quinta-feira, 30 de abril de 2020

Atacante Yuri estuda propostas enquanto mantém a forma durante a quarentena

Foto: Reprodução / TV Diário / TV Tribuna

Yuri, em 2019, pelo Jabaquara, dando entrevista após jogo contra o Usac

Durante a quarentena por conta da pandemia de coronavírus, os jogadores de futebol vêm mantendo a forma com treinamentos individuais. Isto não é diferente para o atacante Yuri, que no ano passado foi um dos destaques do Jabaquara na Segunda Divisão Paulista de 2019. Ele vem se exercitando e, ao mesmo tempo, estuda propostas para voltar aos gramados assim que a situação de saúde mundial melhorar.

O jogador explica que vem tomando todos os cuidados para que não seja acometido com o Covid -19. "Estou mais com minha família, em casa. Estou evitando de sair, pois temos que tomar cuidado. É importante estar bem de saúde", explica.


Porém, mesmo com o isolamento, Yuri conta que vem mantendo a forma. "Mesmo com a quarentena, estou dando um jeito de não ficar parado, apesar de as academias estarem fechadas e sem poder treinar em clube. Estou fazendo atividades em casa e, quando posso, treino em um campo aqui perto de casa. Tudo isto para manter meu físico em dia", afirma.

Em 2019, Yuri esteve no Jabaquara. A equipe não fez grande campanha, mas o atleta acabou se destacando. "Minha experiencia com o elenco, ao todo, não foi o desejado, pois queria ter classificado para as fases posteriores e ter feito uma campanha melhor, mas não foi o que aconteceu. Porém, individualmente, fico feliz por ter me destacado e ajudado em alguns jogos, pelo meu bom desempenho, como meu primeiro ano no profissional", diz.


Yuri também conta como foi seu início no futebol. "Sempre consegui ir bem ao clubes de base que passei. Em outubro de 2015, fui chamado para o Atibaia, jogar a Copa São Paulo, e consegui meu espaço, chegando a atuar em dois jogos. Porém, não conseguimos nos classificar. Em março de 2016, fui para o XV de Piracicaba para jogar o Paulista Sub-20. Me firmei no elenco, mas, com problemas na Federação, o clube não pôde participar da competição. Acabei indo para o Audax, fiquei uma semana, passei em dois testes, mas não consegui me firmar, pois já tinham elenco cheio. Enfim, fui chamado em setembro para o Marília, novamente para jogar a Copa São Paulo. Fui inscrito, mas não consegui jogar por conta de uma lesão grave no joelho esquerdo. Fiz cirurgia e depois de sete meses voltei aos gramados, indo direto para o Real Cubatense".

Ele conta como foi a passagem pelo Guará Vermelho. "Joguei o Paulista Sub-20 da Segunda de 2017 e consegui fazer uma boa campanha com o elenco, onde chegamos às oitavas de final. Enfrentamos o até então o melhor time do campeonato, AD Guarulhos, onde no jogo de ida fui feliz em fazer dois gols e, enfim, empatamos em 3 a 3, mas no jogo de volta perdemos e fomos desclassificados. Já em 2019 recebi uma chamada para fazer um teste no Jabaquara, passei e me profissionalizei. Joguei a Segundona e agora sigo tentando subir cada dia mais na vida profissional e sempre aproveitando minhas oportunidades".


Yuri explica que já recebeu propostas para este ano e vem as estudando. "Recebi algumas propostas depois de ter me destacado no ano de 2019. Porém, por conta do coronavírus, teve que parar tudo. Mas sigo treinando para quando isso passar eu estar pronto", finaliza.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações