quarta-feira, 18 de maio de 2016

Oberdan Cattani - Um gigante do gol palmeirense

O gigante Oberdan

Todos os clubes têm goleiros como ídolos. Porém, na história do futebol brasileiro, poucos clubes ficaram tão marcados com goleiros importantes como o Palmeiras. Normalmente, os arqueiros do Alviverde chegam próximo à unanimidade entre a torcida e são respeitado, inclusive, pelos adversários, tornando-se ídolos do fã de futebol. A prova da ligação da agremiação com goleiros está no atual, Fernando Prass. Sua liderança e atuações o tornaram um dos grandes nomes do elenco Alviverde.

Porém, hoje vamos lembrar de um grande goleiro ídolo dos palmeirenses: Oberdan Cattani. Filho de imigrantes italianos vindo da Toscana, Oberdan Cattani nasceu em Sorocaba, no interior de São Paulo, em 12 de junho de 1919, começou como goleiro em clubes de sua cidade natal, como Sete de Setembro, Fortaleza Club, Estrada e São Bento.

Busto em homenagem ao goleiro

Oberdan chegou no ainda Palestra Itália no início dos anos 40 e logo se tornou um dos grandes goleiros de sua época. De estatura elevada, mãos grandes e elasticidade, suas defesas o tornaram um dos goleiros brasileiros mais famosos. Acabou ganhando os apelidos de Muralha e Fortaleza.

No Palmeiras, Oberdan foi vitorioso, onde conquistou quatro Paulistas (1942, 44, 47 e 50), além do Rio São Paulo de 1951 e a grande Copa Rio Internacional de 1951. Neste último título, que os torcedores do Alviverde consideram como um Mundial, o goleiro e sua equipe derrotaram na final a grande Juventus de Turim.

Infelizmente, como na década de 40 não houve Copa do Mundo, devido à Segunda Guerra Mundial, Oberdan não pôde defender a Seleção Brasileira na competição. Mas jogou pelo time canarinho em nove oportunidades, onde sofreu oito gols.

Oberdan no lançamento de sua biografia

O atleta ficou marcado por um estilo: encaixava a bola com apenas uma das mãos. Depois da carreira vitoriosa no Palmeiras, em 1954 Oberdan foi defender o Juventus, onde encerrou a carreira no ano seguinte. 

O goleiro faleceu em 2014, oito dias depois do seu aniversário de 95 anos. A causa da morte foram complicações cardíacas causadas por uma pneumonia. Porém, ele nunca saiu da memória dos palmeirenses. E ainda foi homenageado com o busto no clube. Uma honraria que poucos puderam ter!
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações