Douglas Santos vibra com conquista também da Copa da Rússia pelo Zenit

Foto: arquivo pessoal

Douglas Santos com a Copa da Rússia, segundo título conquistado pelo lateral brasileiro na Rússia

Menos de três semanas após garantir o título antecipado do Campeonato Russo, o Zenit levantou mais uma taça neste sábado. O time de São Petersburgo venceu o Khimki por 1 a 0, em confronto realizado na cidade de Ecaterimburgo, e conquistou a edição 2019/2020 da Copa da Rússia. Dzyuba marcou o único gol da partida aos 38 minutos do segundo tempo, em cobrança de penalidade máxima.

Uma das principais contratações do Zenit para a temporada, o lateral brasileiro Douglas Santos foi um dos destaques da trajetória e comemorou intensamente a conquista do segundo título logo em seu primeiro ano no futebol russo.

“O jogo de hoje (sábado) foi muito equilibrado, disputado lance a lance. Conseguimos criar as melhores oportunidades, mas apenas no final saiu o gol. Gritar duas vezes ‘é campeão’ logo em minha temporada de estreia aqui na Rússia é muito mais do que eu poderia esperar. Estou muito feliz”, vibrou o lateral campeão olímpico com a Seleção Brasileira nos jogos do Rio 2016.

Ex-Galo e Náutico - Paraibano de João Pessoa, Douglas dos Santos Justino de Melo nasceu no dia 22 de março de 1994. Formado nas categorias de base do Náutico, o habilidoso lateral foi promovido ao elenco principal com apenas 17 anos de idade. Em 2012, após excelentes atuações no Campeonato Pernambucano e no Brasileirão, foi eleito a principal revelação do clube na temporada.

No ano seguinte, Douglas iniciou sua trajetória no futebol internacional, sendo contratado pelo Granada, da Espanha, e logo em seguida pela Udinese, da Itália. Em 2014, retornou ao Brasil para vestir a camisa do Atlético Mineiro, pelo qual disputou mais de 100 jogos, marcou quatro gols, sagrou-se campeão estadual e da Copa do Brasil e foi eleito para a seleção do Brasileirão no ano seguinte.


Sua excelente trajetória no Galo despertou o interesse do Hamburgo, que o contratou em agosto de 2016. Três anos depois, acertou transferência para o Zenit São Petersburgo, clube russo que investiu 15 milhões de euros em sua contratação.

O talento desde jovem fez com que o lateral sempre fosse lembrado para vestir a camisa da Seleção Brasileira, sendo convocado para as categorias sub-20, sub-21 e sub-23. Foi titular em todas as partidas da campanha da conquista inédita da medalha de ouro olímpica em 2016, no Rio de Janeiro. No mesmo ano, estreou pela equipe principal, integrando o elenco na disputa da Copa América Centenário.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações