Israel de Jesus ou do Carmo? O pagodeiro que foi um esboço de treinador

Por Lucas Paes
Arte: O Curioso do Futebol

Discos de Israel de Jesus e suas fases como treinador e empresário

Existem diversas origens para treinadores de futebol. Muitos são ex-jogadores, talvez a maioria deles, outros surgem das escolas e faculdades de educação física, de onde surgem conhecimentos diferentes e hoje existem até projetos de formação na função. Já tivemos jornalistas, como Vicente Feola, na Seleção Brasileira e mesmo Paulo Calçade, da ESPN Brasil, que por um curto período "treinou" o Brasílis para uma reportagem no canal. Uma das histórias mais malucas de treinadores é de Israel de Jesus, ou seria do Carmo? Um músico que tentou a sorte na "casamata".

Israel de Jesus era, na verdade Israel do Carmo, às vezes Israel du Carmo ou até Macarrão do Banjo, apelido pelo qual ficou conhecido no pagode paulista, tendo feito parte de alguns grupos, entre eles uma das primeiras formações do Katinguelê. Depois lançou alguns discos solos e já na década de 1990 se converteu evangélico, já como Israel do Carmo, e chegou a gravar CDs gospel.

Israel do Carmo não teve o mesmo sucesso como tantos outros músicos do gênero no Brasil, principalmente naquela onda dos anos 90, onde até o grupo no qual participou estourou nas paradas. Porém, o nome dele era bem conhecido no meio do pagode. Muitos de seus trabalhos podem ser encontrados no Mercado Livre. Mas, no ano de 2003, ele criou um "novo nome", Israel de Jesus, fundou uma empresa esportiva, a Futura Esportes, se arriscou no futebol e assumiu a Portuguesa Santista.

O compromisso firmado com a empresa consistia nela assumir as dívidas da Briosa, que eram cerca de 80 mil reais na época, em troca de comandar o departamento de futebol da equipe rubro-verde. Vindo de uma campanha brilhante no Campeonato Paulista, a Portuguesa Santista viu Israel desmontar completamente o ótimo time de Pepe e trazer novos nomes, o mais conhecido era o goleiro Yamada, ex-Corinthians, para buscar um acesso inédito na Série C do Brasileirão daquele ano.

Clipe de "Vem Comigo"

Com uma tática que prometia ser revolucionária chamada de "Roleta Russa", onde os jogadores não tinham posição fixa e buscavam jogar com passes e movimentações para confundir o adversário, o treinador pretendia revolucionar o "burocrático" futebol da época. A tentativa incluía ainda treinos secretos e outras convicções diferenciadas, tudo com o objetivo de mudar o esporte bretão como conhecíamos. Nos vestiários, ele tocava banjo e cavaquinho para o grupo.

Israel de Jesus acabou sendo derrotado nas duas primeiras rodadas e, sob risco, alterou um pouco a forma de jogar para o terceiro jogo, onde conseguiu uma vitória. No fim, a campanha trágica terminou com a Briosa na última colocação da chave. Observando que o projeto não daria certo, a Briosa entrou em litígio com a Futura Esportes e chegou a ter dois times diferentes se preparando para o Paulistão 2004, antes da situação se resolver em favor dos rubro-verdes.

Depois de alguns anos, Israel de Jesus surgiu novamente no futebol, dessa vez comandando o futebol da tradicional Matonense. Na equipe, outra vez fez péssima campanha, causando uma cena bizarra em um jogo contra o Nacional onde duas equipes entraram em campo pelo time de Matão, causando uma confusão que acabou terminando com briga generalizada e a polícia em campo, prendendo inclusive o próprio Israel.


Depois disso, Israel de Jesus tentou investir em um reality show, que também acabou não dando certo e assumindo em 2008 a Portuguesa Londrinense, que acabou vencendo um jogo, empatando outros três e perdendo onze partidas no estadual daquele ano, terminando obviamente rebaixada.

No meio de sua aventura pelo futebol, ele "voltou" a ser Israel du Carmo, lançou o clip "Vem Comigo" e ainda ele foi veiculado no Vídeo Show, da Rede Globo. Como Israel de Jesus, ele ainda tentou ser empresário, inclusive trabalhando em Portugal, comandando a Europe Sports Group, e, desde então, não se ouviu mais falar sobre Israel de Jesus no futebol, já que a carreira do folclórico técnico aparentemente "não deu samba".

←  Anterior Proxima  → Inicio

2 comentários:

  1. Bonita história, grande cantor!

    ResponderExcluir
  2. ISRAEL DE JESUS

    ATUALMENTE CEO PRESIDENTE DA EUROPE SPORTS GROUP na Europa.
    www.europesportsgroup.com

    Noticias: https://www.bol.uol.com.br/listas/quem-sao-os-10-maiores-empresarios-do-futebol-mundial.htm

    ATUALMENTE TAMBEM DIRETOR ESPORTIVO DE UMA CLUBE DE PORTUGAL
    www.udtocha.pt , preparando JOVENS TALENTOS BRASILEIROS para o FUTEBOL EUROPEU.

    ISRAEL DE JESUS, nao era um maluco, hoje na EUROPA tudo que tentou implantar no futebol brasileiro, hoje na EUROPA é uma REALIDADE.

    O FUTEBOL BRASILEIRO continua mais de 10 (dez) anos atrazado em relaçao ao FUTEBOL EUROPEU. (UEFA)

    NAO TEM, NAO EXISTE TREINADOR BRASILEIRO EM CLUBES DA PRIMEIRA DIVISAO NACIONAL NA EUROPA. (UEFA)

    DEPOIS O BRASIL TEVE QUE ENGOLIR O TREINADOR JORGE DE JESUS,
    Portugues ( EUROPEU) que GANHOU TUDO NO BRASIL, provando que NAO EXISTE TREINADOR BRASILEIRO DE ALTO NIVEL.

    HOJE EM DIA O JOGADOR JOVEM DO BRASIL QUANDO CHEGA NA EUROPA, ELES NAO SABEM JOGAR O FUTEBOL MODERNO, OU SEJA O FUTEBOLD E ALTO NIVEL DE RENDIMENTO ( FUTEBOL EUROPEU - UEFA)

    ResponderExcluir

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações