Romualdo Arppi Filho - O árbitro da final da Copa do Mundo de 1986

Foto: Fifa.com

Romualdo Arppi Filho durante a final da Copa do Mundo de 1986

Está completando 81 anos neste 7 de janeiro de 2020 o ex-árbitro Romualdo Arppi Filho. Ele, que esteve na função, oficialmente, entre 1959 e 1989, apitou jogos importantes, como finais de campeonatos brasileiros, o mundial interclubes de 1984 e a Copa do Mundo de 1986, realizada no México.

Nascido em Santos, em 7 de janeiro de 1939, Romualdo Arppi Filho já demonstrava o talento para o apito desde os 15 anos, na várzea santista, mesmo que ainda era office-boy em um escritório de exportação de café no Centro de sua cidade natal, que era muito forte nesta atividade.

Sobrinho do centroavante Otacílio, que defendeu a Portuguesa Santista nos anos 40, Romualdo queria ser jogador, mas como não passava do banco de reservas e quando arbitrava ia muito bem, acabou indo para a segunda opção. Em 1957, ingressou de vez na Liga de Futebol Amador de Santos e dois anos depois já estava apitando jogos profissionais. O primeiro deles foi um Juventus 2 x 2 São Paulo, na Rua Javari.

Aí só foi crescendo em sua carreira. Em 1961, foi escalado para comandar o duelo entre Boca Juniors da Argentina e Nacional do Uruguai, jogo válido pelo Torneio Internacional de Verão, no Uruguai. Rapidamente indicado para os quadros da FIFA em 1963, o jovem Romualdo Arppi Filho era considerado um especialista na aplicação da “Lei da Vantagem”.

Afastado dos quadros da Federação Paulista de Futebol em 1967, abandonou o apito por quatro anos. Quando voltou, sofreu dificuldades em sua readaptação e até passou por sérios apuros, como na partida entre Ponte Preta e Portuguesa de Desportos pelo campeonato paulista de 1971, quando foi agredido pelo técnico João Avelino.


Mas quando recuperou a confiança, não parou mais de crescer novamente. Foi considerado um dos maiores árbitros do Brasil na década de 70. Era considerado muito técnico. Porém, os 'detratores' o acusavam de ser o "Rei do Empate", por ficar marcando faltas bobas no meio-de-campo.

Mas a carreira só foi crescendo. Esteve presente nos jogos olímpicos de 1968 no México, 1980 em Moscou e 1984 em Los Angeles; além da Copa do Mundo de 1986, quando foi escalado na finalíssima entre Alemanha e Argentina. Por suas atuações na Copa do Mundo, Romualdo Arppi Filho recebeu uma avaliação de 9,2 da Comissão de Arbitragem da FIFA. Por isto apitou a grande decisão!

Após encerrar a carreira, no fim dos anos 80, Romualdo Arppi Filho passou a se dedicar ainda mais ao trabalho no ramo imobiliário, no qual já fazia na época de árbitro. Porém, sempre é lembrado pro sua passagens nos campos com o apito.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações