sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

6 a 0! Pelo Paulista A2, Monte Azul 'passa o carro' em cima do Atibaia

Foto: José Eduardo Arroyo / A Comarca
Com informações do Futebol Interior e Globo Esporte.com

O técnico Luciano Dias e o placar, ao fundo, mostrando os 6 a 0

Depois de perder a invencibilidade no Campeonato Paulista da Série A2 de 2020 na última rodada, o Monte Azul, líder do certame, resolveu descontar tudo no Atibaia. Em partida realizada na tarde desta sexta-feira pré-carnaval, dia 21, no Estádio Otacília Patrício Arroyo, em Monte Azul Paulista, o AMA não tomou conhecimento do adversário e goleou pelo placar de 6 a 0. Marcos Paulo foi o grande destaque, com quatro gols marcados.

A partida começou com o Azulão partindo para cima. Logo aos sete minutos, após cobrança de escanteio rebatida, o Monte Azul fez o primeiro com Marcos Paulo. O ritmo do jogo caiu um pouco, mas os donos da casa seguiram dominando as ações e criando chances.

Aos 37, após jogada ensaiada no escanteio, a bola sobrou para o volante Jô ampliar para o Monte Azul. O Atibaia só chegou uma vez, em chute que acertou o travessão, já no final do primeiro tempo. Assim, o primeiro tempo terminou com o placar de 2 a 0.

Na segunda etapa, o AMA deslanchou de vez. Com menos de 20 segundos, o Monte Azul fez o terceiro. A equipe da casa teve a saída de bola e acelerou o ritmo pelo lado direito. O polivalente Gabriel Souza recebeu e fez cruzamento na medida para Marcos Paulo. O atacante chegou fechando e só teve o trabalho de escorar para o fundo do barbante.

Os mandantes seguiram com o ritmo intenso. Aos dez minutos, boa troca de passes no campo ofensivo até que Gilsinho acionou Ferrugem. O lateral-direito fez o cruzamento, a bola desviou na marcação e foi parar na cabeça de Marcos Paulo. Ele teve tranquilidade para desviar e consolidar a goleada.


Aos 20, o lado direito do Monte Azul voltou a mostrar qualidade. Gabriel Souza foi à linha de fundo e cruzou na medida para Marcos Paulo. O atacante deu lindo peixinho e voltou às redes, chegando ao hat-trick na partida. Depois, aos 39, em nova jogada pela direita, Marcos Paulo deixou Gutierrez na boa para ampliar a goleada e fechar o marcador: 6 a 0 para o AMA.

Com o resultado, o Monte Azul se firma na liderança do campeonato, com 17 pontos. A Portuguesa Santista e o São Bernardo, que se enfrentam nesta rodada, podem igualar a pontuação do Azulão. O Atibaia, que atualmente está na oitava colocação com dez pontos, espera o resultados dos jogos da rodada para ver em que posição ficará.

O Atibaia volta a campo na sexta-feira, 29, às 15 horas, quando recebe o Penapolense, em Americana, no estádio Décio Vitta. Às 15 horas do sábado, dia 1º, o Monte Azul visita o Osasco Audax, em Osasco, no estádio Prefeito José Liberatti.

Chico valoriza reação do Antalyaspor após chegada do técnico Tamer Tuna

Foto: divulgação Antalyaspor

Chico em ação pelo Antalyaspor

Somando os jogos do Campeonato Turco e da Copa Turca, o Antalyaspor está invicto há sete partidas. Na última segunda-feira, a equipe superou o Kasimpasa por 3 a 1 em duelo válido pela 22ª rodada do Campeonato Turco.

Quem foi titular no sucesso do Antalyaspor diante do Kasimpasa foi o brasileiro Chico. Ele, aliás, jogou todas as partidas como titular e ainda não foi substituído desde a chegada do técnico Tamer Tuna. O treinador, aliás, é apontado por Chico como determinante para a reação da equipe nas últimas rodadas.

“O Tamer Tuna conhece muito o futebol turco. Ele foi jogador e depois auxiliar de grandes equipes. Tem muita experiência e quando chegou sabia o que estávamos passando. Procurou nos dar tranquilidade e confiança para sairmos da parte de baixo da tabela. Entendemos a maneira dele trabalhar e conseguimos reagir”, admitiu o ex-jogador do Palmeiras.

Com a vitória da última segunda-feira, o Antalyaspor subiu para o 14ª lugar do Campeonato Turco e abriu dois pontos da zona de rebaixamento. “Somando as duas competições que disputamos já são sete jogos de invencibilidade. Esse período sem perder aumenta nossa confiança e motivação. Também nos dá tranquilidade para treinar e jogar. Nosso time tem jogadores experientes e tenho certeza que vamos nos afastar de vez da zona de rebaixamento”, declarou Chico, que desde 2014 está no futebol turco.


Para manter a boa fase, o Antalyaspor encara no próximo domingo, fora de casa, o Yeni Malatyaspor. Chico venceu os últimos dois duelos contra o rival. “É um confronto direto. O time deles tem qualidade, inclusive fizeram um jogo duro na última rodada contra o Galatasaray. Tenho bom retrospecto diante deles, sei que isso não entra em campo, mas serve como mais um fator motivacional para manter a escrita e consequentemente continuar nossa recuperação na Liga Turca”, finalizou.

Cuidado com os erros, Eduardo Coudet!

Por Tiago Cardoso
Foto: Maria Capra / Internacional

O argentino Eduardo Coudet assumiu o Internacional no início da temporada

Qual a dificuldade de entender que Coudet está errando em sua ideia de jogo?

Por que "habla"? Todos sabemos que adoramos bajular argentinos no futebol, sobretudo no sul do país.

Imputam as más atuações ao pouco tempo de trabalho de Coudet, mas um erro é um erro independente do período em que se comete. Escalar Musto e Lindoso juntos é um erro tanto no começo da temporada quanto no fim. Todos os analistas e apaixonados por futebol, os quais conhecem o funcionamento do jogo, sabem.

O time fica lento, previsível e com saída de bola desqualificada.

A ideia de trazer Musto por trás dos zagueiros, abrindo Cuesta e Fuchs e espetando os laterais seria plausível se o primeiro citado tivesse qualidade. Não tem, aliás maltrata a bola. Ademais, os laterais precisariam ter qualidade de alas, mas Rodinei e Moisés não são estes caras.

Com Musto por trás dos zagueiros, o desenho fica num 3-5-2 no início da construção do jogo. Já sai lento e sem qualidade, e quando chega em Lindoso -nesta situação de jogo o primeiro homem do meio campo- continua lento e sem qualidade. Ademais, Lindoso não verticaliza uma jogada, só toca para trás.

Guerreiro mais uma vez tem seu futebol prejudicado, pois a bola não chega com qualidade, tendo que vir buscá-la em outro setor. Mas como chegar com qualidade se a construção de jogo começa com Musto e Lindoso?

A insistência no Bruno Fuchs, recém egresso da base, em detrimento do experiente e bom Moledo, mostrou-se outro erro crasso de Coudet, uma vez que o garoto sentiu a nova condição, sendo incapaz de acertar mais de 50% dos seus passes.

Se a ideia era trazer Musto por trás dos zagueiros e escalar Fuchs para ambos melhorarem a saída de bola, sinto muito, Coudet, mas a estratégia se revelou um fracasso.


E faço aqui uma mea-culpa, porquanto sou um dos maiores críticos dos anacrônicos e obsoletos treinadores brasileiros e aposto muito em Coudet, todavia suas escolhas, até então, revelam-se péssimas.

Ah, mas ele está só começando. Sem querer defender Odair, o 'Bruxo de Parede', com ele, em um mês, já o criticavam e o chamavam de estagiário.

Um erro é um erro não importa o período em que se comete.

Fazendo uma analogia com o serviço público, se eu prevaricar no início da carreira ou no fim eu estarei errado de igual forma.

Portanto, muda Coudet, senão nada vamos conquistar novamente.

Martim Francisco - Um revolucionário treinador brasileiro

Por Lucas Paes
Foto: arquivo histórico

Martim Francisco foi o inventor do 4-2-4

Apesar de fazer sucesso com jogadores, o Brasil não é lá grande produtor de treinadores cobiçados mundialmente. Porém, grandes gênios da casamata vieram destas bandas e um deles é Martim Francisco Ribeiro de Andrada, mineiro, aristocrata e que mudou o futebol nacional e mundial. Seu nascimento está completando 92 anos neste dia 21 de fevereiro.

Antes de ser treinador, Martim teve uma carreira de jogador frustrada por uma lesão. Em 1951, se tornou treinador do Villa Nova, de Minas Gerais, e reinventou a equipe, mudando sem saber os rumos do futebol como um todo, com a criação e aperfeiçoamento do sistema tático 4-2-4. Formação que além de ainda ser usada hoje, ajudaria a originar muito das táticas atuais. 

Saindo do uso comum do WM, esquema de sucesso no mundo nos anos 1920 e 1930, Martim montou um sistema onde no momento ofensivo, o time ocupava o ataque com 4 jogadores, sendo que na hora de defender, um deles voltava para fechar espaços. Com essa ideia, fomentou uma mudança positiva no Villa Nova que levou a equipe ao título mineiro, conquistado diante do Atlético Mineiro. O 4-2-4 passaria a ser amplamente utilizado no Brasil. Já a carreira de seu treinador seria alavancada pela conquista.

Conta-se que a ideia inicial do 4-2-4 veio a Martim quando ele viu a final da Copa Rio entre Juventus de Turim e Palmeiras, onde ele achou que a Velha Senhora poderia ter parado o Palmeiras com um defensor a mais no seu esquema, recuando um meia. Dessa ideia foi surgindo a pedra fundamental do sistema tático que ele inventou. 

Depois do título com o Villa Nova, ele passou por diversos clubes no Brasil, ganhando vários campeonatos estaduais, principalmente em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. O 4-2-4 foi quebrando barreiras e acabou usado pela própria seleção brasileira, nas Copas do Mundo de 1958 e 1962. Martim acabou causando uma revolução no esporte bretão. O Brasil encantava o mundo com seu futebol e o Planeta Bola seguia tentando copiar os canarinhos, o que levou o 4-2-4 a quebrar fronteiras internacionais.


Com um certo sucesso e com bom nome construído, ele acabou indo para a Espanha, onde treinou o Athletic Bilbao em duas temporadas e meia, terminando duas vezes em terceiro lugar a La Liga. Passou ainda por Elche, Betis e Logroñes em terras hispânicas, fazendo bons trabalhos principalmente no Bilbao e no Elche. Foi um dos poucos brasileiros que conseguiu trabalhos de respeito na Europa até hoje. Voltou para o Brasil depois, onde seguiu com conquistas. Treinou equipes praticamente até sua morte, que veio em 1982, com 54 anos. Partiu sem ter talvez o devido prestígio e reconhecimento.

Princípios do 4-2-4 de Martim são usados até hoje. A própria ideia do ataque posicional, tão usada hoje em dia, bebe um pouco dessa fonte. Pep Guardiola, considerado o melhor treinador do planeta, já usou principios semelhantes a ideia de aumentar a presença ofensiva com quatro atacantes. O próprio Liverpool joga atualmente com algumas variações que se transformam em um 4-2-4 na fase ofensiva. A mudança imposta por Martim chacoalha o futebol ainda tantas décadas depois. Em um país que parece sofrer para criar treinadores para o mundo, há também gênios revolucionários e Martim Francisco sempre será um deles, tendo ou não o reconhecimento que deveria por isso.

Madson e Domingos reforçam o Azulão no Paulista A2

Com informações da AD São Caetano
Foto: Fabricio Cortinove / AD São Caetano

Os atletas foram apresentados nesta quinta-feira, dia 20

Para oferecer mais opções ao elenco dirigido por Alexandre Gallo na Série A-2 do Campeonato Paulista, o São Caetano oficializou mais dois nomes nesta quinta-feira. Madson, meia que atuou pelo CSA no Campeonato Brasileiro, e Domingos, zagueiro que defenderá o clube pela segunda vez na carreira.

Rápido e dono de faro de gol apurado, Madson apareceu muito bem no futebol nacional pelo Vasco. Na sequência da carreira vivenciou momento mágico no Santos, clube pelo qual disputou 106 partidas e marcou 19 gols.

Presente no início da trajetória de Neymar pelo Peixe, o novo reforço do São Caetano ainda conquistou a Copa do Brasil antes de deixar a Vila Belmiro. Após passagem pelo Atlético Paranaense o meia se transferiu para o Al-Khor(Qatar), time onde permaneceu por seis anos.


De volta ao Brasil, defendeu as camisas de Fortaleza e CSA no ano passado. Antes de aceitar o desafio e atuar na Série A-2 do Campeonato Paulista pelo São Caetano.

“Feliz por voltar ao futebol paulista. Quero ter aqui os mesmos bons momentos que tive no Santos. É um prazer vestir a camisa do São Caetano. Então espero oferecer o meu melhor para ajudar a equipe e o professor Gallo na luta pela classificação entre os oito”, afirmou.

Quem também foi oficializado nesta quinta-feira como novo reforço para a Série A-2 do Campeonato Paulista é o zagueiro Domingos. Nome que vestirá a camisa do Azulão pela segunda vez na carreira.

Jogador raiz, como ficou conhecido ao longo do tempo, por sempre chegar forte nas jogadas, o beque teve grande destaque vestindo a camisa do Santos no início da carreira. Em seguida passou pelas equipes do Grêmio (RS), Portuguesa e Guarani antes de se aventurar no exterior, onde jogou no Al-Khor(Qatar) por cinco temporadas.


No retorno ao Brasil, Domingos atuou por Santo André, Portuguesa Santista e Aparecidense. Agora diante da oportunidade de jogar novamente pelo Azulão, o defensor falou sobre a expectativa que possui no time dirigido por Alexandre Gallo.

“Tive aqui uma passagem muito boa. Mas neste retorno preciso esquecer o passado e fazer aquilo o que sempre fiz. Oferecer determinação, empenho e garra para ajudar os meus companheiros na luta pelo acesso. A Série A-2 é um campeonato muito disputado, difícil. Mas sabemos que temos condições de se classificar entre os oito. Vamos lutar passo a passo pelo nosso objetivo(acesso)”, concluiu.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Mesmo atuando em casa, Marília fica no empate com o Olímpia

Foto: Matheus Dahsan / Marília AC

Jogo foi bastante movimentado e terminou com o placar de 1 a 1

A sétima rodada do Campeonato Paulista da Série A3 de 2020 foi aberta nesta quinta-feira, dia 20. O Marília recebeu o Olímpia, no Estádio Bento de Abreu, e, apesar de estar atuando diante do seu torcedor, apenas empatou pelo placar de 1 a 1. Dener fez o do time da casa, mas Eduardo Bahia empatou para os visitantes. Ambos os gols saíram na segunda etapa.

Na oitava colocação da competição, com oito pontos, o Olímpia vinha de um empate sem gols, em casa, contra o Capivariano. Já o Marília, 13º, com seis, fez o mesmo placar contra o Velo Clube, com a partida sendo realizada em Rio Claro.

A partida foi bastante movimentada, com as duas equipes procurando atacar, sendo que no primeiro tempo o Olímpia era ligeiramente melhor. Os visitantes, principalmente com Thiaguinho e Danilo, assustaram a defesa do MAC, mas o goleiro Thiago Moraes fez boas intervenções. Depois dos 30 minutos, o time da casa equilibrou as ações e a etapa inicial terminou com o placar de 0 a 0.

No segundo tempo, o Marília voltou pressionando e logo aos 3 minutos abriu o marcador. Carlos André recebeu na intermediária e enfiou para Dener, que arrancou e finalizou na saída do goleiro Janilson: 1 a 0 MAC, para a alegria dos torcedores presentes ao Bento de Abreu.


O Marília ainda pressionou em busca do segundo gol, mas quem acabou marcando foi o Olímpia, aos 32 minutos. Vinicius Leite cobrou falta pelo lado esquerdo, já próximo à grande área, e colocou a bola na cabeça de Eduardo Bahia. Livre, praticamente na pequena área, ele escorou para dentro e deixou tudo igual. No fim, o jogo ficou equilibrado e o empate em 1 a 1 prevaleceu.

O Marília volta a campo apenas no sábado, 29 de fevereiro, às 16 horas, quando enfrenta o Paulista, no estádio Jayme Cintra, em Jundiaí. No dia seguinte, domingo, 1º de março, o Olímpia recebe o Primavera, no estádio Maria Tereza Breda, em Olímpia.

No Juventus de Jaraguá, Fabinho comemora pausa no estadual: “Precisamos de ajustes”

Foto: divulgação Juventus Jaraguá

Fabinho é um dos destaques da equipe no Catarinense

Após um início surpreendente, o Juventus de Jaraguá do Sul amargou uma sequência de três derrotas consecutivas pelo Campeonato Catarinense. Perto de conquistar uma vaga à próxima fase, a equipe de Jaraguá do Sul quer utilizar a pausa no campeonato para fazer alguns.

“Esses dias sem jogos acabaram vindo numa boa hora. Estávamos numa sequência complicada e acredito que a comissão técnica poderá fazer alguns ajustes pontuais para voltarmos às vitórias. Estamos focados e otimistas que essa maré ruim vai acabar”, revelou o experiente atacante Fabinho.

Aos 36 anos, Fabinho é um dos artilheiros da equipe com dois gols anotados na temporada. “Eu sou movido por desafios e o Juventus me apresentou um projeto muito interessante. O Jorginho vem fazendo um trabalho espetacular no comando da equipe e temos tudo para continuar surpreendendo”, destacou.


No dia 01 de março o campeonato será retomado e o Juventus receberá o Concórdia, às 16 horas, no estádio João Marcatto. “Estamos encarando como uma grande decisão. Um jogo de seis pontos. Temos certeza que o torcedor vai nos apoiar como vem fazendo em todos os jogos. Temos todas as condições de sair de campo com um resultado positivo”, finalizou Fabinho.

O Campeonato Catarinense de 2020 conta com 10 equipes e, atualmente, é liderado pelo Brusque, seguido do Marcílio Dias. O Juventus de Jaraguá do Sul ocupa a sétima colocação, com sete pontos ganhos. O lanterna é a Chapecoense, com apenas trÊs

Com 16 equipes, Paulistão Feminino tem início em 12 de abril

Com informações da FPF


Com 16 equipes, estão definidas as diretrizes da disputa do Paulistão Feminino 2020. Com início marcado para 12 de abril e término em 16 de agosto, o torneio prevê todos os clubes se enfrentando em turno único com os oito melhores classificados para o mata-mata. O empate nesta fase leva a disputa aos pênaltis.

A competição terá novidades, como as voltas de Nacional e União Mogi e a estreia do Red Bull Bragantino. Além disto, alguns projetos que já atuaram no Paulista Feminino em parcerias com times de "camisa", disputarão a competição com o próprio nome, como o Realidade Jovem (Rio Preto e Ponte Preta), Caldeirão (XV de Piracicaba), Internacional de Franca (Francana) e AD Taubaté (EC Taubaté).

Estarão no Paulistão Feminino de 2020 as seguintes equipes:

Associação Desportiva Taubaté - Taubaté
Associação Esportiva Realidade Jovem Rio Preto - São José do Rio Preto
Associação Portuguesa de Desportos - São Paulo
Caldeirão Futebol Clube - Piracicaba
Clube Atlético Juventus - São Paulo
Clube Atlético Taboão da Serra - Taboão da Serra
Ferroviária Futebol S/A - Araraquara
Internacional Esporte Clube - Franca
Nacional Atlético Clube - São Paulo
Red Bull Bragantino - Bragança Paulista
Santos Futebol Clube - Santos
São José Esporte Clube - São José dos Campos
São Paulo Futebol Clube - São Paulo
Sociedade Esportiva Palmeiras - São Paulo
Sport Club Corinthians Paulista - São Paulo
União Mogi das Cruzes Futebol Clube - Mogi das Cruzes


2019 - Na temporada do ano passado, 12 equipes disputaram a competição. Corinthians, São Paulo, Santos e Ferroviária chegaram às semifinais e o título ficou com as Mosqueteiras, que bateram o Tricolor Paulista na decisão.

Com Fábio Silvério de treinador, Araçatuba anuncia primeiros reforços

Foto: arquivo pessoal

Fábio Silvério vai comandar a AEA na Segundona Paulista

Depois de três temporadas sem atividades no futebol profissional, a Associação Esportiva Araçatuba está de volta às competições da Federação Paulista de Futebol. E para a disputa do Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 2020, a equipe já está se movimentando: anunciou Fábio Silvério como treinador e alguns atletas que farão parte do elenco.

O treinador escolhido pela diretoria do clube, presidida por Edson Luís Pereira, é Fábio Silvério. prata da casa, ele foi jogador profissional e atuou como técnico em diversos clubes do estado de São Paulo, e do Paraná, além de outros estados. Silvério atuou como consultor da empresa de César Sampaio (ex-Palmeiras e Seleção Brasileira). Estava atuando na formação de atletas em Araçatuba.

"Defino meu esquema com os jogadores que tenho no elenco. Estou procurando jogadores leves, para um jogo intenso, como é a Segunda Divisão Paulista", afirmou durante a apresentação. "É importante a volta da AEA e os dirigentes do clube foram corajosos em colocar o time de volta a campo. Espero que a cidade apoie o time", disse.

Reforços - Nesta quinta-feira, dia 20, a AE Araçatuba começou a anunciar os primeiros jogadores que farão parte do elenco da equipe para a competição. Chegaram ao clube o goleiro Tallison, que passou por Jaraguá-GO, Goianésia-GO, CSA-AL, o volante Charlys, que atuou no Itajaí-SC e Vila Nova-GO, e o atacante Hélio Júnior, que já defendeu Linense-SP, Votuporanguense-SP e Reddis-ESP. Todos têm 21 anos.


Retorno - O último ano em que a Associação Esportiva Araçatuba jogou o Campeonato Paulista da Segunda Divisão foi em 2016. Problemas financeiros e de adaptações do Estádio Adhemar de Barros, que é Municipal, fizeram com que a equipe não jogasse nos últimos anos. Porém, neste ano, a Prefeitura conseguiu readequar a praça esportiva, conseguiu todos os laudos necessários e o clube resolveu voltar à ativa.

Grupo - A AE Araçatuba está no Grupo 1 do Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 2020, ao lado de Andradina, Bandeirante de Birigui, Grêmio Prudente, Osvaldo Cruz, Tanabi e Tupã. A estreia da AEA será no dia 19 de abril, domingo, às 10 horas, contra o Andradina, fora de casa.

Richarlyson está de volta e reforça o Noroeste na Série A3

Foto: Bruno Freitas / Noroeste

Richarlyson atuando pelo Noroeste em 2019, contra o Rio Preto

O meia Richarlyson é o novo reforço do Noroeste para o Paulistão Série A3 de 2020. Jogador e clube definiram contrato nesta manhã de quinta-feira (20). Esta é a segunda passagem do atleta pelo Norusca. Ele defendeu o Alvirrubro em toda a Terceirona de 2019 e, desde então, tem tido presença frequente no clube. O atleta de 38 anos, com forma física invejável, é querido pelo elenco, torcida, diretoria e funcionários do Noroeste.

Richarlyson foi campeão Paulista com o Ituano em 2002 e depois, no São Paulo, sagrou-se campeão do Mundial de Clubes Fifa em 2005 e foi tricampeão Brasileiro com o Tricolor em 2006, 2007 e 2008. No Atlético-MG foi bicampeão Mineiro em 2012 e 2013 e campeão da Copa Libertadores da América de 2013, ao lado do irmão Alecsandro, Ronaldinho Gaúcho e grande elenco.

Richarlyson também defendeu a Seleção Brasileira, em 2008, como titular, sob comando do técnico Dunga. Rick chega com aval de Luiz Carlos Martins e no Norusca atuará na função de meia, com a sua já tradicional camisa 20.


O jogador concederá entrevista na coletiva às 18 horas desta quinta-feira, dia 20, ao lado do presidente noroestino Rodrigo Gomes, o Mosca, e do gerente de futebol, o Deda, responsável pela formação do atual elenco, que está na liderança do Campeonato Paulista da Série A3 após seis rodadas, com 15 pontos.

2019 - Na temporada passada, Richarlyson jogou a Série A3 pelo Noroeste. A equipe, na ocasião foi a quarta colocada na primeira fase, mas depois acabou eliminada pelo Barretos nas quartas-de-final. No segundo semestre, ainda defendeu a Campinense.
Proxima  → Inicio

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações