casasdeapostasbrasil.com

Carlinhos, o Violino - Uma história de amor e títulos pelo Flamengo

Por Ricardo Pilotto
Foto: Manchete Esportiva

Como jogador, Carlinhos só atuou no Flamengo

Nesta quarta, dia 22 de junho de 2021, se completam 6 anos da morte de Luis Carlos Nunes da Silva, popularmente conhecido como Carlinhos, O Violino. O atleta dedicou sua carreira inteira como jogador do Flamengo, e após se aposentar, ainda se tornou treinador do time carioca. O ex-jogador e treinador faleceu por conta de uma insuficiência cardíaca.

No início da sua caminhada para se tornar jogador, Carlinhos, que nasceu no Rio de Janeiro, em 19 de novembro de 1937, jogou no futebol juvenil do Fla e a partir 1958 até 1969, defende a equipe profissional. Em todos os anos de colaboração, Carlinhos fez parte do elenco do Fla que conquistou os campeonatos cariocas dos anos de 1963 e 1965. Também venceu o Torneio Rio-São Paulo realizado em 1961. Durante sua longa passagem como jogador, atuou junto com grandes atletas da história do clube Rubro-Negro como Henrique Frade, Dequinha, Dida, Jadir, Joubert.

Por conta de nunca ter sido expulso, o meia Carlinhos foi um dos poucos jogadores que recebeu o Prêmio Belfort Duarte. Ganhou o apelido de "violino" por tocar a bola de maneira muito refinada e também demonstrar muita classe em grande parte das suas atuações. Até os dias de hoje, o ex-volante é apontado como um dos melhores jogadores de meio campo de todos os tempos do futebol Brasileiro.

Como atleta, um dos melhores momentos de Carlinhos foi na final do Campeonato Carioca do ano de 1963 diante do Fluminense. Violino foi o líder da equipe no empate sem gols que acabou consagrando o que seria o 14º título estadual do Mengão. Esta partida atingiu a marca de maior público em um jogo oficial de clubes no futebol mundial. No Maracanã, foram registrados 177.020 pagantes para ver a grande decisão da competição regional. Ainda há especulações haviam cerca de 200.000 espectadores nas dependências do Estádio Jornalista Mário Filho.

No ano de 1969, aos 32 anos de idade, Violino anunciou o final de sua carreira como jogador de futebol profissional, após 11 temporadas de serviços prestados no clube que considerava sua "segunda casa". No total, Carlinhos jogou em 515 vezes no meio campo do time carioca e até hoje, é o 8º jogador que mais vestiu a camisa do Mengão em toda a história do clube.


A carreira do Violino como treinador - Mesmo tendo encerrado sua jornada de 11 anos como atleta de apenas um clube, Carlinhos se tornou treinador e colecionou 7 passagens pelo Flamengo. Em muitas oportunidades, serviu como técnico "tampão" quando o rubro-negro não tinha quem ficasse no comando do time.

Mas, entre 1991 e 1993, o ex-volante foi ganhar espaço e muito respeito ao conquistar o troféu de campeão brasileiro em 1992, que para muitos, o quarto título oficial nacional do Mengão (quinto para os torcedores, pois contam o Módulo Verde da Copa União de 1987, também com Carlinhos como treinador), que era considerado algo improvável de acontecer. Com isso, Carlinhos tenha sido o primeiro treinador negro a conquistar um Campeonato Brasileiro.

Além da equipe rubro-negra carioca, Carlinhos treinou equipes como o Remo em 1989 e 1990, e o Guarani em 1993. Sua última passagem como treinador no Flamengo foi entre 1999 e 2000, quando conquistou o bicampeonato carioca e a Copa Mercosul.

CBF divulga tabela das oitavas de final do Brasileiro Feminino A-2

Com informações da CBF


As 16 equipes remanescentes do Brasileiro Feminino A-2 conheceram, nessa segunda-feira (21), os dados de seus respectivos confrontos válidos pelas oitavas de final do torneio. Em busca do acesso à elite do futebol nacional, os clubes já sabem as datas, horários e sedes dos embates contra os rivais na fase mata-mata do campeonato. A tabela detalhada foi divulgada pela Diretoria de Competições da CBF.

Confira os dados das oitavas de final do Feminino A-2:

Partidas de Ida

(27/06 – domingo)
10h - América MG x Vasco da Gama RJ - SESC Alterosas, Belo Horizonte (MG)
15:00 - Fluminense RJ x Real Ariquemes RO – Laranjeiras, Rio de Janeiro (RJ)
15:00 - Aliança GO x ESMAC PA - Abrão Manoel da Costa, Trindade (GO)
15:00 - CRESSPOM DF x Fortaleza CE – Abadião, Ceilandia (DF)
15:00 - UDA AL x Athletico PR - Universitário da UFAL, Maceió (AL)
16:00 - Botafogo PB x Ceará CE – Almeidão, João Pessoa (PB)
16:00 - Iranduba AM x Atlético MG - Carlos Zamith, Manaus (AM)
16:00 - EPD JC AM x Red Bull Bragantino SP - A DEFINIR A DEFINIR (AM)


Partidas de Volta

03/07 (sábado)
15:00 Athletico PR x UDA AL - CAT do Caju, Curitiba (PR)
15:00 - Ceará CE x Botafogo PB - Cidade Vozão, Itaitinga (CE)
20:00 - Atlético MG x Iranduba AM - SESC Alterosas, Belo Horizonte (MG)

04/07 (domingo)
15:00 - Red Bull Bragantino SP x EPD JC AM - CFA Jarinu, Jarinu (SP)
10:00 - ESMAC PA x Aliança GO - Francisco Vasques, Belém (PA)
15:00 - Vasco da Gama RJ x América MG - Nivaldo Pereira, Nova Iguaçu (RJ)
15:00 - Fortaleza CE x CRESSPOM DF – Domingão, Horizonte (CE)
16:30 - Real Ariquemes RO x Fluminense RJ – Valerião, Ariquemes (RO)

Ex-lateral Léo celebra os dez anos da conquista da Libertadores de 2011 pelo Santos

Foto: arquivo Santos FC

Léo, com a taça e Pelé

22 de junho de 2011 é uma das datas mais importantes da história do Santos. Há exatos dez anos, o Alvinegro vencia o Peñarol por 2 a 1 no Pacaembu, no jogo de volta da decisão da Copa Libertadores, e conquistava pela terceira vez a competição sul-americana.

Um dos maiores ídolos do clube, o ex-lateral Léo celebra a passagem da primeira década do título continental do clube de Vila Belmiro. “Aquela Libertadores teve uma importância enorme. O Santos voltava a conquistar a competição depois de quase 50 anos, e pela primeira vez após a Era Pelé. Já se passaram dez anos, mas lembro como se fosse hoje o mar branco que tomou conta do Pacaembu. Foi uma noite muito especial, com a festa da nossa torcida, a presença do Pelé. Um dia que lembro com muito carinho e que jamais sairá da minha memória”, declarou o Guerreiro da Vila.


Batalha de Assunção - Uma competição como a Libertadores sempre é recheada de desafios. Mas Léo destaca um jogo, em especial, como o mais o mais difícil. Foi o confronto com o Cerro Porteño, disputado no dia 14 de abril em Assunção, no Paraguai.

“É claro que a decisão, no Pacaembu lotado, foi um momento maravilhoso. Mas outra partida importantíssima foi diante do Cerro Porteño, pela penúltima rodada da fase de grupos. Chegamos ao Paraguai com desfalques importantes (Neymar e Elano entre eles) e até um pouco desacreditados. O ambiente no estádio era hostil, também. Fora a pressão pelo risco de o time ser eliminado no dia do aniversário do clube. Aquela vitória por 2 a 1 foi decisiva e deu ainda mais confiança para chegarmos à decisão e ao título”, relembrou.


Sequestro da taça - O Guerreiro da Vila também recorda de outra situação inusitada: o “sequestro” da taça da Libertadores, que passou a noite seguinte da final no apartamento do ex-lateral no Bairro do Gonzaga.

“Na madrugada daquela quinta-feira, poucas horas após a vitória sobre o Penãrol, no Pacaembu, eu fui o último a deixar o CT Rei Pelé. Foi quando vi a taça da Libertadores em cima de uma mesa, no vestiário. Como, depois de tanta luta para conquistar o título, o troféu iria passar aquela noite lá, sozinho? Não tive dúvidas: levei a taça para ‘dormir’ comigo em casa. É claro que no dia seguinte, assim que acordei, fui entregá-la de volta na Vila Belmiro”, concluiu o ídolo alvinegro.

Calhanoglu se torna mais um que troca os rivais de Milão ao fechar com a Inter

Por Lucas Paes
Foto: Divulgação/Inter

Calhanoglu acertou com a Inter

Um dos destaques da boa temporada do Milan no biênio 2020/2021, o meia turco Hakan Calhanoglu decidiu trocar os rossoneros pelos arquirrivais citadinos da Inter, atuais campeões italianos. O jogador, de contrato recentemente encerrado no lado rubro-negro de Milão, se torna mais um na história a trocar diretamente um rival de Milão por outro, algo não tão comum quanto jogadores que jogaram nos dois lados da eterna rivalidade.

Calhanoglu se tornou o mais recente de uma história longa, porém não tão comum, 38 jogadores já passaram pelos dois clubes de Milão, mas apenas alguns fizeram a troca direta de um lado para outro, ou seja, "pularam o muro". Além de Calhanoglu, outros casos recentes relativamente recentes são Seedorf, numa das negociações mais bizarras e mal feitas da história da Inter, Pirlo, Vieri e Cassano.

Essa história de puladas de muro começou ainda na década de 1910. O primeiro jogador à fazer tal percurso foi o atacante Aldo Ceverini, que trocou de lado por três vezes em sequência. Ele foi campeão italiano pelos Nerazzurri na temporada 1919/1920. Seu irmão e também atacante Luigi fez a mesma trajetória, contabilizando quatro trocas e ainda atuando pela Juventus, sendo também campeão pela Inter em 1920.

Alguns anos depois, outro que repetiu a mudança entre os rivais, porém apenas uma vez foi Giuseppe Meazza, atacante que dá nome ao Estádio San Siro. O habilidoso e matador italiano, porém, é muito mais identificado com a Beneamata. A partir de então, seriam décadas para que algum jogador trocasse novamente o lado da cidade. A situação só voltou a ocorrer em 1982. O defensor Fulvio Collovati, campeão da Copa do Mundo de 1982 e formado na base do Milan, trocou o preto e vermelho pelo azul e preto em 1982, após o segundo rebaixamento do Milan. Foi muito bem em ambos os clubes.

A próxima pulada de muro voltaria a acontecer no início da década de 1990. O célebre atacante Aldo Serena, um dos maiores ídolos da Internazionale fez entre 1985 e 1991 um salto entre os três gigantes da Itália. Em 1987, depois de dois anos na Juve, retornou para ganhar outro Scudetto na Inter, ficando em Appiano Gentile até 1991, quando se transferiu para o Milan, onde se aposentou numa passagem apagada. Ainda naquela década, o atacante Maurizio Ganz trocaria o lado nerazzurri pelo lado rossonero em 1997.

No ano de 2000, o zagueiro nigeriano Taribo West pulou o muro da Inter para o Milan, sem fazer grande sucesso no lado rubro-negro. No ano seguinte, o volante e conhecido "brucutu" Christian Brocchi, que se formou na base do Milan, trocou os interistas pelo seu clube de juventude após uma breve e esquecida passagem por Appiano Gentile. Ainda em 2001, Guly trocou o Milan pela Inter, sem conseguir grande sucesso vestindo nerazzurri, assim como o meia croata Brncic, que fez o mesmo caminho e pouco sucesso dos dois lados da cidade.

O ano de 2002 foi bem movimentado nas negociações e transferências entre os rivais de Milão. Primeiro, foi a vez de Francisco Coco, defensor que nunca se tornou o que prometia, trocar rossoneros por nerazzuris, numa negociação envolvendo inclusive o já citado Seedorf, que obviamente foi de Appiano Gentile a Millanello. O volante Dario Simic percorreu o mesmo caminho de Seedorf, enquanto Umit Davala fez o exato oposto, tudo naquele ano.


Em 2003, o ótimo lateral dinamarquês Thomas Helveg encerrou sua excelente passagem pelo Milan sendo negociado com os arquirrivais da cidade. No lado azul e preto, também foi bem, apesar de deixar o clube depois de uma temporada rumo a Inglaterra. Pouco tempo depois, em 2006, Favalli deixou o lado azul e preto, onde havia sido inclusive duas vezes campeão da Copa Itália, para jogar um último ano pelos rossoneri já no fim de sua trajetória profissional.

Nos anos mais recentes, as transferências entre os dois clubes tiveram algumas histórias curiosas. Além do já citado Cassano, outro atacante que saiu da Beneamata para o Diavolo foi Pazzini, que inclusive foi bem no Milan, mas jogou num time já decadente. Um pouco antes, Macini, que não havia agradado os interistas, foi emprestado aos milanistas e também não agradou, não deixando saudades em nenhum dos dois lados. O volante Muntari, campeão europeu pela Inter, "pulou o muro" em 2012 e foi bem em ambos os clubes, diferente de Matias Silvestre, que fez o mesmo caminho e não deixou saudades em nenhum dos dois rivais.

Formiga é apresentada no Morumbi: “Espero trazer alegria para esse clube”

Com informações do São Paulo FC
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Formiga foi apresentada nesta terça-feira

De volta ao Tricolor, a meio-campista Formiga retornou ao Morumbi na manhã desta terça-feira (22) e concedeu sua primeira entrevista coletiva como atleta do clube. Ela foi recepcionada pelo Presidente Julio Casares e pela ex-zagueira do Tricolor Juliana Cabral, bicampeã paulista em 1997 e 1999 e campeã brasileira em 1997.

Formiga foi anunciada como reforço do futebol feminino tricolor no dia 7 de junho, retornando ao clube após 21 anos de sua primeira passagem. No último sábado (19), após sair de Paris, na França, a atleta são-paulina desembarcou em São Paulo, no Brasil, para a sua apresentação no Morumbi.

“Todos os títulos que ganhamos na década de 1990 foram pelo apoio que o São Paulo nos deu, isso fez com que ganhássemos tudo, e agora não será tão diferente porque o São Paulo está se. Espero, de verdade, trazer alegria para esse clube, ganhar títulos, e que a cada dia o São Paulo venha crescer mais e mais”, disse.

A meio-campista está de volta ao clube para defender as cores da camisa até o fim de 2022. Convocada para os Jogos Olímpicos, a jogadora embarca para Portland, nos Estados Unidos, na próxima sexta-feira (25) para iniciar a preparação com a seleção brasileira.


“Estou louca para treinar, ter contato com as minha companheiras e com o treinador, sei que será possível assim que voltar dos Jogos Olímpicos. Vou seguir torcendo de lá e mandar energia positiva, pois acredito muito no trabalho. Todas estão se dedicando tanto, e a premiação será a glória”, completou.

Com a camisa são-paulina, em duas temporadas, a atleta conquistou três títulos e atuou em vinte partidas, sendo dezenove vitórias e apenas um empate, sem nenhuma derrota no currículo.

Mariane fala sobre a preparação do Fortaleza para as oitavas do Brasileirão Feminino A2

Foto: divulgação Fortaleza EC



Na última sexta-feira (18), se encerrou a primeira fase da Série A2 do Brasileirão feminino e o Fortaleza se classificou na primeira posição do Grupo B, com 13 pontos conquistados em cinco jogos. O adversário das oitavas de final será o Cresspom, do Distrito Federal, que foi o segundo do grupo E.

“O adversário é uma equipe muito compacta, sabemos que tem muita qualidade. Eu já joguei contra e sei da qualidade, mas também sei que estou em uma equipe muito boa, de extrema qualidade e foco é o mesmo, trabalhar e vencer com humildade e respeito”, disse a lateral-esquerda Mariane.

Na primeira fase, a equipe cearense sofreu apenas um gol, marcou treze e não perdeu. Uma das promessas da equipe é a lateral esquerda, que também atua de meia, Mariane, de apenas 19 anos, que agora se repara para mais um desafio na sua carreira, buscar o acesso para a primeira divisão.

“A preparação da nossa equipe está sendo cada vez melhor, todas focadas no objetivo, que é a classificação. Estamos trabalhando cada vez mais pra que possamos surpreender, pois o jogo vai ser decidido em detalhes, vai vencer quem errar menos e quem aproveitar todas oportunidades na partida”, finalizou.


Os jogos do Fortaleza contra o Cresspom já estão com datas marcadas. A partida de ida será no domingo, dia 27, às 15 horas, no Abadião, em Ceilânida, no Distrito Federal. Já a volta está marcada para 4 de julho, também em um domingo, às 15 horas, no Domingão, em Horizonte, no Ceará.

Sorteio define confrontos das oitavas da Copa do Brasil 2021

Com informações do GE


Os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil foram definidos na tarde desta terça-feira, após sorteio realizado na sede da CBF, no Rio de Janeiro. Apenas dois duelos serão entre clubes que estão atualmente na Série A do Campeonato Brasileiro: Bahia x Atlético-MG e Athletico-PR x Atlético-GO.

Veja todos os confrontos:

São Paulo x Vasco
Fluminense x Criciúma
Grêmio x Vitória
CRB x Fortaleza
Flamengo x ABC
Athletico-PR x Atlético-GO
Bahia x Atlético-MG
Juazeirense x Santos

O calendário da CBF prevê que os jogos de ida e volta das oitavas de final da Copa do Brasil sejam realizados entre o fim de julho e início de agosto. As datas e os horários serão divulgados pela entidade posteriormente.

Nas quartas de final, haverá novo sorteio para definir os confrontos com os classificados. Só então será definido o chaveamento completo até a decisão da Copa do Brasil.

Mandos - Minutos após a revelação dos confrontos da Copa do Brasil, um novo sorteio definiu a ordem dos mandos de campo dos jogos das oitavas de final da competição. Em cerimônia realizada na tarde desta terça-feira (22), no auditório da CBF, os 16 clubes souberam onde começam sua luta por uma vaga nas quartas de final da competição.

Conforme a definição do sorteio, abrirão seus confrontos como mandantes: Criciúma, Flamengo, Atlético-MG, Vitória, São Paulo, Fortaleza, Athletico e Santos.. Consequentemente, decidem seus confrontos em casa: Fluminense, ABC, Bahia, Grêmio, Vasco da Gama, CRB, Atlético-GO e Juazeirense.A disputa dos jogos de ida e volta das oitavas de final está prevista para as semanas dos dias 28 de julho e 4 de agosto.

Jogos de ida (data base: 28/7)

Criciúma x Fluminense
Flamengo x ABC
Atlético-MG x Bahia
Vitória x Grêmio
São Paulo x Vasco da Gama
Fortaleza x CRB
Athletico x Atlético-GO
Santos x Juazeirense

Jogos de volta (data base: 28/7)

Fluminense x Criciúma
ABC x Flamengo
Bahia x Atlético-MG
Grêmio x Vitória
Vasco da Gama x São Paulo
CRB x Fortaleza
Atlético-GO x Athletico
Juazeirense x Santos


A premiação para as oitavas de final da Copa Intelbras do Brasil prevê o pagamento de uma cota de R$ 3,450 milhões para os times que se classificarem para a próxima fase. O sorteio das oitavas de final da Copa do Brasil definiu somente os confrontos desta fase. Não foi definido nenhum tipo de chaveamento para a sequência da competição. Nas quartas de final, haverá novo sorteio para definição dos jogos.

Os 35 anos do "gol do século" e de "la mano de Dios"

Com informações do GE
Foto: arquivo Fifa

"La mano de Dios". Antes, um gol antológico

Há exatos 35 anos, a Argentina vencia a Inglaterra por 2 a 1 e se garantia nas semifinais da Copa do Mundo do México. Vitória que veio com o brilho absurdo de Diego Armando Maradona, autor dos dois gols. Um deles, um dos mais bonitos da história. O outro, com a mão.

O primeiro gol da Albiceleste na partida é considerado, até hoje, o gol mais bonito da história das Copas, com o camisa 10 driblando mais de meio time inglês até colocar no fundo da rede. O gol, chamado também de "Gol do Século", é tão célebre que a Argentina instaurou o dia 22 de junho como “dia do jogador de futebol argentino”.

O outro gol, que abriu o placar para o triunfo argentino, no entanto, é um dos gols mais controversos (e garfados) dos Mundiais. A mítica “mão de Deus”. E no livro "Tocado por Deus: Como Nós Vencemos a Copa do Mundo de 86 do México" lançado em 2017, Maradona, que faleceu em novembro do ano passado, descreveu os bastidores do lance.

"A bola tocou a rede e tudo, não tinha chances de alguém ter visto. Nem o árbitro, nem o assistente, nem Shilton, que estava atordoado olhando para a bola. O único que entendeu o que aconteceu foi Fenwick, o último homem entre eu e o gol. Mas, exceto ele, ninguém. Saí correndo para comemorar. Continuei correndo, sem olhar para trás. 'Checo' Batista veio até mim e perguntou "você desviou com a mão, não foi? Você usou a mão?". Eu respondi "cala a merda da boca e continua comemorando". Eu estava com medo do gol ser anulado, mas não foi", revelou Maradona.

Maradona disse também que, mesmo após o fim do jogo, a possibilidade da arbitragem anular seu gol o petrificava. "Na coletiva de imprensa, eu não sabia como reagir. A princípio, eu continuei falando que tinha cabeceado. Não sei, eu temia que, como ainda estava no estádio, eles poderiam anular o gol. Como eu poderia saber? Mas depois, eu disse para alguém "foi a cabeça do Maradona e a mão de Deus", contou ele, que completou: "Não me arrependo de ter marcado com a mão, nem um pouco. Nem agora e nem no meu leito de morte".

A Argentina venceu por 2 a 1 e avançou às semifinais, superando a Bélgica (2 a 0). Na final, triunfo sobre os alemães por 3 a 2 e a conquista do título mundial, o segundo e último da história da Seleção Argentina, colocando Maradona no panteão dos gigantes do futebol mundial.


Morte - Maradona morreu em 25 de novembro de 2020, aos 60 anos, devido a uma crise cardiorrespiratória enquanto estava sozinho no bairro privado de San Andrés, ao norte de Buenos Aires. O ex-jogador se recuperava de uma cirurgia na cabeça devido a um hematoma subdural.

A Procuradoria-Geral de San Isidro, na periferia de Buenos Aires, busca determinar se a morte de Maradona pode ter ocorrido por abandono de pessoa ou homicídio culposo (involuntário). Sete pessoas são investigadas por suposto “assassinato com intenção eventual”, crime que inclui de 8 a 25 anos de prisão. Entre os acusados estão o neurocirurgião Leopoldo Luque e a psiquiatra Agustina Cosachov.

Com o Atlético-GO, lateral Flávio Júnior se prepara para início do Brasileiro Sub-20

Foto: divulgação Atlético Goianiense

Flávio já disputou jogos pelo time principal do Dragão em 2021

O Atlético Goianiense estreia no Campeonato Brasileiro Sub-20 de 2021 no próximo domingo, dia 27. O primeiro adversário será o Palmeiras, em confronto marcado para as 15 horas, no Centro de Treinamento do Dragão, em Goiânia.

Um dos destaques do elenco rubro-negro, inclusive já com jogos disputados pelo time principal, o lateral Flávio Júnior destaca a preparação da equipe para a competição nacional.

“O Brasileiro é um campeonato de altíssimo nível. Por isso, estamos fazendo uma preparação forte há mais de dois meses. Estamos muito bem física e tecnicamente e vamos aproveitar esses dias antes da estreia para fazer os últimos ajustes, pois sabemos que encarar o Palmeiras logo na primeira rodada será um grande desafio”, declarou o atleta cuja carreira é agenciada pela empresa BL Sports, com sede em Santos.


De Rondônia para Goiás - Flávio Júnior Costa Nogueira nasceu no dia 2 de abril de 2001 na cidade de Ouro Preto do Oeste, em Rondônia. O lateral de 1,68 de altura e 63 quilos chegou ao Atlético em setembro do ano passado, após se destacar nas categorias de base do Goiás, Hidrolândia e XV de Piracicaba.

Meia venezuelano lida com adaptação enquanto tenta ajudar Jacuipense na Série C do Brasileiro

Foto: divulgação Jacuipense

Rodderyk Perozo foi revelado pelo Zulia e hoje defende o Jacuipense

Os estrangeiros sempre deram um toque diferenciado ao nosso futebol. No Jacuipense, na Série C do Campeonato Brasileiro, esse paradigma se repete com a presença do meia Rodderyk Perozo. O jogador, de 27 anos, representado pelas empresas Koba Sports e Talents Sports, e que chegou emprestado ao time baiano pelos bolivianos do Destroyers.

Natural do país andino e revelado no Zulia (Venezuela), Perozo pode ser definido como um profissional com experiência mundial. Já que também possui passagens pelo Paraguai, além dos países citados anteriormente, antes de chegar ao clube grená.

Adaptação - No entanto, apesar dos pouco mais de três meses desde que desembarcou no futebol tupiniquim, o meio-campista acredita que está se adaptando rapidamente. Diante disso, projeta quais são os seus próximos passos na equipe nordestina.

“Estou muito bem. No começo me custou um pouco, mas poderia dizer que estou adaptado em 80 % ao futebol brasileiro. Sempre que vou para o jogo tento fazer o meu melhor coletivamente e, assim, ajudar a equipe para que ela possa vencer as partidas”, analisou o atleta.

Superação - Já recebendo sondagens de clubes asiáticos, venezuelanos e até brasileiros, Perozo não demorou em fazer o primeiro gol pelo Jacuipense. Esse aconteceu logo em sua segunda exibição com a camisa da equipe baiana, ainda no campeonato estadual.

Entretanto, o meio-campista não se acomodou e agora luta para superar possíveis obstáculos na terceira divisão brasileira. Tudo isso em prol do sucesso do Leão do Sisal.


“Tinha algumas referências de que o campeonato da Série C era muito difícil, a verdade é que é realmente complicado (esta competição). Porém, é preciso trabalhar e persistir na adaptação. Continuar trabalhando para estar 100% e quando eu tiver que fazer as coisas bem, ter mais minutos em campo”, concluiu.

O próximo compromisso de Rodderyk Perozo e companhia pelo Jacuipense, na Série C do Campeonato Brasileiro, acontece no sábado (26). Quando o clube grená recebe a visita do Ferroviário.
Proxima  → Inicio

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações