Paulistão de 1955 - O início de uma grande era para o Santos FC

Com informações do Centro de Memória e Estatística do Santos FC

O time santista campeão de 1955, iniciando uma grande era para o time da Vila Belmiro

Um dos dias mais emocionantes na vida do torcedor do Santos FC foi, sem dúvida, o dia 15 de janeiro de 1956. Nessa data inesquecível, o time santista sagrava-se Campeão Paulista pela segunda vez na sua bela história, ao vencer pelo placar de 2 a 1 a equipe do Taubaté na Vila Belmiro, na partida final do campeonato 1955.

Os gols do Santos foram marcados por Álvaro e Pepe, depois de o Burrão da Central ter chegado a empatar a partida. O Peixe foi a campo naquele 15 de janeiro com: Manga; Hélvio e Feijó; Ramiro, Formiga e Urubatão; Tite, Negri, Del Vecchio, Álvaro e Pepe. O técnico era Luiz Alonso Perez, o Lula.

Nesse jogo final, o técnico Lula fez as seguintes alterações no time titular: tirou o goleiro Barbosinha e colocou em seu lugar Agenor Gomes, o Manga, escalou Urubatão no lugar de Zito, que houvera sido punido com um jogo de suspensão pela FPF, e colocou o argentino Negri no lugar de Vasconcelos, também punido com um jogo de suspensão, além de deslocar Tite, passando-o para a ponta-direita, colocando em seu lugar José Macia, o Pepe, saindo o ponta Alfredinho, que até então vinha sendo o dono da camisa 7 do Peixe.

Naquele campeonato,  Alvinegro disputou 26 partidas vencendo 19, empatando 02 e perdendo 05 partidas marcando 71 e sofrendo 40 gols. Os artilheiros do Peixe no campeonato foram: Del Vecchio (22), Vasconcelos (12), Álvaro (11), Pepe (10), Tite e Alfredinho (4), Urubatão e Zito (2) e com um gol cada Negri, Feijó e Pagão e com um gol contra a favor do Peixe marcou Tomazini.

Número de jogos por atleta: Ramiro (25), Hélvio e Vasconcelos (24), Álvaro e Formiga (23), Del Vecchio (22), Manga e Alfredinho (20), Zito (19), Ivã (17), Tite (16), Urubatão (13), Pepe (12), Barbosinha, Sarno e Negri (6), Feijó (5), Pagão (3), Wilson e Carlinhos (1).

Esse título início a era de domínio do Santos FC no futebol paulista, que se estenderia nacionalmente e até no mundo, principalmente após a chegada de Pelé, no final de 1956. Entre 1955 e 1969, o Alvinegro Praiano conquistou 11 estaduais,
←  Anterior Proxima  → Inicio

Um comentário:

  1. Garoto eu era, assisti esse jogo pela TV, Santos 2 x Taubaté 1. No mesmo dia, no Pacaembu, o Corinthians vencia o Palmeiras por 2x0 e estava naquela expectativa de um empate na Vila para decidir com o Santos em decisão extra. Mas o gol de Pepe deu o título ao alvinegro da Vila. Foi a primeira vez que eu vi jogador jogar a bola para fora para que um jogador adversário pudesse ser atendido sendo a partida paralisada. Floriano, goleiro do Taubaté, que fez isso. Hélvio, acredito até que fosse o capitão do Santos, correu atravessando o campo para cumprimentá-lo.

    ResponderExcluir

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores, trazendo novidades e curiosidades do Futebol. Fale conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Total de Visualizações