terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Mengálvio no Aimoré


Neste 17 de dezembro de 2019, um dos maiores meias da história do futebol brasileiro está completando 81 anos do registro do nascimento. Trata-se de Mengálvio Pedro Figueiró, que fez fama no futebol com a camisa do Santos, mas que iniciou a carreira no catarinense Barriga Verde e acabou descoberto quando estava no Aimoré.

Primeiramente, não é errado dizer que ele completa 81 anos do registro em 17 de dezembro de 2019. Mengálvio nasceu, realmente, em 17 de outubro de 1938, em Laguna, Santa Catarina, mas foi registrado mesmo por seu pai apenas dois meses depois. Filho de maestro e funcionário público, era o caçula de 11 irmãos, sendo quatro homens e sete mulheres.

Começou no futebol na equipe amadora do Barriga Verde, em sua cidade natal. Em 1958 Mengálvio servia o exército e era um dos destaques do time do batalhão onde prestava o serviço militar. O Tenente da corporação era gaúcho e quando o meia deu baixa no quartel, ele o indicou para o Clube Esportivo Aimoré, de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul.


Em sua nova equipe, Mengálvio começou a fazer sucesso. Alto e dotado de grande habilidade, chamava a atenção por errar poucos passes e ter calma quando conduzia a bola. Aliás, aquele Aimoré era um grande time. Apesar disso, acabou perdendo o torneio da Zona Metropolitana de 1959, para o Grêmio, por apenas dois pontos, mas ficando à frente do Internacional. Porém, isto acabou tirando a chance da equipe de São Leopoldo disputar o título do gauchão.

Time do Aimoré de São Leopoldo (RS) em 1958. Em pé: Marmita, Soligo, Toruca, Suly, Brandão, Mengálvio (em destaque) e Afonso. Agachados: Darci, Marino, Abílio, Fernando e Gilberto
(foto: anotandofutbol.blogspot.com)

Porém, as grandes apresentações de Megálvio pelo Aimoré chamaram tanto a atenção de todos que ele foi convocado para a Seleção Gaúcha que representaria o Brasil no Pan-Americano de futebol de 1960, que foi realizado em San José, na Costa Rica. Jogando pela primeira vez com a amarelinha, mesmo ainda atuando por um time pequeno, o meia foi o grande destaque da equipe que foi vice-campeã, perdendo o título para a Argentina.


Mas o talento de Mengálvio, mostrado no Pan de futebol chamou a atenção de vários clubes. Inicialmente pretendido pelo Corinthians e pelo Palmeiras, Mengálvio foi encaminhado ao Santos pelo empresário Arnaldo Figueiredo, que levou em conta os comentários entusiasmados do comentarista esportivo Pedro Luiz na cobertura do Torneio Pan-Americano.

Mengálvio foi apresentado aos torcedores na Vila Belmiro em março de 1960, logo após a disputa do Pan-Americano. Depois disto, virou um dos grandes jogadores da história do futebol brasileiro, sendo campeão do mundo em 1962 pela seleção e conquistando tudo o que era possível com a camisa do Santos. Jogou no Peixe até 1968, com uma rápida passagem pelo Grêmio no mesmo ano. Em 1969, foi para o Millonarios, da Colômbia, onde conquistou o Torneio Finalización e, logo em seguida, encerrou a carreira.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações