domingo, 13 de janeiro de 2019

Portuguesa Rio faz 3 a 0 no Marítimo e conquista o bi da Copa Rubro-Verde

Por Victor de Andrade
Foto: reprodução Web Esporte TV

Jogadores levantam a taça do bi-campeonato da Copa Rubro-Verde

Assim como em 2018, a Portuguesa Carioca inicia esta temporada com um título. A Lusa conquistou o bi da Copa Rubro-Verde. A taça veio com uma vitória sobre o Marítimo da Ilha da Madeira, que foi representado no torneio por um elenco formado na sua grande maioria por jogadores brasileiros, por 3 a 0, com direito a um golaço de antes do meio de campo. A partida foi realizada no Estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, neste domingo, dia 13.

Para chegar à decisão, a Portuguesa Carioca foi a primeira colocada do Grupo A da competição, com vitórias sobre a sua 'xará' Londrinense e o próprio Marítimo. Na semifinal, a equipe do Rio de Janeiro venceu a Portuguesa Santita por 3 a 1. Já o Marítimo, que só tem o meia André Teles de português no elenco que disputou a competição, empatou com a Londrinense e perdeu para a sua rival da final na primeira fase, se classificando no saldo de gols. Porém, na semifinal, o time da Ilha da Madeira surpreendeu a Lusa do Canindé e venceu por 2 a 0.

O jogo já começou com um ritmo alucinante da Portuguesa Carioca, que queria confirmar o favoritismo e não fazer o mesmo da sua 'xará' de Desportos na última sexta. A equipe abriu o marcador logo antes do cronômetro apontar dois minutos de jogo. Rodrigo Andrade recebeu a bola na entrada da área e bateu forte, rasteiro, no canto: 1 a 0 para o time da casa.

A Lusa Carioca deu uma diminuída no ritmo, até pelo calor que estava na Ilha do Governador, e isto fez com que o Marítimo passasse a atacar mais, criando algumas chances. Porém, aos 44', a Portuguesa ampliou: Diego Mata, pela esquerda, foi arriscar um cruzamento, pegou mal na bola mas enganou o goleiro adversário: 2 a 0 para a Portuguesa.

Na segunda etapa, o Marítimo foi para o tudo ou nada. Criou várias oportunidades e fez o goleiro da Portuguesa Carioca trabalhar bastante. Porém, o time convidado não conseguia transformar as chances criadas em rede balançada.

E para sacramentar a vitória da Lusa, Zeca, já nos acréscimos, marcou um golaço! Ele recebeu a bola no seu campo de defesa, viu o arqueiro adiantado e aproveitando-se do famoso vento do Luso-Brasileiro (conhecido como o estádio dos ventos uivantes) mandou um chutaço, marcando o terceiro da Portuguesa, campeã da Copa Rubro-Verde.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações