quarta-feira, 25 de abril de 2018

Afinal, quem se deu melhor na negociação envolvendo Zeca e Sasha?

Por Lula Terras

Sasha, que já estava no Santos, ficou em definitivo no Peixe em troca por Zeca, que foi pro Inter

No mundo do futebol, uma prática, muito comum nos períodos das vacas magras é a troca de jogadores, que têm servido como alternativa para que as equipes se reforcem na busca de uma boa campanha em competições oficiais. Nos últimos dias, uma em especial, me chamou a atenção, que foi entre o Santos, que passa a contar em definitivo com o passe do atacante Sasha, e para isso, repassou ao Inter, de Porto Alegre, o passe do lateral Zeca, que estava em litígio com o clube. 

Ao que parece, a negociação foi uma verdadeira engenharia financeira onde, cada clube se responsabilizou a contar com 100% do passe de seu atleta para fechar o negócio. Com isso, 50% do passe, permanece com o time de origem, para o caso de futura negociação com outras agremiações do Brasil e do Exterior.

Zeca foi apresentado nesta semana

Agora, em termos técnicos, será que foi um bom negócio para o Santos que se desfez de uma prata da casa, que atua com igual eficiência na lateral esquerda, apesar de destro, como na direita, posição que ocupou na seleção campeã olímpica e, considerado como uma das grandes promessas futuras para o selecionado principal. 

Para o Inter, acredito ter sido um grande negócio, por passar a contar com este talento, que foi trocado pelo atacante Eduardo Sasha, atleta que alternava bons e maus momentos no ataque colorado. Por sua vez, o Santos, que já vem contando com o futebol de Sasha, por empréstimo até o final do ano e com o valor do passe fixado, abriu mão do direito de esperar até o final do ano para a compra em definitivo e fechou negócio, apostando que o bom momento vivido por Sasha em seu ataque seja a garantia de ter feito grande negócio.

Sasha foi um grande destaque do Peixe no Paulistão

A meu ver a aposta feita pelo Santos foi muito arriscada, devido à expectativa de carreira de cada um dos atletas envolvidos. Talvez fosse mais interessante a venda pura e simples do Zeca. Com o dinheiro ir à busca de um meia armador de peso, para suprir a carência que existe desde a saída de Lucas Lima, para o Palmeiras. 

Vale destacar ainda que o elenco santista é bom, porém conta com poucas alternativas para mudanças no sistema de jogo pelo treinador. É visível que ele vem testando boa parte do elenco, entre os quais atletas da base, na expectativa de descobrir entre eles, aquele que possibilite maior alternância de esquemas táticos, e que mais se aproxime do DNA Santista, que é de um futebol ofensivo e eficiente, e que faça com que a torcida volte a comemorar grandes conquistas. Sinceramente, espera mais audácia por parte dos dirigentes santistas.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Um comentário:

  1. Você só esqueceu que o atleta estava em litígio com o clube e com atrito com a torcida.Por outro lado ,taticamente, ganhamos um jogador perfeito para o grupo, além de termos direitos administrativos ,50% na venda de cada jogador

    ResponderExcluir

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações