Saudita, enfrentou na última segunda-feira, dia 19, o Al Orobah, na final da competição. A partida terminou 3 a 3, com três gols do atacante Taylon, e nos pênaltis, a equipe que tem comissão técnica toda brasileira, foi campeã.

“Foi a realização de um sonho. A meta era subir o time, mas nós fomos além e nos tornamos campeões. Em poucos jogos eu consegui mostrar para o que eu vim, ajudei meu time em momentos decisivos e com a graça de Deus eu consegui resultados melhores do que eu imaginava”, disse o atacante brasileiro.

O atacante marcou 11 gols em 14 jogos e deu duas assistências, fez o gol que garantiu o acesso para a  Divisão 1 do país e um gol na partida que levou a equipe a final do campeonato. O jogador agora analisa propostas para a próxima temporada.


“Tenho certeza que grandes coisas estão por vir, estou confiante no trabalho que fiz. Já tenho algumas ofertas e especulações, mas no momento eu e minha esposa estamos analisando com calma e orando para que Deus possa nos guiar para seguirmos o melhor caminho”, explicou o atleta.

Taylon tem 26 anos e no ano passado atuou pelo Criciúma. Fora do país tem passagens por Malta, Bulgária, Emirados Árabes, Bahrein e agora Arábia Saudita.

O Rio Preto campeão do terceiro escalão do futebol paulista de 1963

Com informações do Diário da Região
Foto: arquivo

De pé: Paulinho, Brandão, Palácio, Martin Mansano, Jacintho Angelone e Antônio João
Agachados, na mesma ordem: Colada, Milton, Joãozinho, Bulau e Noriva

O Rio Preto Esporte Clube está comemorando 102 anos de fundação neste 21 de abril de 2021. Como vários times do interior, o Jacaré vive de glórias e alguns anos de penúria. Porém os títulos são muito comemorados e a primeira destas conquistas veio no Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 1963, equivalente à atual Série A3. A competição teve duas fases preliminares, com o Jacaré sendo campeão de todas.

O torneio só foi concluído na metade do ano seguinte. Também pudera, eram 43 equipes. Isso mesmo, 43, número extenso e ímpar. Na fase semifinal, a série "José de Castro Bigi", o Jacaré foi campeão invicto após goleada de 6 a 0 no Mirassol, se garantindo no hexagonal junto dos classificados nas outras duas séries.

Neste hexagonal, valendo vaga na Primeira Divisão (atual A-2), a equipe que tinha Jacintho Angelone, Colada, Bulau, Noriva e companhia fez uma campanha de recuperação. Estreou em casa com empate de 2 a 2 contra a Botucatuense, perdeu da Usina São João (mais tarde União São João de Araras) por 3 a 0, mas venceu o Palmeiras, de São João da Boa Vista, pela contagem mínima, e teve dois empates sem gols, frente ao Linense e o Hepacaré, de Lorena.

No returno, Palácio ganhou espaço na ponta esquerda do Jacaré do técnico Dicão, com Noriva sendo negociado ao Santos. E o Jacaré começou sua recuperação com vitória em Botucatu (1 a 0) e goleada de 4 a 0 sobre o Usina São João. Em São João da Boa Vista, empate de 1 a 1 e a confirmação do caneco com duas vitórias, 3 a 0 no Linense e 3 a 1 sobre o Hepacaré, com três gols do atacante Joãozinho.

No ano seguinte, foi bem na primeira fase do Estadual, sendo campeão da Série Ermínio de Moraes, se garantindo entre os nove finalistas que brigariam por um lugar na elite. Porém, na fase final o time foi mal e viu a Portuguesa Santista subir, sendo campeã batendo a Ponte Preta na final, em pleno Moisés Lucarelli.


No terceiro escalão do futebol paulista, o Rio Preto repetiria da dose em 1999, quando conquistou a competição com a nomenclatura que persiste até hoje: Campeonato Paulista da Série A3. Em 2007, foi vice da A2 e conquistou o acesso para a elite do futebol estadual, pela primeira e única vez. Atulamente, o Jacaré está na Série A3.

Destaque do Moto Club, atacante Negueba tem agora assessoria da Th3/MSA

Foto: divulgação Moto Club

Negueba em ação pelo Moto Club

Um dos destaques do Moto Club no Campeonato Maranhense de 2021, o atacante André Garcez, mais conhecido como Negueba, é mais um atleta a ter assessoria da Th3/MSA. O anúncio do acordo foi realizado nesta quarta-feira, dia 21.

Natural da cidade de Morros, no Maranhão, o atacante Negueba já vem a alguns anos sendo o "homem-gol" do futebol maranhense. Jogador rápido e com boa finalização, vem sendo um dos grandes nomes do Moto Clube na temporada de 2021.

Negueba, inclusive, vem sendo importante nos grandes jogos, como, por exemplo, tendo balançado as redes no último confronto do Moto Club contra o arquirrival Sampaio Corrêa, o maior clássico do futebol maranhense, na quarta-feira da semana passada, dia 14, onde o Papão do Norte venceu a Bolívia Querida por 2 a 1.

O atleta de 22 anos coleciona títulos pelo Moto Club, tanto no Sub-19 assim como no profissional, teve grande importância no acesso do Bacabal EC em 2020 à Séria A Maranhense, onde trabalhou com o treinador Carlos Ferro e a empresa Th3, que naquele momento estava a frente da gestão do clube.

"Fechar com a empresa esta assessoria irá me ajudar muito pois como sabemos o mercado hoje em dia é muito dinâmico e no caso o atleta tem que estar focado em alto rendimento e ter uma assessoria séria ajuda e muito em nosso desenvolvimento", disse o atleta.

A Th3 aposta e muito que o atleta conseguirá ir longe pois é aplicado e focado em seus objetivos. Aliás, a empresa está a procura de novos talentos. Você pode entrar em contato no instagram.com/tha3assessoria ou no telefone/whatsapp (19) 98181-1678. Conheça também a DG Sports, a marca oficial da TH3/MSA.

Big Six oficializa saída da Superliga Europeia e causa suspensão da iniciativa

Por Lucas Paes
Arte: Evening Standard

O Big Six da Premier League

Como esperado, o restante do Big Six do futebol inglês, ou seja, Chelsea, Arsenal, Liverpool, Manchester United e Tottenham, seguiu o Manchester City e anunciou sua saída da Superliga Europeia. Praticamente de maneira coletiva, o anúncio ocorreu em notas variadas durante a tarde da última terça-feira, dia 20. Com a ruptura, a nova entidade anunciou suspensão das atividades para que o modelo seja repensado.

A entrada dos gigantes da Inglaterra na iniciativa gerou protestos maciços de torcedores e de ex-jogadores e jogadores. As partidas de Liverpool e Chelsea neste meio de semana geraram protestos das torcidas, incluindo a presença de Peter Cech no dos Blues e fizeram com que começassem os rumores da desistência de todos os clubes grandes ingleses da iniciativa. Não demorou muito para que os times da Terra da Rainha optassem pela desistência.

Num movimento mais claro, o capitão do Liverpool, atual campeão inglês, Jordan Henderson, convocou uma reunião com todos os capitães dos clubes da Premier League e postou nas redes sociais sobre sua discordância da iniciativa, iniciativa seguida pelo elenco Red. A mensagem, curta, dizia que "Nós não concordamos e não queremos que aconteça. Essa é nossa posição coletiva. Nosso comprometimento com este clube e seus torcedores é absoluto e incondicional. Vocês nunca caminharão sozinhos.". Desde ídolos da torcida, como Henderson e Van Djik até novatos como Kabak postaram a imagem.

A iniciativa de Henderson não foi o único protesto de jogadores da própria Premier League sobre a questão da Superliga. Outro jogador bastante ativo em reinvindicações e figura carimbada em cobranças pelos menos privilegiados, Rashford, do Manchester United, postou uma foto do Old Trafford num banner que dizia "Futebol sem torcedores não é nada". Seguindo ao crescimento dos rumores da saída dos ingleses, Sterling, Gary Neville e outras figuras fizeram postagens em suas redes sociais.


Curiosamente, antes mesmo do Chelsea, o primeiro time a se posicionar sobre a saída da Superliga foi o Arsenal, que inclusive "pediu desculpas aos torcedores pelo erro". Na sequência, pouco após Di Marzio confirmar, todos os clubes restantes postaram notas oficiais seguindo a inciativa de saída da Superliga. A relação, porém, no caso de todos eles, com os torcedores, ficará estremecida. No caso particular de Liverpool e Manchester United, este segundo onde ocorreu inclusive a renúncia de um diretor e problemas maiores internos, parece não ter retorno.

A ausência do Big Six fez com que os planos da superliga perdessem muita força e ficou muito claro que os planos teriam de ser suspensos. A entidade confirmou tal especulação em nota oficial, dizendo que os ingleses foram pressionados à sair e que haverá um replanejamento do projeto. Resta saber, agora, se a Superliga pode ressurgir como uma possível nova Liga dos Campeões ao lado da própria UEFA.

Sorteio define adversários do Brasil no Futebol Feminino nos Jogos de Tóquio

Com informações da CBF


O caminho para o ouro está traçado. Nesta quarta-feira, o Brasil conheceu os seus adversários na fase de grupos do futebol feminino dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Em sorteio realizado na sede da FIFA, a Seleção Feminina ficou ao lado de China, Zâmbia e Holanda no Grupo F da competição.

Por conta das regras do sorteio, que não permitiam que dois times do mesmo continente estivessem no mesmo grupo, o Brasil já sabia um de seus adversários: a Holanda. O confronto de estreia da Seleção Feminina será contra a China, no dia 21 de julho, em Miyagi. A campanha olímpica do Brasil segue no dia 24 de julho, diante da Holanda, também em Miyagi. A Seleção Feminina fecha a fase de grupos contra a Zâmbia, em Saitama, no dia 27 de julho.

Grupo E
Japão - Canadá - Grã-Bretanha - Chile

Grupo F
China - Brasil - Zâmbia - Holanda

Grupo G
Suécia - Estados Unidos - Austrália - Nova Zelândia

O torneio de futebol feminino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 reúne 12 diferentes seleções, divididas em três grupos com quatro equipes cada. Após a fase de grupos, os dois melhores de cada chave e os dois melhores terceiros colocados se classificam para as quartas de final, de onde o torneio segue em formato de mata-mata até a decisão.

Confira a trajetória do Brasil no futebol feminino de Tóquio 2020 e todos os grupos sorteados:

1ª rodada
Brasil x China
Estádio Miyagi
Data: 21 de julho
Horário: 5h (de Brasília)


2ª rodada
Brasil x Holanda
Estádio Miyagi
Data: 24 de julho
Horário: 8h (de Brasília)

3ª rodada
Brasil x Zâmbia
Estádio Saitama
Data: 27 de julho
Horário: 8h30 (de Brasília)

Brasil estreará contra a Alemanha no Torneio Olímpico de Futebol Masculino

Com informações da CBF


O Brasil já sabe seus adversários no torneio de futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Nesta quarta-feira, um sorteio definiu os grupos da competição e a Seleção Brasileira enfrentará Alemanha, Costa do Marfim e Arábia Saudita na primeira fase.

Atual campeão olímpico, o Brasil foi cabeça de chave no sorteio. No grupo D, a Seleção Brasileira iniciará sua trajetória olímpica em Yokohama, contra a Alemanha, no dia 22 de julho. A segunda rodada será disputada no mesmo estádio, contra a Costa do Marfim, no dia 25. O fim da fase de grupos será no dia 28 de julho, contra a Arábia Saudita, em Saitama.

Confira os grupos:

Grupo A
Japão - África do Sul - México - França

Grupo B
Nova Zelândia - Coreia do Sul - Honduras - Romênia

Grupo C
Egito - Espanha - Argentina - Austrália

Grupo D
Brasil - Alemanha - Costa do Marfim - Arábia Saudita

O torneio de futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 reúne 16 diferentes seleções. Após a fase de grupos, os dois melhores de cada chave se classificam para as quartas de final, de onde o torneio segue em formato de mata-mata até a decisão.

Confira a trajetória do Brasil no futebol masculino de Tóquio 2020 e todos os grupos sorteados:

1ª rodada
Brasil x Alemanha
Estádio Yokohama
Data: 22 de julho
Horário: 5h30 (de Brasília)


2ª rodada
Brasil x Costa do Marfim
Estádio Yokohama
Data: 25 de julho
Horário: 5h30 (de Brasília)

3ª rodada
Brasil x Arábia Saudita
Estádio Saitama
Data: 28 de julho
Horário: 5h (de Brasília)

XV e Água Santa não saem do zero em Piracicaba no retorno da Série A2

Foto: Michael Sanchez / EC Água Santa

Água Santa e XV se enfrentaram em Piracicaba

O retorno de XV de Piracicaba e Água Santa no Paulistão da série A2 foi melancólico e sem gols. As duas equipes não saíram do zero, na noite desta terça, dia 20, no Barão de Serra Negra, em Piracicaba, em um jogo que foi agitado no primeiro tempo e mais parado e tedioso na etapa complementar. O resultado foi bom apenas para o Oeste, que assumiu a liderança isolada da competição.

O XV vinha de uma vitória contra a Lusa, da última vez em que havia jogado no Paulistão da Série A2, ainda no mês de março, por 2 à 1. O Água também vinha de vitória, pelo placar mínimo, contra o Sertãozinho, jogando em Diadema.

Na etapa inicial, o jogo foi mais agitado com as duas equipes criando chances de gol, porém parando ou nos goleiros ou em finalizações erradas. Na melhor oportunidade, aos 26 minutos, a cabeçada de Pavani, do Água Santa, parou na trave e na linha do gol, antes da defensiva quinzista afastar o problema. O primeiro tempo terminou sem gols.

Na etapa final, apesar da velocidade dos dois times, as chances de gols foram raras. Tanto Água Santa quanto XV de Piracicaba esbarravam nas próprias limitações nos próprios erros nas tentativas de buscar o campo de ataque e o gol adversário. Obviamente, com o panorama não mudando, o segundo tempo terminou sem gols e a partida também.


As duas equipes voltam a campo na próxima quinta-feira, dia 22. O Nhô Quim pega a Portuguesa Santista, no Estádio Ulrico Mursa, em Santos, às 22 horas. O Água Santa terá pela frente o Audax, no Canindé, em São Paulo, às 20 horas.

Com segundo tempo movimentado, Portuguesa e São Bernardo FC empatam no Canindé

Foto: Dorival Rosa / Portuguesa

Depois de um primeiro tempo fraco, as duas equipes foram bem na segunda etapa

Fechando a quinta rodada do Campeonato Paulista A2 de 2021, a Portuguesa recebeu o São Bernardo FC no Canindé, em São Paulo, nesta terça-feira, dia 20, na volta da competição, que estava parada por conta da Covid-19. Depois de um primeiro tempo fraco, as duas equipes fizeram uma bela disputa na segunda etapa e o jogo terminou empatado em 1 a 1.

A Portuguesa não teve um bom início de Paulistão A2 de 2021. Foram apenas dois pontos em quatro jogos e na última partida perdeu para o XV de Piracicaba, por 2 a 1. Já o São Bernardo FC também teve um começo de competição aquém do que esperava, mas no último embate antes da parada se reabilitou e venceu o confronto citadino, contra o EC São Bernardo, por 1 a 0.

Precisando vencer, a Portuguesa não conseguiu desempenhar o jogo que todos os torcedores esperavam no primeiro tempo. A Lusa até tentava, mas não fazia boas jogadas. O São Bernardo FC também não estava em uma boa jornada, com poucas ações interessantes. Assim, a fraca etapa inicial terminou com o placar em branco.

A partida melhorou na segunda etapa. A Portuguesa passou a pressionar o adversário, em busca do gol e criou algumas chances. Isto fez com que o São Bernardo FC tivesse espaços para contra-atacar e, desta foram, chegou com perigo em algumas oportunidades.

E o Tigre abriu o marcador aos 16 minutos. Depois de bela tabela, Halef Pitbull deu um bonito passe de calcanhar para Gionotti, que entrou na área sozinho e tocou na saída do goleiro Thomazella: 1 a 0 para o São Bernardo FC.


Com o gol, o time do ABC apostou ainda mais nos contra-ataques e a Lusa, com o passar dos minutos, entrou na afobação, tentando pressionar, mas perdendo lances bobos. Aos 35', após jogada de Léo Jaime, Maiquinho perdeu uma grande chance para a equipe Rubro Verde. Em seguida, Gabriel Gasparotto, goleiro do Tigre, evitou o gol contra de Patrick.

De tanto insistir, a Lusa chegou ao empate aos 44 minutos. Diego Jussani arriscou um chute forte de fora da área, Gabriel Gasparotto espalmou e Ermínio finalizou. A bola foi devagar, mas entrou no canto: 1 a 1 no Canindé.

As duas equipes voltam a campo já na próxima quinta-feira, dia 22. Às 20 horas, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, o São Bernardo FC tem pela frente o Juventus. Já às 22 horas, a Portuguesa encara o Monte Azul no Estádio Maria Tereza Breda, em Olímpia.

Com gol de pênalti no fim, Cachorrão bate o Monte Azul e vence a primeira no Paulistão A2

Por Ricardo Pilotto
Foto: João Victor Romoli / EC São Bernardo

EC São Bernardo conquistou a primeira vitória na competição

Nesta terça-feira, dia 20, o EC São Bernardo enfrentou o Monte Azul no Estádio Joaquinzão, em Taubaté. A partida foi válida pela 5ª rodada da Série A2 do Paulistão 2021. A partida marca o retorno da competição que estava paralisada desde o dia 14 de março. O jogo terminou em 2 a 1 para o Cachorrão. A equipe do EC São Bernardo chegou a primeira vitória nessa Série A2.

Na última rodada, o EC São Bernardo teve um clássico contra o São Bernardo FC. A partida aconteceu estádio Brinco de Ouro, em Campinas e o resultado final foi uma vitória magra do Tigre por 1 a 0. Já o Monte Azul, recebeu o Oeste no estádio Otacília Patrício Arroyo e perdeu por 1 a 0.

Vale lembrar que com o protocolo de proteção à Covid-19 para a volta da realização de eventos esportivos no estado de São Paulo, a exigência é de que os jogos comecem apenas a partir das 20 horas. Como o Estádio 1º de Maio, estádio do São Bernardo, está com uma das torres do sistema de iluminação com problemas, a partida foi transferida para o Joaquinzão, em Taubaté. A equipe do EC São Bernardo segue sem vencer na competição e na lanterna da tabela de classificação.

A primeira etapa começou muito disputada no meio de campo. O Monte Azul começou tomando conta do jogo. A primeira chegada mais perigosa foi do Monte Azul aos 2 minutos de jogo com uma finalização perigosa de fora da área com Juninho. Não muito tempo depois, o AMA chegou de novo pelo lado direito de ataque com Juninho, que cruzou e João Celeri acabou chutando com perigo ao gol do Bernô. A primeira oportunidade mais clara da equipe mandante foi em uma cobrança de falta vinda da intermediária que fez com que o goleiro do Azulão fizesse a sua primeira defesa no jogo. A equipe de Monte Azul Paulista continuou pressionando no campo de ataque, mas o Cachorrão não dava espaço para a equipe azul trocar passes após a linha intermediária.

Com 21 minutos, em belo contra ataque do São Bernardo, Victor Sapo conseguiu aproveitar um belo cruzamento de Erwin da direita e conseguiu descolar uma bicicleta de dentro da área, mas parou na bela defesa do goleiro André que espalmou para a linha de fundo. A equipe do Monte Azul não se intimidou e continuou com a proposta de jogar em cima do Bernô. No decorrer da partida, a equipe do ABC conseguiu equilibrar um pouco a partida, ficando um pouco mais com a bola. Na reta final da primeira metade da partida, ambas as equipes se soltaram mais para tentar abrir o placar, mas nada foi feito. Os primeiros 45 minutos terminaram sem gols: 0 a 0.

No segundo tempo, a equipe do Cachorrão deu indícios de melhora dentro da partida. Começou com uma postura muito diferente, inda para cima do Monte Azul. Aos 7 minutos, em cruzamento vindo da esquerda, Victor Sapo conseguiu acertar um chute de primeira e fez o goleiro André mais uma vez trabalhar no jogo. Mas mesmo jogando melhor, quem abriu o placar foi o Monte Azul. Aos 17 minutos, em contra golpe armado pela direita por Juninho, o lateral foi ao fundo e cruzou rasteiro para João Celeri, que bateu de primeira no contra pé do goleiro Gustavo para abrir o placar para o AMA. A reação do Bernô veio 4 minutos após o tento do Azulão com Raul. Após belo lançamento por cima da zaga do time adversário, o atacante saiu cara a cara com o goleiro André e bateu forte para marcar o primeiro gol do Cachorrão nessa Série A2 e empatar a partida.


Com os dois tentos, a partida ficou ainda mais movimentada. As duas equipes continuaram tentando jogar com muita intensidade e acabaram se expondo, já que o empate não servia para nenhuma das equipes. A equipe do Monte Azul foi voltando a tomar conta das ações da partida nos 15 minutos finais. Em uma bola sobrada no meio da área, Padú acertou um grande voleio e fez o goleiro Gustavo fazer uma grande defesa. O Bernô não teve alternativas. Teve que suportar a pressão do Azulão e apostar nos contra ataques para conseguir fazer o gol da vitória. Apesar do grande volume de jogo da equipe de Monte Azul Paulista, Cachorrão conseguiu um pênalti no finalzinho da partida. Felipe Souza deslocou o goleiro André e converteu a cobrança e deu a virada para o time do ABC.

 Na próxima rodada da Série A2 do Paulistão, o Cachorrão enfrentará o Taubaté no estádio Joaquinzão nesta quinta-feira (22), às 20h. Já o Monte Azul, receberá a Portuguesa também na quinta-feira no Maria Tereza Breda, em Olímpia, às 22h.

Debaixo de muita chuva, Juventus perde para o Taubaté em Santos

Por Kauan Sousa
Foto: Caíque Toledo / EC Taubaté

Muita chuva em Santos deixou o gramado encharcado

No dia de seu aniversário de 97 anos de fundação, o Juventus perdeu por 2 a 1 para o Taubaté, na noite desta terça-feira no Estádio Ulrico Mursa, em Santos pela quinta rodada da série A2 do Paulistão. O Burro da Central conquistou a sua primeira vitória no campeonato na estreia do técnico Marcelo Martelotte, em partida disputada sob forte chuva.

O Juventus conquistou sua primeira vitória na competição por 2 a 0 contra a Portuguesa Santista, jogando no campo do adversário, o Ulrico Mursa, o mesmo estádio da partida de hoje. Já o Taubaté vem em busca de seu primeiro triunfo, após conquistar seu primeiro ponto no campeonato na última rodada contra o Atibaia jogando em casa.

O jogo que aconteceu no Ulrico Mursa, estádio da Portuguesa Santista, em Santos, por conta dos protocolos de proteção da Covid-19 para eventos esportivos que exige eventos esportivos só a partir das 20 horas. Como o Estádio Conde Rodolfo Crespi não tem iluminação artificial, a partida foi transferida.

Com o gramado completamente encharcado, por conta de uma forte chuva que caiu minutos antes do início da partida, o futebol ficou quase impraticável e a estratégia das equipes foi tentar marcar em bolas aéreas e dessa forma o Taubaté abriu o placar. Aos sete minutos, após uma falta cobrada na área por Marcelinho, a bola sobrou para a o zagueiro Doni que estufou a rede do goleiro André Dias. Aos 31 minutos em mais um bate e rebate, dessa vez dentro da área do Taubaté, Nailson do Juventus depois  de muita insistência empatou a partida para o muleque travesso.

Superando as expectativas em por conta do gramado prejudicado, devido à forte chuva que voltou a cair no segundo tempo, a etapa final começou bastante movimentada com a mesma estratégia usada pelas equipes na etapa inicial, em tentar jogadas por cima para chegar ao gol adversário. Do meio para o final o rendimento caiu um pouco.


Aos 35 minutos a equipe do Taubaté cobrou um lateral longo que sobrou no é de Betinho fora da área que acertou um belo chute colocando o Burro da Central na frente do placar novamente, dando números finais à partida: 2 a 1 para o time do Vale do Paraíba.

O Juventus volta a campo na próxima quinta-feira, dia 22 de abril, quando enfrenta o São Bernardo Futebol Clube, às 20 horas, no Brinco de Ouro, em Campinas. Já o Taubaté enfrenta o EC São Bernardo, no mesmo dia e horário, no Joaquinzão.
Proxima  → Inicio

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações