terça-feira, 27 de março de 2018

Santos luta, vence, mas o Palmeiras está na final do Paulistão

Por Lucas Paes

Gabriel briga pela bola: vitória no tempo normal não deu a classificação ao Peixe
(foto: Ivan Storti/SFC)

Passou o favorito, mas não com a facilidade que se esperava. O Palmeiras é finalista do Campeonato Paulista de 2018. No tempo normal, o Verdão foi derrotado pelo Santos por 2 a 1, jogando fora a vantagem que tinha conseguindo com o mando santista neste mesmo Pacaembu. Porém, nos pênaltis, os alviverdes venceram por 5 a 3, mais uma vez contando com o heroísmo do goleirão Jaílson. Um final de noite de terça épico para os torcedores das duas equipes em mais uma espetacular decisão envolvendo o "Clássico da Saudade".

Na partida anterior, diante de grande atuação do arqueiro Alviverde, o Palmeiras venceu por 1 a 0 e veio com vantagem para o jogo de hoje. Com isso, o favoritismo do Palestra era ainda maior antes dos últimos 90 minutos da semifinal diante do Santos.

O jogo começou agitado, com o Peixe entrando num maluco 4-2-4 para buscar o resultado. A primeira chance do jogo, porém, foi alviverde, numa finalização perigosa de Keno para fora. Só que aos 13 minutos, Arthur Gomes cruzou na cabeça de Eduardo Sasha, que colocou a redonda nas redes e zerou a vantagem palmeirense. A torcida santista teve pouco tempo para comemorar o gol, já que três minutos depois, Bruno Henrique acertou forte chute de fora da área e Vanderlei não conseguiu defender. Em 16 minutos, já tínhamos dois gols.

A partir do gol, o Palestra passou a controlar mais a partida, com o Alvinegro Praiano não conseguindo ficar muito com a bola. Porém, o único lance que assustou foi um chute de longe de Felipe Melo que passou por cima da meta.

Arisco e surpreendente, o ataque seguinte da equipe santista voltou a colocar o time visitante em vantagem. Rodrygo começou a jogada pela ponta e tocou para Gabigol, que tentou o chute, a redonda desviou em Eduardo Sasha e voltou para Rodrygo, que bateu com pouca força, porém com precisão para o fundo das redes.

Eduardo Sasha abriu o marcador (foto: Ivan Storti/SFC)

Buscando empatar rápido, o Alviverde Imponente partiu para cima. Primeiro, a cobrança de falta de Bruno Henrique terminou em grande defesa de Vanderlei. Depois, o arqueiro santista pegou outra boa cobrança, desta vez de Victor Luis. No último lance da primeira etapa, Antônio Carlos tentou mandar para o gol após confusão na área, já caído, porém a vantagem foi mesmo do Santos.

No segundo tempo, o Santos voltou preparado para, literalmente, defender a vantagem conseguida até ali. Logo no começo, Willian cabeceou com perigo. O Palmeiras dominou o jogo com certa facilidade, porém, aos 17', um recuo de Antônio Carlos quase complica Jaílson, que teve que sair na base do bicão para evitar o terceiro santista. O alviverde seguiu buscando o empate. Aos 24', Lucas Veríssimo quase fez contra ao cortar lance de Willian.

No meio da pressão palmeirense, o Alvinegro Praiano quase marca o gol que lhe daria a vaga. Em uma cobrança de escanteio venenosa de Jean Motta, David Braz cabeceou uma bola que iria para o gol não fosse a intervenção de Guerra, que afastou da área. A partir dai, os mandantes poucos conseguiram criar, já que não conseguiam entrar na defesa santista com eficiência. Só aos 39', numa sobra de bola, Keno cortou para a esquerda e deu um chute perigosíssimo. A última chance do jogo foi do Peixe e veio em chute venenoso de Jean Motta por cima da meta. Os pênaltis definiriam a vaga.

As primeiras quatro cobranças foram perfeitas para ambos os lados. Na terceira batida, Vitor Luis seguiu a perfeição palmeirense, mas Diogo Vitor parou em Jaílson, predestinado herói palmeirense. A partir daí, seguiram as cobranças perfeitas até que Guerra definiu a vaga palestrina, na última cobrança do Alviverde Imponente, finalista, apesar do sofrimento.

O Palmeiras espera o vencedor do confronto entre Corinthians e São Paulo (no primeiro jogo, o Tricolor venceu por 1 a 0) para saber o seu adversário da grande final, que começa a ser disputada no fim de semana. Já o Santos volta a campo apenas no dia 5 de abril, quando encara o Estudiantes, em Quilmes, na Argentina, pela Copa Libertadores.

O Palmeiras está na final do Paulistão de 2018
(foto: divulgação SE Palmeiras)

Ficha Técnica
PALMEIRAS 1 x 2 SANTOS
Nos pênaltis, Palmeiras 5 x 3

Data: 27 de Março de 2018
Local: Estádio do Pacaembu
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza 
Assistentes: Herman Brumel Vani e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

Cartões Amarelos
Palmeiras: Willian, Felipe Melo
Santos: Alison, Eduardo Sasha, David Braz, Lucas Veríssimo, Daniel Guedes

Gols
Palmeiras: Bruno Henrique, aos 16' do primeiro tempo
Santos: Eduardo Sasha, aos 13' do primeiro tempo, Rodrygo, aos 39' do primeiro tempo

Palmeiras: Jailson, Tchê Tchê, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo, Bruno Henrique (Moisés) e Lucas Lima (Guerra); Keno, Willian (Deyverson) e Dudu - Técnico: Roger Machado

Santos: Vanderlei; Daniel Guedes, David Braz, Lucas Veríssimo, Dodô; Alison, Renato (Leandro Donizete); Rodrygo (Jean Motta), Eduardo Sasha (Diogo Vitor), Arthur Gomes e Gabigol - Técnico: Jair Ventura
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações