sexta-feira, 24 de abril de 2020

Marcos Túlio Tanaka - O brasileiro que virou "Samurai"

Por Lucas Paes
Foto: Stuart Franklin/Getty

Túlio Tanaka jogou a Copa do Mundo pelo Japão

Completando 39 anos neste dia 24, Túlio Tanaka é um ex-zagueiro que apesar de nascido no Brasil, se tornou famoso jogando em terras nipônicas. No Japão, criou sua carreira e sua vida, jogando inclusive pela seleção nipônica na Copa do Mundo de 2010. Ele é mais um da imensa lista de nomes que o Brasil exportou para outras seleções, ainda que, no caso de Tanaka, seja um dos casos com mais plano de fundo lógico para a escolha. Ganhou o apelido de Samurai ao longo de sua carreira e se destacou pelo alto número de gols em sua trajetória, mesmo sendo zagueiro.

Nascido no interior de São Paulo, Túlio começou a jogar bola aos 14 anos, nas categorias de base do Mirassol, único clube o qual vestiu a camisa no Brasil. Em 1997, ainda antes de completar 16 anos, mudou com os pais para o Japão, indo morar em Chiba e passando a jogar futebol pela escola secundária Shibuia Makutari. Se formou em 2000 e em 2001 passou a integrar o elenco do Sanfrecce Hiroshima, onde rapidamente mostrou qualidade (estreou marcando gol) e virou titular. Jogou 49 jogos pelo Sanfrecce e marcou dois gols. Foi para Mito Hollyrock por empréstimo em 2003, depois do rebaixamente do Sanfrecce, onde marcou 10 gols em 45 jogos.


Foi pelo Urawa Reds, porém, que Tanaka estourou. Conseguindo a cidadania japonesa, no final de 2003, passou a jogar pela seleção do país no sub-23, em 2004 e já pelo profissional em 2006. Ao longo de 5 anos no Urawa Red Diamonds, foi um pilar defensivo e ajudou a equipe a ganhar duas Copas do Imperador, um Campeonato Japonês, uma Supercopa Japonesa e o maior título de todos os possíveis pelo clube, a Liga dos Campeões asiática. Em 2006, foi eleito jogador japonês do ano. Deixou o clube após 210 jogos e 42 gols. Foi contratado pelo Nagoya Grampus.

Em sua primeira temporada no Nagoya, ajudou a equipe a conquistar o primeiro título japonês de sua história, assim como havia feito em Urawa. Jogaria pelo clube entre 2010 e 2016, estando afastado em um curto período durante seu último ano na equipe. Foi jogando pelo Nagoya que conseguiu uma vaga para jogar a Copa do Mundo de 2010, onde jogou todos os jogos como titular no time que chegou as oitavas de final. Jogou um total de 219 jogos e marcou 49 gols pelo Grampus, ganhando um Campeonato Japonês e uma Supercopa do Japão. Entre 2004 e 2012, esteve em todos os anos na seleção do campeonato japonês.

Imagem

Em 2016, já chegando no final de sua carreira, deixou o Nagoya e foi jogar pelo Kyoto Sanga, time da segunda divisão da J-League. Pelo Kyoto, jogou um total de 92 jogos e marcou 19 gols. Anunciou sua aposentadoria no final de 2019, em uma entrevista coletiva emocionada onde inclusive recebeu flores de dois companheiros de equipe. Encerrou a carreira com números assustadores de 122 gols em 523 jogos, altíssimos para um zagueiro. Os números se explicam pelas suas subidas ao ataque na construção de jogadas, onde muitas vezes atuava armando e concluindo jogadas nos momentos ofensivos.

Jogou pela Seleção Japonesa desde 2004, pelo sub-23, até 2010. Pelos Samurais Azuis, marcou oito gols em 43 jogos. Viveu alguns fatos curiosos vestindo a camisa do Japão. Em 2010, em amistoso contra a Inglaterra, marcou um gol a favor e um gol contra no mesmo jogo. No mesmo ano, lesionou Drogba em um amistoso contra a Costa do Marfim. Encerrou sua trajetória após a histórica campanha na Copa do Mundo de 2010, quando os nipônicos foram as oitavas de final. Totalizou 130 gols na carreira, o que o coloca na quinta posição entre os zagueiros com mais gols no futebol, junto a Graham Alexander.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações