Andre Matos no Rockgol

Foto: arquivo pessoal

Andre Matos durante o Rockgol de 2004

No dia 8 de junho de 2019, a música pesada brasileira perdia um de seus maiores expoentes. Aos 48 anos, falecia, em sua residência, na cidade de São Paulo, Andre Coelho Matos, por conta de um infarto agudo no miocárdio. Corintiano, Andre Matos foi vocalista das bandas Viper, Anga e Shaman (ou Shaaman), além da carreira solo. Ele também foi presença marcante em algumas edições do Rockgol, campeonato organizado pela antiga MTV Brasil com músicos, onde, inclusive, chegou a ser campeão.

O Rockgol foi criado em 1995, quando fazia parte do Angra. Nesta época, o único membro da banda, conhecida por canções como Carry On e Nothing To Say, que jogava a competição era o baixista Luis Mariutti, apelidado por Paulo Bonfá e Marco Bianchi (que, respectivamente, narrava e comentava as transmissões) como Jesus, por conta do cabelo e da barba, fazendo parte de equipes formadas por músicos de bandas do rock pesado, como Sepultura, Ratos de Porão, Pavilhão 9, entre outros.

A primeira aparição de Andre Matos em um Rockgol foi em 2004, já no Shaman, na única edição realizada na praia. Por conta do sucesso a balada Fairy Tale, inclusive tema de novela da Globo, a banda toda passou a ser convidada. Andre Matos logo foi apelidado de Musa Nissei-Sansei, por conta de seus cabelos grandes e o olho levemente puxado. Apesar de goleiro, ficou conhecido por um de seus defeitos: a miopia, que atrapalhava a sua visão. Ele claramente falava sobre isto.


Além do vocalista, todos do Shaman atuavam na competição: Luis Mariutti, seu irmão Hugo (que logo foi apelidado de Jesus Júnior, ou JJ) e Ricardo Confessori. Mas nesta versão de areia, a equipe do Shaman não conquistou o título.

Nesta época, os times do Rockgol já não tinham nomes de bandas e sim nomenclaturas aleatórias e as equipes era formadas por sorteio. Na edição no gramado de 2004, o Shaman fez parte dos Aranhas Negras, junto com Br'oz, Felipe Dylon e Rappin' Hood. Como o pessoal da boy band Br'oz e os irmãos Mariutti jogavam bem, a equipe conquistou o título na primeira vez em que Andre Matos jogou na versão de campo, mesmo com a sua miopia e tomando um ou outro gol bizarro.

Em 2005, o Shaaman (que acrescentou mais um a na grafia) fez parte do time Gastrite, junto com Aliados 13, Vinny e Simoninha. Andre Matos revezou-se no gol com o cantor do sucesso de gosto duvidoso "Heloísa mexe a cadeira". A equipe não foi tão bem e esta edição foi a única vez onde a equipe na qual o vocalista fazia parte não chegou, ao menos, na semifinal.

Em 2006, os times tinham nomes de países fictícios, por conta da Copa do Mundo, e o Shaaman fez parte dos Estados Unidos da Peperônia, junto com Planta e Raiz, Rappin' Hood & Johnny MC, Gabriel O Pensador e Ultraje a Rigor. A equipe foi bem, ficando na terceira colocação.

Em 2007, houve a dissolução do Shaaman e Andre Matos montou a sua banda solo, na época com a participação dos irmãos Mariutti. Eles fizeram parte do Fenerbafo, junto com Skank, Trêmula e Léo Maia. Mais uma vez, um time com o vocalista chegou à semifinal, ficando no terceiro posto.

A última participação de Andre Matos no Rockgol foi em 2008, quando fizeram parte do CPM 22 de Novembro de Piracicaba, junto com CPM 22 (claro), Carbona, Lucas Santtana e Johnny MC. Mais uma vez chegaram na semifinal e acabaram ficando na quarta colocação. Nesta edição, Andre Matos jogou pouco e ficava mais no banco, conversando com Zé Elias e vestindo uma jaqueta de couro. Na edição de 2011, a última do Rockgol, não houve a participação do músico.


Corinthians - Andre Matos era corintiano e participou de alguns programas esportivos, como convidado, sempre fazendo questão de mostrar seu apreço pela equipe do Parque São Jorge e vestindo uniforme do clube. O músico chegou a até participar de uma matéria especial no CT Joaquim Grava, conversando com jogadores do elenco, principalmente o goleiro Cássio, que gosta de rock, e com o treinador Tite.

Carreira - Andre Matos entrou para o mundo do metal em 1985, no Viper, quando tinha 14 anos. Na banda, gravou dois discos: Soldiers of Sunrise e Theatre of Fate. Ele deixou o Viper no início da década de 90, onde em seguida montou o Angra e gravou mais três álbuns de estúdio: Angels Cry, Holy Land e Fireworks.

Saiu do Angra em 2000, gravou um projeto chamado Virgo, com Sasha Paeth (do Heavens Gate) e, em seguida, montou o Shaman, onde colocou sua voz em mais dois discos: Ritual e Reason. Em 2006, outra mudança e começou a carreira solo, gravando Time to Be Free, Mentalize e The Turn of the Lights. Ainda chegou a fazer turnês de reunião com o Viper e o Shaman, até falecer em 8 de junho de 2019, deixando todos os fãs de seus trabalhos com saudade.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações