terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Um recado ao ex-técnico e agora comentarista Emerson Leão

Por João Paulo Barreto*

Leão durante entrevista com Rogério Ceni: desconhecimento sobre o Fortaleza

Não gosto dessa mania de quem é do Nordeste se ofender por algumas coisas que o pessoal do sul e sudeste fala da região e do nordestino. Algumas coisas – ser insultado após o resultado de eleição presidencial – precisam de resposta sem se vitimizar. 

Seu Emerson Leão, ao fazer uma pergunta a Rogério Ceni, foi uma de ignorância chocante e um preconceito repugnante. Leão, mostrando toda sua falta de conhecimento em relação ao novo clube de Ceni, disse que o Fortaleza Esporte Clube é “clube pequeno, de cidade sem público e time de empresário”. Numa tacada só, ele ofendeu o clube e cidade de Fortaleza. 

Leão não tem motivo para conhecer a história quase centenária do Fortaleza (clube completa 100 anos em outubro), desde que não se aventure a comentar futebol na TV, e ainda mais em TV que transmite campeonatos da região.

Vamos dar uma aulinha ao ex-técnico e agora comentarista Emerson Leão, que começou a carreira de técnico (veja só...) em Recife/PE, no... Nordeste. Mais precisamente no Sport Club Recife ao encerrar a carreira de jogador (goleiro e vitorioso assim como Rogério Ceni) em 1987.

A história do Fortaleza (outra coincidência: Leão é mascote do clube) começou em 1918. Sua história é repleta de títulos. Só do estadual do Ceará é o segundo maior campeão, com 41 taças. Na década de 1960 conseguiu chegar a duas finais da Taça Brasil – Campeonato Brasileiro à época -, além de dois vices da Série B e 1 Copa do Norte-Nordeste (1970).

Em relação a público, o Fortaleza conseguiu a segunda maior média de público no Campeonato Brasileiro da Série A de 2005, perdeu apenas para ninguém menos que o poderoso e campeão naquele ano, o Corinthians. Naquele mesmo campeonato de 2005, o Fortaleza goleou grandes clubes do futebol brasileiro e terminou com sua melhor colocação na 1ª divisão. E a cidade de Fortaleza é a 5ª capital do Brasil. 

O Fortaleza não é “clube de empresário” igual esses que são criados apenas para vender jogador. É melhor se informar melhor, Emerson Leão. O Fortaleza tem um ativo e o principal é a sua enorme e apaixonada torcida. E tem um patrimônio físico de fazer inveja a muito clube que se diz “grande” no eixo. 

Qual o clube coloca 63.254 pessoas, com uma renda de R$ 1.981.117,00, para um jogo de Série C – contra o Macaé, 2014? Pouquíssimos e a maioria do Nordeste, como o Santa Cruz fez na Série D. Respeite o futebol que te deu a primeira oportunidade para virar treinador, Leão, e se informe mais e melhor para não passar vexame na TV.

* João Paulo Barreto é editor do blog Brasil Decide
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações