sábado, 20 de abril de 2019

Com empate no fim e vitória nos pênaltis, Inter de Limeira conquista o acesso

Foto: Rodrigo Corsi/FPF

O XV de Piracicaba está conquistando o acesso, mas a Inter empatou e venceu nas penalidades

A Inter de Limeira estará na elite paulista em 2020. Com o estádio Barão de Serra Negra lotado, o time arrancou um empate heróico, por 2 a 2, com o XV na noite deste sábado (20) e confirmou o acesso ao vencer nos pênaltis por. No jogo de ida, os times haviam empatado por 0 a 0.

O primeiro tempo teve um bom ritmo e logo aos nove, Macena fez jogada pela direita e cruzou. Ronaldo errou o domínio, mas a bola ainda ficou com Walfrido, que finalizou por cima. Aos 12, o time da casa abriu o placar. Em falta de distância média, Gilberto Alemão bateu por baixo da barreira, que pulou e complicou o goleiro Rafael Pin.

A Inter, precisando do empate, se soltou mais e ameaçou aos 20 minutos, em cobrança de falta de Oliveira, e aos 23, em chute de Elvis. Luiz Fernando salvou as duas. A pressão do time limeirense deu certo e aos 31 o empate veio. Após jogada ensaiada, a bola foi tocada três vezes de cabeça pelo ataque. A última delas por Jean Pablo.

A felicidade do time visitante, porém, durou pouco. No minuto seguinte, após jogada pela direita, a bola cruzou a área e encontrou Kadu Barone, que recolocou o XV em vantagem. O time piracicabano quase ampliou aos 38, em cabeceio de Ronaldo que parou na trave.

Na volta do intervalo, o time da casa voltou disposto a matar o jogo. Antes dos 15 minutos, o XV criou três boas chances. Na melhor delas, Kadu Barone chutou de fora da área, a bola desviou na zaga e quase engana o goleiro Rafael Pin. A Inter de Limeira só foi assustar aos 21, quando Chumbinho arriscou de fora e Luiz Fernando caiu para fazer boa defesa.

Com o jogo bastante truncado, o XV de Piracicaba teve a melhor chance aos 35 minutos. Bruninho tirou a marcação e tocou por cima do goleiro. Jean Pablo, porém, se recuperou e salvou o gol em cima da linha. Na jogada seguinte, a Inter de Limeira tentou o empate em cobrança de falta de Chumbinho, mais uma vez defendida pelo goleiro.

Mesmo com as substituições, a Inter de Limeira não conseguia ameaçar o time da casa. A torcida do XV já fazia a festa, quando em um bate-rebate na área, Elvis ficou com a bola e chutou rasteiro. Luiz Fernando se esticou, mas não conseguiu evitar o empate, que levou a decisão para os pênaltis.

Os times acertaram as duas primeiras cobranças. Na terceira série, Rafael Pin foi no canto direito baixo e defendeu. Luis Fernando repetiu e defendeu a de Tcharlles, mantendo o empate. Na última cobrança do XV, Cássio Gabriel chutou no travessão. França, ex-Palmeiras, foi o encarregado da última cobrança e chutou para fora. Nas alternadas, Fraga parou em Rafael Pin. Oliveira fez para a Inter de Limeira e recolocou o time na elite após 14 anos.

No "vira-virou", Amparo vence o União Mogi pela Segundona

Fotos: Alexandre Barreira/Alexmar Comunicação

A partida teve muitas emoções e terminou com a vitória dos mandantes por 3 a 2

Jogando fora de casa, o União Mogi teve tudo para conseguir um bom resultado. Porém, em partida realizada no Estádio José de Araújo Cintra, em Amparo, a Serpente do Tietê saiu perdendo, virou para 2 a 1, mas acabou perdendo para o time da casa pelo placar de 3 a 2. Os gols do Leão da Montanha foram marcados por Laurinho, Arame e Branco, enquanto Carlão e Matheus Coré anotaram para os visitantes.

O União Mogi estreou na Segundona Paulista empatando em casa com o Joseense em 0 a 0 e folgou na rodada seguinte. Já o Amparo começou com o pé-direito, goleando o Atlético Mogi por 5 a 0 em seus domínios e na última rodada empatou fora de casa com o Joseense em 1 a 1.

Jogando em casa, o Leão da Montanha começou o jogo pressionando o adversário. A postura do time da casa foi premiada com um gol aos 9 minutos. Lucão e bateu firme para fazer o primeiro dos mandantes: 1 a 0.

E o União Mogi reagiu logo em seguida. Mesmo jogando fora de casa, a Serpente do Tietê pressionou o adversário, em busca da virada e primeira vitória na competição e empatou o marcador aos 17 minutos, com Marcão. Os visitantes continuaram em cima e fizeram o segundo aos 32', com Matheus Corrêa.

Na segunda etapa, o União Mogi continuou melhor e teve chances para ampliar o marcador. Porém, a partir dos 11 minutos, o Amparo cresceu e empatou com Arame, após confusão na área. Os donos da casa cresceram após o empate e voltaram a ficar na frente do marcador com o gol de Branco, aos 21 minutos: 3 a 2. O União ainda tentou empatar, mas não conseguiu balançar a rede. Final de jogo e vitória do Leão da Montanha por 3 a 2.

Na próxima rodada, o União Mogi vai até São José dos Campos, onde encara o São José no próximo sábado, dia 27, às 19 horas, no Estádio Martins Pereira. Já o Amparo folga na rodada e só entra em campo no feriado de 1º de Maio, uma quarta-feira, quando encara o Paulista, no Jayme Cintra, em Jundiaí, às 10 horas.

Em casa, Mauaense fica apenas no empate contra o Barcelona Capela

Foto: Will Viana/Mauaense

Depois da boa atuação na rodada anterior, esperava-se outra vitória do Mauaense

Jogando no Estádio Pedro Benedetti, em Mauá, na tarde deste sábado, dia 20, pela terceira rodada do Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 2019, o Mauaense não fez a partida que seu torcedor esperava. Depois de vencer fora de casa, na rodada anterior, a Locomotiva do ABC recebeu o Barcelona Capela e apenas empatou pelo placar de 1 a 1.

O Mauaense começou tendo um percalço na competição. Por causa dos laudos vencidos, o jogo de estreia contra o União Suzano foi adiado. Já na segunda rodada, a Locomotiva foi bem e venceu o Guarulhos por 1 a 0, fora de casa. Já o Barcelona estreou empatando em 0 a 0 com o mesmo Guarulhos, em casa, e folgou na rodada seguinte.

Jogando em casa e querendo melhor sua situação na competição, o Mauaense começou o jogo com tudo, indo para cima do adversário, que explorava os contra-ataques e chegava com perigo em algumas situações. Depois de perder algumas chances, o time da casa abriu o marcador já no acréscimos da primeira etapa, com Teixeira, de cabeça, antecipando-se à zaga adversária.

No segundo tempo, o Mauaense voltou em busca do segundo gol. Dominava as ações, mas não conseguia balançar a rede. Aos 23', o Barcelona empatou a partida. Depois de um cruzamento de bicicleta, pela esquerda, Arthur cabeceou a bola para o fundo das redes: 1 a 1 no Pedro Benedetti. A Locomotiva tentou reagir, buscando o tento que daria a vitória, mas a partida acabou mesmo empatada.

Na próxima rodada, o Barcelona Capela joga no domingo, dia 28, às 10 horas, contra o Flamengo de Guarulhos, na Rua Javari, em São Paulo. O Mauaense folga e só volta a campo no feriado de 1º de maio, quarta-feira, quando faz o confronto citadino contra o Mauá FC, às 10 horas, no Estádio Pedro Benedetti.

Voltaço anuncia o lateral-direito Gedeílson

Com informações da Agência FERJ
Foto: Ascom Voltaço

Gedeílson já disputou a Série C do Brasileiro em quatro oportunidades

O Volta Redonda confirmou na quinta-feira, dia 18, a contratação do lateral-direito Gedeílson, de 26 anos. O atleta chega com contrato até o final da Série C do Campeonato Brasileiro deste ano e é mais um reforço do clube para a disputa da competição.

Revelado pelo Bangu, Gedeílson acumula passagens por Ipatinga-MG, América-MG, Bragantino-SP, Tombense-MG, Macaé, Sampaio Corrêa-MA, Cuiabá-MT, Botafogo-PB, e Linense-SP, último clube antes de assinar com o Voltaço.

"Chego no Volta Redonda para fazer história. O Voltaço é um clube muito organizado, tem uma grande estrutura, tenho muitos amigos aqui e estou me sentindo em casa. Chego para somar com o grupo e espero que possamos fazer um grande Campeonato Brasileiro, levando o Volta Redonda para a Série B", destacou o jogador.

Se tratando de Série C, o reforço tricolor tem grande experiência na competição. Ele já a disputou quatro vezes. A última dela foi no ano passado, quando quase conquistou o acesso pelo Botafogo-PB, mas, nos pênaltis, acabou derrotado nas quartas de final.

"A Série C tem as suas peculiaridades e, para se ter êxito, é preciso incorporar o espírito da competição. A Série C hoje em dia exige muita qualidade técnica, toque de bola, mas, principalmente, muita entrega", pontuou.

O gerente de futebol Leonardo Dinelli, o Zada, destacou que, com a chegada do Gedeílson, o elenco tricolor ganha na parte técnica e na experiência. "A Série C é uma competição difícil e é preciso montar uma equipe cascuda, acostumada a jogar grandes competições. O Gedeílson jogou a Série C em diversas oportunidades, é um lateral de muita qualidade, veloz e com muita força. É uma grande contratação e o nosso plantel ganha muito com a sua chegada", afirmou.

A estreia de Canhoteiro pelo São Paulo FC

Com informações do site oficial do São Paulo FC
Foto: arquivo São Paulo FC

Canhoteiro defendeu o São Paulo FC por mais de nove anos

No dia 18 de abril de 1954, um dos maiores gênios da ponta esquerda da história do futebol brasileiro estreou pelo Tricolor. Nascido em Coroatá, no Maranhão, José Ribamar de Oliveira, o Canhoteiro, veio do América do Ceará para brilhar no São Paulo. Na estreia, em um amistoso contra o Linense no antigo Gigante de Madeira, em Lins, o São Paulo foi derrotado por 2 a 1, mas isso em nada atrapalhou o futuro do craque que, até a despedida dele do clube, em 1963, realizou 413 jogos e marcou 105 gols. Um feito excepcional para um ponta - cuja função principal sempre foi servir aos centroavantes. 

Canhoteiro driblava, garantem os mais velhos, no espaço de um lenço. Uma de suas jogadas características era sair com a bola junto a bandeira de escanteio, fintando o adversário mesmo estando de costas. Fazia embaixadas não apenas com a bola, mas com laranja, xícara de café e até moeda. A habilidade do ponta o levou à Seleção Brasileira, onde chegou a ser convocado para a Copa do Mundo de 1958, mas foi cortado da lista final - por questões extra-campo.

De modo geral, em toda a carreira, fez, na esquerda, o que Garrincha fazia na direita. Na opinião de mestre Zizinho, companheiro de equipe, foi o maior driblador já visto no Brasil. A técnica de Canhoteiro foi até em música, composta em homenagem ao jogador, por Zeca Baleiro. 

A maior glória obtida pelo ponta com a camisa do Tricolor foi a conquista do Campeonato Paulista de 1957, em partida decisiva contra o Corinthians. Canhoteiro marcou o segundo gol da vitória por 3 a 1 no espetáculo que ficou conhecido, na posteridade, como "A tarde das garrafadas". O último jogo do ponta-esquerda pelo São Paulo foi exatamente contra o Tomão, no dia 4 de agosto de 1963, quando o Alvinegro levou a melhor e venceu por 3 a 0.

Depois, jogou no Nacional e no Toluca, ambos do México, e voltou ao Brasil em 1966, onde atuou pelo Nacional e no Saad, de São Caetano, onde encerrou a carreira. Canhoteiro faleceu em 16 de agosto de 1974, com apenas 41 anos.

Marquinhos Pedroso avalia início do FC Dallas na MLS

Marquinhos Pedroso está nos Estados Unidos desde o ano passado (foto: FC Dallas)

O FC Dallas, de Marquinhos Pedroso, entra em campo neste sábado, dia 20, para enfrentar o atual campeão da Major League Soccer (MLS), o Atlanta United, equipe treinada pelo holandês Frank de Boer. O brasileiro avalia o início de sua equipe na competição.

Desde o ano passado no futebol dos Estados Unidos, o lateral-esquerdo projeta seu primeiro confronto com o Atlanta. “É um jogo importante, não só por ser contra o atual campeão, mas também em termos de classificação. Uma vitória pode nos deixar muito perto dos líderes da Conferência Oeste. O Atlanta United é uma boa equipe e merece respeito, mas eles tiveram algumas mudanças em relação ao time que foi campeão ano passado, mudaram alguns jogadores e o treinador. Nossa equipe vem crescendo a cada jogo e temos condições de conseguir a vitória”, destacou o atleta, que soma 19 jogos com a camisa do clube.

Na 5ª colocação da Conferência Oeste, com um jogo a menos que o líder Los Angeles, o Dallas acumula 13 pontos, são quatro vitórias, um empate e duas derrotas. Marquinhos Pedroso avalia o início da equipe na MLS.

“Na minha opinião está sendo um bom começo. Claro que ainda tem bastante coisa para melhorar, mas essa evolução vem conforme o campeonato vai passando. Por enquanto foram só sete jogos e ainda tem muito para acontecer. A expectativa é boa para esse ano e temos tudo para fazer uma grande campanha”, concluiu.

sexta-feira, 19 de abril de 2019

Sereias vencem a Ferroviária e continuam com 100% no Brasileiro

Foto: Beto Boschiero/Ferroviária S/A

Sereias da Vila conseguiram um grande resultado jogando em Araraquara

As Sereias da Vila seguem voando no Campeonato Brasileiro Feminino de 2019! Na tarde desta sexta-feira (19), a vítima das comandadas de Emily Lima foi a Ferroviária, que acabou perdendo por 1 a 0 na Fonte Luminosa, pela quinta rodada da competição nacional. O gol do Santos FC foi marcado pela atacante Maria Alves.

As Sereias dividiam a liderança da competição, com 12 pontos, junto com o Flamengo, do Brasileiro Feminino. Na rodada anterior, a equipe venceu o Kindermann, fora de casa, por 2 a 0. Já a Ferroviária, antes de entrar em campo, ocupava a nona colocação, com cinco pontos, e vinha de vitória sobre o Foz Cataratas por 2 a 1.

Mesmo jogando fora de seus domínios, as Sereias da Vila começaram o jogo pressionando as adversárias. A postura da equipe foi premiada aos 13 minutos, quando Maria Alves abriu o marcador. A Ferroviária, após tomar o gol, até tentou reagir, mas o primeiro tempo terminou com o placar de 1 a 0.

Na segunda etapa, a equipe da casa foi para o "tudo ou nada", tentando igualar o marcador. Porém, a postura do time comandando pela treinadora Emily Lima conseguia neutralizar as ações da Ferroviária e, assim, manteve o placar positivo. Final de jogo e 1 a 0 para o Santos.

Com o resultado, o Alvinegro Praiano chegou aos 15 pontos, segue com 100% de aproveitamento e isolou-se na liderança do torneio. Porém, vale destacar que o Flamengo entra em campo neste sábado (20) contra a Ponte Preta e pode igualar o Peixe.

Na sexta rodada do Brasileirão Feminino, as Sereias da Vila recebem a própria Ponte Preta na próxima quarta-feira (24), às 15h, no estádio Ulrico Mursa, em Santos. Já a Ferroviária, no mesmo dia e horário, encara o Flamengo, em local a definir.

A primeira vez do inesquecível ataque do Santos FC

Com informações de Gabriel Santana, do Centro de Memória e Estatística do Santos FC
Foto: Arquivo Santos FC

Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe atuaram juntos pela primeira vez em 19 de abril de 1960

O dia 19 de abril de 1960 entrou para a história do futebol mundial. Em partida válida pelo Torneio Rio-São Paulo, o Santos enfrentou a Portuguesa de Desportos, no Pacaembu, e empatou em 2 a 2, depois de terminar perdendo o primeiro tempo por 1 a 0. O público mal chegou a 800 pessoas. Mas o mais importante não foi nada disso.

Naquele jogo, aparentemente sem maiores destaques, as menos de mil pessoas presente ao Pacaembu presenciaram a estreia do quinteto que formou o melhor ataque da história do futebol, conhecido como “o ataque dos sonhos”: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.

Curiosamente, nenhum dos cinco assinalou algum gol na partida. Zito e Ney Blanco, aos 20 e 22 minutos do segundo tempo, foram os responsáveis por balançar as redes do adversário, virando o jogo para o Santos, até que Odorico empatasse aos 30 minutos.

Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe começaram a partida, e Mengálvio entrou no decorrer do jogo, no lugar de Ney Blanco. O time santista, comandado pelo técnico Lula, jogou com Laércio; Feijó, Mauro e Zé Carlos; Calvet (Formiga) e Zito; Dorval, Ney (Mengálvio), Coutinho, Pelé e Pepe.

O ataque dos sonhos atuou em 97 partidas, entre o período de 1960 a1966. Juntos, os cinco craques conquistaram todos os títulos possíveis e protagonizaram espetáculos mundo afora. A última vez em que entraram em campo ocorreu em 9 de janeiro de 1966, na Costa do Marfim, quando o Santos goleou o Stad Club Abidjan por 7 a 1, com dois gols de Coutinho, dois de Pelé, dois de Pepe e um de Lima.

Rivaldo no Carrossel Caipira do Mogi Mirim

Por Lucas Paes

Rivaldo se destacou no Carrossel Caipira do Mogi Mirim

Rivaldo, que está completando 47 anos neste 19 de abril de 2019, foi um dos mais geniais jogadores que o Brasil produziu nos anos 90. Foi destaque do futebol mundial durante a década de 1990 e o começo dos anos 2000. E boa parte de seu talento começou a desabrochar no interior paulista, quando fez parte de um dos times mais fortes que o estado de São Paulo já testemunhou, o lendário Carrossel Caipira do Mogi Mirim de 1992. De lá, Rivaldo voou para o mundo.

Depois de chegar do Santa Cruz para disputar a copinha, Rivaldo nunca mais voltou a Recife como jogador. Junto aos colegas Válber e Neto, reforçou o bom elenco do Sapo para a disputa estadual. Depois de ir mal em 1991, o Mogi Mirim queria fazer um bom campeonato em 1992 e para isso montou um time cheio de jovens e que seria comandado por Oswaldo Alvarez, o Vadão, na época ainda um iniciante. Com o estadual rolando no segundo semestre, o ano começou com a disputa da Copa 90 anos de futebol, onde o Sapo terminou campeão com apenas uma derrota. 

No segundo semestre, fez parte da campanha espetacular no grupo B do Paulistão, terminando na liderança. Acabou caindo no quadrangular semifinal, terminando em quarto lugar. Era apenas o primeiro de grandes feitos daquele time. Enquanto isso, Rivaldo encantava. Seja como meia ou como ponta, dividia com Valber o protagonismo da infernal linha de frente do Sapo. A movimentação constante, inspirada na Holanda de Michels, deixava os adversários malucos, chegando ao ponto de jogadores do XV de Piracicaba pediram para o Mogi Mirim diminuir o ritmo em um jogo do estadual. 

Gol do meio de campo diante do Norusca

Mas foi em 1993 que Rivaldo escreveu sua maior página pelo Sapo, que acabou gerando o destaque que o levou ao Corinthians, junto com Válber, Leto e Ademilson, e posteriormente a virar destaque do histórico Palmeiras de 1996. Já com bons números de gols pelo Mogi Mirim, Rivaldo jogava pelo clube diante do Noroeste, quando o Sapo levou um gol. Esperto, logo na saída de bola, Rivaldo surpreendeu o goleiro do Norusca e marcou um golaço, um dos mais bonitos de sua carreira. Naquele ano, o Paulistão foi jogado no primeiro semestre.

Acabou que ao fim do estadual, depois de 40 jogos e 27 gols pelo Mogi Mirim, Rivaldo foinegociado com o Corinthians por empréstimo, em história já contada aqui no site e que envolveu mais alguns destaques do alvirrubro de Mogi. A partir da passagem pelo Corinthians, o futuro camisa 10 do penta vestiu diversas camisas e fez história em diversos clubes. Uma história que começou no Mogi Mirim, clube onde depois ele chegou a ser presidente e ainda jogou novamente, já veterano. 

Após estadual, Ruan inicia preparação com o Brusque para a Série D

Foto: Hermes Bezerra/FFC

Ruan foi um dos destaques do Brusque no estadual e quer fazer boa campanha na Série D

Foco na Série D. Esse é o principal objetivo do Brusque e do volante Ruan para a sequência da temporada. Após boa campanha no estadual, chegando inclusive a brigar por uma vaga na semifinal, o clube se prepara para a disputa do campeonato nacional.

Nesta semana, após período de folga, a equipe iniciou sua preparação para a competição. O clube catarinense está no Grupo A15, com Boavista/RJ, Foz do Iguaçu/PR e Gaúcho/RS. A estreia acontece no dia 5 do próximo mês, em casa, contra o time carioca.

Ruan, que está desde o fim do ano passado no Brusque e disputará pela segunda vez a Série D do Brasileirão pelo clube de Santa Catarina, revela como vem sendo os trabalhos da equipe. “Começamos a preparação nesta segunda-feira e, do grupo que disputou o estadual, tivemos mudanças. Mudou o treinador e alguns companheiros saíram. Outros jogadores devem chegar para fortalecer a nossa equipe. A gente confia na diretoria e no trabalho que estão fazendo para montar um elenco forte”, destacou o atleta, que completou 24 anos nesta semana.

A pouco mais de duas semanas da estreia, o volante destaca a importância da competição. “A Série D é o nosso grande objetivo nesta temporada. É um campeonato importante não só para o clube, mas para mim também. Todo jogador quer ser lembrado por conquistas, seja com acessos ou títulos. A minha expectativa é a melhor possível, o trabalho vem sendo bem feito e temos tudo para entrar forte nessa briga pelo acesso. Vamos aproveitar ao máximo as próximas semanas para treinar bastante e preparar o grupo para o campeonato”, finalizou.
Proxima  → Inicio

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações