quarta-feira, 13 de maio de 2020

O auge de Tacconi na Juventus

Por Lucas Paes
Foto: Calciopédia

Tacconi ganhou vários títulos vestindo bianconero

A Juventus de Turim é casa de diversos ótimos goleiros ao longo da história. Os bianconeri são hoje o clube onde joga o interminável Buffon, além de já terem tido em suas linhas o excelente Dino Zoff. Depois dos anos com Dino Zoff defendendo a meta bianconera, a Juve trouxe para suas fileiras um goleiro que ainda não tinha estourado mas tinha potencial: Stefano Tacconi, que completa 63 anos neste dia 13 de maio.

Tacconi jogou nas categorias de base do Spoleto antes de ir parar na Internazionale, mas não conseguiu jogar pela Beneamata. Passou por diversos clubes italianos até chegar ao Avellino, onde finalmente conseguiu uma sequência de jogos como titular e começou a ter algum destaque. As três temporadas de permanência na Série A fizeram com que a Juve o trouxesse, já que foi em grande parte responsável por essas permanências.

Em Turim, Tacconi foi o sucessor de Dino Zoff. Rapidamente caiu nas graças do torcedor alvinegro, Jogando na principal equipe italiana, rapidamente conquistou diversos títulos, sendo decisivo inclusive na conquista da Liga dos Campeões de 1985, marcada pela Tragédia de Heysel. Permaneceu por 9 anos defendendo o gol bianconero, conquistando um total de oito títulos com a Velha Senhora. Com a Juve, chegou a Seleção Italiana, onde acabou sendo sempre o reserva de Zenga, inclusive na Copa do Mundo de 1990.


Em 1992, com o início da ascensão de Peruzzi, perde a vaga de titular e acaba deixando a Juventus. No total, fez 254 jogos defendendo a meta da maior campeã italiana. Conquistou dois títulos italianos, uma Copa Itália, todos os títulos continentais possíveis na época (uma Liga dos Campeões, uma Recopa Européia, uma Supercopa da UEFA e uma Copa da UEFA, atual Liga Europa). Além disso, ainda ganhou um Mundial Interclubes e uma Supercopa da Itália. Passaria ainda pelo Genoa antes de se aposentar.

Após a aposentadoria, Tacconi chegou a se aventurar na política, mas não conseguiu ser eleito para o parlamento italiano. Ainda foi pré candidato ao governo da província de Lombardia. Curiosamente, ainda voltaria a jogar em 2008, pelo semi-amador Aquarta, antes de pendurar novamente as luvas, dessa vez definitivamente, em 2010.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações