O rebaixamento do Fluminense na Série B de 1998

Por Lucas Paes
Foto: Guilherme Pinto/O Globo

O Fluminense acabou rebaixado em 1998

O Fluminense passou por maus bocados no final da década de 1990. O Tricolor Carioca foi salvo de um rebaixamento á base de virada de mesa em 1996, mas no ano seguinte não resistiu à outra campanha ruim e acabou finalmente caindo à segunda divisão, terminando o campeonato na penúltima colocação, com uma terrível campanha de quatro vitórias, dez empates e 11 derrotas em 25 jogos. Mal sabia o torcedor tricolor, mas a Série B de 1998 seria outro pesadelo.

A formula de disputa daquele campeonato contribuiu muito para a surpreendente e absurda queda do Tricolor Carioca. Naquela época, os 24 times eram divididos em quatro grupos com seis equipes cada, onde partidas em turno e returno definiam os classificados à fase final e, é claro, os rebaixados. Cairiam os quatro últimos colocados e os dois piores quintos lugares entre os quatro grupos. O Fluminense estava ao lado de Juventus, Paysandu, Joinville, ABC e CRB. 

A primeira partida do Fluzão já indicava uma possível tragédia. Em pleno Maracanã, os tricolores acabaram derrotados pelo ABC por 3 a 2. Nada que não fosse possível recuperar contra o Juventus, em Osasco. Só que na segunda partida, o Tricolor Carioca perdeu de 1 a 0, em um jogo com uma enorme polêmica, já que a bola do gol juventino não entrou, em uma falha grotesca do goleiro Ronaldo, ex-Corinthians, e que era a grande contratação do Flu para a competição. Eram apenas 10 jogos e em dois o Fluminense já havia se complicado.

Na terceira rodada, desesperado por uma vitória, os cariocas pegaram o Paysandu, mas não conseguiram sair de um empate por 1 a 1 com o Papão da Curuzu. Outros dois empates, por 2 a 2, contra Joinville e CRB tornaram a situação desesperadora ao final do primeiro turno. Meio campeonato já tinha ido e o campeão brasileiro de 1984 caminhava à passos largos para um rebaixamento surpreendente.

O segundo turno até começou com uma vitória diante do Joinville, por 2 a 0, fora de casa, mas a situação ficou ainda pior com o empate de 0 a 0 com o CRB na Rua Bariri, em jogo onde o árbitro inclusive voltou atrás num pênalti marcado à favor do Fluminense. A derrota para o Paysandu no jogo seguinte deixou a situação desesperadora, até que finalmente, na antepenúltima partida, veio uma vitória, diante do Juventus, por 2 a 0, no Maracanã. 


Pouco adiantou, o empate com o ABC, fora de casa, na última rodada, selou o surpreendente e inimaginável rebaixamento do Fluminense para a Série C do Brasileirão. Numa época onde até quedas para a segunda divisão eram raras, o time de Laranjeiras desceu todas as divisões possíveis. O time até tinha nomes interessantes, como o goleiro Ronaldo e o atacante Magno Alves, mas não evitou um vexame histórico.

O Fluminense acabou disputando (e ganhando) a Série C de 1999. Porém, foi resgatado da Série B pela Copa João Havelange, gerando as piadas que surgem até hoje do "Pague a Série B". Mesmo após a saída da Unimed, que era quase um presságio do apocalipse, o Tricolor Carioca tem se segurado na primeira divisão, fazendo inclusive campanha interessante em 2020. O ano de 1998, porém, segue sendo um pesadelo que a torcida do Flu nunca mais quer viver.

←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações