segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Em fato raro, STJD anula jogo pela Copa do Brasil por interferência externa

Por Lula Terras
Foto: divulgação Aparecidense

STJD anulou o jogo em que a Aparecidense eliminou a Ponte Preta pela Copa do Brasil

O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) surpreendeu os meios futebolísticos do País ao considerar nulo o jogo Aparecidense 1 x 0 Ponte Preta, válido pela 1ª. Fase da Copa do Brasil. Apesar de ter havido casos de anulação de jogos e exclusão de times, por motivos outros, o cancelamento, por interferência externa, é o primeiro, que se tem notícia no Brasil.

O julgamento aconteceu na sede da OAB em Fortaleza, onde os membros do Órgão aceitaram o recurso da Ponte Preta, em que os paulistas reclamaram de interferência externa, durante a partida, que foi realizada no último dia 12, na cidade de Aparecida de Goiânia. No documento foi apontado o delegado da partida, Adalberto Grecco, que é de Goiás, como o responsável. As imagens da TV o mostram, dentro do campo conversando com um membro da arbitragem e, a partir daí foi tomada a decisão pela anulação do gol pontepretano.

O motivo da polêmica foi o gol da Ponte Preta, no final do 2º tempo, que foi validado pela arbitragem, mas, depois do tumulto provocado por atletas do time da casa resolveram voltar atrás, e anularam o gol, que por sua vez, revoltou os visitantes, gerando novo tumulto, numa paralisação de quase 16 minutos.

O curioso é que a votação estava em 4 a 0 pela manutenção do resultado favorável aos goianos. Porém, como no futebol as surpresas acontecem, também fora das quatro linhas, os demais auditores votaram favoráveis à Ponte Preta, entre os quais, o presidente do Tribunal, Paulo César Salomão, cujo voto tem peso dobrado, o resultado final ficou em 5 a 4 pela anulação da partida.

Agora, caberá à CBF marcar uma nova data para a partida, a não ser que o time goiano consiga reverter esta decisão, através do recurso apresentado aos órgãos competentes. Assim como no jogo anulado, o regulamento prevê a vantagem do empate ao time da Ponte Preta, para prosseguir na competição, que vale vaga para a Libertadores de 2020.

Outro fato curioso, envolvendo também o Aparecidense, foi sua exclusão do Campeonato Brasileiro da Série D em 2013. Na oportunidade, os goianos jogaram contra o Tupi, de Minas Gerais, pela partida de volta, das oitavas de final da Competição. O jogo estava empatado em 2 a 2, resultado que classificava os goianos. Aos 44 minutos do segundo tempo, o atacante mineiro chutou a bola em direção ao gol, sem goleiro, porém, antes que a bola entrasse, o massagista do Aparecidense invadiu o gramado e salvou aquele que seria o tento da classificação do Tupi. O fato foi parar nos tribunais que resolveram pela exclusão do time de Goiás.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações