sábado, 4 de agosto de 2018

Santos e Botafogo empatam no Engenhão e continuam na mesma

Por Lucas Paes

Com empate, o Santos entrará com mais um de seus jogos na lista dos piores do ano 
(Foto: Divulgação Botafogo FR)

A crise continua para Santos e Botafogo. Em jogo digno do momento das duas equipes na tarde deste sábado, dia 4, eles empataram por 0 a 0, no Estádio Nilton Santos, que em algum lugar do céu chora por esta partida terrível, válida pelo Brasileirão. O Santos torce contra o Bahia para ficar fora do Z4 e o Alvinegro Carioca segue seu mau momento no Brasileirão. 

Ambas as equipes vinham em má fase. O Santos, que está a passos largos de uma eliminação na Copa do Brasil, depois de perder para o Cruzeiro dentro da Vila Belmiro, também vem de derrota no Brasileirão, também dentro da Vila, para o América Mineiro. O time da Estrela Solitária não por menos também vinha mal, com a demissão recente de Paquetá, além de derrotas para o Cruzeiro no Brasileirão e para o Nacional na Sul-Americana. O Bota contratou hoje mesmo Zé Ricardo.

Sob o olhar de Tite, o primeiro tempo foi exatamente o que prometia. Ou seja, horrível. Mostrando toda a ausência de coisas positivas em ambas as equipes nos últimos tempos, o jogo começou com o Alvinegro Praiano, hoje de azul, dominando as ações, sem porém criar grandes coisas. A primeira chance santista veio aos 8', em roubada de bola do estreante Carlos Sanchez, que tocou para Rodrygo que acionou Gabriel Barbosa, o ex-Gabigol, que chutou mal. A partir daí o jogo ficou mais travado. Só aos 19', após sobra de escanteio, Dodô acertou bom chute que quase enganou o goleiro botafoguense.

Aos 22', a primeira chance botafoguense veio em chute de Matheus Fernandes, que desviou e obrigou Vanderlei à fazer boa defesa no susto. A partir daí, o jogo novamente voltou a ficar travado. A melhor chance da etapa inicial veio aos 36', quando Pimpão cruzou, a bola sobrou para Léo Valença, que chutou em cima de Victor Ferraz com Vanderlei já morto na jogada. Um minuto depois, Luiz Fernando teve chance de chutar quase na pequena área após falha feia de Gustavo Henrique e bateu para fora. Pouco depois, Victor Ferraz cortou quando a jogada de Kieza já deixava Luiz Fernando de frente para o crime. A partir dos 40', o Fogão tentou duas vezes em chutes de longe de Matheus Fernandes e Léo Valença. O primeiro tempo, sem muita surpresa, terminou de fato sem gols.

Torcida do Botafogo protestou virando faixas no Engenhão
(Foto: Diely Espíndola)

Logo no começo da etapa final, uma jogada aérea do Botafogo quase mudou o placar. O time de General Severiano chegou após cruzamento desviado por Joel Carli e Igor Rabello perdeu a chance. Pouco depois, Bruno Henrique veio em velocidade e cruzou pelo chão e Saulo defendeu. Depois, Vanderlei defendeu tranquilo uma finalização de Léo Valença.

Aos 16', a melhor chance santista no jogo veio em boa jogada de contra ataque, onde um passe desviado de Sanchez chegou em Victor Ferraz, que chutou a queima roupa e viu Saulo defender, a bola bateu no travessão e voltou para Yuri Alberto, que chutou e aí sim, Saulo fez enorme defesa. Os cariocas responderam com cabeçada de Carli, que obrigou Vanderlei à fazer grande defesa, mas estava impedido.

A partir daí, o jogo ficou movimentado, porém sem grandes chances para nenhum dos dois lados. Um dos momentos de mais destaques foi do treinador Cuca, que fez um lindo domínio em uma bola que saiu pela lateral. Até que aos 39', o Bota acertou um contra-ataque e Renatinho saiu cara à cara com Vanderlei e marcou. Antes do lance, porém, Luiz Fernando havia se dirigido à bola e estava em posição de impedimento. Após muita discussão com o auxiliar, o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior anulou o lance, mesmo após ter confirmado o gol. No fim das contas, mesmo com mais dez minutos de jogo, ninguém mexeu no placar: 0 a 0 no Engenhão.

Agora o Santos joga na próxima rodada contra o Galo, no próximo domingo, dia 12, as 11h da manhã, no Estádio Independência. O time da Estrela Solitária, por sua vez, joga no mesmo horário, também fora de casa, diante do Paraná, na Vila Capanema.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações