segunda-feira, 13 de abril de 2020

Roberto Dinamite no Campo Grande em 1991

Foto: Acervo Blog Mata Mata

Roberto Dinamite em sua estreia pelo Campo Grande, em um amistoso contra a Portuguesa

Em 13 de abril de 1954, nascia em Duque de Caxias, na região metropolitana do Rio de Janeiro, Carlos Roberto de Oliveira. Pelo nome completo, poucos saberão quem é, mas se disser Roberto Dinamite todos saberão. Maior artilheiro da história do Vasco e um dos maiores ídolos do clube, chegando a até ser presidente, o atacante de chute forte jogou quase toda a sua carreira no cruzmaltino, fora uma ida ao Barcelona, entre 1979 e 1980, e, no fim da carreira, empréstimos para a Portuguesa, em 1989, e Campo Grande, em 1991, tema deste artigo.

Com 37 anos e após um Campeonato Brasileiro de 1991, que foi no primeiro semestre, onde o Vasco foi apenas o 11º lugar, o cruzmaltino resolveu reformular o seu elenco e, para isto, promoveu o empréstimo de alguns de seus jogadores. Considerado "velho", Roberto Dinamite entrou na lista de dispensa. Porém, ele teve 10 propostas, mas acabou escolhendo o Campo Grande, pois segundo próprio "gostava de desafios".


Para promover a estreia do grande atacante, e também do meia Elói, o Campo Grande promoveu um amistoso contra a Portuguesa de Desportos, clube que Roberto defendeu em 1989, no Estádio Ítalo Del Cima, em 13 de junho de 1991. Apesar de uma atuação apagada do craque, o Campusca venceu por 2 a 0, o que alegrou os torcedores da equipe.

A estreia do Campeonato Carioca, na Taça Guanabara, foi justamente contra o Vasco, no 4 de agosto, e o Campusca acabou derrotado pelo placar de 1 a 0. Porém, a campanha do Campo Grande foi bem digna no primeiro turno, terminando em quinto lugar, com 12 pontos, apenas atrás dos quatro grandes, a seis do líder Fluminense (vale lembrar que a vitória, na época, valia dois pontos).

Na Taça Rio, o segundo turno, o Campusca recebeu reforços, como Cláudio Adão e Paulo César Gusmão, e aprontou das suas. Logo na estreia, em 7 de outubro, bateu o Vasco, por 2 a 0, no Ítalo Del Cima. Em certo momento, chegou a até liderar a competição. Mas na reta final, o time acabou caindo de rendimento e terminou a Taça Rio em quinto, com os mesmos 12 pontos, novamente atrás apenas dos quatro grandes, a cinco do líder Flamengo.

Imagem

Ao fim, o Campo Grande acabou sendo o quinto colocado, fazendo 24 pontos em 22 jogos, com Roberto Dinamite entrando em campo em 14 deles. O seu desempenho fez com que voltasse ao Vasco em 1992, participando da boa campanha no Brasileirão, onde a equipe foi a melhor na primeira fase, caindo na semifinal, e sendo campeão carioca.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações