Paulistão volta nesta quarta-feira

Por Lucas Paes 

Paulistão retorna após quatro meses de paralisação

Paralisado desde março devido a pandemia da COVID-19, o Campeonato Paulista volta no meio de semana, com destaque absoluto para o clássico entre Corinthians e Palmeiras, que ocorrerá dia 22, quarta-feira. Assim como o futebol tem se acostumado no resto do planeta, o campeonato volta com portões fechados e diversas restrições e medidas de segurança relacionadas a pandemia. Na questão do jogo, por exemplo, a FPF segue as orientações da International Board e autorizará cinco substituições em três paradas durante os duelos. Obviamente, muita coisa mudou em todos os clubes desde a paralisação. 

Grupo A 

Santos - 15 pontos - 8º lugar na classificação geral

O Peixe passou por turbulências recentes, com Everson e Eduardo Sasha entrando na justiça contra o clube devido a pendências de direitos de imagem. Jesualdo Ferreira terá trabalho para recuperar a moral do time em meio a um tsunami de problemas de gestão que ameaça o futuro santista. Em meio a isso a torcida protesta pedindo a renúncia de José Carlos Peres. Porém, os alvinegros tinham a classificação praticamente garantida, mas não são favoritos ao título. 

O Santos segue treinando em meio a turbulências internas (Foto: Ivan Storti/SFC)

Oeste - 10 pontos - 12º lugar 

O time de Barueri fazia boa campanha no estadual até a parada e tentará manter essa toada no retorno. O Rubrão inclusive voltou antes do autorizado e chegou a ter problemas por isso. Porém, a equipe recentemente seguiu os protocolos e agora se prepara para enfrentar a Inter de Limeira, fora de casa, no primeiro jogo após a volta da competição. 

Água Santa - 10 pontos - 14º lugar 
O Netuno está também na briga pela classificação e trouxe alguns reforços para a sequência do Campeonato Paulista, além da chegada de Toninho Cecílio para o comando técnico. A equipe de Diadema fez recentemente a última testagem nos atletas e tenta, além de evitar de vez um possível rebaixamento, sonhar com uma classificação a fase final da competição. 

Ponte Preta - 7 pontos - 16º lugar

A Macaca faz o que é quiçá sua pior campanha no Campeonato Paulista nos últimos 20 anos. A pioneira era a lanterna da competição e segue pensando primeiro de tudo em escapar de um esquisito rebaixamento a série A2. A equipe, porém trouxe alguns reforços para o segundo semestre, incluindo três jogadores do Mirassol, que faz grande campeonato estadual, buscando escapar do descenso e ir bem na Série B.


Grupo B 

Santo André - 19 pontos - 1º lugar

Sensação da competição, o Ramalhão é provavelmente o clube que mais vai "sofrer" com o retorno dela. Os andreenses já viam certa queda no desempenho nos últimos jogos e lutam agora para continuar a ótima campanha em meio a perda de alguns destaques do time que tiveram os contatos encerrados e foram para outras equipes. 

Palmeiras 19 pontos - 2º lugar

O Verdão perdeu seu grande destaque, o ponta Dudu, em meio a pandemia do coronavírus, mas segue tendo o que é o melhor elenco do estado e segue sendo um dos favoritos ao título estadual. Os palestrinos já retornaram as atividades e tem o grande destaque da rodada de retorno no duelo entre alviverdes e o Corinthians, em mais um Derby Paulistano. 

Gabriel Veron sofeu lesão e será desfalque no Derby (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

Novorizontino - 16 pontos - 7º lugar

Único invicto do campeonato, o Tigre ainda luta para buscar uma vaga as quartas de final, pois apesar de não perder, a equipe aurinegra empatou sete dos 10 jogos disputados. O treinador Roberto Fonseca já trabalha com a realidade do elenco bem modificado em relação ao começo da competição, mas o Tigre já vem nos últimos anos visando um trabalho de longo prazo, incluindo nisso a disputa da Série D. 

Botafogo - 8 pontos - 15º lugar

Outro time que trabalha no longo prazo, o Tricolor de Ribeirão Preto é uma das equipes que mais deve sentir falta do seu torcedor, já que briga contra o descenso no estadual. Vivendo momentos turbulentos após uma boa reestruturação, o clube tem no Paulistão mais um laboratório para a Série B do que qualquer outra coisa, mas ainda é importante conseguir evitar o descenso.


Grupo C 

São Paulo - 18 pontos - 3º lugar

Talvez o grande destaque do estadual até a paralisação entre os quatro grandes, o Tricolor do Morumbi de Fernando Diniz tenta quebrar o incômodo jejum de 15 anos sem títulos, que bateu na trave no ano passado. Os são-paulinos veem no estadual uma chance de respaldar o trabalho de Diniz e de quebra ganhar um título depois de oito anos sem taças. 

Walace se recupera de lesão em meio ao retorno (Foto: Érico Leonan/SPFC)

Mirassol - 16 pontos - 5º lugar

Outro dos grandes destaques do interior no estadual, o Mirassol é outro clube que trabalha com um elenco diferente do inicial nesse retorno, mas tem esse problema um pouco aliviado pois já planejava seu ano visando a Série D de 2020. A meta no retorno é que o Leão possa garantir a classificação e quem sabe fazer uma boa partida no difícil confronto que se avizinha contra o São Paulo. 

Inter de Limeira - 11 pontos - 9º lugar

Um dos clubes que volta ao campeonato sem poder jogar em sua casa, já que Limeira está ainda na fase vermelha da prevenção a pandemia no estado de SP, a Inter de Limeira de Elano terá a missão neste retorno de confirmar a permanência na Série A1, que não é tão difícil. A equipe tenta também se recuperar dos cinco jogos sem vitórias que vinha na sequência a quatro meses atrás. 

Ituano - 10 pontos - 13º lugar

Apesar de perder peças importantes, o Galo de Itu conseguiu manter alguns jogadores e se reforçou para o retorno, não complicando tanto a situação para o treinador Vinicius Bergatin. Com isso, o campeão do estadual de 2014 busca escapar do descenso, já que fazia má campanha até a paralisação e com isso manter o bom retrospecto nos últimos anos e também se preparar bem para a Série C, principal objetivo do clube no ano.


Grupo D 

Red Bull Bragantino - 17 pontos - 4º lugar

Talvez o grande destaque do interior no torneio, pelo menos em seu início, o Braga entrou no Paulistão esperando disputar de igual pra igual com os grandes e vem conseguido fazer uma boa competição. A equipe da Red Bull, praticamente classificada, busca confirmar de vez a vaga e tentar buscar a segunda conquista do estadual, dando um bom suporte para a reestreia no Brasileirão. 

Guarani - 16 pontos - 6º lugar

Outra grande surpresa do Interior, o Bugrão fazia grande campanha até a paralisação e também vê sua classificação bem encaminhada. O alviverde vê um grupo que provavelmente terá um semifinalista do interior como grande chance de buscar novamente a final do estadual. O time campineiro ainda terá a Série B após o estadual 

Corinthians - 11 pontos - 10º lugar

Sem sombra de dúvidas a grande decepção do campeonato, o Timão vive também momento turbulento nos bastidores, apesar de não sofrer com rescisões ainda como ocorreu com o Peixe. Tiago Nunes terá trabalho e a classificação é distante para o atual tricampeão, sendo que o alvinegro sequer afastou totalmente o risco de queda para a Série A2, o que seria um vexame histórico e de proporções catastróficas 

Tiago Nunes sofre em seu início no Timão (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Ferroviária - 11 pontos - 11º lugar

Apesar de ainda sonhar com a classificação, a Ferroviária vê como seu grande objetivo no retorno do campeonato a permanência na Série A1. Com o elenco modificado após a perda de jogadores com o fim de contrato em meio a paralisação do futebol, o time de Araraquara pensa primeiro de tudo em se manter na primeira divisão estadual, mesmo com a perda do meia Claudinho, destaque da equipe.

←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações