O futebol também é social e clubes brasileiros cedem instalações para a crise do COVID-19

Por Lucas Paes
Foto: Gabriel Rodriguez/Athletico

O Furacão ofereceu suas instalações para o combate ao coronavírus

O futebol, como fenômeno social e cultural, ultrapassou já por muito a marca de ser apenas um esporte no Brasil e na maior parte do Mundo. O esporte bretão vê, em meio a crise da pandemia do Coronavírus, a bola parar de rolar praticamente em todo o globo. Em meio a isso, no Brasil, clubes de futebol tomam uma ação nobre e oferecem suas instalações para que sejam montados hospitais de campanha, de emergência, para o combate a doença que surgiu em Yuhan.

Tudo começou há três dias atrás. Primeiro, o Athletico Paranaense, depois, seguiram o exemplo times como Bahia, São Paulo, Corinthians. Aos poucos, a maior parte dos times brasileiros tem oferecido suas instalações para serem montados hospitais de emergência. Cabe agora aos governos municipal, estadual e federal fazerem sua parte e correrem atrás de montar a estrutura para que possa se evitar, ou pelo menos adiar, um iminente colapso do sistema de saúde, como ocorreu na Itália. Se formos rápidos o suficiente, talvez até conseguimos evitar tal colapso. 

Em meio a falta de ação vinda do presidente da república, que infelizmente bate cabeça em meio a pandemia, os clubes de futebol estão honrando sua responsabilidade social ao oferecer o que podem para ajudar a combater o vírus. As previsões para o Brasil são infelizmente trágicas e a expectativa é que a crise dure até Setembro. A Itália hoje é o país mais afetado pela COVID-19 e vive momentos que mudarão para sempre aquele país. A epidemia é mais mortal lá pela própria pirâmide etária italiana, mas um sistema de saúde não muito bom ajudou a situação a piorar. Opostamente, a Alemanha tem pouquissimas mortes, por estar mais estruturada. O Brasil parece se alinhar mais a situação italiana e isso preocupa, portanto é um alento que os times ajudem nessas horas.

O futebol é muitas vezes palco de críticas injustas, até meio sem nexo, devido a ser algo como um "ópio do povo". Quando se fala que o futebol distrai o brasileiro de coisas importantes, se ignora todo o impacto social que o esporte bretão gera no país. O futebol é chance de ascensão social, é meio de socialização, é um palco de histórias incríveis e mostra ser, num momento crítico, através de suas instituições, praticamente crucial. Os estádios, CTs e suas estruturas podem ajudar a salvar o Brasil do Coronavírus. Então é preciso entender todo o aspecto social que o futebol tem antes de sair ventilando aos quatro ventos uma superioridade por não gostar do esporte.

A bola pode parar de rolar em campo, mas ela continua rolando no golaço feito pelos clubes que estão oferecendo toda a sua estrutura em meio a maior crise pandêmica da nossa geração e que pode se tornar a maior da história (ainda que distante de ser a mais mortal). As vezes, mesmo que a magia aconteça dentro de campo, o futebol, em sua infinita beleza e importância, a despeito do que tantos dizem, marca golaços fora das quatro linhas. 
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações