Como seguiram as carreiras dos 11 titulares do Azulão no vice da Libertadores de 2002

Por Fernando Bassoli / Corneta Caipira
Foto: Arquivo AD São Caetano

Jogadores do Azulão comemoram gol que abriu o marcador contra o Olímpia: levaram a virada

Entre 2000 e 2004, o São Caetano assombrou o futebol. Um time pequeno, do ABC Paulista, neste período, encarou os grandes do futebol brasileiro de igual para igual. Uma destas grandes campanhas do Azulão foi o vice da Copa Libertadores de 2002. Confira como seguiram as carreiras dos 11 titulares do jogo final contra o Olímpia, onde chegaram a estar vencendo por 1 a 0, no Pacaembu, mas levaram a virada (tinham ganho em Assunção) e perderam o título nas penalidades.

SILVIO LUIZ


O goleiro seguiu no clube até abril de 2006, quando se transferiu para o Corinthians. Após passagem frustrada pelo Timão, Silvio seguiu para o Vasco. Na sequência passou por clubes como Boavista, Juventude, Duque de Caxias e São Gonçalo.

RUSSO


Com passagem pela seleção brasileira, o lateral direito se transferiu para o Vasco logo após a decisão. Problemas extracampo prejudicaram a carreira do jogador que ainda passou por Spartak Moscou, Sport, Santa Cruz, Central de Caruaru, Anapolina e Brasil de Farroupilha.

DININHO


O zagueiro Irondino Ferreira Neto se transferiu para o Sanfrecce Hiroshima (Japão) em 2005, e retornou ao futebol brasileiro no ano seguinte para jogar no Palmeiras. Dininho também chegou a atuar pelo Flamengo em 2008 e passou por Santo André, Mirassol e Catanduvense.


DANIEL


Um dos homens de confiança do mister Jair Picerni, o zagueiro foi reforçar o Palmeiras na Série B do Campeonato Brasileiro de 2003. Daniel seguiu no verdão até 2006, quando retornou ao São Caetano para encerrar a carreira.

RUBENS CARDOSO


O lateral se transferiu para o Palmeiras ainda em 2002, tendo retornado ao Santos (dono dos seus direitos econômicos) em 2003. Rubens foi campeão mundial pelo Internacional em 2006 e também passou por Atlético Mineiro, Coritiba, Bahia, Sertãozinho e Jabaquara.

MARCOS SENNA


O volante se transferiu para o Villareal (Espanha) logo após a competição e permaneceu no clube por 10 temporadas. Naturalizado espanhol, Marcos disputou a Copa do Mundo de 2006 e a Eurocopa de 2008, nesta última sendo campeão. Senna ainda passou pelo New York Cosmos no fim da carreira.

ADÃOZINHO


O meio-campista José Elvino foi reforçar o Palmeiras na série B do Campeonato Brasileiro de 2003 a pedido do mister Jair Picerni. Adãozinho deixou o Palmeiras em 2004 e se tornou um verdadeiro andarilho da bola passando por mais de 10 clubes entre 2005 e 2011.

Imagem

AÍLTON


Decisivo na campanha que levou o azulão a decisão da Copa Libertadores, o meia encerrou a carreira já em 2003 após passagens por América Mineiro e Santo André.

ROBERT


O meia foi contratado por empréstimo junto ao Santos para reta final da Copa Libertadores. No mesmo ano, Robert retornou ao clube do litoral para se tornar campeão brasileiro. Na sequência, Robert passou por Consadole Sapporo (Japão), Corinthians, Bahia e America do Rio.

SOMÁLIA


O atacante deixou o clube pela primeira vez em 2003 para jogar no Al Hilal e entre idas e vindas no azulão também passou por Goiás, Grêmio, Fluminense, Náutico, Brasiliense, Duque de Caxias, Princesa de Solimões, Clube Atlético Taboão da Serra, entre outros clubes.

ANAÍLSON


Talvez o grande craque do time, Anaílson guiou sua carreira de uma forma bem aleatória. Deixou o azulão em 2005 para jogar no Marília. Na sequência, passou a rodar por diversos times como o Atlético Goianiense, Interporto, União Rondonópolis, entre outros clubes.
←  Anterior Proxima  → Inicio

2 comentários:

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações