segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Loco Gatti – O goleiro que já usou até camisa do Santos no Boca Juniors

Por Lucas Paes

Navarro Montoya e Hugo Gatti: o segundo com a camisa do Santos, mesmo jogando pelo Boca

A Argentina é um país lotado de jogadores históricos, por talento, por raça, por traços pessoais e é claro pela loucura. Como todos nós, latinos, de sangue quente, os argentinos vivem o futebol a flor da pele e tem lá seus traços de insanidade. De tão insano, um dos grandes goleiros da história argentina nem atende mais pelo nome, mas pela alcunha de “Loco”. Gatti foi um titã debaixo das traves do Boca Juniors, além de ter passado anos e anos defendendo o Gimnasia y Esgrima. Foi no Boca Juniors, porém que se consagrou. E foi pelos Xeneizes que protagonizou uma das cenas mais pitorescas de sua vida, quando atuou com uma camisa do Santos. 

Quem vê esse senhor, que completa 75 anos de idade neste 18 de agosto de 2019 nem imagina que Gatti era um jogador diferente. Nem se chamava de goleiro, dizia que era um jogador que usava as mãos. Em tempos onde era mais comum que goleiros ficassem sob as traves, gostava de sair com os pés, tanto jogando quanto evitando a chegada dos atacantes. Ajudou a mudar algumas coisas na posição de goleiro, principalmente na Argentina. Além de tudo, era muito vaidoso. Curtia camisas espalhafatosas e coloridas. Foi assim que chegamos a este episódio. 

Sempre se preocupando muito com a aparência, pois dizia que não jogava bem se não se sentisse bonito, Gatti usava bermudas ao invés de shorts curtos e prendia o cabelo com badanas coloridas. Assim, em 1988, em seu último ano de carreira, passou a usar uma badana rosa para prender seus longos cabelos, já no auge dos 44 anos e em fim de sua longa (e vitoriosa) carreira. Para combinar com o apetrecho, pediu ao amigo Rodolfo Rodriguez, que deixava o clube onde era ídolo, a camisa que usava. Foi assim que surgiu vestindo a camisa do Santos em três jogos no ano de 1988. Mas atenção: vestindo a camisa do Santos jogando pelo Boca! 

É uma cena que nos dias de hoje seria inacreditável (e claro, impossível), mas que aconteceu em tempos sequer tão distantes assim, se pensarmos no contexto histórico. Já quase na década de 1990, existiu um goleiro do Boca jogando pelo clube argentino vestindo a camisa santista. Seria como se hoje Everson decidisse do nada que defenderia o gol santista com a camisa do próprio Boca. Enfim, algo inimaginável. 

Gatti encerrou sua carreira e sua passagem pelo Boca em 1988, após 12 anos no clube Xeneize. Deu lugar a Montoya, que inspirou um tal de Rogério Ceni no gosto por camisas estampadas e coloridas. Jogou também por Atlanta, River Plate, Gimmnasia y Esgrima e Unión de Santa Fé, além de ter representado a Seleção Argentina em 18 oportunidades.

domingo, 18 de agosto de 2019

Real Cubatense vence Arujaense e garante a classificação - A rodada da São Paulo Cup

Foto: Kaquera João Ferreira

Em Natividade da Serra, o Real Cubatense garantiu a classificação vencendo por 3 a 1

Aconteceu neste final de semana a última rodada regular da São Paulo Cup de 2019, competição organizada pela Global Scouting Football e que conta com clubes licenciados da FPF. Faltando ainda seis jogos atrasados, que serão realizados nos próximos dias, sete das oito vagas na próxima fase já foram completadas. Destaques para Grêmio Barueri e Jaboticabal, que garantiram o primeiro lugar de seus respectivos grupos, além do Real Cubatense, que venceu o Arujaense e garantiu a classificação.

A rodada começou na última sexta-feira, dia 16. O Independente de Mogi Guaçu recebeu o Grêmio Barueri no Estádio Salvador Russani, em Atibaia, querendo vencer para assumir a ponta da classificação no Grupo 1. Em um jogo de muitos gols, os visitantes venceram pelo placar de 4 a 3, garantindo o primeiro lugar da chave, mesmo com cada time tendo a fazer ainda uma partida.

No sábado, dia 17, no Estádio Farid Jorge Reseg, em Bariri, o Lençoense, que precisava vencer para se aproximar da classificação, teve pela frente o Jaboticabal, líder do Grupo 2. O Jotão foi melhor e venceu por 1 a 0, garantindo o primeiro lugar da chave. Já o Lençoense viu o Flamengo de Pirajuí ficar mais próximo da segunda fase. Porém, esta vaga está em aberto.

Já na tarde de domingo, dia 18, no Estádio Moacir Bento da Graça, em Natividade da Serra, Real Cubatense e Arujaense fizeram um confronto direto pelo quarto lugar do Grupo 1. O Arujaense até saiu na frente, com Deivid, mas Izaque, Henrique e Léo viraram para o Guará Vermelho, que venceu por 3 a 1 e se garantiu na próxima fase.

Classificação e próximos jogos - Com os resultados, o Grupo 1 tem o Barueri em primeiro com 20 pontos, seguido de Independente, 16, Andreense, 15, e Real Cubatense, 13. Os quatro times já classificados. Arujaense, com oito pontos, e Ecus, com apenas dois, não podem mais, matematicamente, chegarem à próxima fase.

Já no Grupo 2, o Jaboticabal é o líder, com 24 pontos, seguido por Mogi mirim, com 17, e Garça, com 14. Estas três equipes já estão garantidas na segunda fase. Flamengo de Pirajuí, com 10 pontos, e Lençoense, com nove, brigam pela última vaga. O Sumaré, com apenas três pontos, não tem mais chances de avançar.

Confira abaixo os jogos que faltam para fechar a primeira fase da competição. Alguns, a organização da competição ainda vai confirmar a data, horário e local:

Grupo 1

Real Cubatense x Grêmio Barueri

Ecus x Arujaense

Independente Mogi Guaçu x Ecus
23/08 – 14h00 - Estádio Salvador Russani - Atibaia

Grupo 2

Garça x Lençoense
25/08 - 15h00 – Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Flamengo de Pirajuí x Mogi Mirim

Garça x Jaboticabal
31/08 – 15h00 - Estádio Municipal Teófilo Cordovil - Duartina

Com um a menos, Lusa bate o Juventus e entra no G4 do Grupo 3 da Copa Paulista

Foto: Leonardo Sguaçabia/Portuguesa

Comemoração no gol de Fernandinho, o único do jogo

A Portuguesa de Desportos conquistou uma importante vitória na tarde deste domingo, dia 18, no Canindé, em São Paulo. Enfrentando o Juventus, líder do Grupo 3 da Copa Paulista, a Lusa, mesmo com um jogador a menos desde os 30 minutos do primeiro tempo, triunfou pelo placar de 1 a 0, e entrou na zona de classificação para a segunda fase da competição.

O Juventus entrou em campo com o primeiro lugar do Grupo 3 e já classificado para a segunda fase, mas vinha de derrota em casa para o Taubaté. A Lusa, que perdeu para o Corinthians, por 1 a 0, na rodada anterior, era a lanterna, com sete pontos, mas apenas três do quarto, o Nacional, e uma vitória colocaria o time Rubro Verde na zona de classificação pelos critérios de desempate.

Com tudo isto, a Portuguesa foi para a pressão em cima do Juventus desde os primeiros minutos e criou várias chances. Porém, aos 30', Gustavo Eugênio cometeu falta no meio de campo, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Mas a Lusa foi valente e fez 1 a 0 ainda no primeiro tempo: aos 49', a zaga do Juventus bobeou, Luizinho ganhou na velocidade e chutou, o goleiro defendeu, mas, na sobra, Fernandinho bateu com força e abriu o marcador.

Na segunda etapa, a Lusa procurou segurar o resultado, que deixaria a equipe dependendo apenas de si para conquistar a classificação. Em contra-ataques, o time Rubro Verde até chegou com perigo em algumas oportunidades, mas o placar ficou mesmo no 1 a 0.

Na última rodada da primeira fase, a Portuguesa enfrenta o também classificado Taubaté, fora de casa, no Joaquinzão. Já o Juventus fecha a primeira fase recebendo o Nacional, na Rua Javari. Todos os jogos serão realizados no sábado, dia 24, às 15 horas.

Nos pênaltis, Brusque bate o Manaus e é o campeão da Série D

Foto: Mauro Neto/Sejel

Comemoração do título do Brusque

O Brusque é novo campeão da Série D do Brasileiro. Após empate em 2 a 2 com o Manaus (o segundo entre os times), neste domingo, em uma Arena da Amazônia com quase 45 mil torcedores, neste domingo, dia 18, a equipe de Santa Catarina levou a melhor nos pênaltis ao converter todas as seis cobranças de pênaltis e contou com a sorte de Márcio Passos errar a última cobrança dos donos da casa.

No primeiro jogo entre as duas equipes, realizado em Brusque, no domingo passado, houve um empate em 2 a 2. Caso houvesse uma nova igualdade, a decisão do título iria para as penalidades e quem vencesse o jogo no tempo normal seria o campeão.

Jogando com o apoio do torcedor, esperava-se que o Manaus fosse para cima, mas quem abriu o marcador foi o Brusque. Aos 2 minutos, Thiago Alagoano cobrou falta na pequena área e, após falha da zaga, a bola sobrou para Júnior Pirambu abrir o placar. Aos 7', o time da casa respondeu e empatou. Panda levantou bola na área, Derlan escorou de cabeça e Sávio mandou para o gol. Depois, o Manaus foi mais incisivo, mas o primeiro tempo terminou com o placar de 1 a 1.

Na segunda etapa, o Manaus foi de vez para cima e aos 13 minutos virou: após escanteio cobrado por Evair, Mateus Oliveira se antecipou e cabeceou firme, sem chances para o goleiro Zé Carlos. Depois, o Brusque foi com tudo em busca do empate, enquanto os manauaras seguravam o resultado, que dava o título. Aos 36', veio o empate: após bate e rebate na área do Manaus, a bola foi lançada na área e Thiago Alagoano apareceu livre para marcar. 2 a 2 no placar e título sendo decidido nas penalidades.

As cinco primeiras cobranças foram convertidas pelos jogadores do Manaus e Brusque. Derlan, Charles, Martony, Thiago Spice e Mateus Oliveira fizeram para os amazonenses. Pelos catarinenses, Thiago Alagoano, Airton, Thiago Henriques, Gama e Vinícios converteram. Nas cobranças alternadas, Márcio Passos chutou por cima do gol e o goleiro Zé Carlos fez o gol do título do Bruscão. Festa dos catarinenses na Arena da Amazônia.

Santos tem jogador expulso no início e perde para o Cruzeiro

Foto: Ivan Storti/Santos FC

Derlis Gonzalez não pôde fazer muito no ataque


O Santos FC encarou o Cruzeiro, na tarde deste domingo dia 18, no Mineirão, em Belo Horizonte, pelo Brasileirão da Série A, e com a expulsão de Gustavo Henrique logo no início da partida, acabou tendo dificuldade e foi derrotado pela Raposa pelo placar de 2 a 0, gols de Fred e Thiago Neves. Apesar da derrota, o Peixe ainda lidera a competição, só que agora com apenas dois pontos de frente para o novo segundo colocado, o Flamengo.

O duelo começou de forma bem atípica para o time de Vila Belmiro. Logo aos três minutos de jogo, após cometer falta na entrada da grande área, Gustavo Henrique levou cartão vermelho após avaliação do árbitro de vídeo em um lance de falta sobre Pedro Rocha.

Com dez em campo, o Peixe se desdobrava na marcação e quando não conseguia o desarme, Everson defendia os chutes de longa distância, como nas batidas de Dodô e Thiago Neves. De tanto insistir, o Cruzeiro abriu o marcador com Fred aos 43 minutos. Sem se abater, o Peixe tentava sair ao ataque com dribles de Soteldo. Em uma dessas ocasiões, o venezuelano sofreu falta na entrada da grande área. Na cobrança, Carlos Sánchez exigiu grande defesa de Fábio, que impediu o empate.

No segundo tempo, o Cruzeiro ampliou o placar logo no primeiro minuto com Thiago Neves, em um chute da entrada da área. A partir daí, o Alvinegro Praiano tentou jogadas individuais com Sasha e Soteldo, enquanto o Cruzeiro só controlava as ações. Com isto, o duelo terminou com vitória do mandante por 2 a 0.

O Santos segue na liderança do Brasileirão, mas viu os outros concorrentes ao título se aproximarem. O Flamengo, agora segundo colocado, e o Palmeiras, que empatou na rodada, estão a dois pontos do Peixe. O São Paulo também venceu e está cinco pontos atrás, mas com um jogo a menos. Já o Cruzeiro segue entre os últimos, mas agora fora da zona de rebaixamento. A Raposa foi a 14 pontos e subiu para o 16º lugar, ultrapassando o Fluminense que perdeu em casa para o CSA e ficou com 13 pontos.

Na próxima rodada, os dois times jogam no domingo, dia 18. O Santos encara o Fortaleza, na Vila Belmiro, às 16 horas, enquanto o Cruzeiro terá pela frente o CSA, no Rei Pelé, em Maceió, às 19 horas.

São Paulo goleia Cruzeiro e se aproxima do título do Brasileiro Feminino A2

Foto: Anderson Rodrigues/São Paulo FC

São Paulo fez uma grande partida e goleou pelo placar de 4 a 0

A bola começou a rolar pela final do Campeonato Brasileiro Feminino A2 neste domingo, dia 18 de agosto, no Estádio do Pacaembu, para São Paulo e Cruzeiro. Com mando de campo do Tricolor, as são-paulinas golearam as Cabulosas por 4 a 0, gols de Bruna, Yaya, Valéria e Cris, tudo sob os olhares atentos da técnica da Seleção Brasileira Feminina, Pia Sundhag.

Para chegar à decisão, o Tricolor Paulista eliminou na semifinal o Palmeiras, que estava com 100% de aproveitamento na competição até então, vencendo o primeiro jogo e empatando o segundo. Já o Cruzeiro passou pelo Grêmio triunfando nas duas partidas. Vale lembrar que as quatro semifinalistas estarão na elite do futebol feminino brasileiro em 2020.

Com a bola rolando, assim foi, desde o primeiro minuto, brigada, lutado, com um São Paulo tentando se encontrar na partida. Até que, aos 15 minutos, Bruna arriscou um chute cruzado, a goleira Renata falhou, buscando a bola dentro do gol. A bandeira, atenta, correu para o meio de campo, para primeira comemoração da torcida Tricolor, que compareceu e inventou o time no Pacaembu. Aos 22 minutos, Yaya encheu o pé na entrada da área e fez um golaço, no ângulo, 2 a 0.

A partida ficou mais equilibrada e com melhores chances para o São Paulo, mas manteve o placar na primeira etapa. No segundo tempo, sem substituições, o Cruzeiro voltou mais disposto a diminuir a desvantagem, mas Carla fez duas grandes defesas e o time de Lucas Piccinato se impôs novamente no jogo, chegando bem com Jaqueline e Ottilia. Aos 14 minutos, Ottilia e Valéria tabelaram e Valéria deixou o dela, 3 a 0. Aos 21 minutos, de cabeça, após cruzamento, Cris fez o quarto.

O jogo decisivo acontece no próximo domingo, dia 25, às 14h, no Mineirão, com transmissão da Tv Bandeirantes. Para ser campeão, o Tricolor poderá ser derrotado por até três gols. Já o Cruzeiro precisa fazer cinco. Em caso de vitória da Raposa por quatro gols de diferença, o campeão será definido nas penalidades.

Santos empata, mas lidera grupo no Sub-17 - O fim de semana da base

Por Victor de Andrade

Sub-17 do Santos empatou, mas é líder da chave (foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

A bola rolou e muitos gols nos campeonatos da base do futebol paulista neste final de semana, com jogos no Sub-11, Sub-13, Sub-15, Sub-17 e Sub-20, este último nas duas divisões. Destaque para o Sub-17 do Santos FC, que mesmo com o empate com o Sertãozinho, lidera o Grupo 18 da segunda fase da competição.

Na manhã de sábado, dia 17, o Santos FC recebeu o Sertãozinho no CT Meninos da Vila, em Santos. O Peixe saiu na frente, com um gol marcado pelo meia Kevin Malthus, mas nos últimos minutos da primeira etapa o Sertãozinho conseguiu empatar a partida. Placar este, que prosseguiu até o final do jogo.

Já no Estádio Ulrico Mursa, também em Santos, a Portuguesa Santista recebeu o Juventus. Os visitantes levaram a melhor e venceram por 3 a 1. Luciano, Igor e Carlos abriram 3 a 0 para o Moleque Travesso, enquanto Igor Braga diminuiu para a Briosa, que não tem mais chances de classificação.

Na próxima rodada, o Santos vai encarar o Guarani, fora de casa. Já a Portuguesa Santista vai receber a Francana, no Estádio Ulrico Mursa, na Baixada Santista. Ambos os jogos serão no próximo sábado, dia 24, às 11 horas.

Sub-15 - Santos vence! Briosa e Jabuca perdem

Também no sábado, o Sub-15, o Santos comandado pelo técnico Paulo Roberto Lilló, abriu a rodada deste sábado às 9h, contra o Linense, e venceu a equipe de Lins, pelo placar de 2 a 0, no Meninos da Vila. Destaque para Lucas Storto que marcou os dois gols da vitória do Peixe. Com este resultado os Meninos da Vila seguem na 2ª colocação do Grupo 18, com 7 pontos conquistados. Já na outra partida da chave, realizada em Brodósqui (SP), o Botafogo-SP venceu o Rio Preto, também pelo placar de 2 a 0.

A Portuguesa Santista recebeu o Corinthians, no Estádio Ulrico Mursa, em Santos. Quem levou a melhor foi o Timão, que venceu por 2 a 0, gols de Felipe. Apesar da derrota, a Briosa, terceira colocada do Grupo 12, com quatro pontos, ainda tem chances de classificação.

Corinthians bateu a Briosa no Sub-15 (foto: Walter Dias)

Já pelo Grupo 14, o Jabaquara foi até Ribeirão Preto, onde encarou o Comercial. O Jabuca saiu na frente, com Walafe, aos 11 minutos de jogo. Porém, Guilherme, duas vezes, virou o jogo para o Bafo. O Rubro Amarelo não pontuou na segunda fase até agora e não tem mais chances de avançar na competição.

Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Rio Preto, em São José do Rio Preto, a Portuguesa Santista joga em Ulrico Mursa contra o Noroeste e o Jabaquara encara a Portuguesa de Desportos em São Paulo. Todos os jogos serão no próximo sábado, dia 24, às 9 horas.

Sub-20 1ª divisão - Santos assume a liderança no Grupo 7

O Santos vem melhorando no Paulista Sub-20 e retomou a ponta do Grupo 7 da segunda fase da competição. Tudo porque o Peixe goleou o São Bernardo FC, na manhã deste domingo, dia 18, por 4 a 1, no CT Meninos da Vila, em Santos. Allan, Vinícius, Wagner e Caio marcaram para o Peixe, enquanto Joni fez o único gol do Tigre.

Já o EC São Bernardo não teve a mesma sorte. Jogando em Novo Horizonte, contra o Novorizontino, na tarde de sexta, dia 16, o Cachorrão acabou goleado por 4 a 1. Luiz Fernando, três vezes, e Brendon marcaram para o time da casa. Felipe fez o único da equipe do ABC. Na próxima rodada, o Cachorrão volta a jogar novamente na sexta-feira, dia 23, às 15 horas, contra o Juventus, na Rua Javari. Já o Santos joga no domingo, 15 horas, contra o Primavera, em casa.

Peixe goleou o São Bernardo no Sub-20 (foto: Lucas Moreira)

Sub-20 2ª divisão - União Mogi bate o Usac

Já no Sub-20 da Segunda Divisão, o União Mogi foi bem em casa e venceu o Usac por 3 a 0, no sábado, com gols de Leonardo, Tiago e Roberto. Na sexta, o Mauaense foi até Guarulhos, encarar o Flamengo local, e empatou em 1 a 1. Victor abriu o placar para o Corvo e Jefferson empatou para a Locomotiva.

Nesta rodada, o Mauá só vai a campo na próxima terça-feira, dia 20, quando encara o Guarulhos no Pedro Benedetti, em Mauá, às 15 horas. Já o Jabaquara folgou. Na próxima rodada, Guarulhos e Flamengo fazem o confronto citadino, que também acontece em Mogi das Cruzes, com Atlético e União. O Jabaquara encara o Mauá Futebol e o Mauaense folga.

Sub-11 e Sub-13 - Santos perde clássico para o Palmeiras nas duas categorias

Na manhã deste domingo, o Santos encarou o Palmeiras, fora de casa, e perdeu nas duas categorias por 1 a 0. No Sub-11, o autor do gol foi João Paulo, logo no primeiro minuto. Já no Sub-13, o gol foi de Vitor. O Peixe folga na próxima rodada.

Já o Jabaquara recebeu o Mauá Futebol no Estádio Espanha. No Sub-11, empate em 1 a 1, com Fabricio marcando para o Leão da Caneleira e Pedro empatando para o time do ABC. Já no Sub-13, vitória do Mauá por 2 a 1, com gols de Kaique e Bruno. Cauan diminuiu para o Rubro Amarelo. O Jabuca encara agora o São Caetano e o Mauá o Palmeiras.

Com gol nos acréscimos, São José arranca empate contra o Guarulhos

Fotos: Felipe Viana / Rádio Arquibancada EC

O São José correu atrás do empate o jogo quase todo e conseguiu nos acréscimos

Guarulhos e São José estrearam pelo Grupo 14 da terceira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 2019 na manhã deste domingo, dia 18, no Estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos. O Guarulhos saiu na frente no primeiro tempo, com Balotelli, mas Luan, aos 49' da etapa complementar, empatou em cobrança de pênalti.

Para chegar à terceira fase, o São José foi o segundo colocado do Grupo 12 da segunda fase da competição, tendo feito 10 pontos. Já o Guarulhos foi o terceiro colocado do Grupo 10, com sete pontos, tendo avançado pelo índice técnico. 

A partida começou movimentada, com o São José tentando tomar a iniciativa, mas com o Guarulhos respondendo. Aos poucos, o time da casa foi crescendo e abriu o marcador aos 13 minutos. Douglas Valle recebeu lançamento na esquerda e cruzou a bola na área. Balotelli, na segunda trave, se antecipou à marcação e mandou a "redonda" para o fundo das redes: 1 a 0 para o Índio Guaru. Depois, as duas equipes se alternaram no ataque até o fim do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o São José foi para o "tudo ou nada", em busca do empate. A Águia do Vale pressionava o Guarulhos, que apostava nos contra-ataques. Aos 49 minutos, os visitantes chegaram ao empate. Luciano Pit cruzou a bola na área, ela bateu no braço de Marlon e o árbitro marca pênalti. Depois de muita reclamação, Luan cobrou e igualou o marcador.

No fim, o empate em 1 a 1 prevaleceu

No lance seguinte, o Guarulhos chegou a balançar a rede, mas o lance foi anulado. Após cruzamento na área, Felipe cabeceou e mandou a bola para rede. Porém, o assistente viu impedimento do atleta do time da casa e o gol não foi validado, causando revolta na torcida. Fim de jogo e empate em 1 a 1.

Guarulhos e São José ocupam a segunda e a terceira colocação do Grupo 14, com um ponto. O Fernandópolis, que venceu o Catanduvense, é o líder, com três. Agora, a Águia do Vale volta a jogar no dia 24, próximo sábado, quando recebe a Catanduvense, a partir das 19h, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos. Já o Índio Guaru vai até Fernandópolis, onde enfrenta o Fefecê no domingo, dia 25, às 10 horas, no Cláudio Rodante.

Jardel no Palmeiras em 2004

Por Victor de Andrade
Foto: Gazeta Press

Imbróglios contratuais e má forma física: Jardel acabou não jogando pelo Palmeiras

Um centroavante que marcou época defendendo as camisa de Grêmio, Porto, Galatasaray e Sporting, mas que teve um final de carreira muito, mas muito abaixo do que no auge. Este foi o centroavante Jardel, que está completando 46 anos neste 18 de agosto de 2019. Já na fase ruim na carreira, em 2004, ele resolve voltar ao Brasil e foi para o Palmeiras. Porém, imbróglios contratuais entre Bolton e Ancona e a pouca produção nos treinos fizeram com que ele nem jogasse com a camisa do Verdão.

Jardel começou no Ferroviário de Fortaleza, onde se destacou e foi contratado pelo Vasco, ainda com idade de júnior. No cruzmaltino, foi sempre reserva de Valdir, mas fez gols importantes, como os do título do Carioca de 1994. Porém, sem espaço, acabou indo para o Grêmio, onde seus gols de cabeça foram decisivos para o título da Libertadores de 1995 e virou ídolo. A receita também deu certo no Porto, no Galatasaray e Sporting, onde chegou a ganhar a Chuteira de Ouro em algumas temporadas.

Tudo começou a muda na vida do centroavante em 2003, quando foi contratado pelo Bolton, na Inglaterra. O centroavante nem era sombra das passagens anteriores. No início de 2004, foi emprestado para o Ancona, da Itália, e a má fase continuou. Jardel, ainda com contrato de empréstimo em vigor, tentou uma negociação, se ofereceu para o Corinthians, que não o quis por causa da forma física, e acabou indo para o Palmeiras.

O Bolton até aceitou este novo empréstimo, porém, o Ancona não. O time italiano queria que ele cumprisse todo o contrato, mas Jardel já tinha ido ao Brasil e fez um acordo de risco com o Verdão. Enquanto treinava para entra em forma, o centroavante resolveria a situação com o Ancona. Depois, aceitaria um salário de R$ 30 mil (pouco para quem vinha da Europa, já na época), por três meses. Caso correspondesse dentro de campo, acertaria um novo contrato com salários mais altos.

Porém, o tempo foi passando e Jardel não conseguia se acertar com o Ancona. Para piorar, fisicamente, o centroavante não conseguia progredir e não conseguia perder peso. O Palmeiras, vendo todo este imbróglio e percebendo que o centroavante não entrava em forma, passou a cogitar a dispensa do jogador sem mesmo ele ter estreado.

E foi isto que aconteceu: em poucos meses, com todos estes problemas, o Palmeiras anunciou que não ficaria mais com o jogador, que só voltou a atuar em 2005, após o fim de seu contrato com o Ancona, indo para o Newell's Old Boys. Depois, rodou o mundo, fazendo pouquíssimos gols, se for comparar com a média de seu auge, longe do futebol que apresentou um dia e encerrou a carreira no Rio Negro, de Manaus, em 2011.

Renan Oliveira comemora classificação do FK Suduva para a quarta fase da Europa League

Foto: divulgação FK Suduva

FK Suduva avançou na Europa League com grande ajuda de Renan Oliveira

Para ficar na memória. Foi dessa forma que o meia Renan Oliveira avaliou sua primeira partida com a camisa do FK Suduva, da Lituânia. Logo na estreia, um grande desafio e uma responsabilidade ainda maior, em uma competição continental.

A partida, contra o maior clube de Israel, o Maccabi Tel Aviv, valia uma importante classificação para a quarta fase da Europa League. Com o brasileiro em campo, a equipe venceu em casa por 2 a 1 e garantiu sua vaga na próxima fase.

“Sem palavras, vai ficar guardado na memória esse momento. Feliz demais por ter feito a minha estreia e ainda por cima conquistado essa grande classificação. Era um jogo muito importante, todos estavam muito apreensivos, mas felizmente deu tudo certo. Foi uma festa grande no estádio com a torcida”, ressaltou o meia, que vive sua primeira experiência no futebol europeu.

Na quarta e última eliminatória, antes de garantir vaga na fase de grupos da Europa League, o time do brasileiro enfrenta o Ferencváros, da Hungria. O primeiro confronto acontece na próxima quinta-feira (22), na Lituânia.

"Agora falta pouco. Nosso objetivo é chegar na fase de grupos e, para isso, precisamos passar por mais essa etapa. Vamos enfrentar um adversário forte, um dos maiores da Hungria, mas nossa equipe vem num ótimo momento, com cinco vitórias consecutivas. Será outro grande desafio, mas se conseguirmos fazer o nosso melhor, tenho certeza que vamos classificar”, concluiu.
Proxima  → Inicio

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações