sábado, 16 de junho de 2018

Islândia - A primeira vítima de Ronaldo Fenômeno

Por Victor de Andrade

Ronaldo, acompanhado pelos islandeses, marcando o seu primeiro gol pela Seleção

Este sábado, dia 16 de julho, é um dia histórico para o futebol islandês. Pela primeira vez, a Islândia entra em campo para uma partida de Copa do Mundo, contra a Argentina, no Spartak Stadium, em Moscou, na Rússia. Porém, alguém sabia que a seleção da terra do gelo está na história de um dos jogadores mais importantes do futebol? Sim, a primeira vítima de Ronaldo Fenômeno jogando pelo Brasil foi a Islândia.

Em 4 de maio de 1994, a Seleção Brasileira, comandada por Carlos Alberto Parreira, realizava mais um de seus amistosos preparatórios para a Copa do Mundo daquele ano, que foi realizada nos Estados Unidos. O local escolhido foi a Ressacada, em Florianópolis, e o adversário a Islândia.

Como a temporada europeia ainda não tinha terminado, Parreira montou uma equipe mesclada, aproveitando para testar alguns jogadores que atuavam no futebol brasileiro e não tinham vaga garantida na Copa, entre eles Ronaldo, com apenas 17 anos e que depois viria ganhar o apelido de Fenômeno, e outros, como Viola e Leonardo.

Atuando pela primeira vez como titular e fazendo o segundo jogo dele pela Seleção (a primeira foi entrando no decorrer da partida contra a Argentina, onde o Brasil venceu por 2 a 0), Ronaldo não deixou pressão tomar conta e partiu para cima dos islandeses, tendo a primazia de abrir o marcador, com um chute de primeira, de fora da área, sem chances para o goleiro Krisntisson. Era o primeiro gol do então menino com a camisa da Seleção Brasileira, cravando ali sua vaga na Copa.

Os três gols do Brasil no amistoso contra a Islândia, sendo o primeiro de Ronaldo

O jogo continuou e o Brasil facilmente fez os 3 a 0. Zinho, que era um dos que já estavam garantidos no Mundial, de pênalti, sofrido por Ronaldo, fez o segundo aos 41 minutos da primeira etapa e Viola completou o marcador aos 39' da segunda etapa, fazendo 3 a 0 para o time canarinho e também garantindo o seu passaporte para os Estados Unidos.

Para se ter uma ideia de como Parreira utilizou esse amistoso para teste, este foi o primeiro jogo de Sávio com a camisa da Seleção Brasileira. Outro que entrou ao fim da partida foi Túlio Maravilha. Já a Islândia era, na época, considerada uma das seleções mais fracas da Europa e nem sonhava em chegar em uma Copa do Mundo, o que aconteceu apenas desta vez, em 2018!
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações