sexta-feira, 20 de abril de 2018

Série D 2018 – A bola vai rolar para 68 equipes

Por Victor de Andrade, Giovanni Romão, Alexia Faria, Lucas Paes e Diely Espíndola 


Começa neste sábado, dia 21 de abril, a edição de 2018 do Campeonato Brasileiro da Série D. Com a participação de 68 clubes, assim como no ano passado, a competição, equivalente à quarta divisão do futebol nacional, vai ser disputada pela 10ª vez em sua história. 

De acordo com o formato do ano anterior, com 68 equipes participantes, as vagas foram distribuídas da seguinte forma: s quatro rebaixados da Série C do ano anterior; o estado primeiro colocado no Ranking Nacional das Federações teve direito a 4 vagas; do segundo ao nono no Ranking Nacional das Federações tiveram direito a 3 vagas; os demais 18 estados no Ranking Nacional das Federações tiveram direito a dois representantes cada. 

Com isso, São Paulo terá cinco representantes, Rio de Janeiro quatro, Maranhão, Goiás, Pernambuco, Bahia, Alagoas, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul terão três representantes cada. Os outros estados terão dois representantes cada. 

A disputa será realizada da seguinte forma: Na primeira fase os 68 clubes são divididos em dezessete grupos com quatro clubes cada, organizados regionalmente. Os times jogam contra os outros do grupo, em turno e returno, num total de seis rodadas. Os primeiros colocados de cada grupo, além dos 15 melhores segundo colocados, estarão classificados para segunda fase. Desta fase em diante, todas serão em mata-mata, com o clube de melhor campanha sempre realizando a partida decisiva em seus domínios. 

Os quatro semifinalistas conquistarão o direito de disputar a Série C de 2019. Os vencedores das semifinais jogam as finais também em ida e volta, e aquele com o melhor resultado agregado será o campeão da Série D de 2018. Confira os grupos e equipes da competição: 

Grupo A1 
Rio Branco-AC – Manaus – Macapá – Baré 

Rio Branco conquistou o Campeonato Acreano

Contando com dois recentes campeões estaduais, o grupo A1 da Série D tem também duas equipes que estão no meio da disputa estadual. O Rio Branco, do Acre, entra com algum favoritismo, junto ao Manaus, outro campeão estadual na disputa. 

Porém, Macapá e Baré, em meio ao começo dos estaduais de Amapá e Roraima, respectivamente, entram bem, apesar da temporada recém iniciada. Um dos grupos mais equilibrados da Série D, é quase imprevisível. 

Grupo A2 
Plácido de Castro – Santos-AP – Independente-PA – Barcelona-RO 

Estádio do Plácido de Castro foi liberado para a Série D

Contando com o Santos do Amapá, um dos times mais bem estruturados da Região Norte, o Grupo A2 conta com o caçulinha Barcelona, da cidade de Vilhena, em Rondônia. O grupo também conta com o tradicional Independente de Tucuruí, do Pará, campeão estadual em 2011, que recentemente trouxe vários reforços para o elenco da Série D. 

Além deles, também está no grupo o Plácido de Castro, do Acre, que já foi campeão acreano em 2013. O favoritismo fica com o Peixe do Amapá e com os paraenses, ligeiramente mais fortes e tradicionais. 

Grupo A3 
Nacional-AM - São Raimundo-PA - Real Desportivo - São Raimundo-RR 

Com investimento chinês, Nacional espera conseguir o acesso

Com dois dos times mais tradicionais dessa série D, os “titãs” Nacional, do Amazonas, um dos maiores times da Região Norte do Brasil, e o São Raimundo, do Pará, protagonista do derby Rai-Fran, em Santarém. 

Além deles, temos o Real Ariquemes e o São Raimundo de Roraima, que entram como coadjuvantes a vaga num grupo que envolve dois dos mais tradicionais clubes do norte. Francos favoritos, São Raimundo de Santarém e Nacional devem dar poucas chances a zebra. 

Grupo A4 
Ferroviário – Cordino - 4 de Julho – Interporto 

Na Copa do Brasil, o Ferrão chegou na quarta fase

Outro grupo que conta com um titã do futebol “underground” brasileiro, o Ferroviário, tradicionalíssimo time cearense que vem de uma recente batalha diante do Atlético Mineiro, onde os corais assustaram o Galo dentro do Independência. 

O Ferrão não deve ter grande concorrência, já que joga com Cordino, 4 de Julho e Interporto, equipes claramente inferiores. Porém, a disputa pela segunda vaga será interessante, considerando que o Ferroviário faça o que se espera dele. 

Grupo A5 
Moto Club – Altos – Assu – Sparta-TO 

Moto Club conquistou o estadual

Formado por clubes das regiões Norte e Nordeste, o grupo A5 conta com a participação de Altos (BA), Assu (RN), Moto-Club (MA) e Sparta (TO). Das quatro equipes, o Moto-Club é quem desfruta de melhor fase. Campeão do campeonato maranhense deste ano, o clube tem boas chances de fazer a melhor campanha de seu grupo. 

Disputando o Tocantinense, o Sparta tem como desafio conciliar a disputa nacional com as próximas rodadas do estadual, onde amarga a vice lanterna. Assu e Altos buscam se reestruturar após campanhas pouco vitoriosas na Copa Rio Grande do Norte e Copa do Nordeste, respectivamente. 

Grupo A6 
Guarani-CE – Imperatriz - Belo Jardim – América-RN 

América de Natal está na disputa da Copa do Nordeste

O grupo A6 tem como maior destaque o América-RN. A mais tradicional das quatro equipes, talvez até de toda a competição, chegou no mata-mata da Copa do Nordeste. O Imperatriz talvez seja o clube que pode oferecer mais perigo ao América na fase de grupos do Brasileirão. A equipe vem de boa campanha no Maranhense, tendo chegado à final da competição. 

Guarani de Juazeiro e Belo jardim vêm de rebaixamento nos estaduais de Ceará e Pernambuco, respectivamente. O foco das duas equipes é a dedicação integral ao Brasileirão, buscando desempenho melhor do que o apresentado este ano até aqui. 

Grupo A7 
ASA – Jacuipense – Central – Sergipe 

Vice-campeão pernambucano, Central quer ser líder da chave

Terceiro colocado no Campeonato Alagoano, o ASA, comandado por Carlos Rabelo, apresentou sete reforços para a Série D. Um dos destaques da equipe é o centroavante Leandro Kivel. Apesar do sexto posto no Baiano, o Jacuipense ficou longe da pontuação dos semifinalistas e espera fazer melhor papel na competição nacional. 

O Central de Caruaru vem de um belo Pernambucano, onde foi vice-campeão, perdendo o título para o Náutico. Já o Sergipe teve melhor sorte e conquistou o estadual e esperar continuar no embalo na Série D. 

Grupo A8 
Murici – Fluminense-BA – Campinense – Flamengo-PE 

Flu de Feira quer voltar aos bons tempos

Com apenas duas vitórias em oito jogos no Alagoano, o Murici só não foi rebaixado porque CSE e Santa Rita foram piores. O time se prepara para a Série D e quer fazer um papel diferente. Já o Fluminense de Feira, em busca de voltar aos seus melhores dias, vê na competição nacional um trunfo, assim como foi com o Juazeirense, hoje na Série C. 

Vice-campeão paraibano, a Campinense sempre entra na Série D como uma das favoritas. Apesar das denúncias de manipulações de jogos em seu estado, a equipe de Campina Grande espera fazer uma boa competição. Já o Flamengo de Arcoverde foi a equipe que ficou em nono no pernambucano, nem indo para as finais e nem sendo rebaixada. Esperar que na Série D tenha melhor sorte. 

Grupo A9 
Santa Rita - Vitória da Conquista – Treze – Itabaiana 

Washington comandará o Itabaiana na Série D

Após o vice sergipano, o Itabaiana/SE quer se destacar em cenário nacional. O principal destaque da equipe é a contratação do Washington, o "Coração Valente" para treinador da equipe no Brasileiro. Já o Santa Rita/AL, vem de rebaixamento no campeonato alagoano e busca a redenção nesse 2° semestre. 

O Treze/PB vem de um primeiro semestre conturbado, com um terceiro colocado no Campeonato Paraibano, uma campanha muito ruim na Copa do Nordeste e eliminação precoce na Copa do Brasil, diante do Figueirense. Por fim, o Vitória da Conquista/BA vem de um Campeonato Baiano bem fraco, onde escapou por pouco do rebaixamento a Segunda Divisão, e vem totalmente renovado querendo o acesso a Série C do Brasileiro. 

Grupo A10 
Brasiliense – Iporá – Corumbaense - Dom Bosco 

O experiente Reinaldo é destaque no Brasiliense

Após o vice do candango, o Brasiliense/DF quer renascer das cinzas e conquistar novamente seu espaço no cenário nacional. Já o Corumbaense/MS vive um momento mágico em sua história, pois 2018 o clube estreou na Copa Verde e Copa do Brasil, sendo eliminado respectivamente por Luverdense (oitavas) e Vitória (2ª fase). 

Enquanto isso, o Dom Bosco/MT quase foi rebaixado no Campeonato Matogrossense após sofrer uma perda de 12 pontos. Mas mesmo assim ainda se classificou para a fase final, sendo eliminado pelo campeão Cuiabá. Por fim, o Iporá/GO fez mais uma grande campanha no Campeonato Goiano, sendo eliminado apenas nas semifinais, e vai para sua estreia em torneios nacionais em 2018. 

Grupo A11 
Ceilândia – Aparecidense – Novo – Sinop 

O Aparecidense eliminou o Botafogo na Copa do Brasil

Em um primeiro semestre marcante pelo vice goiano e por eliminar o tradicional Botafogo na Copa do Brasil, a Aparecidense/GO vem sonhando alto para a disputa dessa Série D. Após ser líder da 1ª fase do Candangão, o Ceilândia/DF parou nas semifinais, sendo eliminado pelo campeão Sobradinho. Com esse embalo, o Gato Preto vem para repetir mais uma boa campanha no Brasileiro, porém com o acesso. 

O Novo/MS vai para sua primeira participação em torneios nacionais em 7 anos de história do clube. Em 2018, o clube foi até as semifinais do Campeonato Sul-matogrossense. Por fim, o Sinop/MT vem para mais uma Série D após uma bela campanha no estadual, resultando no vice-campeonato. 

Grupo A12 
Espírito Santo – Itumbiara – URT – Macaé 

Destaque no Campeonato Mineiro, o zagueiro Victor Sallinas defende o URT

O Espírito Santo/ES vem para mais uma Série D após ser eliminado nas semifinais no Campeonato Capixaba para o Real Noroeste. Após escapar por pouco do rebaixamento para a segunda divisão do Goianão, o Itumbiara/GO deseja sorte maior no Campeonato Brasileiro. 

Vindo de péssimos resultados nos últimos anos, o Macaé/RJ quer dar a volta por cima na Série D desse ano. Rebaixado ano passado e após uma campanha fraca no Carioca, o Alvianil quer retornar ao caminho da glória. Eliminado pelo Atlético MG no Campeonato Mineiro e vindo de dois títulos do interior, o URT/MG vem para enfim conquistar o seu acesso. 

Grupo A13 
Atlético-ES – Uberlândia – Americano – Novorizontino 

Novorizontino foi derrotado em jogo-treino contra a Ferroviária

Sob o comando de Josué Teixeira, que foi campeão da Série C do Brasileirão com o Macaé, o Americano vem com muitas novidades em busca do acesso. Após se classificar para as finais da Copa Verde, e prestes a estrear pela Série D na competição nacional, o Atlético Itapemirim acertou a contratação de dois reforços. 

Outro time que apresentou reforços para a temporada foi o Novorizontino. Depois de ter saído do estadual, o time apresentou seu novo comandante, Ito Roque. Entre idas e vindas, o Uberlândia confirmou mais uma contratação para a Série D. Ewerton Maradona é o novo meia do clube. Experiente o jogador disputou o Campeonato Mineiro pela URT e estava no Noroeste. 

Grupo A14 
Caldense – Maringá – Madureira – Linense 

Madureira treinou forte para a estreia na Série D

A Caldense ganhou confiança para a estreia do Brasileirão em um jogo treino contra o Bragantino. O placar final foi 4 a 0 para a equipe alviverde. Com um novo técnico, o ex-goleiro Júlio Sérgio, o Linense vem com outras novidades para a Série D. 

Com um bom desempenho, seis jogadores do Sub-20 assinaram com o time principal do Madureira. Antes, mais 12 jogadores do juniores já tinham sido promovidos. As novidades na reapresentação tricolor foram os atletas Lito, lateral direito de 25 anos, que jogava pelo Novo Hamburgo – RS. No primeiro semestre disputou o Campeonato Gaúcho e a Copa do Brasil. 

Grupo A15 
Nova Iguaçu – Caxias – Internacional-SC – Mirassol 

Ex-São Luíz, Eder chega ara reforçar o Caxias

O Caxias vem para a Série D com vários reforços, como o zagueiro Thiago Sales, o meia Mikael e o atacante Wesley. Depois da campanha decepcionante no estadual, o elenco do Inter de Lages retomou os treinamentos nesta segunda-feira. O ex-auxiliar técnico Juninho Chicchinato subiu de cargo e assumiu como treinador do Leão Baio. 

O Mirassol se preparou para a Série D com dois jogos-treino, depois do vice no Torneio do Interior. Em embates contra Novorizontino e Linense, o time do Leão terminou com uma derrota e uma vitória, assim sucessivamente. Após ser campeão Carioca Sub-20, Marcus Alexandre foi apresentado como o novo técnico do Nova Iguaçu. O time também conta com reforços. 

Grupo A16 
Cianorte - Novo Hamburgo – Tubarão – Ferroviária 

Cianorte apresentou o centroavante Gabriel Barcos

O Tubarão vem se preparando com nomes de peso para a temporada 2018. Os atacantes Fio e Laérte foram os primeiros a serem apresentados. Branquinho, experiente meia, também foi apresentado. O Cianorte trás de volta, depois de 11 anos, Fernando Galhardo, o Fernandinho. Jogadores experiente de 32 anos vem para reforçar o Leão do Vale. 

Gilsinho é o principal reforço do Ferroviária. Diferente dos outros jogadores do seu setor, ele vem para atuar pelos lados, ajudando o time de PC de Oliveira. Buscando reforçar ainda mais o elenco, o Novo Hamburgo anunciou a contratação do goleiro Paulo Henrique Gianezini, que estava no São Luiz de Ijuí. Antes dele, para a alegria dos seus torcedores, João Paulo, camisa 9 voltou. 

Grupo A17 
Prudentópolis - São José-RS – Brusque - Mogi Mirim 

Mogi Mirim quer virar a página da Série A-3 e ir bem na D

O Prudentópolis não teve um início de 2018 para comemorar. No Campeonato Paranaense, a equipe amargou a lanterna da competição, sendo rebaixada. Na preparação para a Série D, o Tigrão venceu o Santos FC Sub-23 por 2 a 0. O São José foi bem no Gauchão, caindo apenas na semifinal, nas penalidades, contra o Brasil de Pelotas, e espera repetir o bom papel na competição nacional. 

O Brusque não foi bem no Catarinense, ficando na parte debaixo da tabela e escapando do rebaixamento por apenas três pontos. A equipe se reforçou e fez alguns jogos-treino para a disputa da Série D. Aliás, falando em ir mal, o Mogi Mirim amargou mais uma degola. Com apenas uma vitória em 19 jogos, o Sapo caiu para a última divisão do Paulista e mudou quase tudo para jogar a competição nacional.

Confira aqui a tabela e o regulamento completo da competição.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações