domingo, 24 de fevereiro de 2019

Nos pênaltis, Toledo EC desbanca Coritiba e conquista o 1º turno do Paranaense

Foto: Instagram Federação Paranaense de Futebol

Jogadores do Toledo comemoraram muito o título após a decisão por pênaltis

Surpresa na decisão da Taça Barcímio Sicupira, o primeiro turno do Campeonato Paranaense de 2019. O Toledo EC, mesmo jogando em pleno Estádio Couto Pereira, em Curitiba, neste domingo, dia 24, venceu o Coxa Branca, nos pênaltis, por 3 a 2, depois de um empate em 1 a 1 no tempo normal, e venceu o torneio. A conquista já deixa a equipe na finalíssima do estadual e ainda a coloca na Copa do Brasil e no Brasileiro da Série D de 2020.

Como time mais conhecido e atuando diante de seu torcedor, o Coritiba tomou a iniciativa do jogo e tentou aproveitar as jogadas de linha de fundo pela direita, com Alano e Mattioni. O Toledo ficou recuado e apostou numa postura ultradefensiva. Nos ramos momentos que teve a bola, o time do Interior contra-atacou com poucos jogadores, sem levar perigo.

Aos 19, o Toledo perdeu o zagueiro Eduardo (36 anos, ex-Vasco e São Caetano), lesionado. No lugar dele, entrou o volante Guilherme Rend (20 anos, emprestado pelo Athletico). O Coxa levou perigo em três cruzamentos e em dois chutes de fora da área, mas não criou chances claras de gol. E o Toledo fez 1 a 0 na bola parada. Aos 42 minutos, Revson cobrou falta para a área. Rodrigão tentou cortar com um voleio acrobático, mas marcou gol contra.

A busca pelo empate foi rápida e tranquilizou o Coritiba para a segunda etapa. Na primeira chance, Juan Alano tentou jogada individual e, na disputa, a bola sobrou para o lateral Felipe Mattioni, que fez ótimo cruzamento para Rodrigão, atrás da marcação, cabecear e igualar o resultado. O Coxa seguiu firme. Aos sete, Alano fez o desvio de cabeça, Rodrigão ficou com a bola na área e arriscou. Mas André Luiz não deixou passar.

O alviverde seguiu na pressão. No bate-rebate, assustava em algumas oportunidades. Aos 22, no bombardeio, quase virou. Giovanni tentou uma bomba de fora da área, André defendeu e, no rebote, Rodrigão mandou por cima do gol. O duelo seguiu até os 50 minutos, mas nada de mudar o placar. Com isso, decisão foi para os pênaltis.

Na decisão por pênaltis, converteram para o Coritiba: Rodrigão e Sabino. E desperdiçaram: Wilson (para fora), Iago Dias (na trave), Juan Alano (goleiro defendeu) e Igor Jesus (goleiro defendeu). Para o Toledo, acertaram Pacato, Marcelinho e Eduardinho. E erraram: Revson (Wilson defendeu), Léo Teles (para fora) e Guilherme Rend (Wilson defendeu). Com isto, o Toledo pôde comemorar o título.

Com o resultado, o time já está garantido na final do Estadual, mas, se vencer a Taça Dirceu Krüger, o segundo turno, será campeão paranaense direto, sem precisar da decisão. Além disso, o Toledo, automaticamente, já garantiu vagas na Copa do Brasil e na Série D do Campeonato Brasileiro de 2020.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações