quinta-feira, 21 de março de 2019

Ado mira a classificação do Bangu na Taça Rio

Com informações da Agência FERJ
Foto: Raphael Santos/Bangu AC

Ado está satisfeito com a fase positiva do Bangu na competição

Imbatível! Assim pode ser definida a campanha do Bangu dentro do Estádio de Moça Bonita. Foram quatro jogos na Zona Oeste durante o Campeonato Carioca, com o saldo positivo de quatro vitórias e nenhum gol sofrido. Atrelado ao bom desempenho fora de casa, o Alvirrubro ocupa a liderança do Grupo B da Taça Rio, com 12 pontos, e vai para a última rodada buscando a classificação para a semifinal.

Na última quarta-feira (20/03), o time do técnico Ado venceu o Americano por 2 a 0, gols de Yaya e Anderson Lessa, e chegou ao quarto triunfo seguido em cinco partidas. Satisfeito, o comandante banguense festejou a fase positiva:

"É uma marca que deixa todos nós com bastante felicidade. Quando fui jogador, Moça Bonita sempre foi um diferencial e fico feliz que isso esteja ocorrendo novamente. O Bangu está voltando a mostrar o seu valor e o quão grande é. Os atletas entenderam o que é jogar aqui, estão com sangue nos olhos e fazendo belas partidas. Eu amo o clube e sou um privilegiado em ser o treinador num momento tão feliz", destacou.

Contra o Americano, o Alvirrubro voltou a brilhar na segunda etapa e marcou os gols da vitória. Para Ado, a não acomodação, a seriedade e o foco estão sendo determinantes para a equipe conquista os triunfos na Taça Rio.

"O grupo está com a cabeça no lugar, não se abate e sabe das suas responsabilidades. Assim como contra a Portuguesa, fomos para o intervalo empatando e a conversa fez com que ajustássemos alguns pequenos detalhes. No segundo tempo, eles colocaram tudo em prática, seguiram criando boas oportunidades e marcaram os gols. Sempre tempos que buscar evoluir, acredito que estamos conseguindo e vamos seguir nesta pegada", garantiu.

No sábado (23), às 19h, o Bangu encerra a sua participação na fase classificatória contra o Vasco da Gama, em São Januário. Assim como a equipe de Moça Bonita, o Cruzmaltino também busca a classificação à semifinal da Taça Rio pela chave oposta. Como não poderia ser diferente, Ado projeta um duelo complicado fora de casa, mas confia na força do trabalho para conquistar a vaga.

"O Vasco tem uma boa equipe, perdeu somente um jogo no ano, estará em casa e devemos respeitá-los. Porém, é o jogo da nossa vida e precisamos entrar em campo para vencer. Temos que recuperar os atletas, mostrar os pontos que precisam ser corrigidos e os pontos fortes dos adversários. Espero que possamos realizar um bom jogo, conseguir a vitória e, consequentemente, a classificação", finalizou o treinador

Com show de Gláucia, Sereias batem o Corinthians pelo Brasileirão

Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC

Gláucia fez grande partida e marcou os dois gols das Sereias no embate

Na segunda rodada do Campeonato Brasileiro Feminino A1 de 2019, as Sereias da Vila conquistaram uma importante vitória. Enfrentando o Corinthians, atual campeão da competição, no Parque São Jorge, em São Paulo, o Santos FC fez uma grande partida e venceu pelo placar de 2 a 1, na tarde desta quinta-feira, dia 21. O destaque da partida foi a atacante Gláucia, autora dos dois gols do Alvinegro Praiano.

As duas equipes estrearam com vitória na competição. O Corinthians encarou a Ponte Preta, fora de casa, e se deu bem, fazendo 4 a 1. Já o Santos mandou o seu jogo de estreia em Itapira e também venceu: 3 a 0 sobre o Foz Cataratas.

O jogo começou equilibrado. O Corinthians, jogando em casa, quis impor o seu jogo, mas acabou surpreendido por um Santos que não ficou apenas se defendendo. As chances de abrir o marcador foram se alternando até que aos 41 minutos, Gláucia arriscou de fora da área, a bola desviou na defensora do Timão e enganou a goleira Letícia: 1 a 0 para as Sereias da Vila.

Na segunda etapa, o Corinthians foi para o tudo ou nada, em busca do empate. O Santos, respondia nos contra-ataques. De tanto insistir, o Timão empatou aos 4 minutos: Adriana recebeu um lançamento açucarado, saiu cara a cara com a Kemelli e só rolou pra Millene marcar o gol de empate do Coringão: 1 a 1.

Mas a torcida corintiana não teve muito tempo para comemorar. Aos 15 minutos, Gláucia recebeu um bolão da Maurine e finalizou no cantinho da Lelê! Sereias da Vila na frente novamente! O Corinthians foi com tudo para cima e até perdeu algumas chances, mas não conseguiu balançar as redes. Assim, as Sereias da Vila venceram pelo placar de 2 a 1.

Na próxima rodada, as duas equipes jogam com mando de campo. Na terça-feira, dia 26, o Corinthians enfrenta o Internacional, às 15h30, no Parque São Jorge, em São Paulo. Já o Santos joga na quarta-feira, dia 27, às 15 horas, quando enfrenta o São Francisco do Conde, no Nogueirão, em Mogi das Cruzes.

Definidas as quartas do Paulistão 2019


Novorizontino e Palmeiras, sábado (23), às 17h, abrem as quartas de final do Paulistão 2019. O jogo em Novo Horizonte marcará um fato histórico: será o primeiro estádio da história do Campeonato Paulista a realizar uma partida oficial com VAR, o Árbitro Assistente de Vídeo.

As datas, horários e locais foram confirmados na manhã desta quinta, dia 21, durante Conselho Técnico realizado na sede da Federação Paulista de Futebol. Participaram da reunião os representantes dos oito clubes classificados.

Ainda no sábado, Santos x Red Bull Brasil, às 19h30, no estádio do Pacaembu, iniciam a disputa por uma vaga nas semifinais. No domingo, o São Paulo recebe o Ituano às 16h no Morumbi, e o Corinthians enfrenta a Ferroviária às 19h, na Arena da Fonte, em Araraquara.

Os times voltam a campo três dias depois. Red Bull e Santos jogarão na terça-feira, às 20h, no Moisés Lucarelli. No mesmo dia, às 21h, o Palmeiras recebe o Novorizontino no Pacaembu. Na quarta-feira, Ituano e São Paulo decidem a vaga no Novelli Júnior, em Itu, às 19h15, e Corinthians e Ferroviária definem o último classificado às 21h30, na Arena Corinthians. 

Todos os 14 jogos de mata-mata contarão com o VAR, com até 19 câmeras por partida. O VAR Futebol Paulista será operacionalizado pela Hawk-Eye Innovations, empresa responsável pelo VAR na Copa da Rússia, e será custeado pela FPF.

O 'baile' de Ronaldinho Gaúcho em Dunga na final do Gauchão de 1999

Por Victor de Andrade

Dunga não conseguiu 'segurar' o garoto do Grêmio, que só não fez chover na final do Gauchão

Ronaldinho Gaúcho, que nasceu em 21 de março de 1980, em Porto Alegre, é, com certeza, um dos maiores jogadores da história do futebol brasileiro. Seus belos dribles e jogadas encantaram o mundo inteiro. Mesmo com um final de carreira onde ele se desinteressou a jogar futebol, ele sempre é lembrado por ser um entusiasta do futebol arte com a bola nos pés. E isto foi mostrado na final do Campeonato Gaúcho de 1999, quando ele, com 19 anos recém-completados, tirou o experiente Dunga para "dançar".

Apesar deste fato ter sido uma espécie de apresentação de Ronaldinho Gaúcho para o cenário nacional, é fato que já se esperava muito dele, desde pequeno. Quando o irmão mais velho, Assis, surgiu no Grêmio, a família foi enfática em dizer que o "mano" mais novo era ainda melhor. Em 1997, Ronaldinho Gaúcho era o grande nome da Seleção Brasileira Sub-17, que conquistou a Copa do Mundo da categoria.

Todos esperavam que Ronaldinho Gaúcho mostrasse toda aquela categoria quando subisse para a equipe principal do Grêmio e ele não decepcionou. Pelo contrário! Deixou uma bela parte de seu repertório para um jogo importante: a final do Campeonato Gaúcho. Para 'variar', a final era entre Grêmio e Internacional, em três jogos. No Beira-Rio, o Colorado venceu por 1 a 0. No primeiro jogo no Olímpico, deu Tricolor: 2 a 0.

A terceira e decisiva partida aconteceu no dia 20 de junho, no Olímpico. Por ter melhor campanha e feito um gol a mais nos dois jogos anteriores, o Grêmio jogava pelo empate para conquistar a taça. Já para o Internacional, só a vitória interessava. Mas quem iria brilhar era o jovem de 19 anos do Grêmio e a vítima seria o experiente Dunga, que até um ano antes era o capitão da Seleção Brasileira.

Ainda no primeiro tempo, a então joia do Tricolor recebe a bola na intermediária, dá uma caneta no marcador Anderson Luís, tabela com o volante Capitão para passar por Dunga, invade a área e toca na saída do goleiro: 1 a 0 para o Grêmio, que coloca uma mão na taça. Porém, a "cereja do bolo" Ronaldinho Gaúcho deixaria para o segundo tempo.

Os melhores momentos da partida (e sim, o jogo foi 1 a 0, ao contrário do título do vídeo)

Primeiro, em um lance pela direita, Ronaldinho parte para cima do volante, brinca com a bola nos pés, passando ela por debaixo das pernas, fazendo algo que visualmente parecia com um elástico (imortalizado pelo grande Rivellino) e passou por Dunga, que ficou paralisado, sem saber o que fazer. Todos ficaram atônitos com o belo drible do garoto gremista.

Mas ainda tinha mais. Minutos depois, mais precisamente aos 39', depois de cobrança de lateral, Ronaldinho Gaúcho matou a bola no peito e viu Dunga vindo no embalo. O jovem craque aplicou um lindo chapéu, que fez todos no Olímpico vibrarem como se fosse um gol. E naquele dia o camisa 10 do Grêmio se apresentava para o futebol brasileiro, com o título de sua equipe e suas jogadas.

Porém, não parava por aí. Sua apresentação na final do Gauchão rendeu a primeira convocação para a Seleção Brasileira. Vanderlei Luxemburgo o chamou para a Copa América, que seria disputada no Paraguai, no lugar de Edilson, que havia arrumado uma enorme confusão na final do Campeonato Paulista. Apesar de reserva no torneio continental, Ronaldinho Gaúcho fez um gol antológico contra a Venezuela e conquistou o primeiro título com a amarelinha. Depois, a história todos nós conhecemos.

quarta-feira, 20 de março de 2019

Santos é goleado pelo Botafogo, que escapa do rebaixamento no Paulistão

Foto: Ivan Storti / Santos FC

Santos perdeu o seu terceiro jogo no Paulistão, a segunda por goleada

O Santos FC levou a sua segunda goleada no Campeonato Paulista da Série A1 de 2019. Na última rodada da primeira fase da competição, o time comandando pelo técnico argentino Jorge Sampaoli enfrentou o Botafogo, na noite desta quarta-feira, dia 20, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, e levou 4 a 0. O Pantera, com o resultado conseguiu escapar do rebaixamento.

O Santos foi para a partida com um time misto. Já garantido nas quartas-de-final da competição, apesar de ainda ter chance de fica em primeiro do Grupo A e também com a melhor campanha da primeira fase, Sampaoli preferiu poupar titulares. Já para o Botafogo o jogo era importante, já que a equipe ainda corria risco de rebaixamento.

O Botafogo começou o jogo pressionando e abriu o marcador logo no primeiro minuto, com Rafael Costa, de cabeça. A equipe alvinegra teve muitas dificuldades para criar chances de gol na primeira etapa e o Pantera dominava as ações.

O time da casa continuou melhor no jogo e chegou aos segundo gol aos 18 minutos, com Plínio. Depois, o Peixe cresceu na partida e sua principal jogada foi aos 43 minutos de jogo, com Gustavo Henrique carimbando a trave adversária, mas o primeiro tempo terminou com o placar de 2 a 0 para o Botafogo.

O Santos FC voltou com postura diferente na segunda etapa, criando sua primeira oportunidade já no primeiro minuto: Felippe Cardoso apareceu diante de Darley mas pegou mal na bola, sobrando fácil para o goleiro. No lance seguinte, Rafael Costa, que já havia marcado na primeira etapa, anotou seu segundo no jogo, fazendo 3 a 0 para o Botafogo.

Buscando ao menos descontar, Eduardo Sasha recebeu sobra de Jean Lucas aos 17 minutos e bateu forte, mas Darley fez boa intervenção. Com o resultado e a permanência na elite do Paulistão garantidos, restou ao Botafogo adotar postura defensiva, esperando o término do jogo. Nos minutos finais, o time de Ribeiro Preto ainda anotou o quarto, novamente com Rafael Costa. Final de jogo e 4 a 0 para o Botafogo.

Com esta derrota e com a vitória do Red Bull Brasil, os mandos de campo das quartas de final estão decididos: na primeira partida o Peixe jogará em seus domínios, e no segundo e decisivo confronto, na cidade de Campinas. Já o Botafogo volta às suas atenções para a preparação visando o Campeonato Brasileiro da Série B.

Olímpia vence o EC São Bernardo e sai da zona da "degola" da A3

Foto: divulgação

O Olímpia fez 2 a 0 no primeiro tempo e o Cachorrão diminuiu na segunda etapa

O Olímpia finalmente conseguiu sair da zona de rebaixamento do Campeonato Paulista da Série A3 de 2019, depois de passar o torneio quase todo lá. O Galo Azul enfrentou o EC São Bernardo, na noite desta quarta-feira, dia 20, no Maria Tereza Breda, pela 13ª rodada da competição, e venceu pelo placar de 2 a 1. O time contou com o empate do Taboão da Serra, contra o Primavera, para sair da "degola".

O EC São Bernardo foi para Olímpia embalado. O Cachorrão venceu o Taboão da Serra na última rodada, por 4 a 2, e entrou na zona de classificação da competição. Já o Olímpia, que vinha de derrota por 5 a 2 para o Audax, precisava vencer para melhorar a sua situação na tabela para se livrar da luta contra o rebaixamento.

Jogando diante de sua torcida, o Olímpia começou o jogo pressionando o Cachorrão. A tática deu certo e a equipe da casa abriu o marcador logo aos 9 minutos, com Zezinho balançando as redes. O Galo Azul, empolgado com o gol, continuou pressionando e o Cachorrão não conseguia reagir. Aos 39', o time da casa fez o segundo com Thauan.

Atrás no marcador, o EC São Bernardo voltou melhor na segunda etapa. Fazendo muitas jogadas no ataque, o Cachorrão diminuiu aos 13 minutos, com Vini. Depois, o Olímpia conseguiu controlar as ações e segurar o resultado. Final de jogo e vitória por 2 a 1 para o Galo Azul, que saiu da zona de rebaixamento da A3 com o empate do Taboão da Serra com o Primavera.

Na próxima rodada, a penúltima da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A3 de 2019, as duas equipes jogam no próximo domingo, dia 24, às 10 horas. O EC São Bernardo recebe o Audax, no Estádio 1º de Maio, no ABC Paulista, enquanto o Olímpia também joga em casa, contra o São Carlos, lanterna da competição.

Taubaté e Briosa ficam no empate no Joaquinzão

Por Lucas Paes
Com a colaboração de Leandro Von Zubem
Fotos: Bruno Castilho/EC Taubaté

Briosa e Taubaté ficaram no empate no Joaquinzão

Portuguesa Santista e Taubaté ficaram no empate, por 1 a 1 em jogo válido pela 13ª rodada do Campeonato Paulista da Série A-2. O jogo foi disputado no Estádio Joaquim de Morais Filho, o Joaquinzão, em Taubaté, na noite desta quarta-feira, dia 20 de Março. Com o resultado, a Briosa segue na parte de cima da tabela, ainda que distante da liderança, enquanto o Burrão fica mais distante da classificação. 

O Burro da Central vinha de vitória para cima do Nacional, em casa, por 3 a 1. A Briosa, na disputa pela liderança da primeira fase, vinha de boa vitória para cima da Inter, em Limeira, por 2 a 1. Enquanto o time da casa buscava aproximar-se do G8, a Portuguesa Santista entrava em campo para não deixar o Água Santa desgarrar na liderança.

A Briosa começou o jogo atacando e pressionando o Taubaté, já cercando a área de ataque nos primeiros minutos. O time santista criou a primeira chance com uma falta batida por Bruno e desviada por Luiz Eduardo para fora, aos 6 minutos. Pouco depois, Boré fez boa jogada, mas a finalização de Wendell foi horrível e passou longe da meta. Aos 14', a chance mais perigosa, quando um chute forte de Palinha foi bem defendido por Rafael Dida. A primeira finalização do Taubaté veio só aos 17', quando Claudinho chutou de longe e mandou para longe.

O Burro da Central foi voltando para a partida aos poucos, aos 19', Caio Mancha quase marcou um golaço tentando encobrir John, mas a bola saiu sem força e acabou defendido pelo goleiro. Porém, o domínio da posse ainda era do time da Baixada Santista, que controlava o jogo na base da troca de passes e de infiltrações, apesar de problemas no último passe.

O fato é que, após o começo movimentado, o jogo caiu a partir dos 20 minutos. Só aos 33', em boa jogada de Tarracha, Caio Mancha dominou, girou e chutou muito bem, mas a bola acabou desviada pela defesa rubro-verde, salvando o gol certo do camisa 9 do alviazul. Aos poucos o domínio rubro-verde na posse arrefeceu, o Taubaté cresceu, e aos 41' do primeiro tempo, Tarracha cruzou bem e Erick completou de cabeça para o gol, abrindo o placar para o alviazul no Joaquinzão. Pouco tempo depois, em falha de Acleisson, o Burro da Central contra atacou e quase marcou com Tarracha, que parou em belíssima defesa de John. O primeiro tempo terminou com vantagem dos mandantes.

Na etapa final, a Briosa voltou pressionando. Rodriguinho cabeceou um bom cruzamento de Ferro e a bola passou com perigo perto do gol. Aos 5', Carlos Alberto chutou de longe e parou em Rafael Dida. Aos 9', em seu último momento no jogo, Acleisson tentou de longe e chutou para fora. Antes dos 20 minutos, Sérgio Guedes mexeu duas vezes, tentando mudar o jeito da Briosa jogar. Entraram Rayllan e Daniel Bueno. O Taubaté chegou pela primeira vez na segunda etapa com Juninho, aos 17', chutando para boa defesa de John.

John fez grandes defesas no primeiro tempo

Aos 31', a bola foi cruzada para área por Boré e Ferro desviou por cima, perdendo ótima chance para a equipe rubro-verde. A Briosa controlava o jogo, mas não conseguia concluir em gol seus ataques. De tanto pressionar, a Portuguesa Santista conseguiu o empate. Aos 37 minutos, Wesley fez boa jogada e chutou cruzado, Rafael Dida fez uma defesaça, mas a bola sobrou limpa para Rodriguinho empatar. Foi o sexto gol do artilheiro rubro-verde. 

A Briosa passou a pressionar muito a partir daí. Pouco tempo depois do gol, Daniel Bueno deu linda ajeitada para Rodriguinho, que acabou errando o alvo. Acabou sendo a melhor chance e última para a Portuguesa Santista virar a partida. O duelo acabou em empate no Joaquinzão. Resultado péssimo para os mandantes e não tão bom para a Briosa, que vê a briga pela liderança mais distante.

O próximo jogo da Portuguesa Santista é contra o São Bernardo FC, no Estádio Ulrico Mursa, na manhã de domingo, dia 24, as 10 horas. O Taubaté, por sua vez, tem um enorme desafio contra o líder Água Santa, no Inamar, no sábado, dia 23, as 15 horas.

Com grande segundo tempo, Nacional faz 3 a 0 na Inter de Limeira

Foto: Ale Vianna / Nacional AC

A vitória deixa o Nacional na briga pela classificação

O Nacional AC conseguiu uma grande vitória na tarde desta quarta-feira, dia 20. Jogando no Estádio Nicolau Alayon, em São Paulo, a equipe ferroviária da capital encarou a Inter de Limeira e, com um belo segundo tempo, venceu pelo placar de 3 a 0. O resultado fez com que o time da casa de afastasse da zona de rebaixamento do Campeonato Paulista da Série A2 e que ficasse momentaneamente no G8 da competição.

As duas equipes não tiveram uma boa jornada na rodada anterior. No domingo, dia 17, pela manhã, o Nacional enfrentou o Taubaté, fora de casa, e foi derrotado pelo placar de 3 a 1, de virada. Já a Inter de Limeira, à noite, recebeu a Portuguesa Santista no Major Levy Sobrinho e também perdeu: 2 a 1.

Tanto o Nacional como a Inter de Limeira foram à campo precisando da vitória na tarde desta quarta. Por jogar em casa, o time ferroviário começou pressionando o seu adversário, pois somente com os três pontos de hoje a equipe ainda poderia sonhar com as quartas-de-final. Já a Inter de Limeira apostava nos contra-ataques, mas o primeiro tempo terminou com o placar de 0 a 0.

A segunda etapa começou da mesma forma, com o Nacional dominando as ações e a Inter de Limeira tentando algum contra-ataque. A diferença foi que os gols saíram. E o primeiro deles aconteceu logo aos 2 minutos, com Matheus Lu. O time da casa continuou pressionando o adversário e fez o segundo tento aos 19', com um golaço de Ortigoza.

Com 2 a 0 contra, a Inter de Limeira se abateu e o time ferroviário se aproveitou para ampliar o marcador. Aos 36 minutos, Everton Tchê balançou as redes e deu números finais à partida: Nacional 3, Inter de Limeira 0.

Faltando duas rodadas para o término da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A2, o Nacional assumiu provisoriamente a oitava colocação da competição, entrando na zona de classificação (a rodada será finalizada apenas na quinta-feira).

O time da capital volta a campo no próximo domingo, dia 24, quando encara o Penapolense, às 10 horas, fora de casa. Já a Internacional, que mesmo com a derrota permanece na zona de classificação, em sexto, enfrenta o Linense no sábado, dia 23, às 17 horas, em Limeira.

De olho no Brasileiro da Série B, São Bento anuncia o técnico Doriva

O último clube de Doriva foi o Criciúma (foto: Daniel Burigo)

Matematicamente rebaixado à Série A2 do Paulistão, o São Bento pensa na sequência da temporada. Antes mesmo de cumprir o seu último jogo na elite paulista, o clube de Sorocaba anunciou a contratação do técnico Doriva para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B.

Na atual temporada, Doriva, que está com 46 anos, comandou o Criciúma-SC, na disputa do Campeonato Catarinense. Além do clube de Santa Catarina, o treinador também acumula passagens por São Paulo, Ponte Preta, Ituano, Novorizontino, Bahia, Atlético-PR, Novorizontino, Santa Cruz e CRB.

Aos 46 anos, Doriva coleciona conquistas em sua carreira. Em 2014, conquistou, como surpresa, o Campeonato Paulista pelo Ituano. Na temporada seguinte, conquistou o Campeonato Carioca pelo Vasco da Gama.

Pela última rodada do Paulistão, o São Bento recebe o Bragantino, às 21h30, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, onde a equipe será dirigida pelo auxiliar Luizinho Rangel. Pelo Campeonato Brasileiro da Série B, a estreia está prevista para o dia 27 de abril, contra o Atlético-GO, também diante do seu torcedor.

Sul-Americano Sub-17 2019 começa nesta quinta no Peru


Começa nesta quinta-feira, dia 21, a edição de 2019 do Campeonato Sul-Americano Sub-17 Masculino de 2019, que será realizada no Peru. A competição, que está prevista para terminar em 14 abril, dará quatro vagas para o Mundial da categoria. O Brasil, que é o atual bi-campeão continental, já está na Copa do Mundo, já que será sede do torneio.

A competição organizada pela Conmebol teve problemas para ser realizada. A princípio, o Peru iria também sediar o Mundial, mas por problemas administrativos (Lima será sede também dos Jogos Sul-Americanos), teve que atrasar o início do Sul-Americano e desistir da organização da Copa do Mundo, que foi assumida pelo Brasil.

Todos os jogos da competição acontecerão no Estádio San Marcos, palco com capacidade para 22 mil espectadores e que também sediará os Jogos Pan-americanos em Lima este ano. O campo de jogo do estádio sede tem gramado artificial Nível 1, certificado pela FIFA e possui campos de treinamento alternados com as mesmas características para as sessões anteriores a todos os jogos do campeonato.

Os jogos começam nesta quinta-feira, dia 21, com as partidas do Grupo A. Às 19h10, a Venezuela terá pela frente o Equador. Já às 21h30, o Peru encara o Chile, com a Bolívia folgando. Já o Grupo B começa na sexta, dia 22. Uruguai e Argentina se enfrentam às 19h10, enquanto o Brasil estreia diante do Paraguai às 21h30. A Colômbia folga.

O regulamento da competição é o seguinte: na primeira fase, as 10 seleções estão divididas em dois grupos de cinco equipes, que jogarão entre si, dentro da chave. As três primeiras colocadas de cada lado se classificam para o Hexagonal Final, onde todos se enfrentam. O time que somar mais pontos é o campeão e os quatro primeiros colocados estarão no Mundial, exceto o Brasil, que já tem a vaga garantida por ser o país sede da Copa do Mundo.

Confira abaixo os grupos da competição:

GRUPO A
Peru - Equador - Bolívia - Venezuela - Chile

GRUPO B
Brasil - Argentina - Colômbia - Uruguai - Paraguai

Confira a tabela da competição aqui.
Proxima  → Inicio

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações