segunda-feira, 3 de outubro de 2016

O Futebol no Cinema - O Corintiano de Mazzaropi

No filme, Mazzaropi é o barbeiro corintiano Manoel, que faz de tudo pelo Timão

O Curioso do Futebol inicia mais uma série, agora falando sobre o futebol no cinema. O filme escolhido para inaugurar este espaço foi "O Corintiano", com um dos grandes atores da história da tela grande nacional, Amácio Mazzaropi.

Em 1966, o Corinthians vivia um período de seca de títulos, que no Estado de São Paulo eram conquistados pelo Santos de Pelé e também pelo maior rival do Timão: o Palmeiras. Porém, apesar deste cenário negativo, a torcida corintiana não parava de crescer, um fenômeno que até hoje não tem uma explicação, mas que mostra o fanatismo da Fiel Torcida.

Seu Manoel com Dona Elisa, torcedora símbolo do Timão

Com tudo isso, Amácio Mazzaropi, que já era um dos grandes nomes no cinema brasileiro, e Milton Amaral resolveram criar um roteiro que abordava todo o fanatismo da torcida corintiana e sua relação com o maior rival: o Palmeiras. E o trabalho acabou tornando-se mais um sucesso do ator.

No filme, Mazzaropi era o Seu Manoel, um barbeiro torcedor fanático do Timão que fazia de tudo pelo seu time do coração e tinha um burro malhado em casa (preto e branco, claro!). Só para se ter uma ideia, seu Manoel chegava até a expulsar seus clientes da barbearia caso falassem mal do Corinthians. Além de sempre ir ao Pacaembu para ver a equipe jogar, o barbeiro chegava a até comprar todos os jornais da banca quando o Timão perdia.

Cartaz do filme

O fanatismo de Seu Manoel não parava por aí. Ele pedia todos os dias para que seu filho, Jair (Roberto Pirillo), abandonasse o curso de medicina para que tentasse a carreira de futebol no Corinthians. Já para a filha bailarina Marisa (Elizabeth Marinho) o conselho era outro: que ela tentasse namorar Rivellino, o Reizinho do Parque.

As brigas pelo Timão eram constantes, principalmente com seu vizinho, o palmeirense Leontino (Nicolau Guzzardi). Os dois ficavam se provocando sempre quando se encontravam e o resto da vizinhança ia junto. Leontino fica mais orgulhoso quando seu filho, o jogador Gino (Carlos Garcia) é contratado pelo Palmeiras.

Confira o Trailer do filme

Há muitas cenas hilárias no filme, como a clássica cena da 'guerra' de hinos dos clubes cantados pela vizinhança, Seu Manoel reclamando do grande cronista Geraldo Bretas (falava mal do Corinthians) ou quando convencem ele a ir assistir a uma apresentação da filha ao invés de ver o Timão no Pacaembu. Porém, o barbeiro leva um rádio de pilha escondido no paletó e tenta escutar a partida no meio da apresentação, causando uma grande confusão.

"O Corintiano" foi o 19º filme de Mazzaropi e teve um grande sucesso de bilheteria. Além disso, a película tornou-se referência e orgulho dos torcedores que, à época, viviam a dura fila sem títulos, que já somava 11 anos.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações