domingo, 8 de maio de 2016

Trave pára Jabuca e AD Guarulhos mantém os 100% na Bezinha

A cabeçada de Jé: a primeira das três bolas na trave

O Jabaquara bem que tentou. Foi melhor que o adversário e ainda meteu três bolas na trave. Mas, como no futebol o que vale é o gol, um lance da AD Guarulhos deu a vitória ao time da grande São Paulo, por 1 a 0, em partida realizada na manhã deste domingo, Dia das Mães, no Estádio Espanha, em Santos, mantendo os 100% de aproveitamento do líder do Grupo 4 do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, a popular Bezinha.

As duas equipes vinham com um histórico bem diferente na competição. Com apenas um ponto ganho, o Jabaquara buscava sua primeira vitória na competição com uma novidade no banco de reservas: o técnico Darlan Sant'Ana assumiu interinamente o time no lugar de Miltinho, que saiu após a derrota para o Atlético Mogi.

Cobrinha tenta passar por seu marcador

Já a AD Guarulhos está irrepreensível no início da Bezinha, vencendo os três jogos que tinha feito até então. Porém, o técnico Ricardo Alexandre teve problemas para escalar a equipe, já que o meia Leiker, um dos destaques, estava machucado e desfalcou o time neste domingo.

Mesmo com final do Paulista da A-1 à tarde na cidade, quem foi no primeiro jogo profissional do Estádio Espanha em 2016 (na segunda rodada, o Jabuca mandou seu jogo no Estádio Ulrico Mursa) não se arrependeu. As duas equipes apresentaram um bom futebol, fazendo um dos melhores jogos do campeonato até aqui. Aos 2 minutos, o Jabaquara assustou com Cobrinha, que aproveitou a sobra e chutou rasteiro, mas para fora.

Jogadores se atrapalharam e Jabuca perdeu grande chance

A AD Guarulhos deu o seu primeiro ataque aos 10. Felipe invadiu a área e chutou forte. A bola passou a direita da trave defendida por Thyago. Aos 13, a primeira bola na trave. Em escanteio pela esquerda, Jé subiu mais que todo mundo e cabeceou forte. A bola explodiu no travessão e saiu pela linha de fundo. O time da grande São Paulo respondeu em seguida com Felipe, que cabeceou forte, obrigando Thyago a agir.

E o primeiro tempo foi caminhando com as duas equipes se alternando no ataque. Aos 18, a AD Guarulhos chegou novamente com Felipe. Depois de bate-rebate na área, o centroavante dos visitantes cabeceou a bola por cima da trave. Aos 22, o Jabuca respondeu em outro escanteio. Alef entrou sozinho na área, mas o companheiro de equipe Renan subiu junto e o atrapalhou. A 'pelota' saiu mansinha pela linha de fundo.

Defesa da AD Guarulhos trabalhando

E o jogo continuou pegando fogo! Aos 37, a AD Guarulhos assustou de novo. Caíque recebeu dentro da área e fuzilou, mas Thyago fez uma ótima defesa, salvando o Leão da Caneleira. No escanteio, Jé desviou contra o próprio patrimônio, mas Wesley, na sobra, afastou o perigo. Aos 40, o Jabaquara chegou ao ataque com dois chutes seguidos de fora da área, de Cobrinha e Mancha.

Antes de terminar a primeira etapa, os visitantes chegaram com perigo mais duas vezes. Aos 41, Douglas Dodô aproveitou falha da zaga do Jabaquara, invadiu a área e rolou para Benitto, que finalizou para fora. No último lance, Douglas Dodô arriscou chute rasteiro de fora da área, obrigado o goleiro Thyago a fazer grande defesa. Ao fim do eletrizante primeiro tempo, placar de 0 a 0.

O Leão da Caneleira voltou pressionando no segundo tempo

No intervalo, como sempre, um bom papo com os amigos Leandro e Vladimir Von Zuben, Thiago dos Santos, Pepe Varela, Fabrício Lopes, Gilson Pereira e Raphael Balco, este último que veio de Guarulhos para acompanhar o time da cidade. Todos comentavam sobre o bom futebol apresentado pelos dois times.

Se a primeira etapa foi equilibrada, com a AD Guarulhos um pouco melhor (um pouco mesmo, já que os dois times foram muito bem), os 25 minutos iniciais do segundo tempo foram de total domínio do Jabaquara. Precisando da vitória, o Leão da Caneleira pressionou em busca do gol. Aos 15, a segunda bola no travessão do Jabuca. João Vitor, após jogada ensaiada de escanteio pela direita, cruzou e Renan subiu mais que todo mundo, cabeceando a 'pelota' no travessão. No rebote, Jé ainda tentou, mas a bola sobrou para o goleiro Lucas.

Renan e a segunda bola na trave do Jabaquara

Logo em seguida, outro lance de perigo criado pelo Jabaquara. Pedro Felipe invadiu a área e acertou um belo chute de canhota. O goleiro Lucas ainda tocou na bola antes de ela acertar a trave direita. Foi a terceira vez no jogo que a 'redonda' acertou o 'pau', como diria o narrador Silvio Luiz. Aos 21, o Leão chegou de novo, desta vez com Wesley, que deu lindo chapéu pela esquerda, invadiu a área e chutou de canhota. Porém, Lucas fez boa defesa, salvando a AD Guarulhos.

A AD Guarulhos saiu um pouco do sufoco aos 26, com Caíque, que perdeu a chance de finalizar quando já estava na área do adversário. No contra-ataque, o Jabaquara chegou com perigo novamente. Senegal, que é nascido no país africano e fazia sua estreia, deu um leve desvio de cabeça na bola, que sobrou para Micael. O meia-atacante do Leão da Caneleira invadiu a área e finalizou a direita da trave defendida por Lucas.

Ao final, 1 a 0 para a AD Guarulhos, apesar do bom futebol do Jabaquara

Aos 32 minutos, um 'castigo' para o Jabaquara, que estava melhor em campo. O atacante da AD Guarulhos Royce, que havia acabado de entrar, recebeu a bola, invadiu a área e acertou um chute forte, sem chances para o goleiro Thyago. E depois de três bolas na trave, o Jabuca estava perdendo por 1 a 0.

Depois de sofrer o tento, o Leão da Caneleira foi para cima em busca do empate. A melhor chance para a equipe da casa foi aos 43. Pedro Felipe, pela direita, foi até a linha de fundo, deu um giro no marcador e, de canhota, cruzou para a área. Senegal, de peixinho, deu um lindo cabeceio, mas o goleiro Lucas fez uma excepcional defesa. Nos acréscimos, a AD Guarulhos teve a chance de ampliar. Royce fez o pivô para Bartô, que sozinho finalizou nas mãos de Thyago. Com isso, a partida terminou com o placar de 1 a 0 para os visitantes.

Com mais essa derrota, mesmo com o bom futebol apresentado, O Jabaquara está na penúltima posição do Grupo 4 da Bezinha, com apenas um ponto. Na próxima rodada, a equipe vai até Mauá, no sábado, dia 14, às 15 horas, para enfrentar o Grêmio Mauaense. Já a AD Guarulhos segue na liderança da mesma chave, com 100% de aproveitamento (12 pontos) e recebe o Manthiqueira, no mesmo dia e horário, na grande São Paulo.

Entrevista com o treinador da AD Guarulhos, Ricardo Alexandre

Ficha Técnica

JABAQUARA 0 X 1 AD GUARULHOS

Data: 8 de maio de 2016.
Local: Estádio Espanha - Santos-SP.
Público: 140 pagantes.
Renda: R$ 1.720,00.
Árbitro: Wander Escardine.
Assistentes: Leandro Fernandes Rodrigues e Lídio Néri de Souza Junior.

Cartões Amarelos:
Jabaquara: Mancha.
AD Guarulhos: Bartô e Everton.

Gol:
AD Guarulhos: Royce, aos 32 minutos do segundo tempo.

Jabaquara: Thyago; Guilherminho, Renan, Jé e Wesley; Mancha (Caíque), João Vitor, Pedro Felipe e Cobrinha; Alef (Senegal) e Guilhermão (Micael) - Técnico: Darlan Sant'Ana.

AD Guarulhos: Lucas; Bartô, Marcelo, Everton e Cadu; Wellington (Rafael), Lucas Neves, Douglas Dodô e Benitto (Royce); Felipe e Kaíque (Junior) - Técnico: Ricardo Alexandre.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações