Há 90 anos, Seleção Brasileira vencia o primeiro jogo em Copas do Mundo

Com informações da CBF
Foto: arquivo CBF

A formação da Seleção Brasileira que conquistou a primeira vitória em Copas do Mundo

O retrospecto da Seleção Brasileira em Copas do Mundo é excelente. Só o Brasil disputou todas as 21 edições, é o maior campeão (cinco títulos), quem mais fez gols (229) e também quem mais venceu, com 73 triunfos. Tudo isso começou no Mundial de 1930, disputado no Uruguai. E foi num 20 de julho como este, há 90 anos, que Moderato, Preguinho e companhia abriram o caminho com a primeira vitória do futebol brasileiro na história das Copas. 

O histórico Estádio Centenário, construído para a Copa de 1930, foi o palco da goleada por 4 a 0 do Brasil sobre a Bolívia. O regulamento da época previa que apenas um time de cada grupo avançava para a próxima fase e o escrete brasileiro chegou ao confronto já sem chances de classificação, pois a Iugoslávia havia assegurado a liderança. Mesmo assim, o triunfo brasileiro entraria de forma definitiva para a história dos Mundiais.

A partida marca uma curiosidade. Na época, o uniforme da Seleção Brasileira era branco e o da Bolívia também. As delegações não tinham o hábito de levar camisas alternativas e, após derrota no sorteio, os bolivianos tiveram de improvisar. A solução encontrada foi pedir ajuda aos anfitriões. Por isso, a equipe que hoje é conhecida como "La Verde" usou a histórica camisa celeste do Uruguai no confronto. A roupa do time que seria o campeão no final do torneio acabou não trazendo sorte e o Brasil venceu com tranquilidade. 

Quem olha apenas o resultado hoje não imagina a pressão por conta da derrota no primeiro jogo, diante da Iugoslávia. Por isso, o técnico Píndaro de Carvalho se viu obrigado a promover diversas modificações no time com relação ao duelo de estreia. Na meta, Joel deu lugar a Velloso. Brilhante deixou a equipe e Zé Luiz fez a dupla de zaga com Itália. O meio-campo foi mantido com Fausto, Hermógenes e Fernando, mas no ataque apenas o craque Preguinho ficou. Saíram Poly, Nilo, Teóphilo e Araken para as entradas de Benedicto, Russinho, Carvalho Leite e Moderato. O esquema tático foi mantido com o super ofensivo 2-3-5 e as modificações surtiram efeito.


Relatos da época dão conta de que os brasileiros envolveram e dominaram facilmente os bolivianos. Logo no primeiro tempo, aos 37 minutos, Moderato abriu o placar. Na etapa final, a Seleção voltou ainda melhor e ampliou com Preguinho, aos 22. Seis minutos mais tarde, Moderato apareceu novamente para marcar outro gol e, na marca dos 38, Preguinho fez o quarto para garantir a sua artilharia na equipe do Brasil, com três gols, e a primeira vitória do país em Copas do Mundo.

Começava ali uma das mais bonitas histórias de todos os tempos. Um verdadeiro romance entre Seleção Brasileira e Copa do Mundo, que segue encantando os fãs de futebol após 90 anos. O pentacampeonato, o maior número de vitórias, de gols e todos os resultados alcançados até hoje, tão positivos e marcantes, passam também pelos pés dos nossos primeiros representantes. Por isso, a Confederação Brasileira de Futebol faz questão de exaltar a memória de todos estes grandes atletas. Muito obrigado, Joel, Velloso, Zé Luiz, Brilhante, Itália, Hermógenes, Fausto, Fernando Giudicelli, Poly, Nilo, Araken, Preguinho, Theóphilo, Benedicto, Russinho, Carvalho Leite, Moderato, Ivan Mariz, Fortes, Manuelzinho, Oscarino, Pamplona, Doca, Benvenuto e Píndaro de Carvalho.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações