domingo, 17 de junho de 2018

Em 1950, Brasil só empatava com a Suíça, em 2 a 2, no Pacaembu

Por Victor de Andrade

O Brasil atacando a Suíça, no Pacaembu, em 1950: empate em 2 a 2

Neste domingo, dia 17 de junho, Brasil e Suíça estreiam na Copa do Mundo de 2018, que está sendo realizado na Rússia. O time canarinho chega ao Mundial em boa fase e é uma das favoritas para conquistar a taça. Porém, o duelo em Rostov será o segundo entre as duas seleções em Mundiais. O primeiro foi em 1950, em pleno Pacaembu, e o resultado não foi tão favorável aos brasileiros: 2 a 2.

O Brasil sediava a quarta edição do torneio e havia construído o maior estádio do mundo para a competição, o Maracanã, no Rio de Janeiro. Porém, a rivalidade entre cariocas e paulistas era muito grande naquela época e, por isto, não marcar um jogo da Seleção Brasileira em São Paulo poderia causar até represálias na convocação, como aconteceu em 1930. Por isto, na segunda rodada do Grupo A, mais precisamente no dia 28 de junho, o Brasil encarava a Suíça no Estádio Municipal de São Paulo.

No fim, a torcida acabou vaiando a Seleção no fim do jogo

O time brasileiro chegou para a partida vindo de uma goleada na estreia: 4 a 0 sobre o México, no Maracanã. Já os suíços não foram bem em seu primeiro jogo e foram derrotados pela Iugoslávia por 3 a 0. Apesar do triunfo na partida anterior, o técnico Flávio Costa resolveu modificar todo o meio de campo, formado por Eli e Danilo, do Vasco, e Bigode, do Flamengo, colocando em seus lugares Bauer, Rui e Noronha, todos do São Paulo. Tudo isto para agradar os paulistas.

Mais de 42 mil pessoas lotavam as arquibancadas do Pacaembu e viram a Seleção Brasileira pressionar a Suíça nos primeiros minutos. Alfredo, logo aos 3', balançou as redes e fez a torcida vibrar de emoção. Apesar da vantagem, era perceptível que a mudança feita por Flávio Costa prejudicou o entrosamento da equipe e os suíços empataram aos 17', com Fatton.

Porém, a torcida empurrava a Seleção, que jogava com o seu então uniforme número um, com camisas brancas e shorts azuis, que conseguiu fazer o segundo ainda no primeiro tempo, mais precisamente aos 31', quando o centroavante do Corinthians, Baltazar, o Cabecinha de Ouro, marcou. Era o Brasil vencendo a Suíça.

Lances da partida (narração em espanhol)

Na segunda etapa, o Brasil, em vantagem, começou a controlar o jogo. Porém, o castigo veio aos 43', com Futton. Como o fim da partida estava próximo, o time da casa não teve tempo para reagir: 2 a 2 no placar final do jogo e vaia da torcida paulistana para o time brasileiro. No dia seguinte, os jornais de São Paulo criticavam o treinador carioca Flávio Costa, dizendo que ele não conseguia comandar aquela equipe.

No jogo seguinte, no Maracanã, o time de Flávio Costa venceu a Iugoslávia por 2 a 0 e conquistou a vaga no quadrangular final. Ao fim da competição, a equipe ficou na segunda colocação, após a trágica derrota por 2 a 1 para o Uruguai, em pleno Maracanã. Agora é torcer para que tanto o jogo deste domingo, quanto o resultado final da competição sejam diferentes.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações