Quando Sócrates quase jogou pela Ponte Preta

Por Lucas Paes

Sócrates com a camisa da Ponte Preta, em 1985

Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza, de vários vulgos e ídolo da torcida do Corinthians, foi um dos melhores jogadores que desfilou pelo Brasil nos anos 1980. Dono de técnica ímpar e de qualidade enorme, foi um dos pilares da eterna Seleção Brasileira da Copa do Mundo de 1982. Em 1985, quando jogava na Fiorentina, o Doutor viveu uma história bem curiosa quando quase foi contratado pela Ponte Preta.

Naquele ano, o na época meia brasuca estava cansado da Viola, onde não conseguia render mais e queria voltar ao futebol brasileiro. A ideia partiu do presidente da Ponte Preta na época, Luis Carlos Vachiano, junto a Luciano do Valle, torcedor declarado da Macaca. A ideia foi a mesma que seria usada anos depois pelo Corinthians para contratar Ronaldo: usar capital de parceria com empresas privadas para ajudar na contratação. E assim começou a empreitada.

A dificuldade era que a Ponte não tinha nenhum apelo de marketing nos anos 1980, porém, com a insistência de Luciano do Valle as negociações avançaram e Sócrates voltou de Florença para Campinas disposto a fechar o negócio. Diante de festa. após aceitar a proposta, vestiu a camisa, deu entrevista... Tudo deu a entender que a Ponte realmente teria o Doutor em seu elenco, um reforço que poderia levar a equipe campineira a um grande patamar.

Porém, mesmo tão próxima de acontecer, a história não teve um final feliz. Na hora de arrecadar os valores, houve diferença entre o que havia sido acordado entre a Fiorentina, Sócrates e o que a empresa, no caso a Luqui, conseguiu arrecadar. As três partes acabaram não entrando em acordo e o negócio melou após estar praticamente fechado. A ideia ficou viva e foi basicamente o que o Flamengo fez para repatriar o Doutor, já em 1986.

A história foi ruim para o presidente Luis Carlos Vachiano. Sem apoio e já pressionado, se viu forçado a renunciar o cargo e deixou a presidência da Ponte Preta. Já Luciano do Valle acabou mal visto e por muitos anos teve problemas em jogos que fosse transmitir no Moisés Lucarelli. Curiosamente, quem jogou pela Ponte foi o irmão de Sócrates, Raí, que acabou não conseguindo se firmar, ainda muito jovem na passagem pela Veterana de Campinas. Sócrates, por sua vez, ainda passou por Flamengo, Santos e Botafogo, antes do fim da carreira de jogador profissional. O eterno Doutor nos deixou em 2011, aos 57 anos.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações