A ida de Denílson ao Bétis

Por Lucas Paes
Foto: Getty Images


A ida de Denílson ao Bétis foi a venda mais cara do futebol mundial na época

Nos dias de hoje, uma transferência de 32 milhões de euros sequer salta aos olhos na janela de transferências. Há 20 anos atrás, porém, cifras não tão astronômicas envolviam negociações de atletas. O meia-atacante Denilson, revelado pelo São Paulo, foi durante algum tempo a maior transferência do futebol mundial, com um valor próximo ao citado, sendo 30 milhões de dólares, aproximadamente, na época (O Euro só entrou em vigor em 1999). Foi esse valor que o Bétis pagou pelo brasileiro.

O interesse do clube espanhol surgiu após as boas atuações de Denilson no São Paulo. Revelado pelo Tricolor em 1994, Denilson fez boas partidas pelo Tricolor e chamou a atenção do futebol europeu. Parte da equipe campeã da Copa Conmebol em 1994, foi o destaque também do título do estadual em 1998. Esse último, porém, quase não ocorreu, porque sua venda ao Bétis ocorreu em agosto de 1997, muito antes da taça vencida pelo tricolor no ano seguinte.

Inicialmente, a primeira proposta aceita pelo Tricolor Paulista foi de um time muito maior que o Bétis: o Barcelona. Juan Figer, famoso agente FIFA, foi intermediário da negociação. Segundo contou Denílson em entrevista, em um dia ele saiu do treino sabendo que ia ao Barcelona, no seguinte, chegou ao treino e o São Paulo tinha aceitado uma proposta do Bétis, com valores próximos à 30 milhões de dólares. Ao invés das praias de Barcelona, o jogador iria para a cidade de Sevilha. Apesar do acerto e da apresentação, ele ainda jogaria pelo São Paulo mais um ano.



Essa foi uma das "vantagens" vistas pelo time do Morumbi na proposição do alviverde de Sevilla. Apesar do acerto ocorrer em 1997, ficou acordado entre os clubes que o meia-atacante só iria mudar-se para a Espanha depois da Copa do Mundo de 1998, a ser disputada na França. Com isso, os são-paulinos ainda teriam um ano com sua revelação no elenco.

Denílson ficou no Soberano e foi um dos destaques da conquista do título estadual de 1998, troféu que serviu para quebrar uma corrente de seis anos de títulos de Palmeiras ou Corinthians na competição. Depois de fazer parte da equipe brasileira vice-campeã mundial em 1998, acabou finalmente se mudando para o Bétis, onde ficaria até 2005.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Colabore

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações