quarta-feira, 18 de março de 2020

Enéas - O cometa do Bologna

Foto: Arquivo Bologna

Enéas em ação pelo Bologna: apenas uma temporada no time italiano

Um dos maiores jogadores da história da Portuguesa de Desportos, Enéas de Camargo, ou simplesmente Enéas, completaria 66 anos neste 18 de março de 2020. O ídolo rubro-verde jogou no exterior, sendo um dos primeiros a atuar no futebol italiano após a abertura das fronteiras para jogadores estrangeiros: foi defender o Bologna.

Lançado em 1972 na Portuguesa, Enéas foi um dos grandes destaques da maior fase da história do clube, sendo importante nas conquistadas da Taça São Paulo e Paulistão, em 1973, e Taça Governador do Estado, em 1976. Em 1980, depois de quase de 400 jogos e 179 gols pelo time Rubro Verde, ele deixou a Lusa e desembarcou na Itália, no meio de 1980, mais precisamente no Bologna.

O time italiano, aproveitando-se do fato da volta da liberação de estrangeiros no campeonato, foi em busca de Enéas por causa do seu protagonismo na Lusa e sua facilidade de deixar os companheiros na cara do gol. Com estes predicados, logo ele caiu nas graças da torcida, que o apelidou de "Cometa".

Nos primeiros jogos, Enéas foi muito bem e encheu os olhos do torcedor do Bologna. Porém, após algumas rodadas, pareceu que o feitiço acabou. Com a chegada da virada do ano, o craque teve problemas de adaptação ao rígido inverno europeu. Além disso, ele teve problemas com o esquema tático, passou a perder espaço na equipe e começou a ter saudades da família, que ficou no Brasil.

No segundo turno da Série A italiana, Enéas teve uma lesão e ficou fora de 10 partidas. Com isto, perdeu de vez espaço na equipe e, nas poucas chances que teve, vivia de lampejos, pouco lembrando os anos na Lusa ou até mesmo os primeiros jogos na Itália.


Com tudo isto, mais os desentendimentos com o treinador Luigi Radice, que não gostava da vida que ele vivia fora de campo, ele deixou o Bologna, sendo envolvido em uma troca com a Udinese, que mandou Herbert Neumann. Porém, a vida de Enéas no novo clube italiano foi ainda mais rápida. Sem entrar em campo com a camisa da Udinese, em julho de 1981, por uma quantia considerável de 50 milhões de cruzeiros, Enéas voltou ao futebol paulista para defender a Sociedade Esportiva Palmeiras.

Chegou no Verdão com uma lesão no joelho, o que limitou as suas apresentações logo na chegada. Mesmo assim, ficou no Palestra Itália por mais três anos. Depois, ele ainda passou por XV de Piracicaba (SP), Ponta Grossa (PR), Juventude (RS), Desportiva (ES) e a Central Brasileira de Cotia (SP), seu último time.

Em 22 de agosto de 1988, sofreu um grave acidente de carro na Avenida Cruzeiro do Sul, em São Paulo, e foi internado, em coma, com uma luxação na coluna cervical. Morreria quatro meses depois, em 27 de dezembro, aos 34 anos, vítima de uma broncopneumonia. Ele deixou saudade nos torcedores da Lusa e dos fãs de futebol.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações