Donato no Atlético de Madrid

Foto: Sports World

Donato no Atlético de Madrid: cinco temporadas pelos Colchoneros

O ex-volante e zagueiro brasileiro, naturalizado espanhol, Donato Gama da Silva, ou simplesmente Donato, está completando 57 anos neste 30 de dezembro. Tendo começado a carreira no America, feito parte do grande time do Vasco da segunda metade dos anos 80 e ídolo no Deportivo La Coruña, onde ficou por 10 anos, ele teve como seu primeiro clube na Espanha o Atlético de Madrid, mas não teve uma despedida das melhores no clube.

Donato fazia parte do Vasco da Gama que dominava o futebol carioca na segunda metade dos anos 80, ao lado de nomes como Roberto Dinamite, Romário, Acácio e Geovane, entre outros. No cruzmaltino, foi campeão estadual em 1987 e 1988. Assim, começou a chamar a atenção de vários times e como no final da década de 80 houve um boom de transferências do futebol brasileiro para a Europa, o jogador acabou indo para a Espanha, mais precisamente para o Atlético de Madrid, em 1988.


Logo de cara, sua disposição em campo e fôlego chamaram a atenção de todos e ele fez boas apresentações nas primeiras temporadas. Sebastião Lazaroni, treinador de Donato na época do Vasco e que tinha assumido a Seleção Brasileira, chegou a convocá-lo para amistosos, mas ele acabou se lesionando na época e foi cortado. Este corte foi fundamental para uma decisão no futuro.

O jogador ajudava a equipe na tentativa de perseguir os dois grandes do futebol espanhol: o rival Real Madrid e o Barcelona. Se na Liga, o Atlético de Madrid não conseguia títulos, na Copa do Rei, com Donato no elenco, os Colchoneros foram bicampeões, nas temporadas 1990/1991 e 1991/1992. A temporada seguinte não teria o mesmo sucesso.


Sofrendo com lesões, Donato jogou pouco entre o segundo semestre de 1992 e o primeiro de 1993. Depois de mais um afastamento por problema clínico, desta vez mais sério, e os 30 anos de idade, fizeram com que o brasileiro fosse dispensado pelo presidente do clube, Jesus Gil, que usou a seguinte frase para afirmar a sua decisão: "ele já está velho e meio coxo".

Se arrependimento matasse... Donato foi para o Deportivo La Coruña e se tornou um dos maiores ídolos da história do clube. Conseguiu a cidadania espanhola e defendeu a Fúria em jogos logo após a Copa de 1994. Ainda foi fundamental para o seu clube na conquista da Liga na temporada 1999/2000. Ele encerrou a carreira no Deportivo em 2003, quando já tinha 40 anos, provando que 10 anos antes, na dispensa do Atlético de Madrid, não estava velho e muito menos "meio cocho".
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações