sábado, 9 de maio de 2020

Os 111 anos do Rio Claro FC

Por Ruben Fontes Neto/FPF
Foto: Memorial RCFC

Equipe do Rio Claro de 2002, campeã paulista da B1

Um dos mais tradicionais clubes do interior paulista, o Rio Claro Futebol Clube completa 111 anos em 9 de maio de 2020. Fundado por funcionários da Cia. Paulista de Estrada de Ferro, se estabeleceu como um dos principais clubes da região e vivenciou praticamente todas as mudanças do futebol de São Paulo desde a sua fundação.

Em 1919, quando foi organizado o primeiro Campeonato Paulista do Interior, o Rio Claro foi um dos 13 participantes. Em 1926, o clube deixou a APEA e se filou a LAF. Em 1928 foi o campeão da Região Paulista, dividindo o título do interior com Amparo (Região Mogiana) e Taubaté (Região da Central do Brasil) – não houve uma final geral –, feito repetido no seguinte, quando dividiu o título com o Brasil de Santos (campeão da Região Santista).

Em 1930, o futebol paulista voltou a ter apenas uma entidade reguladora (APEA) e o Rio Claro retornou à antiga liga,. A década, porém, foi difícil para os times do interior, que viram a discussão entre amadorismo e profissionalismo na capital criar uma nova cisão no futebol paulista, superada apenas em 1937.


Em 1941, decreto do governo Getúlio Vargas organizou as entidades esportivas, dando origem a Federação Paulista de Futebol. Em 1942, o Campeonato do Interior foi retomado com a presença de 219 equipes divididas por suas respectivas regiões. O Rio Claro venceu a 18ª diante de sete adversários e avançou para a fase que reuniu os 24 campeões regionais.

O time ainda venceria o torneio regional em 1943, 1945 e 1946. Em 1947, a FPF passa a promover o Campeonato Profissional do Interior e instaura a Lei do Acesso, que passa a vigorar para a temporada de 1948 com a presença do Rio Claro.

Nos anos de 1970, o Rio Claro tem boas campanhas, sendo terceiro colocado da Segunda Divisão (equivalente à Série A3) em 1970, vice no ano seguinte e quase conseguindo o acesso para a elite em 1973, quando mesmo terminando a fase decisiva invicto, perdeu o título pro Araçatuba por um ponto.

No restante do século, o Rio Claro foi se adaptando conforme as mudanças feitas pela FPF, aumentando e diminuindo divisões. Mesmo sem realizar boas campanhas, raramente o time se ausentou, se mantendo ativo até o ano de 2001.

Novo século, nova vida e um ídolo - A mudança de século fez com que o Rio Claro renascesse. Sob o comando do técnico Paulo Roberto dos Santos, o time foi vice-campeão da Série B2 e conquistou o acesso. No ano seguinte, com a mesma base, nova subida, dessa vez coroada com o primeiro título no profissionalismo.

Imagem

Com a saída de Paulo Roberto, o time conseguiu apenas a permanência na Série A3 em 2003 e 2004. Em 2005, porém, ele voltou para mais uma passagem que o tornou lendário. No primeiro semestre, conseguiu o acesso para a Série A2. No segundo, foi vice-campeão da Copa Paulista. Em 2006, ele continuou a sua saga de sucessos junto com o Rio Claro, colocando o time pela primeira vez na elite estadual.

Apesar da ligação entre Rio Claro e Paulo Roberto ser interrompida em 2007, o Rio Claro ainda conseguiu mais um importante feito em sua história, garantindo vaga e disputando o Campeonato Brasileiro da Série C.

Na véspera de completar 100 anos, o time foi rebaixado em 2008, mas salvou o centenário com o acesso no ano seguinte. Em 2010, nova queda. Para retornar à elite, recorreu novamente a Paulo Roberto. Sob seu comando, em 2013, a torcida rioclarista comemorou o último acesso e a presença na elite, que durou até 2016.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações