sexta-feira, 12 de julho de 2019

Giannakopoulos – Um grego na Premier League

Por Lucas Paes 

Giannakopoulos, ou Stelios, na Inglaterra, virou ídolo no Bolton (Foto: Divulgação/Bolton)

A Grécia, ainda que detentora de boa parte das melhores torcidas do futebol europeu, nunca foi exatamente um primor no futebol. País de enorme importância para a história da humanidade, sendo origem de muita coisa da cultura ocidental, a Grécia tem apenas uma grande conquista no esporte bretão, na Eurocopa de 2004. Naquele time, marcado pela obediência tática, figurava um meio-campista de alguma qualidade que viraria ídolo em terras inglesas: Stelios Giannakopoulos, que faz aniversário neste dia 12 de julho.

Stelios começou a carreira na Grécia jogando pelo Ethnikos, antes de passar por Panathinaikos e depois fazer história pelo Olympiakos. Fez parte do histórico time da temporada de 1998/1999 dos Gavros, que chegou as quartas de final da Liga dos Campeões. Seu desempenho sensacional pelo time do Pireu chamou a atenção de Sam Allardyce, que o levou para o Bolton Wanderers. Mesmo já mais velho, chegando ao país com quase 30 anos, viraria uma referência dos Trotters, onde faria história.

Em terras inglesas, passou a ser conhecido como Stelios, usando inclusive seu primeiro nome na camisa. Na sua primeira temporada, ajudou a levar o clube até a final da Copa da Liga Inglesa, além do histórico oitavo lugar na Premier League. Presença constante nas convocações de Otto Renhagel com a Grécia, foi campeão da Eurocopa de 2004 sendo presença constante no time e titular na final. Continuou bem na temporada 2004/2005, o que fez com que seu futebol chamasse a atenção de Liverpool e Manchester City, que tentaram contratar o meio-campista grego antes que ele renovasse com o Bolton Wanderers.

O gol diante do Arsenal na FA Cup

A temporada 2005/2006 acabou sendo sua melhor temporada com relação aos gols com o Bolton. Foram 12 gols na temporada, incluindo um gol que garantiu uma vitória diante do Arsenal, na FA Cup, no Rebook Stadium. Na temporada seguinte, porém, pouco conseguiu jogar devido a lesões, ainda assim sendo importante quando entrou em campo. Na temporada 2007/2008, apesar da saída de Allardyce, Giannakopoulos ficou no clube, em seu último ano de contrato.

Naquele ano, o Bolton esteve distante dos bons dias e sofreu muito. Fez um mal campeonato inglês e não conseguiu ir bem em nenhuma competição, tendo disputado inclusive a Copa da UEFA. Stelios acabou marcado por gols nos minutos finais naquele período. Um que valeu a classificação diante do Fulham na Copa da Liga, fora de casa, um que garantiu o empate contra o Aris na Copa da UEFA e outro que garantiu uma vitória importantíssima diante do Derby County na Premier League. Seu último gol pelos Wanderers, num jogo diante do Tottenham, no dia 26 de abril de 2008, foi essencial para a fuga do rebaixamento. Foram 20 gols em 137 jogos pelo Bolton. 

Deixou o Bolton em 2008, rumando para outro time inglês, o novato na Premier League Hull City. Pelos tigres, porém, não conseguiu ir bem e nem repetir os grandes momentos com o Bolton, jogando apenas duas vezes pela equipe. Voltou a Grécia, atuando pelo Larissa antes de pendurar as chuteiras. Hoje, trabalha na comissão técnica da Seleção Grega. 
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações