segunda-feira, 27 de abril de 2015

CA Paulistano: “les rois du football”


Equipe do Paulistano antes da primeira partida na Europa

Os três primeiros campeonatos paulistas foram dominados pelo São Paulo Athletic, que contava em suas fileiras com o pioneiro do futebol brasileiro, Charles Miller. Porém, em 1905, no quarto campeonato organizado pela Liga Paulista de Futebol, um clube começaria a escrever sua história, tornando-se o primeiro time grande da cidade de São Paulo: o Club Athletico Paulistano.


Só para se ter uma ideia, até 1925, o Paulistano já havia conquistado oito campeonatos estaduais (1905, 1908, 1913, 1916, 1917, 1918, 1919 e 1921). Era uma época em que o futebol ainda estava se firmando no Brasil. Em São Paulo, os clubes não se acertavam na organização dos campeonatos, e em muitos anos foram disputados campeonatos estaduais de mais de uma liga. Porém, um fato era inegável: o Paulistano era o maior vencedor da cidade.



Ataque do Paulistano contra o Stade de Français

Para testar de verdade sua equipe, o presidente do clube, Antônio Prado Júnior, teve uma iniciativa que, na época, era inédita: mandar sua equipe para uma série de amistosos na Europa. E o elenco do Paulistano, que contava com Arthur Friedenreich, o grande craque brasileiro da época, partiu para disputar uma série de 10 partidas no velho continente, entre França, Suíça e Portugal.

Para os europeus também era um teste interessante. A tão decantada superioridade do futebol europeu tinha caído por terra nos Jogos Olímpicos de Paris, quando a Seleção Uruguaia, em uma campanha espetacular, conquistou a medalha de ouro na modalidade, ganhando o apelido de Celeste Olímpica. Seria interessante para eles um teste com outra equipe sul-americana.

Após dias dentro do navio e alguns de descanso, o Paulistano entrava em campo no dia 15 de março, no Estádio de Búfalo, em Paris, para enfrentar um selecionado francês. A estreia em terras europeias não poderia ter sido melhor para o Paulistano: um sonoro 7 a 2, com dois gols de Friedenreich e Araken Patusca.

Jogada na partida contra o Strasbourg

No dia seguinte, uma surpresa: a imprensa francesa, que acompanhou a partida junto a um público de 35 mil pessoas, impressionada com a qualidade dos jogadores brasileiros, apelidou os atletas do Paulistano de "Les Rois du Football", ou seja, “Os Reis do Futebol”.

Onze dias depois, no mesmo estádio, o onze Paulistano entrava em campo para enfrentar o Stade Français, em sua segunda partida na excursão. A equipe da casa saiu na frente, mas os brasileiros foram para cima e viraram o jogo no segundo tempo. No final, 3 a 1 para o Paulistano.

Algumas bolas usadas nos jogos da excursão

Três dias depois, os jogadores do Paulistano foram até o campo do FC Cette e ali conheceram a única derrota no giro. Ao final dos 90 minutos, 1 a 0 para os franceses, gol de Villaplane. Após este revés, as vitórias voltaram. No dia 2 de abril, 4 a 0 no Bastidiense, em Bordeaux. Três dias depois, um 2 a 1 no Havre AC, na Normandia. No dia 10, outro 2 a 1, agora contra o Strasburgo.

No dia 11 de abril, o Paulistano atravessou a fronteira da França com a Suíça e foi até Berna, enfrentar a equipe local. Ao fim da partida, outra vitória dos brasileiros: 2 a 0. Dois dias depois, em Zurique, o adversário era o Young Fellows, atual campeão suíço. Porém, Friedenreich, Araken e companhia não tomaram conhecimento e venceram por 1 a 0. No dia 19 de abril, o Paulista foi até a Normandia, enfrentar o Rouen, conseguindo outra vitória, desta vez por 3 a 2.

Equipe completa na Europa

O Paulistano saiu de seu giro entre França e Suíça com um saldo de oito vitórias em nove jogos. Porém, na volta ao Brasil, o navio faria uma escala em Lisboa e esta foi a oportunidade para realizar sua última partida em solo europeu.

No dia 28 de abril, os jogadores do Paulistano entravam no campo do Estádio de Lisboa para o embate derradeiro, desta vez contra um selecionado português. Fechando com chave de ouro a excursão, 6 a 0 para os brasileiros.

As notícias das vitórias em solo europeu chegavam por aqui e enchiam de orgulhos os adeptos do futebol no Brasil. Só para se ter uma ideia, quando o navio Flandria, que trazia a delegação do Paulistano, aportou no Rio de Janeiro, centenas de pessoas foram felicitar os jogadores no porto, algo impensável nos dias de hoje. Inclusive, os atletas foram até a sede do Fluminense para receber as honrarias.

Recepção aos jogadores no Porto do Rio de Janeiro

Em São Paulo também não foi diferente. Os jogadores foram recebidos com festa e homenageados no primeiro jogo deles em solo brasileiro. Algumas das bolas utilizadas na Europa estão na sala de troféus do clube, além de muitos documentos textuais e iconográficos que permitem conhecer com mais profundidade a riqueza de tal feito futebolístico.

Porém, o futebol no Paulistano estaria chegando em seus últimos anos. Em 1926, os clubes já falavam em profissionalismo e o clube, fiel às raízes amadoras do esporte, era contrário e fundou uma nova liga, a Liga dos Amadores de Futebol (LAF). A liga durou até 1929, quando o time resolveu fechar seu departamento de futebol.

Após ser campeão do último campeonato que disputou, o time do Paulistano fez sua derradeira apresentação em 15 de dezembro de 1929. Em seu pequeno campo, o Estádio Jardim América, com bom público no dia, o Alvirubro jogou grande partida, impondo um 6x1 sobre o Antarctica Futebol Clube.

Arthur Friedenreich, o grande craque brasileiro da época

Quando saiu dos campos, o Paulistano era disparado o melhor time do estado. Tinha onze títulos, contra sete do Corinthians e três do Palestra, além de ter contado com Arthur Friedenreich, que foi seu artilheiro por seis vezes. É até hoje o único tetracampeão do Campeonato Paulista, de 1916 a 1919. Nos outros esportes, o Paulistano tem equipes fortes, principalmente no Basquete.

Só como informação, o profissionalismo no futebol brasileiro foi introduzido, permanentemente, em 1933.

O Curioso do Futebol agora está com uma fã page no Facebook. Curtam!

←  Anterior Proxima  → Inicio

Um comentário:

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações