terça-feira, 3 de abril de 2018

Copa América Feminina 2018 começa nesta quarta-feira


Começa nesta quarta-feira, dia 4, na região de Coquimbo, no Chile, a oitava edição da Copa América de Futebol Feminino. Com a presença das 10 seleções sul-americanas, a competição é muito importante, pois além de indicar a campeã do continente, serve como classificatório para a Copa do Mundo de 2019, os Jogos Pan-Americanos do mesmo ano e os Jogos Olímpicos de 2020.

As partidas serão realizadas em duas sedes: no Estádio La Portada, em La Serena (com capacidade para 18.501 expectadores), e o Estádio Francisco Sánchez Rumoroso, em Coquimbo (com capacidade para 18.750 pessoas). Confira os dois grupos da competição:

GRUPO A
Chile - Colômbia - Paraguai - Uruguai - Peru

Já estabilizada como a segunda força do futebol, tendo classificado para as últimas competições importantes, como Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, e por ter nomes como Tatiana Ariza e Natalia Gaitán, a Colômbia é a favorita do Grupo A e deve passar para a segunda fase sem grandes dificuldades.

Colômbia entra na competição em busca de seu primeiro título
(foto: divulgação FCF)

O Chile, por ser a dona da casa e joga com a torcida a seu favor, e o Paraguai, que sempre monta equipes que ao menos dificultam os jogos para as maiores forças, devem brigar pelo segundo lugar na chave. Uruguai e Peru correm por fora, mas sonham em passar de fase.

GRUPO B
Brasil - Equador - Argentina - Venezuela - Bolívia

Ganhadora de seis das sete edições realizadas até hoje, o Brasil é o grande favorito da competição. Apesar de ter passado por crise no ano passado, com troca no comando técnico e ameaça de boicote por parte de algumas jogadoras, o time amarelo chega na competição com força máxima, inclusive com a presença de Marta.

A segunda colocação do grupo deve ficar entre a Argentina, a única seleção que conseguiu desbancar o Brasil na história da Copa América, em 2006, e a Venezuela, já que a geração bicampeã sul-americana Sub-17 e que também chegou ao vice Sub-20 já começou a figurar na seleção principal. O Equador ainda pode surpreender e a Bolívia deve apenas fazer figuração.

Brasil se preparou para o torneio na Granja Comary
(foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Regulamento - As dez seleções participantes estão divididas em dois grupos de cinco times cada, que jogam entre si, dentro de suas chaves. As duas primeiras colocadas de cada grupo se classificam para o quadrangular decisivo, que vai indicar o campeão do torneio e as classificações seguintes da competição.

Fora o título, todas as posições no quadrangular final têm sua importância. Todos os times da fase final estarão garantidos no Torneio de Futebol Feminino dos Jogos Pan-Americanos de 2019, em Lima (lembrando que o Peru já tem vaga assegurada na competição por ser país-sede). Os dois primeiros colocados também se garantem na Copa do Mundo de 2019, que será realizada na França, e no Torneio de Futebol Feminino dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Já o terceiro colocado, além de estar no Pan-Americano, terá vaga na repescagem para a Copa do Mundo.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações