terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Léo no Palmeiras

Por Victor de Andrade


Leonardo Lourenço Bastos, ou simplesmente Léo, foi um dos maiores laterais-esquerdos da história do Santos FC. Ídolo no Peixe e com uma passagem muito marcante pelo Benfica, de Portugal, o ex-jogador ficou marcado por sua garra (seu apelido é "Guerreiro da Vila") e declarações, sendo que algumas foram polêmicas. Porém, poucos se recordam que antes de defender o Alvinegro Praiano, Léo teve uma passagem discreta pelo Palmeiras, em 1999.

Léo nasceu em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, em 6 de julho de 1975. Começou no futebol no Americano, de sua terra natal, onde se profissionalizou em 1995 e ficou até 1997, quando foi negociado com o União São João, que naquele ano estava na Série A do Brasileirão. Léo se destacou no time de Araras e entre algumas propostas acabou indo para o Palmeiras.

Naquela temporada, o Palmeiras estava com o calendário totalmente cheio, disputando diversas competições e precisava complementar o seu elenco, para poupar os principais jogadores e uma das prioridades era um reserva para o lateral-esquerdo Júnior. Luiz Felipe Scolari queria a volta de Rubens Júnior, que pertencia ao próprio Verdão e foi emprestado ao Coritiba no Brasileirão de 1998, onde foi bem. Porém seu contrato com o Alviverde estava no fim e a negociação estava complicada.

Para suprir essa vaga, a diretoria do Palmeiras então foi atrás de Léo, que acabou sendo emprestado pelo União São João por um período de quatro meses. O anúncio da contratação foi feito em 23 de fevereiro daquele ano, mas o treinador Luiz Felipe Scolari não gostou muito da negociação, já que não havia pedido o atleta, que estava com 23 anos. "Não foi pedido meu. Acho que o clube está pensando num investimento futuro", disse em entrevista à Folha de São Paulo.

Pela necessidade, Léo até que foi utilizado durante esse período de empréstimo junto ao Verdão: Foram 12 jogos com a camisa do clube. Porém, a prova de que Felipão não estava contente com a contratação foi que o lateral-esquerdo não foi inscrito na Libertadores da América daquele ano, competição na qual o Palmeiras conquistou o título.

Em junho, ao final do contrato de empréstimo, o lateral-esquerdo foi devolvido ao União São João. Um ano depois, Léo desembarcaria na Vila Belmiro, onde a história seria completamente diferente e todos conhecem!
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações