sexta-feira, 31 de março de 2017

Mercosul e Sul-Americana - O 'bi' continental do San Lorenzo

Por Lucas Tavares

O San Lorenzo na conquista da Copa Sul-Americana de 2002

Já faz 15 anos que não vemos mais a Copa Mercosul e um pouco menos da primeira edição da competição que a substituiu: a Copa Sul-Americana. Porém, a edição de 2001 da competição extinta e a de 2002 do então novo torneio tiveram o mesmo campeão, formando um bi-campeonato torto: o San Lorenzo de Almagro, da Argentina.

A primeira curiosidade é que ambos os títulos foram decididos em 2002. Apesar de aquela Mercosul ser toda disputada no ano de 2001, devido à manifestações do povo na Argentina, a final da competição foi somente realizada no início de 2002, contra o Flamengo. Já a Sul-Americana foi vencida sobre o Atlético Nacional da Colômbia, no fim daquele ano.

Para quem pensa que o San Lorenzo teve essas duas temporadas fáceis e gloriosas, está enganado. O ano de 2001 começou da pior maneira possível. Na seca de títulos desde 1995, houve briga no elenco de jogadores, problemas na comissão técnica e a saída do então treinador Oscar Ruggeri, há dois dias do início do Torneio Clausura. Sem comandante, com um grupo rachado o clube teve ainda que disputar a Libertadores daquele ano. Depois de três partidas sem treinador, a diretoria fechou com o chileno Manuel Pellegrini, porém, o começo também não foi nada animador, com uma eliminação precoce na fase de grupos da Libertadores.

O time que venceu a Copa Mercosul em 2001

Do meio para o final do ano o clube disputou a Copa Mercosul, com o técnico novo e um time jovem, porém totalmente focado em conquistar seu primeiro torneio internacional. Desbancando times como, Nacional do Uruguai, Cerro Porteño do Paraguai, Corinthians e Flamengo na final, já em janeiro de 2002, o CASLA se sagrou campeão nos pênaltis. Aliás, foi o único clube não brasileiro a conquistar o torneio, que teve quatro edições.

Graças a essa conquista que o San Lorenzo pode disputar a primeira edição da Copa Sul-Americana em 2002, que não contou com clubes brasileiros, e o San Lorenzo já não contou com Pellegrini, seu técnico agora era Rúben Insúa, vale a pena lembrar. Nas finais o clube derrotou Racing também da Argentina, Bolivar e o time do momento atualmente, que também figurava entre as cabeças antigamente Clube Atlético Nacional de Medelín, enfiando 4 a 0 no Atanasio Girardot, estádio do clube colombiano.

O elenco do San Lorenzo nesses dois anos era composto por Saja; Serrizuela (Celso Esquivel), Ameli (Capria / Gonzalo Rodríguez), Coloccini (Morel Rodríguez) e Paredes; Michelini, Tuzzio (Guillermo Franco), Erviti (Chatruc) e Romagnoli; Raúl Estévez (Rodrigo Astudillo) e Bernardo Romeo (Alberto Acosta). Técnicos: Manuel Pellegrini (2001) e Rubén Darío Insúa (2002).
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações