quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Santos perde para o Avaí na Copa do Brasil Sub-17

Foto: Alceu Atherino/Avaí FC

O jogo foi bem movimentado e o Avaí, no fim, garantiu a vitória

Em jogo realizado na tarde desta quarta-feira, dia 18, na Ressacada, em Florianópolis, a equipe Sub-17 do Santos FC enfrentou o Avaí, pelo primeiro jogo da segunda fase da Copa do Brasil da categoria, e não se deu bem. Em uma partida de muitos gols, o Peixe acabou derrotado pelo placar de 3 a 2.

Para chegar à segunda fase da competição, o Alvinegro Praiano eliminou o Paraná Clube, empatando em 2 a 2 em Curitiba e vencendo por 3 a 2 na Vila Belmiro. Já o Avaí despachou o Grêmio, nas penalidades, após uma vitória por 2 a 1 para cada lado.

Mas nesta quarta-feira, Avaí e Santos fizeram um jogo bastante disputado e com muita bola na rede. No primeiro tempo, Bonete abriu o placar para os donos da casa. Após bola alçada na área, o Alvinegro chegou ao empate com Cipriano, de cabeça.

As emoções foram ainda mais fortes na segunda etapa. Logo no início, Bonete apareceu de novo para colocar o Leão em vantagem mais uma vez: 2 a 1. A resposta do Santos veio novamente na jogada aérea. Lucas Lourenço cruzou na medida para Derick deixar tudo igual. Nos minutos finais do confronto, Adiel garantiu a vitória do Avaí por 3 a 2.

As equipes voltam a se enfrentar no dia 24, na Vila Belmiro, em Santos. Com o resultado, o Leão avança para as quartas de final com um empate. Já o Santos precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para ficar com a vaga no tempo normal. Um triunfo alvinegro por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis.

Paulista Sub-17 chega na fase de quartas de final


O Campeonato Paulista Sub-17 de 2018 chega às quartas de final e neste sábado, dia 20, começam a ser realizados os jogos de ida da etapa da competição. São Paulo, Palmeiras, Santos, Corinthians, Amparo, Osasco Audax, Novorizontino e Mirassol são as oito equipes que ainda estão na disputa pelo título da competição.

O São Paulo chega às quartas como a melhor campanha no geral e se classificou com o primeiro lugar Grupo 18, tendo feito 14 pontos. O Tricolor terá pela frente o Amparo, que entre os oito que chegaram às quartas tem a pior campanha, mas foi o primeiro da chave 20, tendo feito 10 pontos.

O Palmeiras tem a segunda melhor campanha entre os classificados para as quartas e foi o primeiro do Grupo 19, com 13 pontos. O Verdão encara justamente o vice-líder da sua chave da etapa anterior, o Audax, que fez nove pontos e tem a sétima melhor campanha no geral.

O Santos chega às quartas de final com a terceira melhor campanha no geral e tendo sido o primeiro colocado do Grupo 21 da terceira fase, com 14 pontos. O Peixe vai encarar o vice-líder da mesma chave, o Novorizontino, que fez 11 pontos. O time de Novo Horizonte é o sexto na classificação geral. Aliás, este confronto se repete nas quartas do Sub-15.

Já o último confronto das quartas terá o embate entre Corinthians e Mirassol. O Timão tem a quarta melhor campanha no geral e foi o segundo colocado do Grupo 20 da fase anterior, tendo feito nove pontos. Já o Mirassol teve a quinta melhor campanha e foi o segundo do Grupo 18, com 10 pontos.

Os jogos de ida das quartas de final do Campeonato Paulista Sub-17 serão realizados no sábado, dia 20, e domingo, 21. Os jogos de volta serão no dia 27. Todas as partidas serão realizadas às 11 horas. Confira aqui a tabela completa da competição.

Croinha - O grande artilheiro da história do Fortaleza

Por Victor de Andrade


O Fortaleza Esporte Clube está comemorando o centenário de sua fundação neste 18 de outubro. Entre belas histórias, conquistas e glórias, o Tricolor de Aço tem sua marca fincada na história do futebol brasileiro. Para comemorar a data, relembramos do maior artilheiro da história do clube: Croinha, que defendeu as cores do Fortaleza entre 1965 e 1972.

Nascido em Recife, no dia 21 de agosto de 1940, Edson José de Souza começou a jogar profissionalmente no Maranhão AC, no início da década de 60. Logo de cara, o atacante mostrou que tinha muito faro de gol e chamou a atenção de vários clubes do Nordeste. Após brilhar no futebol maranhense, Croinha deixou o clube que o revelou em 1965 e aceitou a proposta do Fortaleza.

No Tricolor de Aço, logo mostrou que poderia se tornar um dos grandes ídolos da história do clube. Seus gols ajudaram o Fortaleza vencer três vezes o estadual (1965, 1967 e 1969), ser vice-campeão da Taça Brasil de 1968 e conquistar o título da prestigiada Taça Norte-Nordeste de 1970.

Mas sua marca não foi apenas nos títulos. Nos anos em que jogou pelo Fortaleza, entre 1965 e 1972, Croinha marcou 138 gols. Ninguém, até hoje, fez mais gols com a camisa do Tricolor de Aço do que ele. É o maior artilheiro da história do Fortaleza!

Em 1972, já com 32 anos, o que na época já era chamado de jogador veterano, Croinha deixou o Fortaleza. No ano seguinte, defendeu o Tiradentes, também de Fortaleza, e encerrou a carreira no fim de 1973. Porém, Croinha ficou marcado para sempre na história do clube.

Quartas do Paulista Sub-15 começam neste sábado


Neste sábado, dia 20, começa a ser disputada as quartas de final do Campeonato Paulista Sub-15 de 2018. Palmeiras, São Paulo, Corinthians, Santos, Ponte Preta, Osasco Audax, Desportivo Brasil e Novorizontino são as oito equipes que ainda estão na luta pelo título da competição.

O Palmeiras chega às quartas de final com a melhor campanha entre os oito times classificados. O Verdão se classificou na fase anterior sendo o líder do Grupo 19, com 18 pontos (100% de aproveitameto). O Verdão terá pela frente a Ponte Preta, a pior campanha entre os oito times nas quartas de final. A Macaca se classificou como segunda colocada do Grupo 20 da terceira etapa, tendo feito 10 pontos.

O São Paulo tem a segunda melhor campanha geral e avançou de fase sendo o primeiro colocado do Grupo 18, fazendo 15 pontos. O Tricolor vai encarar o Osasco Audax, sétima campanha no geral e que foi o vice-líder do mesmo Grupo 18 na fase anterior, tendo feito 12 pontos.

Já o Corinthians chega às quartas de final com a terceira melhor campanha no geral e se classificou sendo o primeiro colocado do Grupo 20, com 16 pontos. O Timão vai enfrentar o Desportivo Brasil, sexta campanha no geral e que na fase anterior foi o primeiro colocado do Grupo 21, fazendo 13 pontos.

O último confronto das quartas coloca frente a frente Santos e Novorizontino. O Peixe fez a quarta melhor campanha no geral e se classificou sendo o segundo colocado do Grupo 21, fazendo 13 pontos. O time de Novo Horizonte, quinto no geral, avançou de fase sendo o segundo do Grupo 19, com 10 pontos.

Os jogos de ida serão realizados nos próximo sábado, 20, e domingo, dia 21, às 9 horas. Os jogos de volta serão todos no dia 27, sábado, também às 9 horas. Confira aqui a tabela do Campeonato Paulista Sub-15.

Guilherme Café - A volta por cima do herói do acesso do Comercial

Com informações do site oficial da FPF

Guilherme Café, que fez o gol do acesso do Comercial, chegou a ser afastado ao elogiar o Botafogo
(foto: Leonardo Del Sant)

Após passar de forma dramática pelo São José com um empate por 2 a 2 no último domingo, o Comercial está na final do Campeonato Paulista Sub-23 Segunda Divisão e tem um herói nessa conquista. O zagueiro Guilherme Café colocou o time no Campeonato Paulista Série A3 de 2019 e, consequentemente, na disputa pelo título contra o Primavera. Porém, durante a campanha, nem tudo foram flores durante a campanha para o jogador de 21 anos.

Guilherme Café jogou na base do Botafogo, o rival do Comercial, e quando o Pantera conquistou o acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro, no mês de agosto, ele elogiou a conquista do outro time ribeirão-pretano. Isto causou um imbróglio e o atleta chegou a ser afastado dos treinamentos da equipe. É uma história que o próprio atleta faz questão de deixar de lado, mas no último domingo, ele deu a volta por cima no Leão do Norte.

Depois do Gancho, o técnico Pinho o reintegrou ao elenco, e Guilherme Café tornou-se herói do acesso do Comercial. Autor do gol de empate aos 49 minutos do segundo tempo, do jogo contra o São José, Café falou com alegria sobre o feito. “Momento que todo jogador quer, um acesso que agrega no meu currículo. Ainda mais ter sido o privilegiado por ter feito o gol deste acesso, ajudar seus companheiros e sua equipe, é um momento muito bom”, disse o atleta que agora almeja o título para o Comercial.

“Nosso maior objetivo era o acesso e conseguimos conquista-lo. Agora vamos atrás do título e já estamos trabalhando, com a cabeça boa, mantendo o foco. Se Deus quiser vamos trazer este título para Ribeirão Preto. Este é nosso novo objetivo”, continuou o defensor.

“Espero uma equipe muito aguerrida, um time qualificado. Mas dentro de campo são 11 contra 11. Vai sair vencedor o time que lutar mais e se dedicar mais. Vamos para Indaiatuba para sair de lá com os três pontos. Respeitamos, mas precisamos do resultado positivo”, finalizou Guilherme Café.

O primeiro jogo da final será no Estádio Ítalo Mário Limongi, em Indaiatuba, neste sábado, dia 20, às 15 horas. O jogo de volta será no sábado seguinte, dia 27, também às 15 horas, no Palma Travassos, em Ribeirão Preto. O Comercial, por ter melhor campanha, jogo por dois resultados iguais.

Cruzeiro - O dono da Copa do Brasil pela sexta vez

Jogadores do Cruzeiro comemorando. Raposa conquista a Copa do Brasil pela sexta vez
(foto: Staff Images)

Pela sexta vez, a estrela do Cruzeiro brilhou mais alto na Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira , dia 17, a Celeste se tornou o maior vencedor do torneio nacional ao superar o Corinthians-SP, em São Paulo. Vencedor da última edição da competição, a Raposa repetiu a dose e soltou o grito de "É campeão", assim como foi em 1993, 96, 2000, 2003 e 2017. Com gols de Robinho e Arrascaeta, o time mineiro venceu o Timão por 2 a 1, na Arena Corinthians, e faturou a taça. O título coroou a campanha cruzeirense na atual edição da Copa do Brasil 2018. Ao todo, foram oito jogos disputados com cinco vitórias, dois empates e apenas uma derrota.

Em clima de decisão, as duas equipes entraram em campo na Arena Corinthians. Precisando reverter a derrota de 1 a 0 sofrida no jogo de ida, o Corinthians buscou tomar a iniciativa da partida e aproveitar o incentivo dos torcedores, que lotaram as arquibancadas. Com a vantagem no confronto, o Cruzeiro emplacou uma forte marcação no meio de campo e não cedeu espaços aos donos da casa. Após o início tenso, as chances de gols apareceram.

Eficiente, o time mineiro aproveitou a primeira grande oportunidade para abrir o placar aos 27 minutos. Na entrada da área, Barcos finalizou na trave e, no rebote, Robinho apareceu para fazer 1 a 0. Aos 33, Dedé ficou muito perto de marcar o segundo, de cabeça, mas a bola explodiu no pé da trave. Aos 35, o Corinthians respondeu na mesma moeda e Henrique assustou pelo alto.

Na volta do intervalo, o Corinthians chegou ao gol de empate e colocou fogo na partida. Aos nove minutos, Jadson deslocou Fábio na cobrança de pênalti e deixou tudo igual, 1 a 1. Aos 15, o Cruzeiro levou perigo na bola parada e Léo obrigou o goleiro Cássio a salvar em cima da linha. Aos 24 minutos, o Timão balançou as redes com Pedrinho, mas, assim como no lance do pênalti, a arbitragem foi auxiliada pelo VAR e identificou a falta sofrida por Dedé na origem da jogada.

Com a proximidade do fim, o duelo ficou aberto e, aos 36 minutos, Arrascaeta recolocou o Cruzeiro na frente do marcador. Lançado por Raniel, o uruguaio ficou cara a cara com Cássio e tocou com categoria para encobrir o goleiro e fazer 2 a 1. O gol cruzeirense esfriou a reação da equipe corintiana, que buscou o empate até o fim, mas não conseguiu evitar a derrota.

Após o apito final, a festa foi do Cruzeiro. A equipe mineira comemorou muito e recebeu a taça de campeão da Copa do Brasil. Pela sexta vez na história, o clube conquista a competição, sendo o primeiro time a vencer o torneio duas vezes seguidas.

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Pela semi da B2 Carioca, Queimados e Campos empatam sem gols

Fotos: Agência FERJ

O jogo não teve muitas emoções e terminou com o placar de 0 a 0

Queimados e Campos Atlético fizeram um jogo apático sonolento e ficaram no 0 a 0, na tarde desta quarta-feira, dia 17, no estádio Nivaldo Pereira, em Nova Iguaçu, pela partida de ida das semifinais do Campeonato Carioca da Série B2. A decisão da vaga na final e do acesso para a B1 de 2019 ficou para o sábado, dia 20.

O Roxinho chegou ao mata-mata com a segunda melhor campanha da competição, com 31 pontos, além de ter sido o campeão do primeiro turno. Já o Queimados fez a terceira melhor campanha, somando 29 pontos.

A partida até começou movimentada, com as duas equipes atacando. Porém, aos poucos, o volume de jogo de ambos os times foi diminuindo e o primeiro tempo terminou com um embate "sonolento", retransmitido no placar: 0 a 0.

Campos joga pelo empate na segunda partida

Na segunda etapa, o jogo continuou como terminou o tempo anterior. As duas equipes pouco procuraram atacar. O Campos, vendo que o empate lhe favorecia, já que joga por outro resultado igual na próxima partida, resolveu segurar o resultado e o 0 a 0 persistiu no marcador.

Com o resultado, o Roxinho joga pelo empate no confronto da volta para conquistar o acesso. Para a equipe da Baixada só resta vencer. Campos Atlético e Queimados voltam a campo no próximo sábado, 20 de outubro, às 15 horas, no estádio Ângelo de Carvalho, em Campos dos Goytacazes.

Pérolas Negras e Nova Cidade ficam no 0 a 0 pela semi da B2 Carioca

Foto: Emerson Pereira/EC Nova Cidade

Apesar das chances criadas pelas duas equipes, o jogo terminou com o placar de 0 a 0

Tudo igual no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Carioca da Série B2 de 2018, entre Pérolas Negras e EC Nova Cidade. Em partida realizada na tarde desta quarta-feira, dia 17, as duas equipes se enfrentaram no Avelar, em Paty dos Alferes, e empataram pelo placar de 0 a 0. A decisão da vaga na final e o acesso para a B1 ficam para o segundo embate, no sábado, dia 20.

O Nova Cidade chegou à semifinal da Série B2 por ter a melhor campanha, somando os dois turnos da fase inicial, entre os 15 times que disputaram a competição, com 33 pontos. Já o Pérolas Negras teve a quinta melhor campanha geral, mas conseguiu a vaga na semifinal por ter sido o campeão do segundo turno, batendo na final justamente o Nova Cidade. Com isto, a equipe de Paty dos Alferes desbancou o Maricá, quarta melhor campanha no geral, mesmo perdendo seis pontos no TJD-RJ, da semifinal (os dois times terminaram com 27 pontos, mas o Maricá somou duas vitórias a mais).

O jogo foi bastante movimentado, com as duas equipes procurando bastante o gol. Porém, a falta de pontaria dos atacantes das duas equipes, aliado ao desempenhos dos goleiros e jogadores de defesa, fizeram com que o primeiro tempo terminasse sem gol.

Na segunda etapa, o ritmo da partida foi parecido. Ambas as equipes procuraram atacar e tentaram sair com a vitória do Avelar. Porém, os arqueiros dos dois times não foram vencidos e o jogo terminou mesmo com o placar de 0 a 0.

O jogo de volta está marcado para o sábado, dia 20, às 15 horas, em local ainda a ser definido, mas é provável que o jogo seja em Nilópolis. O Nova Cidade consegue o acesso e a vaga na final com um empate, já que tem a melhor campanha. Já para o Pérolas Negras, só a vitória interessa.

Santos apenas empata com Inter e é eliminado do Brasileiro de Aspirantes

Equipes perfiladas antes do início da partida (foto: Walter Dias)

O Santos está fora do Campeonato Brasileiro de Aspirantes de 2018. Mesmo enfrentando um já classificado Internacional, pela última rodada da segunda fase da competição, na tarde desta quarta-feira, dia 17, no Estádio Ulrico Mursa, em Santos, o Peixe apenas empatou, pelo placar de 1 a 1, e está fora do torneio, já que o Coritiba venceu a Chapecoense por 3 a 1 e ficou com a segunda vaga do Grupo D.

Antes de iniciar a rodada, o Internacional já estava garantido nas semifinais, com nove pontos, e vinha de vitória sobre o Coritiba, por 2 a 1. Já o Santos era o terceiro colocado, com cinco pontos, um a mais que a Chapecoense, que havia vencido o Peixe na última rodada, por 2 a 1, e na frente do Coxa pelo número de gols marcados.

O Santos, precisando da vitória, foi para cima no início da partida. Porém, a falta de pontaria de seus jogadores e a melhora do Inter com o passar dos minutos, dificultaram a vida do Alvinegro Praiano. Assim, o primeiro tempo terminou com o placar de 0 a 0.

Na segunda etapa, o panorama não mudou muito. O Santos arriscava mais, mas pecava no final das jogadas. Para piorar a situação do Peixe, Calabrês foi expulso. O Inter, que já estava classificado, só segurava o empate, que garantia o primeiro lugar da chave.

Tentativa do Internacional (foto: reprodução CBF TV)

Porém, quando o jogo parecia caminhar para um empate sem gols, já nos acréscimos, pegou fogo. Aos 46 minutos, em cobrança de escanteio pela direita, Sabino subiu sozinho e fez 1 a 0 para o Peixe. Com o gol, o time do Santos foi para o tudo ou nada, já que um segundo gol classificaria a equipe mandante. Só que com a debandada da equipe, várias brechas era deixadas.

O Internacional começou a utilizar os contra-ataques e assim saiu o gol de empate. Aos 50 minutos, Bruno José recebeu a bola, invadiu a área e cruzou rasteiro. A bola bateu no corpo do zagueiro Sabino, que tentou o carrinho, mas o árbitro marcou pênalti, achando que o toque havia sido com o braço. Iago foi para a cobrança e empatou a partida, jogando um balde de água fria no time do Santos, que com o resultado foi eliminado da competição.

O Grupo D da segunda fase do Campeonato Brasileiro de Aspirantes foi encerrado com o Internacional em primeiro, com 10 pontos, e o Coritiba em segundo, com oito. Santos e Chapecoense, ambos com seis, foram eliminados. Os outros semifinalistas são São Paulo e Vitória, que mesmo faltando uma rodada no Grupo C, já estão classificados antecipadamente, só faltando a definição de quem será primeiro e segundo colocados.

Nuno Leal Maia - Um ator querendo ser treinador

Por Lucas Paes

Nuno Leal Maia: das telas e palcos para a beira do campo

Nuno Leal Maia é um dos mais famosos atores brasileiros. Conhecido por seus papéis em filmes e em novelas, o santista (de nascimento e de time) está completando 71 anos neste 17 de outubro de 2018. Além da carreira nas telas, tentou ser jogador e chegou a passar pelo juvenil do Santos. Mas outra ocupação que teve foi a de treinador de futebol, passando por clubes relativamente conhecidos na casamata. 

A empreitada de Nuno no banco de reservas começa em 1993, quando passou a ter a prancheta como ocupação paralela as câmeras, auxiliado pelo também ator Romeu Evaristo. Passou por quatro clubes na função, sendo eles São Cristóvão, Londrina, Matsubara e Botafogo da Paraíba. Chegou inclusive perto de conquistar títulos, já que deixou o Botafogo paraibano na reta final do campeonato de 1994, quando o time lutava pelo título, que ficou com o Sousa.

Apresentação no São Cristóvão, em 1993 (TV Globo)

Começou no São Cristóvão, em 1993. Mas ganhou destaque em seu segundo clube. Foi responsável por ótima campanha no Campeonato Paraibano de 1994, pelo Botafogo da Paraíba. Na reta final da competição, abandonou o clube em um jogo ainda em campo, após discussão com um diretor da equipe que queria que Nuno escalasse um jogador que tinha ido para a balada e faltado ao treino. Ele se recusou e deixou o clube. Curiosamente, o Bota acabou perdendo o título. 

No ano seguinte, trabalhou no Londrina. Com o Tubarão, fez uma campanha digna, terminando o estadual na oitava colocação. Perdeu apenas um jogo naquele campeonato e conseguiu empates com Paraná e Atlético Paranaense, pontos altos da campanha, segundo ele disse em entrevista ao UOL. O Tricolor, aliás, acabou campeão em 1995. Acabou deixando o clube após um racha entre o patrocinador e a diretoria.

Reportagem sobre a passagem dele no Londrina

No ano seguinte, disputou o Brasileirão da Série C pelo Matsubara. Na fase final da competição, segundo ele, o dono do clube passou a vender resultados para os adversários. Apesar disso, o time foi para cima do Corinthians de Presidente Prudente, em um jogo onde Nuno foi cobrado pelo treinador adversário por um resultado que não havia combinado. Após deixar a equipe paranaense, saiu do futebol, dizendo que este era um meio muito corrupto e decepcionado com algumas situações. 

Porém, uma das falas de Nuno Leal Maia sobre sua carreira como treinador bate com a filosofia de alguns treinamentos atuais usados no esporte bretão, já que ele dizia que repetia o exercício e o fundamento até que este fosse assimilado pelos atletas. Para se ter ideia, Pep Guardiola é bastante adepto da repetição para entendimento dos conceitos, algo que pode ser constatado no livro “Guardiola Confidencial”. Quem sabe se não tivesse continuado, ele não se tornaria um grande treinador?
Proxima  → Inicio

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações