quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Cássio já é o maior goleiro da história do Corinthians?

Por Lucas Paes
Foto: Leandro Bernardes/Estadão Conteúdo

Cássio foi o goleiro nos títulos mais importantes do Corinthians

Para todos os efeitos que este texto trará, digo que aqui, este que vos escreve faz uma análise de um observador torcedor de um rival. Pois o artigo já começará direto com a afirmação, reforçada por mais um heroísmo praticado por ele: Cássio é, sem sombra de dúvidas o maior goleiro da história do Corinthians. De um time gigante que teve nomes do quilate de Dida e Ronaldo, o protagonismo é de um titã recente e cada vez maior na história do clube. O protagonismo de mais uma decisão do clube neste dia de ontem faz com que não restem mais dúvidas.

Lembremos pois do começo, quando o alto goleiro, que veio do PSV com pouco nome, já que era reserva do time holandês, chegou timidamente ao Parque Sâo Jorge em 2011. Estreou no ano seguinte, contra o XV de Piracicaba, mas era reserva de Júlio César. Até que depois de atuação desastrosa do atual arqueiro do Red Bull contra a Ponte Preta, Cássio foi colocado numa fogueira diante do Emelec e foi o nome do jogo. A primeira mostra da história que o “Gigante” escreveria. Em pouco tempo como titular, foi responsável direto pela primeira conquista corintiana na Libertadores. Mas seria em dezembro daquele ano de 2012 que ele faria história, numa atuação fantástica na final do Mundial diante do Chelsea, que já o colocaria na história do Alvinegro do Parque São Jorge.

A partir de então, o homem só cresceu. Regular ao extremo, cresce em momentos decisivos. Tornou-se uma bandeira para o torcedor corintiano dentro de campo, virou ídolo. Era impressionante sua capacidade de quando contestado fazer uma grande partida. Foi eleito craque do Brasileirão, no histórico e encantador time de 2015. Decisivo, naquele ano pegou no Paulista inclusive um pênalti de Rogério Ceni. Mais recentemente, foi responsável direto pelos dois últimos paulistas conquistados pelo Corinthians, principalmente o de 2018, ganho em cima do maior rival. A discussão, há alguns anos tem se acendido: Seria Cássio o maior goleiro da história do Corinthians? Para este que vos escreve a resposta é sem sombra de dúvidas positiva.

Minha opinião se reforça em mais uma atuação decisiva, nesta quarta, quando pegou dois pênaltis no jogo diante do Racing, em pleno Cilindro, garantindo a vaga corintiana na Copa Sul-Americana. Mas não se deve só a isso. Se deve ao conjunto da obra de alguém que repetidamente faz atuações enormes defendendo o gol corintiano. Atuações tão grandes que o levaram, com justiça, a Copa do Mundo de 2018. Vanderlei vivia grande momento também? Sem sombra de dúvida, mas não havia qualquer injustiça na ida de Cássio para o cargo de terceiro goleiro, uma posição onde provavelmente ele sequer jogaria.

Mas a afirmação do tamanho de Cássio na centenária história corintiana vem de alguém que já sofreu diretamente com atuações do “Gigante”. Tal cidadão foi responsável direto pela classificação corintiana diante do Santos em 2012, quando fez um partidaço na Vila Belmiro. Tal cidadão me impressionou diversas vezes quando vi jogos do time que é considerado pela torcida santista como maior rival. São quase 400 partidas pelo Corinthians, é o segundo goleiro que mais atuou pelo clube, o único a levantar uma taça pela equipe. Hoje, com justiça, é um dos capitães do Corinthians. Sem sombra de dúvida, Cássio se tornou o simbolo da torcida dentro de campo, o principal jogador e o principal ídolo.

As vésperas dos 400 jogos, não penso somente que ele é o maior goleiro da história alvinegra. Há potencial ainda para que ele se torne o maior ídolo da história do clube. Tal ponto seria mais ousado, pois a história do Corinthians não é pequena. São quase 109 anos. O trono de “Rei” no Corinthians é para muitos de Marcelinho Carioca. Mas há outros. Houve Neto, Tupãzinho, Biro-Biro, Baltazar, Rivelino, tantos.. Sócrates, o doutor que extrapolou as quatro linhas na democracia. É difícil na maioria dos casos de clubes gigantes apontar o maior ídolo, com algumas exceções. Sendo o maior goleiro, atuando e sendo responsável direto pela era mais vitoriosa do clube, Cássio merece consideração nessa briga.

Provavelmente, ainda temos alguns anos do camisa 12 atuando defendendo a meta corintiana. Só o futuro dirá o que reserva-se a esse período. A idolatria pode crescer, ampliar-se, virar algo incontestável. Hoje, dia 28 de fevereiro de 2019, eu, um rival, afirmo porém com certa segurança: Cássio já é o maior goleiro da história do Corinthians. Ronaldo Giovanelli, seu “concorrente” direto, também afirmou ontem em uma rede social. Nem ele tem dúvidas. Vejamos agora se Cássio poderá se tornar o maior jogador da história do clube.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações