Seleção inglesa tem uma das melhores safras de jovens jogadores do futebol europeu

Marcus Rashford (foto: Wikimedia)

Casa da Premier League, a liga nacional de futebol mais forte do mundo, a Inglaterra se tornou palco de grandes confrontos nos últimos anos, com alguns dos clubes mais poderosos do mundo e jogadores muito talentosos. Porém, o futebol inglês ainda não conseguiu traduzir o sucesso da modalidade no país em conquistas no âmbito de seleções. 

Sem vencer uma Copa do Mundo desde 1966, os torcedores ingleses se acostumaram com uma vida quase-vitórias nas últimas décadas. Na Copa do Mundo da Rússia (2018), o English Team, treinado pelo competente Gareth Southgate, bateu na trave mais uma vez ao cair na semifinal para a Croácia. Vale lembrar, a equipe venceu a Copa em casa nos anos 1960, mas vale lembrar que na Euro 1996 viu uma vingança alemã, dado que o título ficou com a Alemanha – derrotada em 1966. Ou seja: é um jejum de 50 anos em grandes competições. 

No entanto, há muitos fatores positivos a serem extraídos da campanha dos ingleses no mundial de 2018, que vão além do bom trabalho de Southgate, sendo o principal deles a boa geração de jovens jogadores que o país britânico possui. 

Visando aprimorar a qualidade de seu futebol, a Inglaterra como um todo reestruturou o seu futebol de base nos últimos anos, revelando para o mundo jovens jogadores de muito potencial — que hoje valem fortunas. Para se ter uma ideia, a seleção inglesa é a mais cara do futebol atualmente e está avaliada em 945 milhões de euros, de acordo com o site especializado Transfermarkt. 

Dos onze titulares do English Team, seis jogadores tem menos de 24 anos e todos com peso importante em suas respectivas equipes. São eles: o lateral direito Trent Alexander-Arnold (21 anos), o lateral esquerdo Ben Chilwell (23 anos), os meias James Maddison (23 anos) e Declan Rice (21 anos), como também os atacantes Jadon Sancho (20 anos) e Marcus Rashford (22 anos). 

Trent Alexander-Arnold, Liverpool 

Lateral direito titular do Liverpool, Alexander-Arnold é peça fundamental no esquema tático do treinador alemão Jurgen Klopp nos Reds. Além de ter dado importante contribuição para a conquista da UEFA Champions League pelo Liverpool na temporada passada, Arnold bateu o recorde de assistências na Premier League em 2018-2019.

Trent Alexander-Arnold

Ben Chilwell, Leicester 

Um dos melhores laterais esquerdos na atual temporada da Premier League, Ben Chilwell mostra qualidade acima da média para a sua posição. Ele cresceu muito de produção com chegada de Brendan Rodgers no comando do Leicester na temporada passada e tem ajudado a equipe a se firmar entre os quatro primeiros colocados da Premier League.

Ben Chilwell

James Maddison, Leicester 

Outro jovem talento do Leicester e da seleção inglesa, James Maddison chama atenção pela a sua capacidade de criar situações de gol para os seus companheiros de equipe e também e por conseguir articular o meio-campo como poucos no futebol europeu. Além disso, ele é um jogador bastante versátil, podendo atuar pelo lado esquerdo do campo ou na faixa central, muitas vezes servindo o atacante Jamie Vardy, artilheiro da Premier League na atual temporada.

James Maddison

Declan Rice, West Ham 

Cobiçado por grandes equipes do Velho Continente, Declan Rice é um dos poucos que se salvam na equipe do West Ham na atual temporada. Como principais características, Rice apresenta boa noção defensiva para cobrir os espaços vazios, como também é uma ótima válvula de escape nos momentos de transição da defesa para o ataque.

Declan Rice

Jadon Sancho, Borussia Dortmund

Cria da base do Manchester City, Jadon Sancho não teve muito espaço na equipe de Pep Guardiola e foi brilhar no Borussia Dortmund para ser uma das estrelas da Bundesliga. Além de ser muito rápido e habilidoso, o jogador inglês impressiona por conseguir marcar muitos gols e ao mesmo tempo por ser um ótimo preparador de jogadas.

Jadon Sancho

Marcus Rashford, Manchester United 

Titular absoluto do Manchester United, Marcus Rashford é um atacante que está na prateleira de cima de cima do futebol mundial. Ele foi lançado no time principal do United pelo treinador holandês Louis van Gaal em 2016, quando tinha apenas 18 anos. De lá para cá, o jovem atleta amadureceu e tem tudo para ser uma das principais estrelas da seleção inglesa na Copa do Mundo do Catar, que será realizada em 2022.

Marcus Rachford

Phil Foden e Reiss Nelsson: duas promessas para ficar de olho

Phil Foden (Foto: Wikimedia)

Grande promessa do Manchester City, o meia Phill Foden, 20, tem encantado o treinador Guardiola com ótimas atuações na atual temporada. “Foden será um jogador fundamental aqui no Manchester City pela próxima década”, disse o técnico espanhol, em entrevista coletiva após a vitória sobre o Burnley na Premier League.

Já Reiss Nelson, 20, também é tratado no Arsenal, seu clube formador, como uma grande joia do clube londrino. Jogador veloz e de técnica apurada, Nelson já chegou a ser emprestado na temporada de 2018-2019 para ganhar experiência em outro clube, mas agora ele tem a confiança do técnico espanhol Mikel Arteta — que promete fazer uma reformulação no Arsenal para a próxima temporada.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações