domingo, 22 de outubro de 2017

Com protestos na Vila Belmiro, Santos volta a vencer no Brasileirão

Por Mateus Dannibale
Fotos: Ivan Storti / Santos FC

Ricardo Oliveira marcou o único gol do jogo, aos 30 minutos da primeira etapa

Depois de uma seqüência de empates, o Santos finalmente voltou a vencer no Campeonato Brasileiro de 2017. Jogando na Vila Belmiro, na tarde deste domingo, dia 22, o Peixe fez  1 a 0 no Atlético Goianiense, lanterna da competição. Porém, mesmo com o triunfo, houve muitos protestos da torcida, principalmente em relação aos jogadores Zeca e Lucas Lima.

A equipe santista começou o duelo impondo o ritmo de jogo. Com maior posse de bola, o Alvinegro Praiano tentava infiltrações pelas laterais e levou perigo ao gol adversário aos 11 minutos. Após receber de Zeca, Serginho cruzou na pequena área e viu a bola desfilar em frente ao gol até chegar em Jean Mota, que cruzou, novamente rasteiro, e viu o goleiro Marcos defender o chute de Copete a queima roupa.

Na procura pelo gol, o Alvinegro Praiano continuou insistindo de todas as formas até balançar as redes. Aos 29 minutos, Lucas Lima recebeu de Serginho, na entrada da área, e bateu de primeira, obrigando Marcos a defender para escanteio. Na cobrança, Lucas Lima levantou a bola na área e viu Ricardo Oliveira subir mais alto que a marcação para cabecear ao gol. O Peixe quase ampliou o marcador ainda na primeira etapa. Aos 41 minutos, após cruzamento de Lucas Lima, Copete subiu com o goleiro e quase fez de cabeça. A bola passou rente ao travessão.

David Braz afasta bola levantada na área do Santos

Na segunda etapa, o Alvinegro Praiano voltou a assustar os goianos logo no recomeço do jogo. Aos 2 minutos, Zeca levantou na área e, após cabeceio de Copete, Lucas Veríssimo se jogou para empurrar para o gol, mas a bola correu pela linha de fundo. Aos 6 minutos, foi a vez de Jean Mota arriscar de fora da área e acertar a trave. Ainda pressionando, Jean Mota aproveitou cruzamento de Zeca e bateu de primeira, exigindo uma difícil defesa de Marcos aos 24 minutos.

Ainda aos 38 minutos, Ricardo Oliveira recebeu de Lucas Lima e bateu da entrada da grande área, obrigando Marcos a salvar os visitantes mais uma vez. Aos 42 minutos, o capitão santista finalizou novamente e viu e o goleiro adversário impedir seu segundo gol e sacramentar a vitória santista por 1 a 0.

Com o resultado, o Alvinegro da Vila fica na terceira colocação do Brasileirão, diminuindo a distância para o líder Corinthians, agora para seis pontos. O time do Parque São Jorge enfrenta nesta segunda-feira, dia 23, o Botafogo, no Engenhão. O próximo confronto do Santos é o clássico contra o São Paulo, no Pacaembu, sábado, dia 28, às 17 horas. Já o Atlético Goianiense, praticamente rebaixado, enfrenta o Vitória no domingo, às 18 horas, no Barradão.

Alison sofrendo falta

Ficha Técnica
SANTOS FC 1 X 0 ATLÉTICO GOIANIENSE

Data: 22 de outubro de 2017
Local: Vila Belmiro - Santos-SP
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez
Auxiliares: Clovis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite

Cartões amarelos
Santos FC: Alison (SFC)
Atlético Goianiense: André Castro

Gol
Santos FC: Ricardo Oliveira, aos 30' do primeiro tempo

Santos FC: Vanderlei; Zeca, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison (Yuri), Matheus Jesus e Lucas Lima; Serginho (Renato), Ricardo Oliveira e Copete (Lucas Crispim) - Técnico: Levir Culpi.

Atlético Goianiense: Marcos; Jonathan (Ronaldo), William Alves, Gilvan e Bruno Pacheco; André Castro (Diego Rosa), Paulinho, Andrigo, Jorginho e Luiz Fernando (Igor); Walter - Técnico: João Paulo Sanches.

Santos vence Ponte Preta de virada no Sub-15 - O fim de semana da base

Mesmo jogando em Amparo, o Santos levou a melhor sobre a Ponte Preta no Sub-15
(foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / SFC)

A bola rolou para os campeonatos da Federação Paulista de Futebol das categorias de base neste fim de semana. O destaque ficou para o Sub-15 do Santos FC, que mesmo estreando fora de casa nas quartas de final fora de casa, contra a Ponte Preta, venceu de virada, por 2 a 1.

A partida entre Peixe e Macaca foi realizada na manhã deste sábado, dia 21, no Estádio José de Araújo Cintra, em Amparo. A Ponte saiu na frente, no primeiro minuto de jogo, com Felipe Gabriel. Mas na segunda etapa, Renyer e Marcos Leonardo deram a vitória ao Peixe. As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado, dia 28, às 9 horas, no CT Rei Pelé. Confira como foram todos os jogos de ida das quartas de final:

Ponte Preta 1 x 2 Santos
Guarani 0 x 5 Palmeiras
Osasco FC 1 x 1 Red Bull Brasil
São Bernardo FC 2 x 3 São Paulo FC

Sub-17 - O Alvinegro Praiano não teve a mesma sorte no primeiro jogo das quartas do Sub-17. No clássico SanSão, realizado na manhã de sábado, dia 21, no CT Rei Pelé, em Santos, o Peixe foi derrotado por 2 a 0 pelo São Paulo. Ed Carlos, de pênalti, e Antony colocaram o Tricolor na frente, ainda no primeiro tempo. Luiz Felipe diminuiu para o Peixe na etapa complementar. As duas equipes voltam a se enfrentar no dia 29, domingo, às 15 horas, no CT Laudo Natel, em Cotia. Confira todos os jogos das quartas na categoria:

São Paulo 2 x 1 Santos
América 2 x 0 Ponte Preta
Red Bull Brasil 0 x 0 Corinthians
Inter de Limeira 0 x 1 Palmeiras

Tricolor bateu o Peixe no CT Rei Pelé
(foto: Igor Amorim / SPFC)

Sub-20 Primeira Divisão - Após o Palmeiras garantir vaga nas quartas de final da Campeonato Paulista Sub 20 - 1ª Divisão nesta sexta-feira (20), outros sete times também conquistam nesse sábado (21), a classificação para a próxima fase do mata-mata estadual. Tratam-se de São Paulo, Corinthians, Desportivo Brasil, Novorizontino, Ponte Preta, Água Santa e Capivariano. Confira os resultados da rodada:

São Paulo 2 x 0 Red Bull Brasil
Novorizontino 3 x 1 São Carlos 
Ponte Preta 4 x 1 Votuporanguense 
Água Santa 2 x 1 Guarani 
Botafogo 0 x 1 Desportivo Brasil 
Capivariano 1 x 1 Marília 
Corinthians 1 x 1 Portuguesa

Sub-20 Segunda Divisão - Real Cubatense e União Mogi não tiveram sorte e não conseguiram passar pelas oitavas de final da competição. No sábado a tarde, no Estádio Cícero Miranda, o Guará Vermelho foi derrotado pela AD Guarulhos por 2 a 0. Já o time de Mogi das Cruzes, fora de casa, até venceu a Itapirense por 3 a 2, mas precisava de mais um gol para garantir a classificação. Além de AD Guarulhos e Itapirense, se classificaram Presidente Prudente, Elosport, Osvaldo Cruz, XV de Jaú, Taquaritinga e Tupã. Confira os resultados:

América 0 x 1 Tupã
Presidente Prudente 4 x 1 Atlético Araçatuba 
Itapirense 2 x 3 União Mogi
Guarulhos 2 x 0 Real Cubatense
Elosport 2 x 0 Manthiqueira
Osvaldo Cruz 3 x 0 Fernandópolis
XV de Jaú 2 x 0 São José 
Itararé 3 x 3 Taquaritinga

No Sub-11, Santos goleou fora de casa
(foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / SFC)

Sub-11 - Pelo primeiro jogo das quartas de final do Campeonato Paulista Sub-15, na manhã deste domingo, dia 11, no Estádio Beira Rio, em Americana, o Santos, mesmo fora de casa, goleou o Rio Branco por 4 a 0. O segundo e decisivo jogo contra o Rio Branco será realizado no próximo domingo (29), às 9 horas, no CT Meninos da Vila. A entrada é franca. Confira todos os jogos de ida das quartas da competição:

Ponte Preta 0 x 5 Palmeiras
Rio Branco 0 x 4 Santos
Batatais 0 x 3 Noroeste
Corinthians 2 x 0 São Paulo

Sub 13 - As quartas de final do Campeonato Paulista Sub-13 começaram na manhã deste domingo, dia 22. Palmeiras, Ponte Preta e Corinthians venceram e levam vantagem no confronto de volta, que será realizado no próximo domingo, dia 29, às 10h30. Audax e São Paulo empataram. Confira os resultados:

Batatais 0 x 2 Corinthians
Comercial 1 x 3 Palmeiras
Botafogo 0 x 2 Ponte Preta
Audax 1 x 1 São Paulo

União Mogi vence, mas Itapirense fica com a vaga no Sub-20 da Segunda Divisão

Por Guilherme Borges

Mesmo com a derrota, a Itapirense garantiu vaga nas quartas de final da competição

A Itapirense está classificada para as quartas de final do campeonato Paulista sub-20 da Segunda Divisão 2017. Na tarde deste sábado (21), jogando em casa, a Itapirense foi derrotada pelo União Mogi por 3 a 2, mesmo placar do jogo de ida, mas avançou por ter a melhor campanha na somatória das fases.

O jogo começou com um susto. Logo aos cinco minutos, numa disputa de bola, o atacante Caio, da Itapirense, sofreu um pancada na cabeça e precisou ser conduzido ao hospital pela ambulância. Por conta do atendimento, o jogo ficou paralisado por cerca de 55 minutos até o retorno do veículo ao estádio. A bola voltou a rolar e aos 17 minutos o lateral Guilherme Sitoo, do União, abriu o placar. Precisando de apenas mais um gol para reverter a vantagem dos donos da casa, os mogianos partiram para o ataque e, aos 32 minutos, fez o segundo com o zagueiro Vanderlei. O gol deu tranquilidade para o alvirrubro, que foi para o vestiário com a vaga encaminhada.

Obrigada a buscar ao menos um gol para avançar, a equipe de Itapira voltou disposta a reverter o placar. E deu certo. Aos 25 minutos, Léo Brás descontou para os mandantes e recolocou o coelho na disputa. Um minutos depois, Denilson, fez o segundo da Itapirense e empatou o jogo: 2 a 2.

Faltou mais um gol ao União Mogi

Aos 33 minutos, Matheus, do time da casa, foi expulso depois de atingir Higor Lapa com um pontapé fora do lance de jogo. Porém, aos 40, Rodrigo, do União, também foi expulso após atingir propositalmente o adversário que estava caído no gramado.

O União Mogi ainda chegou ao terceiro gol aos 41 minutos com Tortelli, mas já era tarde demais: 3 a 2 União. Agora, a Itapirense aguarda pelo adversario das quartas de final, enquanto o União foca suas atenções na disputa da Copa São Paulo de Futebol Junior de 2018. Já a Itapirense deve encarar o Elopsort na próxima etapa da competição.

Com arbitragem confusa, AD Guarulhos vence Real Cubatense e avança no Sub-20

Thiaguinho tenta passar por dois defensores da AD Guarulhos, que saiu vitoriosa

A AD Guarulhos está nas quartas-de-final do Campeonato Paulista Sub-20 da Segunda Divisão. Jogando em seus domínios, no Estádio Cícero Miranda, o Índio Guaru derrotou o Real Cubatense por 2 a 0, com gols de Custódio e Eduardo Oliveira, na tarde de sábado, dia 21 de outubro. O destaque negativo ficou pela arbitragem confusa de Dermival Benedito Gomes.

No primeiro jogo das oitavas de final, as duas equipes se enfrentaram no dia 14, no Estádio Espanha, em Santos, e empataram em 3 a 3. Com o resultado a AD Guarulhos jogava por um empate para passar de fase. Já para o Guará Vermelho, só a vitória interessava.

O jogo começou elétrico, com o Real Cubatense indo para cima. Porém, aos 4 minutos, em contra-ataque pela esquerda, Vilares fez bela jogada, invadiu a área e rolou a bola para Custódio, que só teve o trabalho de balançar as redes: 1 a 0 para a AD Guarulhos.

Lucão disputa de cabeça jogada pelo alto

O Real Cubatense sentiu o gol e ficou alguns minutos atordoado e quando voltou a se recuperar na partida, o árbitro Dermival Benedito Gomes entrou em cena. Em confusão na área do Guará Vermelho, ele marcou pênalti, alegando que a bola teria batido na mão do jogador do Real Cubatense. Antes de marcar, ele titubeou, chegou a olhar para o auxiliar Nilton Correia da Silva e, depois de cerca de 8 segundos, apontou a marca da cal. Eduardo Oliveira, que não tinha nada haver com a confusão, foi para a cobrança e fez 2 a 0 para o Índio Guaru.

A arbitragem continuou aprontando. Logo em seguida, o atacante Yuri, do Real Cubatense, foi derrubado dentro da área. Pênalti claro, mas Dermival Benedito Gomes mandou seguir o jogo. Aos 33', veio o lance onde a arbitragem mais se equivocou. Em jogada pela direita da AD Guarulhos, o auxiliar Nilton Correia da Silva marcou impedimento, mas o árbitro mandou seguir a jogada e saiu o gol, que chegou a ser confirmado. Porém, enquanto os jogadores do Índio Guaru comemoravam e os do Real Cubatense reclamavam, a Gomes e Silva conversaram, discutiram e o árbitro decidiu anular o gol.

Jogada no fim da partida, que teve vitória da equipe da casa

A segunda etapa teve um jogo mais pegado, com o Real Cubatense tendo mais posse de bola, mas não conseguindo finalizar. Aliás, as melhores chances foram da AD Guarulhos, que teve, ao menos, duas oportunidades claras para empatar. Já o Guará Vermelho teve a melhor chance aos 37', quando Thiaguinho fez boa jogada pela direita e cruzou, mas Balão chegou atrasado. Final de jogo e vitória do Índio Guaru por 2 a 0.

Com a vitória, a AD Guarulhos avançou para as quartas de final da competição, onde provavelmente encara o Tupã. A Federação Paulista de Futebol vai confirmar os confrontos durante a semana. Já o Real Cubatense se despediu do campeonato.

O Audax é campeão da Libertadores Feminina 2017! Confira a explicação!

Jogadoras comemoram o título. O Audax é o dono da vaga na Libertadores

O Audax, em parceria com o Corinthians, conquistou o título da Copa Libertadores Feminina 2017, na noite de sábado, dia 21, no Estádio Arsenio Erico, em Assunção, no Paraguai, derrotando o Colo Colo, na penalidades, por 5 a 4, depois de o jogo ter terminado em 0 a 0 no tempo normal. A grande discussão é o porque de considerar o Audax campeão ao invés do Corinthians. Então vamos lá.

Sim, o Audax tem uma parceria com o Corinthians no futebol feminino. Porém, apesar de na divulgação usarem Corinthians/Audax ou Audax/Corinthians, em regulamentos de competições não existe esta dobradinha. Ou está Grêmio Osasco Audax Esporte Clube ou Sport Club Corinthians Paulista (ou os dois, separadamente, como foi no caso do Brasileiro e Paulista de 2017). Então, oficialmente, e é isto que O Curioso do Futebol e outros amantes do futebol defendem, ou joga Audax ou joga Corinthians.

Regulamento do Paulista Feminino de 2015, indicando a participação do Audax (aqui ele completo)

Mas para explicar a situação, voltamos ao ano de 2015, onde não existia parceria entre Audax e Corinthians. O time de Osasco tinha uma boa equipe para disputar a temporada no futebol feminino e conquistou a terceira colocação no Campeonato Paulista, onde foi eliminado pelo São José, que acabou sendo o campeão. Esta posição no Estadual garantiu ao Audax vaga na Copa do Brasil de 2016. E é aqui onde começa a caminhada rumo a Libertadores deste ano. Vale ressaltar que o Corinthians não disputou o Paulista de 2015.

Apesar de ter uma boa equipe e com uma boa colocação no Estadual, o Audax não tinha vaga no Campeonato Brasileiro Feminino daquele ano, que foi realizado no segundo semestre. O que fizeram então: fecharam um acordo com o Centro Olímpico, que tinha vaga garantida pelo ranking do futebol feminino, mas estava com um time muito fraco. Então, o Centro Olímpico (ou Adeco) conquistou a terceira colocação na competição usando as jogadoras do Audax.

Audax na semifinal do Paulista 2015, quando foi eliminado pelo São José

Chegamos em 2016. Por causa dos Jogos Olímpicos, a Confederação Brasileira de Futebol mudou o calendário do futebol feminino e inverteu a ordem das competições, começando com o Brasileiro, depois vindo os estaduais e finalizando a temporada com a Copa do Brasil.

O Audax, novamente, não tinha vaga no Campeonato Brasileiro de 2016. O Centro Olímpico não quis continuar com a parceria, e o time de Osasco passou a procurar outro clube que teria direto a vaga para utilizar as suas jogadoras. A solução foi o Corinthians, que tinha vaga assegurada por ter sido Campeão Brasileiro em 2015, mas no masculino. Sim, a CBF dava vaga para o feminino através de posicionamento da competição masculina (um absurdo!). E isto aconteceu até este ano e, finalmente, em 2018, vai ser realizado acesso e descenso, com a criação da Série A2.

Regulamento da Copa do Brasil Feminina de 2016, onde está o Audax (confira ele completo aqui)

Pois bem, o Corinthians, utilizando as jogadoras do Audax, mas aqui sim era o Corinthians, ficou em quinto lugar naquele Brasileirão de 2016 (ressaltando que o Brasileiro de 2016 não dava vaga à Libertadores). No Campeonato Paulista veio o primeiro problema, pois o Audax não inscreveu uma equipe própria, então o Timão, com as jogadoras do clube de Osasco, foram eliminadas na semifinal, caindo diante do Santos.

E agora vem toda a questão. Você se lembra, lá em cima, que o terceiro posto do Audax no Paulista de 2015 tinha dado vaga na Copa do Brasil do ano seguinte? Pois bem, todas as jogadoras que disputaram as competições pelo Corinthians no ano voltaram para o Audax para jogarem a Copa do Brasil.

O Audax bateu o São José na final e conquistou o título da competição

E o que aconteceu? O Audax passou por Pinheirense, Santos, Flamengo, CRESSPOM e São José, tornando-se campeão da Copa do Brasil de 2016. Este título assegurou ao Audax, e não ao Corinthians, e aqui está todo o detalhe, o direito de disputar a Copa Libertadores de Futebol Feminino de 2017.

Já em 2017, para aumentar ainda mais a confusão, o Audax, com o título da Copa do Brasil, garantiu o direito de disputar o Brasileiro Feminino da Série A1. Porém, o Corinthians, novamente com colocação no masculino (e, volto a repetir, em 2018 acaba este absurdo), também tinha o direito da disputa. E aqui vem o grande erro do Audax, pois manteve a parceria e ainda entrou com um segundo time, em conjunto com a Universidade Paulista (Unip), na competição. Os dois times caíram para o Santos: o Audax nas quartas e o Corinthians na final.

O Audax campeão da Copa do Brasil em 2016

A confusão se repetiu no Paulista, com o time de Osasco caindo na segunda fase e o Timão na semifinal, diante do Rio Preto, que foi o campeão. Para ajudar ainda mais na confusão, a CBF acabou com a Copa do Brasil em 2017, sendo que a partir de 2018, o representante brasileiro na Libertadores Feminina será o dono do título no Campeonato Brasileiro (o Santos).

Por que tem que ser o Audax o dono da vaga brasileira na Libertadores de 2017 e não o Corinthians? Simples: porque se o Audax abrisse mão do torneio, quem iria no lugar seria o São José, vice-campeão da Copa do Brasil de 2016 e não o Timão, que nem da competição participou. Além disso, apesar de nomear como Audax/Corinthians (com o detalhe do nome do Audax vir primeiro), as últimas artes da Conmebol constaram apenas o escudo do Audax, o verdadeiro dono da vaga, até corrigindo um erro inicial.

Arte da Conmebol usando apenas o escudo do Audax

Alguns alegaram nas mídias sociais o seguinte: "a camisa é do Corinthians"! Sim, mas constando o escudo do Audax também. Porém, aí pergunto, o La Coruña ganhou o Torneio Teresa Herrera de 1996? O time argentino Kimberley atuou na Copa do Mundo de 1978? Pois é, Botafogo e França tiveram que usar uniformes diferentes aos seus nas oportunidades citadas e ninguém questionou quem estava em campo.

Agora, para finalizar, vem algo que precisa deixar claro. Quem banca praticamente tudo nesta parceria é o Audax. Local de treinamento, alojamento, alimentação, salários. O Corinthians entra, praticamente, com o nome e a camisa. É claro que o nome Corinthians atrai mídia, mas toda a estrutura é do Audax. Inclusive, é muito provável que a parceria acabe antes da virada do ano e teremos mais um detalhe que acabará com toda a discussão: a vaga na Libertadores de 2018 para o campeão do ano anterior é do Audax e não do Corinthians.

sábado, 21 de outubro de 2017

Santos é atropelado pela Ferroviária no primeiro jogo das quartas da Copa Paulista

Com informações do Futebol Interior
Fotos: Beto Boschiero/Ferroviária

A Ferroviária goleou na Vila Belmiro

A Ferroviária não se intimidou com a Vila Belmiro e venceu o time sub-23 do Santos, no primeiro jogo das quartas da Copa Paulista. A Ferrinha aplicou sonoros 4 a 0 sobre os santistas e só uma tragédia tirará o time de Araraquara das semifinais da competição.  

Com a diferença nas campanhas da segunda fase, com a Locomotiva sendo líder de seu grupo e o Santos passando como um dos melhores terceiros colocados, era esperado que houvesse um favoritismo para os araraquarenses, porém ninguém esperava o massacre visto na Vila Belmiro.

O Peixe começou dominando inclusive, tendo mais a bola, porém sem conseguir criar algo perigoso. O jogo esteve neste tom até os 37 minutos, quando Hygor apareceu como elemento surpresa após a falta de Elvis e colocou os visitantes na frente no placar, mudando todo o panorama do duelo até aquele momento.

O gol da Ferroviária mudou o jogo 

Com a vantagem, a etapa final acabou consolidando o massacre. Jogando melhor, a Ferroviária demorou apenas quatro minutos para ampliar, com Léo Castro. Mantendo um domínio absurdo, a Ferrinha chegou ao terceiro aos 16', com Léo Castro marcando outra vez. E o artilheiro da partida fechou a goleada com chave de ouro, marcando de cobertura, aos 27'. 

Agora, com a vantagem, até uma derrota por três gols de diferença classifica a equipe de Araraquara. O segundo jogo acontece no próximo sábado, dia 28, na Fonte Luminosa, as 18 horas. 

Apenas uma goleada tira a Ferroviária das semifinais

Ficha Técnica:
SANTOS 0 x 4 FERROVIÁRIA

Data: 21 de Outubro de 2017
Local: Estádio Urbano Caldeira - Santos/SP
Árbitro: Salim Fende Chaves
Assistentes: Eduardo Vequi Marciano e Luis Felipe Prado Silva

Cartões Amarelos
Santos: Gregori e Diego Pituca
Ferroviária: Damasceno e Alisson

Gols:
Ferroviária: Hygor, aos 37' do primeiro tempo, Léo Castro, aos 4', 16' e 27' do segundo tempo

Santos: Preto; Felipe Rodrigues, Rodolfo, Sabino e Carlos Alberto (Calabrês); Gregore, Diego Pituca e Diogo (Mateus Augusto); Marquinhos (Juliano), Léo Santos e Diego Cardoso - Técnico: Kleiton Lima

Ferroviária: Tadeu; Alisson, Luan, Elton e Daniel Vançan; William Favoni, Ikaro (Danilo Sacramento), Élvis e Léo Castro; Hygor (Ranieli) e Damasceno (Felipe Ferreira). - Técnico: PC Oliveira

Rosenborg e Lincoln Red Imps – Os recordistas de títulos nacionais seguidos

Por Lucas Paes

O Rosenborg da Noruega é o recordista de títulos seguidos em uma liga profissional 
(Foto: Getty Images)

Conquistar títulos de um campeonato nacional de maneira seguida não é uma tarefa fácil em praticamente nenhum lugar no mundo. Mesmo em países onde um time domina, as vezes um clube diferente evita sequências grandes de títulos conquistando a taça em um ano. Em países com o futebol mais desenvolvido, como Itália e Espanha, é difícil que um time passe da marca de um penta-campeonato seguido. Na Bota, por exmeplo, a Juventus chegou ano passado ao recorde ao conquistar o hexa. Mas o Lincoln Red Imps, de Gilbratar e o Rosenborg, da Noruega, quebram tal lógica.

No caso do alvinegro noruegues, o enorme período de dominação começa com a completa profissionalização do clube, que ocorreu apenas no fim da década de 80. Além disso, o dinheiro recebido de um novo patrocinador permitiu maiores investimentos. Pioneiro em tal ação entre os clubes noruegueses, o alvinegro começou a colher frutos rapidamente. 

Os Trollongan adotavam um estilo de jogo ofensivo e focado em marcar gols, diferente do defensivo (e eficiente) jogo da Seleção Norueguesa nos anos 90. Com o hábito de marcar muitos gols e jogar de maneira bonita, o clube começou um periodo de dominação enorme entre 1992 e 2005, conquistando 13 títulos consecutivos. 

Vitória sobre o Borussia Dortmund dentro da Alemanha, em 2000

Não foi só em campos noruegueses que o Rosenborg foi bem no período, por duas vezes, a equipe passou da primeira fase da Liga dos Campeões da Europa. Em 1997, foram até as quartas de final, eliminados pela Juventus de Turim. Em 2000, chegaram a segunda fase de grupos, num sistema diferente do atual, tendo entre os grandes resultados uma vitória por 3 a 0 sobre o Borussia Dortmund, na Alemanha.

Além de todo o histórico de conquistas, alguns dos grandes atletas da Noruega foram revelados no Rosenborg. O maior exemplo talvez seja o atacante Iversen, um dos maiores artilheiros da seleção nacional com 21 gols marcados, que por sete anos jogou no Tottenham, da Inglaterra. Além deles, é possivel citar Riseth, Strand e Rise (o goleiro), todos jogaram nas duas vezes em que a Noruega esteve na Copa do Mundo recentemente (1994 e 1998).

O outro clube que possui um recorde de títulos seguidos vem de Gibraltar: o Lincoln Red Imps inclusive conquistou a sequência de taças recentemente, entre os anos de 2003 e 2016 foram 14 vezes levando a Gibraltar Premier League. Porém, o Lincoln é de uma liga semi-profissional, diferente da situação dos nórdicos. 

Equipe do Lincoln Red Imps de 2015 
(Foto: Gilbratar Football Association)

Apesar da sequência, foi apenas em 2014 que o time vermelho, preto e branco teve a oportunidade de participar da Liga dos Campeões da UEFA, após seu país de origem finalmente entrar para a UEFA como uma seleção de um país independente. Porém, a equipe ainda não conseguiu chegar a fase de grupos da competição, caindo sempre nas pré eliminatórias.
Proxima  → Inicio

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações