A boa passagem de Júnior pelo Pescara

Por Lucas Paes
Foto: Arquivo

Júnior teve duas boas temporadas no Pescara

Leovegildo Lins da Gama Júnior, ou melhor, Júnior, foi enquanto jogador um dos maiores craques já produzidos pelo futebol brasileiro. Ambidestro, dono de uma visão de jogo apuradíssima e de passes e cruzamentos simplesmente incríveis, o paraibano, que completa 56 anos neste dia 29, é até hoje considerado com razão um dos melhores jogadores da história da posição de lateral esquerdo no futebol mundial. Já mais velho e consolidado, desembarcou no galático futebol italiano no final dos anos 1980 e em 1987 chegou ao Pescara.

"Leo Junior", como foi apelidado pela torcida do Torino, teve passagem pelo Granata antes de desembarcar na região de Abruzzo, na praiana capital da província de Pescara, de mesmo nome. Chegava aos "Golfinhos", como era apelidado o time local, para tentar auxiliar a equipe a se manter na Série A depois de um histórico acesso. Júnior já era um jogador imensamente popular em solo italiano.

Caiu rapidamente nas graças da torcida biancazzurri. Já deslocado para o meio de campo, recebeu a honraria de ser o capitão, com a faixa sendo diretamente passada a ele por Gian Piero Gasperini, hoje treinador da sensação do futebol europeu (e mundial) Atalanta, que na época era um ótimo meia da equipe. Foi junto ao próprio Gasperini o líder técnico na sofrida permanência na Série A na temporada 1987/1988, com a equipe ficando apenas um pontinho a frente do Avellino.


Na temporada seguinte, mesmo com o brasuca mostrando ainda um bom futebol, o Pescara não conseguiu escapar da queda, num ano onde o Torino também sofreu com o descenso. Já com seus 35 anos, Júnior decidiu voltar ao futebol brasileiro, mais precisamente para o Flamengo. Vestindo a camisa azul e branca, fez um total de 77 jogos e 11 gols. 

No retorno ao Flamengo, Júnior virou uma das lideranças do clube e passou a jogar como maestro. Sua qualidade, técnica e preparo físico foram suficientes para, já aos 37 anos, ser um dos destaques do título brasileiro de 1992 do rubro-negro. No que se refere a futebol italiano, é até hoje um dos maiores ídolos da torcida do Torino e também é respeitado pelos torcedores do Pescara.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações