FPF exigirá que treinadores no Paulista de base tenham Licença Honorária, PRO, A ou B da CBF em 2022

Foto: reprodução

Sede da FPF

A Federação Paulista de Futebol (FPF), através de circular enviada aos clubes na última terça-feira, dia 14, informou que os treinadores das categorias Sub-15, Sub-17 e do Sub-20, que trabalharão no campeonato estadual em 2022 deverão ter Licença Honorária, PRO, A ou B da CBF ou apresentarem matrícula no curso.

"A Federação Paulista de Futebol vem através desta informar que, no ano de 2022, exigirá dos treinadores das categorias Sub-15, Sub-17 e do Sub-20 (Primeira e Segunda Divisões) que atuarão no Campeonato Paulista dessas categorias, a Licença Honorária, Licença PRO, Licença A ou Licença B emitida pela CBF (CBF ACADEMY), ou então, a apresentação da matrícula no curso para obtenção da respectiva licença no ano em questão", diz a circular nº 395/2021/FPF-PRES.


De acordo ainda com o documento, a FPF afirma que vem ajudando os clubes, há cinco anos, para que seus treinadores possam fazer o curso. "Desde 2016, a FPF tem Incentivado a participação dos treinadores, oferecendo bolsas de estudo de 50% de desconto aos profissionais que atuam nas categorias de base de nossos clubes filados. Com isso, temos já um número expressivo de profissionais no Estado de São Paulo com as respectivas Licenças citadas acima, já qualificados e preparados para atender essa exigência e consequentemente contribuir para um melhor processo de formação de nossos futuros atletas profissionais".

A circular ainda fala que a entidade vai tirar dúvida das agremiações. "Certos de que esta exigência é um dos pilares em nossa busca pelo desenvolvimento do futebol paulista, colocamo-nos à disposição dos Clubes, por meio do diretoria de Integração e Desenvolvimento", finaliza o documento.

Documento enviado aos clubes na última terça-feira

←  Anterior Proxima  → Inicio

Um comentário:

  1. Totalmente ilegal e arbitrário a lei federal de exercício do treinador de futebol... CBF não e órgão regulador do futebol no Brasil. E não pode exigir algo contrário a lei federal...
    Curso profissionalazinte sem reconhecimento do MEC,não pode ser julgado como formação principal...
    E só ler a lei federal

    ResponderExcluir

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações