quarta-feira, 30 de maio de 2018

A Itália fará falta na Copa?

Por Lula Terras

Mesmo fora do Mundial, a Itália segue fazendo amistosos e venceu a Arábia Saudita

A partida amistosa, realizada nesta segunda-feira, dia 28, na Suiça entre Itália e Arábia Saudita mostra algumas das contradições do futebol, que tem na FIFA o representante maior desta bagunça toda. A falta de critérios, realmente justos para definir as seleções que devem participar de uma Copa do Mundo, que é a competição mais importante do futebol mundial, eu entendo que merece algumas considerações. 

Mesmo, entendendo que a presença de representantes da maioria dos continentes possa dar maior peso político, mas, questiono a validade, quando não vem acompanhado de um peso técnico. E esse peso será sentido, com a ausência do selecionado italiano, que tem uma história das mais vitoriosas, com quatro conquistas, atrás apenas do Brasil que levantou cinco títulos da Copa do Mundo. Por outro lado, teremos a presença da Arábia Saudita, sem qualquer tradição no futebol mundial, integrando o Grupo A, junto com o País anfitrião (Rússia), Uruguai e Egito. 

Para se ter uma idéia, a última vez que a seleção italiana deixou de participar de uma Copa do Mundo, foi em 1958, na Suécia, justamente quando o Brasil levantou a Taça Jules Rimet. Aquela foi a primeira conquista, mas,os títulos conquistados em 1962 (Chile) e em 1970 (México), garantiram a posse definitiva da Taça, mas aí, vem outra história que fica para outra ocasião. 

De verdade, a squadra azzurra, como é conhecida a seleção, em seu País não fez um bom papel e acabou fora a Copa, numa disputa direta contra a Suécia, que ficou com a vaga, ao segurar um empate heróico, em 0 x 0, em pleno estádio de San Siro. O resultado negativo causou grandes mudanças, como a queda do treinador Giampiero Ventura e o próprio presidente da Federação, Carlo Tavecchio, que não resistiram a queda. 

Então, este jogo amistoso serviu apenas para mostrar o que se esperar para o futuro, da nova seleção italiana, agora sob o comando de Roberto Mancini que trouxe de volta ao time o polêmico atacante Mario Balotelli, autor de um dos gols da vitória de 2 a 1, outro foi anotado por Andrea Belotti, contra a Arábia Saudita, que descontou com Al Shehri.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações