domingo, 3 de fevereiro de 2019

Ituano goleia e quebra a invencibilidade do Peixe

Por Lucas Paes
Fotos: Miguel Schincariol/Ituano FC

O Santos não só perdeu como foi goleado pelo Ituano

Aconteceu e aconteceu de maneira absurda. O Santos de Sampaoli finalmente conheceu a derrota em 2019. Diante de um Ituano bem armado e preparado para neutralizar as ações santistas, o Peixe não só sucumbiu como foi goleado. O Galo de Itu fez 5 a 1 pra cima do Alvinegro da Vila Belmiro, no Novelli Júnior, em jogo da quinta rodada do Paulistão. O resultado é a maior goleada do Ituano na história do confronto e é um balde de água gelada na cabeça da sensação do campeonato. 

O Peixe vinha de vitória de goleada pra cima do Bragantino, fora de casa, por 4 a 1, a quarta sob a batuta de Sampaoli. Já o Ituano vinha de derrota para a Ferroviária, em Araraquara, por 2 a 1. Mal sabia o time da casa que a recuperação viria em grandíssimo estilo.

Mais uma vez, o Peixe de Sampaoli pressionou a saida e complicou a vida do Ituano. Mas o Galo, em fato inédito até aqui no ano do Alvinegro Praiano, saiu na frente. Serrato deu grande bola para Morato, que tocou na saida de Vanderlei e abriu o placar para o rubro-negro de Itu. Pouco tempo depois, Serrato ampliou o placar e complicou a vida do Santos, em roubada de bola em cima de Aguilar. Em poucos minutos, um problema enorme para o Alvinegro Praiano.

O Santos até tentou pressionar, e Derlis Gonzalez passou muito perto de diminuir em jogada individual. Porém, aos 19', escanteio para o Ituano e numa confusão na área Jonas aumentou o placar e transformou o resultado em goleada. Enquanto o Santos tinha a posse, o Galo ia pra cima nos contra-ataques. Mas Morato perdeu cara a cara. O Peixe era irreconhecível em campo.

A primeira grande chance alvinegra veio depois de um pênalti anulado por um impedimento de Derlis Gonzalez. Jean Motta deu um belo lançamento para o paraguaio, que desperdiçou a chance na cara do gol. Depois do apagão inicial, os santistas voltavam a ter o controle da posse, mas não conseguiam diminuir o prejuízo enorme que já tinham. De tanto pressionar, o time da Vila Belmiro finalmente diminuiu, em jogada de Ferraz com Sanchez, que cruzou para Jean Motta cabecear e colocar os santistas de volta no jogo. Aos 44, o meia quase faz outro em chute de fora da área, que foi para fora. Só que aos 47 do primeiro tempo, Morato recebeu cruzamento de Martinelli, que fez o que quis com Victor Ferraz e marcou o quarto.

Foi a maior goleada do Ituano sobre o Santos na história

Na etapa final, o Peixe começou pressionando. Jean Motta quase marcou em cobrança de falta, mas parou no goleiro Pegorari. O Alvinegro Praiano criava chances, mas parava na bem postada defesa rubro-negra. Até que aos 18, Correia bateu falta e Léo Santos fez de cabeça o quinto do Ituano, transformando o resultado em drama para o Peixe. A torcida do Ituano passava a gritar olé diante de uma goleada histórica do Galo de Itu.

A tônica do jogo seguiu na mesma, o Ituano não tentou mais forçar ataques em cima do Santos, que também perdeu a pressão e a criatividade depois de tomar o quinto gol. Nas chances que criava, o Alvinegro Praiano era ineficiente. O Galo até ofereceu perigo algumas vezes, mas também não conseguiu chegar ao sexto gol. No último lance do jogo, Vanderlei evitou com uma bela defesa o aumento da goleada do Ituano. Ainda assim, o massacre estava decretado.

Agora o Peixe tentará se recuperar jogando em casa, contra o Mirassol, no que se refere ao Paulistão, no próximo domingo. Antes, no meio de semana, o Peixe enfrenta o Altos, no Piaui, pela Copa do Brasil, na quarta-feira. O próximo jogo do Galo é contra o Red Bull Brasil, em Campinas.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações