sábado, 8 de agosto de 2015

A primeira Copa Roca

Os jogadores campeões da primeira Copa Roca

No mesmo ano em que a Seleção Brasileira disputou seu primeiro jogo oficial, em 1914, também fez sua primeira competição oficial: a Copa Roca, que consistia na disputa entre brasileiros e argentinos. O nome do torneio surgiu da doação da taça para a disputa, feita pelo general Julio Roca, ministro das Relações Exteriores da Argentina, que tinha excelentes relações com o Brasil. A doação tinha como objetivo fortalecer a cordialidade esportiva entre os dois países.

A partida estava marcada para Buenos Aires. Porém, antes do jogo válido pela disputa da Copa Rocca, o Brasil realizou o seu primeiro amistoso internacional contra a própria Argentina, uma semana antes, sendo derrotado por 3 a 0. Mas o Brasil jogou desfalcado do atacante Rubens Salles.

No dia 27 de setembro de 1914, a Seleção Brasileira entrava no campo do Gymnasia y Esgrima para disputar sua primeira partida oficial numa competição contra uma federação estrangeira. Os argentinos eram os favoritos, já que o país tinha uma seleção desde o início do século.

Homenagem aos atletas

Porém, logo quando a partida começou, o favoritismo caiu por terra. Aos 13 minutos do primeiro tempo, ele, Rubens Salles, deu chute indefensável de fora da área, a bola subiu, pegou efeito e caiu. O goleiro Rithner nem viu por onde passou. O Brasil abria o placar, que ficaria inalterado até o apito final.

Assim, em seu 'primeiro ano de vida', a Seleção Brasileira conquistava o seu primeiro título internacional e logo em cima da equipe que, historicamente, se tornaria a grande rival.

Nesta partida também aconteceu um fato que entrou para a história dos confrontos entre Brasil e Argentina. Aos 21 minutos do segundo tempo, o atacante Roberto Leonardi, que era estudante de medicina, recebeu um lançamento de Izaguirre, dominou no peito, deu um sem-pulo e empatou a partida. O árbitro, que foi o brasileiro Alberto Borghert, validou o gol normalmente. Antes que os brasileiros dessem a saída, Leonardi se dirigiu ao árbitro, dizendo: “Não valide o gol, senhor Juiz, porque ajeitei a bola com a mão e não no peito”. Borghert apertou a mão do jogador argentino pela honesta atitude e ordenou a cobrança do tiro de meta.

A bela taça doada pelo general argentino Roca

Após a partida, o embaixador brasileiro em Buenos Aires, Sérgio Dantas, fez o seguinte comentário: “O gesto foi tão sublime que o gol deveria valer por dois”. Nos dias de hoje, não só por conta da rivalidade dos dois países no futebol, seria impossível presenciar tal ato de honestidade. No retorno dos campeões, o Cais do Porto, no Rio de Janeiro, tornou-se pequeno para a grande quantidade de torcedores que foram recepcionar os craques da seleção.

A Copa Roca foi disputada também em 10 oportunidades, sendo a última em 1976. Desde 2011, uma versão moderna do torneio, agora renomeado de Superclássico das Américas, vem sendo disputado. Juntando os dois nomes, o Brasil ganhou a Taça por 11 vezes e a Argentina 4.

Fica Técnica

BRASIL 1 x 0 ARGENTINA

Data: 27 de setembro de 1914.
Competição: Copa Roca.
Local: Estádio do Club Gimnasia y Esgrima, em Buenos Aires (Argentina).
Público: 17.200 pagantes.
Árbitro: Alberto Borgerth (Brasil).
Gol: Rubens Salles aos 13.

BRASIL: Marcos de Mendonça (Fluminense FC-RJ), Píndaro (CR Flamengo-RJ) e Nery (CR Flamengo-RJ); Lagreca (AA São Bento-SP), Rubens Salles (CA Paulistano-SP) e Pernambuco (Fluminense FC-RJ); Millon (CA Paulistano-SP), Oswaldo Gomes (Fluminense FC-RJ), Friedenreich (CA Ypiranga-SP), Barthô (Fluminense FC-RJ) e Arnaldo (CA Paulistano-SP) - Comitê Técnico: Sylvio Lagreca e Rubens Salles (capitão).

ARGENTINA: Rithner (CA Porteño); Bernasconi (C Estudientes de La Plata) e Lanús (C Estudientes de La Plata); Naón (Gimnasia y Esgrima), Sande (C Estudientes de La Plata) e Sayanes (Ferro Carril Oeste); Lamas (C Estudientes de La Plata), Leonardi (C Estudientes de La Plata), Piaggio (C Atlanta), Izaguirre (S Palermo) e Crespo (CA Tigres) - Técnico: Juan José Rithner (capitão).
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações