sexta-feira, 7 de julho de 2017

A primeira vez de Pelé com a "Amarelinha"

Pelé estreou pela Seleção Brasileira no Maracanã, contra a Argentina, e marcou

O futebol é conhecido por escrever histórias. O primeiro capítulo da mais bela e vitoriosa narrativa de todas foi iniciado há exatos 60 anos. No dia 7 de julho de 1957, 80 mil privilegiados acompanharam Brasil e Argentina pelo primeiro jogo da Copa Roca daquele ano. Aos 46 minutos, o locutor do Maracanã informou: "sai Del Vecchio, entra Pelé". Ainda com 16 anos, o menino franzino precisou de apenas dez minutos para balançar a rede na estreia pela Seleção Brasileira, e ainda nem poderia imaginar tudo o que iria conquistar.

Apesar de o resultado não ter sido bom para o Brasil - derrota por 2 a 1 -, o jogo entrou para a história do futebol brasileiro. Pelé estreou pela Seleção e ainda marcou o seu primeiro gol. Labruna abriu o placar para os argentinos aos 30 minutos do primeiro tempo. Pelé empatou na segunda etapa e, em seguida, Juárez colocou a Argentina novamente na frente. 

Três dias depois, no entanto, o maior craque de todos os tempos, já na condição de titular, marcou o primeiro gol e abriu o caminho para a vitória por 2 a 0 sobre os argentinos, garantindo o título da Copa Roca no segundo duelo. Partindo desta primeira conquista, com tudo o que foi feito pelo camisa 10 na sequência, não seria exagero afirmar que a história da Seleção Brasileira pode ser entre duas eras: pré e pós Pelé.

Se o troféu daquela Copa Roca não foi difícil para se levantar, Pelé tem dificuldades para segurar de uma vez todas as taças de Copa do Mundo que conquistou com a Seleção Brasileira. Na condição de jogador, só ele pode dizer que ajudou a bordar três estrelas no lado esquerdo do peito da camisa que representava. E a Amarelinha o amava. Se sentia tão bem quando envergada por seu maior maior 10 que chegou a exibir um coração. Nosso sentimento é o mesmo. Obrigado por tudo, Rei!

Fichas Técnicas
BRASIL 1 x 2 ARGENTINA 

Data: 7 de julho de 1957
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (Brasil)
Público: 80.000 espectadores.
Árbitro: Erwin Hieger (Áustria)
Assistentes: Guálter Gama de Castro (Brasil), José Monteiro (Brasil).

Gols
Brasil: Pelé, aos 31' do segundo tempo
Argentina: Labruna, aos 30' do primeiro, e Juárez, aos 32' do segundo tempo.

Brasil: Castilho, Paulinho de Almeida, Bellini, Jadir e Oreco; Zito (Urubatão, aos 70) e Luisinho; Maurinho, Mazzola (Moacir, aos 46), Del Vecchio (Pelé, aos 46) e Tite - Treinador: Sylvio Pirillo.

Argentina: Carrizo, Pizarro e Vairo; Gianserra, Rossi (Guidi, aos 77) e Urriolabeitia; Oreste Corbatta, Herrera (Antonio, aos 70), Juárez (Blanco, aos 41), Labruna e Moyano - Treinador: Guillermo Stábile.


BRASIL 2 x 0 ARGENTINA 

Data: 10 de julho de 1957
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (Brasil)
Público: 38.441 espectadores.
Árbitro: John Husband (Inglaterra)
Assistentes: Antonio Musitano (Brasil), Catão Montes Júnior (Brasil).

Gols
Brasil: Pelé, aos 20' da primeira etapa, e Mazzola, aos 12' do segundo tempo

Brasil: Gilmar, Djalma Santos, Bellini, Jadir e Oreco; Zito e Luisinho; Maurinho, Mazzola (Del Vecchio, aos 61), Pelé e Pepe - Treinador: Sylvio Pirillo.

Argentina: Carrizo (Musimessi, aos 69), Biaggioli e Vairo; Gianserra, Rossi (Guidi, aos 87) e Urriolabeitia; Oreste Corbatta, Juárez, Herrera (Antonio, aos 46), Labruna e Sesti - Treinador: Guillermo Stábile.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações