Reinaldo encerrando a carreira no Telstar, da Holanda

Foto: arquivo Telstar

Reinaldo encerrou a carreira jogando na Holanda, pelo Telstar

A torcida do Atlético Mineiro tem na data de 11 de janeiro algo muito importante. Foi neste dia, mais precisamente em 1957, que nasceu José Reinaldo de Lima, o Reinaldo, ou Rei para a torcida do Galo, um dos maiores jogadores da história do futebol brasileiro e grande ídolo do time Alvinegro de Belo Horizonte. Porém, ele encerrou a carreira apenas em 1988, jogando na Holanda, pelo Telstar.

Depois das sérias contusões no joelho, já no início dos anos 80, que atrapalharam demais a carreira dele, Reinaldo deixou o Atlético Mineiro, em 1985, e tentou jogar pelo Palmeiras, Rio Negro de Manaus e até mesmo pelo rival Cruzeiro, em 1986. Em 1987, aceitou um convite para fazer alguns amistosos pelo BK Häcken, da Suécia, e quando já estava pensando em parar, foi até a Holanda, visitar Johan Cruyff.

Na verdade, Reinaldo estava em viagem pela Europa, naquele ano, e os amistosos na Suécia e a visita à Holanda já estavam em seus planos. O encontro com o craque holandês, em Amsterdã, que já trabalhava como treinador, era para trocar experiências sobre conceitos de futebol. E aqui vai uma coincidência: o último do atacante com a camisa do Atlético Mineiro foi, justamente na Holanda, contra o Ajax, em 1985, na segunda partida de Cruyff como treinador.

O craque brasileiro até fez um treino com o Ajax. Sabendo da presença de um grande craque brasileiro, dirigentes do Telstar foram até Reinaldo e fizeram uma proposta para ele atuar na temporada 1987/1988. O clube de Amsterdã tinha um acordo com o Ajax e utilizava alguns atletas sub-23 do gigante da cidade. O próprio Cruyff incentivou Reinado a voltar aos gramados e o Rei acabou aceitando.


Apesar de ser recebido com festa e ser lembrado até hoje por lá, o desempenho do camisa 9 já não era mais o mesmo. "Era verão quando cheguei e o Telstar estava na segunda divisão local. Me chamaram para jogar, me deram carro e casa. Fiz uns jogos, gols, mas depois que começou o frio de novo, aí eu parei mesmo. E também tinha me casado com uma holandesa e aí morei dois anos por lá", lembrou Reinaldo, em entrevista para a Vavel, em 2017.

Na verdade, Reinaldo sofreu com o mesmo problema que teve no final da sua passagem pelo Galo e quando defendeu Palmeiras, Rio Negro e Cruzeiro: seu estado físico não era o ideal e ele não conseguia render o que se esperava. Assim, no meio de 1988, Reinaldo voltava ao Brasil, se despedia oficialmente dos gramados num jogo festivo no Mineirão. Mas apenas 4 mil torcedores foram prestigiar o adeus de quem lá arrastou, um dia, multidões para o Gigante da Pampulha.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações